fbpx
Home / Viajei (relatos) / Cartão Postal / Um portal chamado Caraíva – O que fazer por lá?
Paisagem da natureza vibrante de Caraíva | Cristiane Nunes

Um portal chamado Caraíva – O que fazer por lá?

Muito axé, muita magia e boa energia só poderiam ser em Caraíva, na Bahia

Por Cristiane Salgado Nunes

Para chegar em Caraíva, o último trecho é feito de barquinho | Muita Viagem

Caraíva é uma espécie de portal para outra realidade. Cruzar o rio é o rito de passagem. É preciso viver a experiência para entendê-la.

Não é ao menos que muitas pessoas que se programam para passar alguns dias por lá acabam estendendo, não querendo mais voltar. Vamos aqui contar o porquê!

Roteiro de 5 dias com dicas descoladas no Pernambuco

Como chegar em Caraíva

Os barcos que fazem o serviço de travessia no rio de Caraíva | Cristiane Nunes

Separada por um rio, Caraíva é um vilarejo no sul da Bahia, cerca de 70 km de distância de Porto Seguro. Existe todo um clima de comunidade no local, mas com uma energia especial, que torna esse lugar inigualável.

Para chegar até lá, é preciso alugar um carro ou optar por um transfer – a média de custo é de R$ 350 e muitas pousadas disponibilizam o serviço – e a viagem dura por volta de 2 horas e meia.

Roteiros para fazer de carro no litoral sul da Bahia

Chegando em Nova Caraíva, é possível cruzar o rio de canoa ou de carroça. A travessia de barco custa em média R$ 15 e leva no máximo 5 minutos e, sinceramente, é bem mais interessante e rápida do que a terrestre.

É importante lembrar que em Caraíva não há banco ou caixa eletrônico, por isso, é bom ter dinheiro em nota, pois há serviços que não aceitam cartão.

Onde ficar em Caraíva

Em uma localização privilegiada, a Pousada da Barra fica entre o rio e o mar, com fácil acesso para os dois.

As acomodações são distribuídas em bangalôs, em uma área de 8.000 m². A casa oferece serviços de restaurante e de atividades como mergulho, canoagem, trilhas e equitação.

Vista do jardim da Pousada com esteiras e o cristal de quartzo fumê | Cristiane Nunes

O mais interessante é que a pousada também conta com uma programação de eventos e aulas de yoga, além de serviços de massagem, o que tem tudo a ver com a energia do lugar e com o contato com a natureza.

Uma das belezas da pousada são os enormes cristais espalhados pelo jardim. Fique atento, você vai encontrar quartzo branco, quartzo rosa, fuchsita…

Provavelmente, é uma das opções de hospedagem mais confortáveis em Caraíva, tanto pelas facilidades de acesso para o rio e a praia, quanto à qualidade das acomodações e dos serviços.

Pesquise opções de pousadas em Caraíva pelo Booking

O que fazer em Caraíva

Caraíva é um vilarejo, portanto, é um local pequeno, em que as pessoas se conhecem pelo nome e se cumprimentam na rua.

Para quem vive em grandes cidades, com certeza, vai perceber a necessidade de desacelerar o ritmo e notar como o tempo flui diferente por lá, além da proximidade nas dinâmicas sociais.

Talvez seja esse o segredo mágico de Caraíva. É a mistura de natureza com estilo de vida.

Aqui vão dicas dos lugares mais bacanas da vila:

Boteco do Pará

Sempre com alta frequência, o Boteco do Pará é famoso pelo pastel

O clássico pastel do Pará em Caraíva! Experimente logo o de arraia, o mais excêntrico – mas não tanto para os locais. O sabor é semelhante ao de peixe. O local é bem aconchegante, com mesas externas e lamparinas nos galhos de árvores.

Forró

Arte de cangaceiros na parede do Forró do Pelé

À noite, tem forró em Caraíva em duas casas se revezam, abrindo em dias alternados: o Forró do Pelé e o Forró do Ouriço.

A noite costuma começar tarde, depois das 22h, indo até altas horas da madrugada.

Por isso, é aconselhável descansar depois da praia para aguentar a noitada. Para a entrada, é indicado comprar o ingresso com antecedência, o que pode ser feito na porta do estabelecimento.

Também não dá para falar de Caraíva, sem citar a bebida Netuno, típica da região. Pela cor lembra a catuaba, porém, é feita de gengibre. O gosto é bem forte e não é preciso de muito para sentir o efeito inebriante!

Beco da Lua

O colorido dos estabelecimentos do Beco da Lua é um dos destaques do local

Com casinhas coloridas, em uma ruela sem saída, o Beco da Lua reúne vários estabelecimentos gastronômicos, como pizza, hambúrguer, comida japonesa, drinks, entre outros, em uma área com mesas externas.

O clima aqui é de descontração, e um dos pontos de parada antes de ir para os bares ou o forró.

Koa

Peixe fresco sendo preparado no Koa

Para quem gosta de frutos de mar, o restaurante Koa sempre oferece pratos com peixes bem frescos e com muito sabor.

A ambientação é rústica, seguindo o estilo de Caraíva, com mesas em um pier e vista para o rio.

À noite, costuma ser mais cheio e ter música ao vivo ou discotecagem. Vale para tomar um bom drink e provar algumas opções deliciosas de frutos do mar grelhados na brasa.

Bar do Porto

Noite descontraída e com música no Bar do Porto

Pertinho do Koa está o Bar do Porto, um lugar com mesas externas, luz de velas e a típica música nordestina ao vivo.

Com uma bela vista para o rio Caraíva, o estabelecimento proporciona noites bem gostosas, com opções de crepes, pizzas e bebidas.

Cachaçaria

Entrada da Cachaçaria, um dos restaurantes mais frequentados em Caraíva

Apesar do nome, é muito mais do que uma cachaçaria.

Com uma bela variedade de pratos no cardápio, que vão de risoto a hambúrguer, o restaurante consegue agradar os mais variados tipos de gostos. Para beber, mais de 40 rótulos de cachaças caseiras.

No fim da noite, costuma ter música ao vivo, como forró ou roda de samba.

Mangaba

Jardim do Mangaba sempre cheio para aproveitar a noite de Caraíva

Embaixo de uma árvore ficam as mesas externas do Boteco Mangaba.

Em meio a essa ambientação da natureza, o restaurante oferece pratos bem saborosos, como o peixe assado com abacaxi e arroz no leite de coco. A dica de sobremesa é a cocada com brigadeiro de colher.

Toca do Siri

Jardim nos fundos da casa, com um clima bem intimista | Cristiane Nunes

Próximo à igreja do vilarejo, provavelmente, o lugar mais singular de Caraíva.

Em vez de forró ou samba, o bar tem jazz e música espanhola ao vivo. Além da famosa gin tônica da casa, o local tem bons drinks autorais, em um ambiente bem descolado, com mesas, sofás e jardim.

Dica: não deixe de passar no banheiro, vale pela decoração.

Tapioca Caraíva

Entrada do Tapioca Caraíva já anuncia que o lugar é pet friendly

Para quem não dispensa uma boa tapioca, o Tapioca Caraíva é um ambiente bem descolado e descontraído.

Além da tradicional tapioca, com diversos recheios – de queijo coalho a carne seca – o estabelecimento também serve churros e pão de queijo de tapioca, que é uma delícia!

Canto da Duca

O Atelier e restaurante da Dona Duca, conhecida no vilarejo inteiro | Cristiane Nunes

Restaurante vegetariano/vegano e arte. Os dois juntos. Mas o importante é saber que Duca é uma personalidade em Caraíva, conhecida por todos, pois chegou ao vilarejo nos anos 80, ajudando a construir a comunidade.

Muitas intervenções artísticas de estrelas, lua, mar e barcos por toda a vila de Caraíva são de sua autoria. Após conhecer o atelier, prove o famoso doce da casa, o nega maluca.

Caraíva Republic

A loja mais “instagramável” de Caraíva

Certamente, a loja mais fotografada pelos turistas, não há quem não resista fazer um clique em sua fachada “Sorria, você está em Caraíva”.

Se você quiser uma lembrança bem original de Caraíva, aqui você vai encontrar aqui objetos e roupas — camisetas e regatas com a “marca” Caraíva. À noite, costuma ter música e a loja se transforma em uma espécie de bar.

Bar Lagoa Caraíva

As festas de réveillon em Caraíva são bem conhecidas e lotadas no Bar Lagoa

As melhores festas da vila acontecem no Bar Lagoa, que costuma trazer DJ’s renomados para agitar a noite do vilarejo.

A festa de Ano Novo, por exemplo, é bem conhecida no litoral sul da Bahia. Tamanho sucesso do réveillon em Caraíva, as compras dos ingressos devem ser feitas com bastante antecedência, mas há outras ao longo do ano. O ideal é acompanhar a programação no site, já que é esporádico.

Réveillon: lugares para viajar no Brasil

Farm no Paraíso

A famosa marca carioca Farm na loja da Lagoa

A Farm veio para Caraíva em 2013, em uma parceria com a Lagoa. A marca, que tem tudo a ver com o lifestyle do vilarejo, vende seus produtos na loja da Lagoa, ao lado de outras marcas de biquínis, saídas de praias e acessórios.

O que fazer em Porto Seguro, Bahia

A melhor praia de Caraíva

Praia do Satu

A Praia do Satu é conhecida por suas lagoas e falésias roseadas | Cristiane Nunes

Um passeio em Caraíva que deve ser prioridade é conhecer a Praia do Satu. A praia tem baixa frequência e apenas alguns bares.

Para chegar até lá, é preciso atravessar o rio – os barqueiros costumam cobrar R$ 5 – e seguir em uma caminhada de 4 km até chegar ao primeiro bar.

O trajeto não tem sombra, é debaixo do sol, por isso, recomenda-se muito protetor solar e o uso de chapéu ou boné. Parece cansativo, mas vale muito a pena.

A beleza natural na tranquila Praia do Satu | Cristiane Nunes

Litoral Sul da Bahia: As melhores praias de Porto Seguro à Caraíva

No caminho, você vai encontrar as falésias de cor rosa que, sinceramente, dão toda a beleza do trajeto, além de enormes galhos e rochas. Aproveite para bater umas fotos!

As pedras rosas do Satu que se desfazem como se fosse argila | Cristiane Nunes

Os quiosques costumam se concentrar quase que um ao lado do outro. Mas não pare no primeiro bar ou em algum outro até chegar na lagoa com água quente.

Na lagoa, existe um banco de argila branca, que tem um efeito medicinal.

É comum ver muitas pessoas passando pelo corpo e rosto, o que dá um efeito hidratante, você vai sentir sua pele bem lisinha.

A Lagoa do Satu tem água quente, além do banco de argila branca | Cristiane Nunes

Além da lagoa com água calmíssima, o mar não costuma ser muito bravo, sendo bem propício para o banho.

Seguindo caminhada, há outras lagoas com lama e falésias na paisagem.

Com poucos bares, o Satu não costuma ser uma praia cheia | Cristiane Nunes

O ideal é se programar para passar o dia no Satu. Dependendo do horário de volta, a maré do rio sobe.

A dica é ficar atento à tábua da maré, e voltar antes do entardecer. Você consegue cruzar o rio a pé, sem precisar do barqueiro.

About Cris

Cristiane Salgado Nunes é jornalista, curiosa nata, e adora descobrir novos lugares. É apaixonada por fotografia, moda e street art. Trabalhou no Estado de S. Paulo e na Discovery Channel.

Um comentário

  1. Olá,
    Sou uma das sócias do Boteco Mangaba.
    Quero agradecer por nos incluir no roteiro de Caraíva.
    No entanto, o cardápio descrito é do antigo Restaurante Mangaba.
    O Boteco Mangaba trabalha com chapas, porções e brusquetas além de muita cerveja gelada e drinks deliciosos.
    Temos atrações todas as noites e de 3a feira, acontece o sambão do Mangaba – que já virou tradição em Caraíva.
    Venham nos visitar! Será um prazer receber vocês.

Comente aqui

O seu e-mail não é publicado. Preenchimento obrigatório *

*