Início / Vasto Mundo / Cuba / O que fazer em Cuba – Roteiro barato pela ilha do Caribe
Trindad é uma cidade colonial em Cuba que lembra Paraty
Trindad é uma cidade colonial em Cuba que lembra Paraty

O que fazer em Cuba – Roteiro barato pela ilha do Caribe

Viajar para Cuba é conhecer não só uma das mais belas ilhas do Caribe, como também passear pela história desse lugar que é um incrível mosaico cultural e de cenários únicos.

Acompanhe aqui nossas dicas de viagem para Cuba, desde como tirar o visto e lidar com o câmbio, até os melhores roteiros para explorar esse autêntico país no Caribe.

A Gabi percorreu muitos lugares legais em Cuba e conta tudo  para ajudar a planejar sua viagem.

 Por Gabriela Saraceni

Um roteiro clássico do turista mochileiro é explorar as cidades da costa oeste, começando em Havana e:

  • Viñales
  • Cienfuegos
  • Trinidad
  • Playa Giron
  • Varadero

Um detalhe importante é a ordem das cidades, pois pode ficar muito longe e complicado ir de ônibus para outra cidade fora da linha do bus.

E se tiver mais de 15 dias, explorar as cidades de:

  • Santa Clara
  • Camaguey
  • Baracoa
  • Santiago de Cuba

Em Cuba, como um local

Passear em Cuba como um local pode ser uma tarefa um pouco árdua, mas possível.

Como o turismo é uma boa fonte de renda, tente fazer amizade com os donos das casas particulares e realmente entre na vida deles. Falar um espanhol razoável ajuda bastante.

Eles entendem bem quando não falam bem a língua, mas ficam mais tímidos em conversar mais despretensiosamente.

Viñales

Cidade típica de roça, com principal atrativo os passeios a cavalo com a visita à plantação de tabaco e produção de charuto. Há belezas naturais de montanhas, vales e cavernas, com alguns points para prática de escalada.

Trinidad

Trindad é uma cidade colonial em Cuba que lembra Paraty

Trindad é uma cidade colonial em Cuba que lembra Paraty

O brasileiro que chega em Trinidad automaticamente se lembra de Paraty (RJ): cidade de paralelepípedos com casarões antigos e coloridos. Cidade pequena que pode ser facilmente percorrida a pé.

Há museus interessantes, que como em tudo em Cuba, falam também da revolução socialista. Todos os dias são oferecidos traslados para a Praia Ancón, a mais famosa de lá, com infraestrutura de hotéis e restaurantes, guarda-sóis e espriguiçadeiras.

A cidade está bem guarnecida de bons restaurantes, um pouco mais caros que em Havana.

O agito da noite fica por conta da Casa de La Música, com shows diários ao ar livre no meio de uma bela escadaria no centro da cidade. E depois a balada segue noite a dentro na discoteca Las Cuevas, ambientada literalmente dentro de uma caverna, toca reggaeton e é frequentada também por locais.

Playa Girón

Playa Giron, na Baía dos Porcos, é um bom ponto para mergulhar em Cuba

Playa Giron, na Baía dos Porcos, é um bom ponto para mergulhar em Cuba

Pacata e silenciosa cidade que vale pelas suas belezas naturais. Se você está à procura de praias caribenhas sem precisar pagar o exorbitante preço dos hotéis em Varadero, esse é o seu destino.

Situada na Baía dos Porcos, distrito de Matanzas, oferece águas claras, areia branca, sombra de coqueiros e tranquilidade.

Tome uma água de coco gigante e se deleite com suas férias

Se gosta ou quer megulhar, há uma operadora de mergulho que leva para os points. Você vai se sentir dentro do desenho do Nemo! Corais e fauna marinha exuberantes que encanta. Mesmo de snorkeling (máscara e nadadeiras) é possível tirar um ótimo proveito.

Na cidade há também o Museu do ataque da Baia dos Porcos, para quem se interessa por história local.

Cuba tem o mar-Caribe: tranquilo, de águas azuis e transparentes

Cuba tem o mar-Caribe: tranquilo, de águas azuis e transparentes

Varadero

Para quem está à procura de sossego e mordomia em praias caribenhas, vá para Varadero. Mas prepare o bolso, tudo lá é mais caro. Preferência dos turistas pela beleza das areias claras e mar límpido. De lá é possível fazer passeios de catamarã e barcos em geral.

Havana (La Habana)

A capital fervilha a toda hora do dia. Programe dois ou três dias para essa cidade que se revela a cada esquina.

Em Havana Vieja, visite o famoso Museo de La Revolucion, o Capitólio e perambule pela Calle Obispo e visite lojas de tabaco, souvenirs e pequenos museus. Depois caminhe pela Praça de São Francisco de Assis e assista à uma apresentação orquestral.

Os táxis por ali são Cadillacs da década de 50 e fazem passeios de 1h percorrendo toda cidade, certamente um jeito bem diferente de city tour.

Centro Havana vale perambular pelas ruas e observar as pessoas. O fim de tarde rende um belo passeio pela orla, o El Malecón. Quando o sol começa a baixar, pescadores se aglomeram na murada com suas varas e há um fluxo grande de pessoas passeando. Preste atenção ao contraste do mar com as construções antigas mal conservadas.

O bairro de Vedado está um pouco mais avançado no tempo que as demais regiões da cidade. É o bairro mais novo e transado de Havana, com construções e bares mais modernos.

Nota-se que os carros são de modelos mais atuais, como que encontramos no Brasil. Os prédios e as praças te levarão de volta à década de 50 ou 60. Um belo passeio é ir tomar um sorvete na famosa Sorveteria Coppélia, também ambientada no século passado.

Para a noite, caia na balada cubana na Casa de La Musica em Centro Havana, com música caribenha ao vivo. Ou tome um verdadeiro Daiquiri no El Floridita, o bar do escritor Hemmigway em Havana Vieja.

Gustavo

Gustavo está em algum lugar da América do Sul, em um roteiro de mochilão que começou em março, no Equador.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*