Início / Viajei (relatos) / Cartão Postal / O que fazer na cidade de Cunha, SP: roteiro de charme entre a Serra do Mar, da Mantiqueira e da Bocaina
Cidade de Cunha, interior de SP e divisa com o RJ

O que fazer na cidade de Cunha, SP: roteiro de charme entre a Serra do Mar, da Mantiqueira e da Bocaina

Cunha-SP é uma cidade extremamente rural, o que favorece o contato com a natureza e agrega ao roteiro um certo charme nas trilhas, cachoeiras e passeios ecológicos.

A cidade de Cunha, a 230 km de São Paulo, fica cravada no encontro das serras do Mar, da Bocaina e da Mantiqueira, e faz divisa com o Estado do Rio de Janeiro. Por isso, cariocas e paulistas têm escolhido o destino como refúgio para descansar a mente no clima bucólico das montanhas.

Pousadas em Cunha: dica de chalé na Serra do Mar

O que fazer em Cunha, SP

Cidade das cerâmicas

cidade das porcelanas

Cunha, SP é conhecida como a cidade das cerâmicas

Cunha-SP é conhecida como a cidade das cerâmicas. Não à toa, pois a região possui terreno com diversos tipos de argila.

Os ceramistas de Cunha utilizam a técnica japonesa Noborigama, que transforma o barro em pedra em fornos em temperaturas altíssimas, acima de mil graus Celsius.

São dezenas de ateliês espalhados pela cidade, especialmente no bairro de Vila Rica e no centro. Confira a lista completa de ateliês para comprar cerâmicas e porcelanas em Cunha.

Uma dica é começar explorando as peças na Casa do Artesão, onde são vendidos produtos de vários artesãos e ceramistas da região.

Os preços são bem acessíveis. Encontramos abajures artesanais feitos em madeira entre R$ 85 e R$ 95, além de belos pratos, tigelas e cumbucas em cerâmica por a partir de R$ 20.

Campos de Lavanda

lavanda cunha sp

As abelhas tem papel importante nos campos de lavanda

Cunha tem cheiro de lavanda. Há dois belos campos de lavanda na cidade — o Lavandário e o Contemplário. Dizem que este último é mais interessante, porém não chegamos a conhecer.

Fomos no Lavandário, onde a visita acontece de sexta a domingo e custa 10 reais. É um passeio simples, turismo agrícola barato e gostoso para terminar o dia, admirando o pôr do sol nas montanhas.

Os campos com a planta tem aroma suave e há vários usos, de pot-pourris a fins terapêuticos. Ah, vale experimentar o sorvete, adivinha de quê?

Lavandário: como chegar e visitar o campo de lavanda

Trilhas e Cachoeiras

trilhas em cunha

Cunha possui diversas trilhas e cachoeiras no meio da Mata Atlântica

O terreno montanhoso de Cunha é pontilhado por lindas cachoeiras e riachos. Por isso, o destino é bastante procurado por quem gosta de aventuras no meio do mato para desbravar trilhas, curtir o visual, e claro, tomar um refrescante banho de cachoeira nas águas cristalinas das serras.

Cachoeira do Pimenta

A Cachoeira do Pimenta tem várias quedas d’água

A Cachoeira do Pimenta é umas das mais bonitas e de mais fácil acesso pela Estrada do Monjolo, e por isso, costuma receber muitos visitantes aos finais de semana e feriados. Para chegar são 2 km em estrada asfaltada e mais 10 km em estrada de terra em condições razoáveis.

Uma pequena trilha dá acesso a diferentes pontos da cachoeira até a barragem onde é captada a água que abastece todo o município. É possível nadar nas piscinas naturais que se formam entre as pedras maiores.

Cachoeira do Jericó

Cachoeira do Jericó, em Cunha, SP

Cachoeira do Jericó, em Cunha, SP

A cachoeira mais bonita de Cunha, porém o acesso é ruim. Vá somente se estiver com espírito de aventura e disposto a encarar uma estrada de terra com buracos e pedras. Fazer a trilha de bike é mais fácil.

Jamais faça o trajeto em dias com chuva. Para chegar, siga as placas sentido bairro Jericó. Do centro são 10 km em estrada asfaltada e outros 16 km em estrada de terra. Há poucas placas, por isso pergunte sempre que possível. A referência é entrar à esquerda logo após o cemitério.

Cachoeira do Taboão

A cachoeira tem fácil acesso, fica à beira da BR. É possível nadar

A belíssima Cachoeira do Taboão, na estrada que liga Cunha-SP à Paraty-RJ. É bonita, fácil de chegar e tem onde estacionar o carro.

Cachoeira Desterro

São 4 km na estrada do Monjolo (asfaltada) e outros 12 km em estrada de terra. Não é indicada para crianças pequenas devido à profundidade.

Há outras quedas mais afastadas, como a Cachoeira do Mato Dentro e a Cachoeira do Paraitinga, ambas localizadas sentido Campos Novos, a mais de 35 km do centro de Cunha.

Dicas de destinos com cachoeiras

Parque Estadual da Serra do Mar

Parque Estadual da Serra do Mar

Parque Estadual da Serra do Mar – PESM

O Parque Estadual da Serra do Mar é um reduto de trilhas, quedas d’água e cachoeiras. A entrada é gratuita. Para chegar no PESM pegue a estrada sentido bairro Paraibuna e siga por 18 km em estrada de terra.

A trilha das 3 cachoeiras é um dos passeios imperdíveis em Cunha. Os grupos guiados saem aos domingos, às 11:00. Para verificar a disponibilidade de grupos aos sábados entre em contato pelo e-mailpesm.cunha@fflorestal.sp.gov.br.

Parque Estadual da Serra do Mar - Núcleo Cunha

Trilha do Rio Paraibuina, no Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Cunha

Como o PESM fica aberto todos os dias, durante a semana é possível fazer a trilha do Rio Paraibuna, que já começa com uma linda cachoeira no início do parque, e é auto-guiada (não precisa de monitores ambientais).

Dicas de destinos com trilhas

Pedra da Macela

Pedra da Macela Cunha

Para chegar no alto da Pedra da Macela é preciso disposição

Alto da Pedra da Macela, na estrada Paraty-Cunha

Na estrada entre Cunha-SP e Paraty há uma trilha até a Pedra da Macela. Do alto da formação rochosa, a 1,8 km de altitude, é possível ver boa parte do litoral carioca, como a vila histórica de Paraty, Ilha Grande e Angra dos Reis.

É, sem dúvida, um dos visuais e mirantes mais bonitos do Brasil. Quer dizer, ao menos quando a névoa dissipa… não tivemos sorte desta vez. Fomos justamente na época com mais neblina, entre maio e junho (o pré inverno). Quer dizer, valeu a aventura, a caminhada, o contato com a natureza e o relato da viagem.

Vista do alto da Pedra da Macela, na estrada que liga Cunha-SP à Paraty-RJ

Como chegar? Siga pela nova rodovia Cunha – Paraty. No KM 65,5 entre à direita e siga por cerca de 5 km em estrada bastante esburacada até local onde é possível estacionar o carro. A partir daí são 2 km de subida em trilha cimentada. A área pertence à Furnas, por isso é preciso atravessar um alambrado na entrada, bastante estreita para evitar animais.

Uma dica é levar água e algo para comer, além de protetor solar e chapéu.

Festas

festival cunha sp

O pinhão, comida típica do inverno, tem festival próprio em Cunha

Diversas festas populares que movimentam o turismo em Cunha-SP são a Festa do Pinhão, entre abril e maio, as festas juninas, em junho, e o Festival de Inverno, em julho. Confira o calendário de eventos em Cunha.

O pinhão é o fruto de uma espécie de araucária e elemento principal nas tradicionais festas juninas do interior de SP, bem como em todas estas festas da cidade turística, que acontecem com várias barracas no centro histórico com produtos típicos à base de pinhão. É tudo muito bom!

Festas populares no interior de São Paulo

Cervejaria WolkenburG

cerveja artesanal interior sp

Cervejaria WolkenburG, no interior de SP

Bem no início da estrada que leva até a Pedra da Macela encontramos a fábrica de cerveja artesanais WolkenburG. É uma das atrações turísticas legais aos finais de semana e feriados, dias que a cervejaria fica aberta para visitação. A entrada é grátis, com direito a degustação.

Passeio em Paraty

passeios em paraty

Mirante na estrada que liga Cunha-SP à Paraty-RJ

Por fim, que tal aproveitar a viagem para fazer um passeio em Paraty? É possível ir até a cidade litorânea em uma das estradas mais bonitas do Brasil, que liga o interior de SP ao litoral fluminense.

A distância entre as duas cidades é de 45 km, feitos em aproximadamente 1 hora de viagem, com paradas para fotos.

Danilo

Antes de começar o Muita Viagem, fui Relações Públicas e Comissário de Voo. Vivi no Canadá, fiz longas viagens nos Estados Unidos e alguns roteiros na Europa. Já estive em todas as capitais do Brasil, e em mais de 20 países pelo mundo. Quero conhecer o Oriente Médio, África e Ásia.

2 Comentários

  1. Claudinei Silveira

    Olá Danilo. Muito boa reportagem sobre nossa cidade, nossa Cunha-SP. Apenas uma observação: o link para a lista completa dos ateliês está errado, direcionando para o Artesanato. O endereço correto é: http://www.cunha.sp.gov.br/turismo-e-cultura/arte-ceramica/#tb_atelier-tab

Comente! Queremos saber o que pensa.

O e-mail não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*