Início / Vasto Mundo / Argentina / Asado, o autêntico churrasco argentino na melhor experiência gastronômica de Buenos Aires
churrasco argentina
Autêntico churrasco argentino. | Muita Viagem

Asado, o autêntico churrasco argentino na melhor experiência gastronômica de Buenos Aires

Uma viagem para a Argentina ganha em sabor e cultura ao incluir no roteiro um autêntico churrasco argentino – o famoso asado portenho.

É claro que nós, brasileiros, sabemos como poucos fazer um belo churrasco.

Entretanto, para quem gosta da arte da churrasqueira, entender a técnica do argentino em assar a carne, aprender mais sobre a cultura e gastronomia do país, além de conhecer outros viajantes, a dica torna-se imperdível.

Dicas de restaurantes: Onde comer em Buenos Aires?

Puerta Cerrada em Buenos Aires

“Puerta Cerrada”, uma experiência gastronômica. | Pixabay

Em nossa última viagem à Buenos Aires, desfrutamos de uma incrível experiência gastronômica, em Palermo, com o chef Luís, do SteakBuenosAires.Net. É um festival de carnes de deixar o melhor churrasqueiro da família de queixo caído.

Além de conhecer melhor elementos da cozinha portenha e saborear a deliciosa carne argentina, ainda há uma descontraída troca cultural, transformando a noite em uma divertida confraternização.

Churrasco argentino

A preparação das carnes e o tradicional provolone temperado. | Muita Viagem

A ideia do chef é surpreender os clientes — desde um pequeno mistério do endereço da casa, até a climatização do ambiente, como em um típico churrasco argentino. E o melhor, excelentes vinhos, que harmonizam perfeitamente com as carnes.

vinhos

Vinhos servidos durante o jantar. | Muita Viagem

Era segredo. Não é mais. O novo projeto “puerta cerrada” transformou-se em uma grande experiência gastronômica para quem gosta de carne, churrasqueira e bate-papo descontraído.

Para quem nunca ouviu falar, o nome “porta fechada” vende a ideia de divulgar o local do jantar somente após a confirmação da reserva, feita online.

O cliente recebe o endereço e vai ao local no horário indicado, sem saber quantas pessoas estarão presentes, se será algo mais reservado, entre outros detalhes.

Com o sucesso do evento, já não é mais tão segredo assim. De qualquer forma, o jantar continua sendo a “puerta cerrada”.

É preciso reservar com antecedência, e somente na hora descobre quantas pessoas participarão da experiência.

Quando fomos, o grupo era de cerca de 12 pessoas, a maioria dos EUA. Ao chegar no local, tocamos o interfone e nos identificamos. Um casal já aguardava.

 

Aos poucos os convidados foram chegando. Estouramos uma espumante e iniciamos os comes com aperitivos típicos da Argentina.

Em seguida, somos conduzidos à cozinha, onde o chef já está preparando as carnes antes de levá-las à churrasqueira. Enquanto o chef prepara as carnes, os convidados interagem e bebem vinho. É hora de soltar-se e conhecer as outras pessoas.

Todos sentados, é hora de experimentar as primeiras carnes, o que os argentinos chamam de “achuras”. É uma espécie de tira-gosto antes do prato principal. Experimente a costela em tira, é simplesmente divina!!

carne argentina

A carne argentina é deliciosa. | Muita Viagem

Não exagere, pois o suculento bife de choriço de 350 gramas é o gran finale do jantar, e você não irá conseguir deixá-lo de lado. Dissolve na boca de tão macio.

bife choriço

Bife de choriço, um corte típico argentino. | Muita Viagem

Leia também: Onde comer o melhor churrasco em Porto Alegre

Ao final, é possível adquirir alguns dos vinhos servidos no jantar. A qualidade é excelente e os preços convidativos.

Faça a sua reserva aqui e garanta esta experiência gastronômica no seu roteiro de viagem em Buenos Aires.

A viagem teve o apoio do Steaks by Luis, que nos cedeu cortesia ao evento.

Danilo

Antes de começar o Muita Viagem, fui Relações Públicas e Comissário de Voo. Vivi no Canadá, fiz longas viagens nos Estados Unidos e alguns roteiros na Europa. Já estive em todas as capitais do Brasil, e em mais de 20 países pelo mundo. Quero conhecer o Oriente Médio, África e Ásia.

Tire a sua dúvida, comente. Participe!

O e-mail não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*