Início / Antes da Viagem / Os trios elétricos e blocos carnavalescos
Maracatu Piaba
Maracatu Piaba

Os trios elétricos e blocos carnavalescos

Definitivamente não gostamos do carnaval de Salvador… tem sensação pior do que ver as ruas da cidade invadidas por trios elétricos e blocos carnavalescos? Sim – as músicas que estouram no ar, além do leve, adocicado perfume de gente!! Claro que, no Brasil, e até na “gringa”, muitos gostam, sambam até… e gastam uma boa grana para curtir o carnaval de Salvador, mas nós passamos.

Já estive por lá, levei passageiros e amigos na volta do carnaval e sei que são milhões de pessoas dançando até o amanhecer nos três circuitos existentes: o do Centro Histórico, de onde saem os blocos menores; o Campo Grande /Praça Castro Alves; e o da Praia da Barra / orla da Ondina.

5 praias em Salvador

Carnaval em Salvador ou Olinda?

Assumimos nossa preferência pelo Carnaval de Olinda, a melhor festa do… mundo, mas como o Muita Viagem valoriza as múltiplas facetas dos destinos e a diversidade de visões e relatos, colocamos algumas informações importantes que podem ser úteis para quem estiver pensando (pirando) em passar o carnaval em Salvador.

5 sugestões de festas de carnaval no mundo

Há algumas maneiras de participar da festa de carnaval em Salvador. Segundo foliões mais animados, a melhor forma é adquirindo o abadá (camiseta do bloco carnavalesco). Cada bloco participa da festa “apertando-se” dentro de espaço com cordões de isolamento ao redor do trio elétrico.

Segundo o site Folia Bahia, para sair no Bloco Nana Banana o folião pode pagar até R$1.390 e no Bloco do Camaleão, um dos mais concorridos, o abadá sai por R$1.590 cada dia de folia. É mole? Sorria, você está na Bahia!

Além do preço caro dos abadás, o turista já desembolsa a partir de R$2.100 nos pacotes em promoção se você comprar antecipado. Encontramos pacotes por este preço no site da CVC em meados de Novembro. Já um pacote para Recife, para o carnaval de Olinda, o preço sai por a partir de R$ 1.300. Mais um ponto para os blocos de Olinda.

A opção mais barata e por isso mesmo, a pior e mais desagradável deve ser pular feito um besta do lado “de fora” dos cordões que separam quem comprou o abadá e quem não teve grana ou coragem de gastar uma fortuna para “participar” da festa, além de pilantras, oportunistas, pivetes e bêbados que tornam obrigatório deixar tudo de valor no hotel ou pousada. Nesta hora, até uma sandália havaiana é item de luxo.

Para acessar informações sobre datas, horários e conhecer a programação do carnaval de Salvador, vale a pena acompanhar o Portal Oficial do Carnaval de Salvador. Se você seguir nossos conselhos, jamais irá se enfiar na Bahia durante o carnaval, mas caso não tenha muita noção e decidir ir pra lá, não se esqueça de reservar a sua hospedagem com o máximo de antecedência. Os preços das diárias chegam a triplicar durante o feriado.

Pesquise preço de pousadas e hotéis baratos em Salvador

Qual seu comentário? Tem outra dica para fazer no Carnaval no Brasil?

Muita Viagem

Muita Viagem - Dicas e histórias de viagens. É feito por Gustavo, jornalista, Danilo, comissário, e amigos, que vivem viajando pelo Brasil e no mundo.

1 Comentário

  1. Não sabia que vc eh comissario de voo! Que legal! Eu tenho a maior preguiça desses Carnavais, aliás de multidões em geral… Pular um pré-Carnaval qualquer em Salvador nas férias de janeiro quando tinha 18 anos foi suficiente pra mim hehehehe

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*