Início / Antes da Viagem / Planejamento / Como viajar de trem pela Europa

Como viajar de trem pela Europa

Raphael Granucci – Conversion

Já faz parte da tradição viajar pela Europa sobre trilhos. As possibilidades são tantas que é possível ir de Londres a Paris, ou de Lille a Bruxelas, por exemplo, tudo dentro do conforto, velocidade e economia que as companhias possuem.

O trem da Eurostar já é um clássico que passa pelo Canal da Mancha, por dentro do conhecido Eurotúnel – sendo um dos grandes atrativos da viagem, por mais rápido que esse trecho possa ser (cerca de 20 minutos).

Porém são muitos os roteiros que você pode fazer sobre trilhos. Conheça a maneira ideal de viajar de trem pela Europa, com todos os macetes que você precisa saber!

– Cidades para conhecer na França de trem

Como comprar

É possível efetuar a compra da passagem pelo próprio site das companhias, sendo que as de maior destaque são Eurostar, Thalys, SNCF e Renfe, ou por outras empresas que também efetuam a venda, como a Rail Europe, uma “central de bilhetes terrestres”.

Há também a Eurail, que oferece preços mais enxutos, ideais para quem quer fazer mais economia tanto para grandes capitais quanto para aldeias do interior. Antes de comprar, no entanto, o indicado é pesquisar no máximo de opções disponíveis e ficar atento a “promoções relâmpagos”, como acontecem com companhias aéreas.

Para quem busca preços mais em conta, os melhores dias para embarcar são terça e quinta – custando em média 45 euros para o trajeto entre Londres e Paris, realizado pela Eurostar. O tempo máximo de antecedência para fazer a compra é de 12 semanas e isso pode ser determinante para encontrar o melhor preço.

Os preços estão sujeitos a alteração conforme a proximidade do dia de embarque. Para quem comprou o bilhete antecipadamente, é importante também não esquecer de levar o cartão de crédito, pois ele é exigido no momento de imprimir seu ticket nas máquinas da estação. Há ainda a opção de imprimir as passagens em casa, mas cuidado para não perdê-las.

Tarifas

Os preços comuns de ida e volta entre os principais destinos costumam ficar na média de 60 euros por trecho, de acordo com as condições – com o mínino de 39 euros para ida. Os bilhetes não podem ser trocados ou reembolsados e o aconselhável é que eles sejam comprados antecipadamente. Verifique os preços atualizados no site das companhias, já que eles seguem o mesmo esquema das empresas aéreas: primeiro são vendidos os assentos mais baratos (Standard) e, conforme eles vão se esgotando, os preços tendem a aumentar.

Descontos

Um dos benefícios que você pode notar em diversas companhias é que as tarifas mudam de acordo com a idade do passageiro, incentivando que cada faixa etária possa ter experiências mais agradáveis. As tarifas especiais abrangem as seguintes faixas de idades: 0-3, 4-11, 12-25, 26-59, e mais de 60 anos.

No caso do Eurostar, apesar de ele não fazer parte dos trens que utilizam o Eurail Global Pass (um passe de trem que permite conhecer cerca de 24 países europeus com mais economia), as pessoas que tiverem esse outro bilhete poderão ter um desconto a mais. Basta solicitar a “tarifa para portador de passe” nos guichês de compra, que você poderá ter acesso a uma tarifa diferenciada.

Na hora do embarque

Por se tratar de uma viagem internacional, não se esqueça de alguns procedimentos que já são habituais a quem opta pelo transporte aéreo. Entre eles está a necessidade de chegar antecipadamente para passar pela alfândega e portar documentos pessoais, principalmente o passaporte. No caso entre Londres e Paris, a passagem pela imigração acontece ainda em território londrino, permitindo que a pessoa não precise passar por nenhum outro posto burocrático ao chegar à França.

Suas bagagens também passarão por um raio-x, assim como em aeroportos. Você mesmo deverá colocá-las na esteira para que elas sejam inspecionadas. Porém, suas malas ficarão o tempo inteiro com você. Após passar por esse procedimento, você ficará esperando na sala de embarque até que sua plataforma de embarque seja anunciada.

O ideal é que você vá para o seu trem assim que o seu local de embarque for anunciado (cerca de 15 minutos de antecedência), já que o espaço para guardar suas malas é bem reduzido. Chegue cedo e disponha sua bagagens da melhor maneira, assim você evita ter que realocá-las.

Benefícios

A viagem de trem traz diversos benefícios ao seu passeio, como a conexão com o transporte público (o traslado sai mais barato), maior tolerância para a quantidade e o peso das bagagens transportadas, além da maior pontualidade de saída dos trens. Um outro ponto positivo é que as chances de você ter suas bagagens extraviadas são muito menores, já que as malas estarão o tempo todo com você. E claro, é uma grande experiência para quem deseja uma aventura diferente em terras europeias!

Decidindo entre aéreo ou terrestre

Sem dúvida a Europa é bem servida pelo sistema ferroviário e as viagens de trem tornam tudo ainda mais especial. É possível ver as paisagens, passar por muitos lugares, além dos benefícios já citados. Porém, uma dúvida frequente para quem visita o continente é a seguinte: como decidir qual é a melhor opção entre um transporte aéreo e o terrestre?

Muitas vezes, diante das vantagens da viagem de trem, os preços mais convidativos são encontrados nos voos entre os países, opção que também pode ser considerada mais interessante para quem precisa fazer uma viagem rápida ou ficará pouco tempo na Europa, afinal, quanto mais longe é a distância terrestre entre seu ponto de partida e o de chegada, mais convidativo fica o conforto e a velocidade do avião.

Outra vantagem no transporte aéreo é a possibilidade de garantir antecipadamente um assento em aeronaves que operam pelo Velho Continente, pois as agências de viagens brasileiras já fazem parceria com companhais aéreas internacionais, mapeiam os melhores preços de passagens aéreas em trechos do mundo todo e ainda aceitam pagamento parcelado e em em real.

Já o trem é o jeito mais rápido de chegar a um destino situado a até 4 horas de distância, pois todo o processo de “check in” e embarque é bem mais rápido do que em aeroportos. Para descobrir se um voo é vantajoso, acrescente cerca de 3 horas a mais para a duração do voo e compare com o tempo da viagem de trem. Além do mais, o trem costuma deixar o passageiro já no centro da cidade, próximo de onde ficam os principais hotéis.

Outra opção viável para conhecer as cidades europeias é o aluguel de carros, que acaba se tornando mais econômico para quem já fez trajetos curtos de trem. Na empresa Rental Car você pode fazer um orçamento online e planejar um roteiro mais próximo da realidade da sua viagem. Para conseguir uma permissão para dirigir em território internacional, basta procurar o órgão responsável pela emissão de sua habilitação em seu Estado, levando sua carteira ou permissão para dirigir veículos automotores, sua identidade e o comprovante de pagamento dos encargos. No entanto, na Inglaterra essa permissão não vale, pois o código de trânsito é diferente, sendo necessário fazer outro curso no país.

Escolha o tipo de experiência que você deseja ter, opte por aquele transporte que deixará sua viagem ainda mais inesquecível e aproveite.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*