Início / Viajei (relatos) / Diário do Brasil / Embu das Artes – O que fazer na colorida vila colonial de ruas de paralelepípedo pertinho de SP
Embu das Artes, um dos lugares para viajar em SP
Embu das Artes, um dos lugares para viajar em SP

Embu das Artes – O que fazer na colorida vila colonial de ruas de paralelepípedo pertinho de SP

Embu das Artes é uma estância turística do Estado de São Paulo, e muito pertinho mesmo, pois está localizada a menos de 30 km do centro da capital.

A pequena cidade recebe grande número de turistas, que circulam por entre as cores vivas e belas formas dos artesanatos, expostos na feirinha que acontece aos finais de semana por entre as ruas e vielas do centro histórico.

A Feira de Embu, com endereço no largo 21 de Abril, é o grande atrativo da cidade. A feira acontece aos sábados e domingos, sendo este último dia, o mais movimentado. Fomos no sábado e ainda assim estava lotado de turistas.

Dicas de lugares para viajar no interior de SP

O que fazer em Embu das Artes

Uma simples caminhada pelas ruelas de paralelepípedo do centro histórico de Embu das Artes já compensa a viagem. É uma dica para viajar por perto de SP. Legal para casais, jovens e famílias com crianças pequenas.

A estância de Embu oferece bons restaurantes, coisinhas legais, música ao vivo e os preços são convidativos. Você certamente voltará de lá com uma sacolinha.

Atelier, Embu das Artes-SP | Foto: Muita Viagem

Atelier Paula Sanchez, Embu das Artes-SP

Moveis e artigos de decoração, no atelier A Casa

Moveis e artigos de decoração em atelier | Fotos: Muita Viagem

Além das artes, o verde ganha espaço com o Parque do Lago Francisco Rizzo, com destaque para o grande festival de flores, em setembro. E sempre aos domingos, no final de semana, há exposição de plantas. Aliás, neste dia há ainda mais expositores e viajantes na vila.

A cidade colonial desenvolve-se a partir das construções de jesuítas entre os séculos 17 e 19, com a participação dos índios na confecção de artesanatos. A história revela o desenvolvimento da vila a partir de sua cultura e arte.

No final da década de 1960 houve forte movimento de artistas e artesãos na cidade, tornando-a conhecida internacionalmente com o 1.º Salão de Artes Plásticas de Embu, em 1964. Evento este, que fomentou a criação da Feira de Artesanatos de Embu das Artes, em janeiro de 1969.

Atelier Embu das Artes | Fotos: Muita Viagem

Ateliê Célio Costa com quadros e pinturas, em Embu das Artes

A Feira de Embu das Artes é tão conhecida, que é muito comum ver gringos passeando pela cidade. E como dissemos, é um dos melhores passeios de viagens baratas em SP no final de semana.

Com centenas de expositores, entre empórios, atelies, barraquinhas e quiosques com todos os tipos de produtos artesanais, a feira de artesanatos toma todas as ruas e vielas no entorno do Conjunto Jesuítico, composto pela igreja de Nossa Senhora do Rosário e o Museu de Arte Sacra, no centrinho da cidade.

O Conjunto Jesuítico de Embu das Artes é um dos marcos da cidade e também na história das construções jesuíticas no Brasil. A construção, em estilo barroco, contrasta a simples fachada com o fascinante interior com imagens de santos e personagens bíblicos.

Atente-se para a peça “Senhor Morto”, uma obra prima do museu. Esculpida em tamanho real e em uma única tora de madeira, feita pelo padre Belchior de Pontes, o idealizador e responsável pela construção da igreja.

Igreja Nossa Senhora do Rosário, Embu das Artes | Fotos: Muita Viagem

Igreja Nossa Senhora do Rosário, Embu das Artes

Entre as ruas você encontra brinquedos educativos, esculpidos em madeira, tecidos um a um, fabricados a mão, bem como diversidades de produtos caseiros, artigos de decoração e artesanatos vibrantes.

Comece pela rua que dá início ao centro histórico. Ainda na beira da avenida principal Elias Yasbek, na esquina do Parque Rizzo, há uma grande loja com objetos antigo – a Casa do Artesão e o Inca Artesanatos, e costuma ter uma exposição de móveis de madeira na ponte da rua Siqueira Campos.

Móveis em exposição em Embu das Artes, SP

Móveis em exposição em Embu das Artes | Fotos: Muita Viagem

Seguindo por esta rua, aprecie as lojinhas com diversas opções de decoração para quem gosta de vasos, flores, quadros, suportes e objetos de ferro e madeira.

A ideia é não seguir um roteiro e simplesmente caminhar pelas ruas, observando a arte em cada canto, atraído pelo que os seus olhos, ouvidos e sensações lhe indicam seguir, ver, observar.

A viela das Lavandeiras concentra uma descoberta atrás de outra

A viela das Lavandeiras concentra uma descoberta atrás de outra, entre cafés, artes e cantinhos floridos

Quem se interessa por esculturas de terracota, irá encantar-se com o Memorial Sakai. O museu reúne peças do artista Tadakiyo Sakai, um dos principais artesãos de Embu das Artes.

Se sobrar tempo ou preferir, vale a pena conhecer outras atrações históricas, como o Museu do Índio ou a Capela São Lázaro. Enquanto caminha observando os artesanatos, repare também os restaurante por perto.

Sinta-se à vontade para bater um papo descontraído com algum local ou expositor. Certamente dará boas risadas. Não deixe de comprar mel. A nossa dica é o de flor silvestre. É extremamente saboroso.

Embu das Artes | Fotos: Muita Viagem

Embu das Artes | Fotos: Muita Viagem

— Embu das Artes está na lista de destinos para viagens baratas

Cidade das Abelhas

Cidade das Abelhas

Um passeio interessante para as crianças é a “Cidade das Abelhas”.

Localizado na divisa entre Cotia e Embu, o parque ecológico e cultural possui atividades educativas.

Não deixa para ir muito tarde, fecha às 17h. O ingresso custa R$25, grátis para menores de 3 anos. Do centro são 6 km. Siga as placas amarelas.

Como dica de viagem, a folia de reis é muito celebrada em Embu. De 24 de dezembro a 6 de janeiro, músicos e cantadores, vestindo roupas coloridas, percorrem as ruas da vila.

Já outro roteiro religioso é a festa de Santa Cruz, em maio. É a festa popular mais antiga e tradicional de Embu das Artes, data de 1624.

Lugares para viajar com crianças nas férias

Restaurantes em Embu das Artes

Dentre as várias opções de restaurantes, escolhemos comer no A Casa. O atendimento é ótimo e o ambiente agradável. Há música ao vivo e a sugestão do cardápio. Confira no TripAdvisor outras dicas de restaurantes.

Caipirinha com picolé, A Casa - Embu

Caipirinha com picolé, A Casa – Embu

A gastronomia na cidade é bem diversa. Os restaurantes trazem no cardápio desde especialidades regionais como o leitão à pururuca, a cortes de carne e receitas com peixes.

Para quem prefere uma refeição rápida, há várias barracas e cafés com opções que vão de pastéis gourmet, tapiocas, acarajé, salgados e doces.

Onde ficar em Embu das Artes?

Fizemos a viagem bate-volta de SP, por isso não ficamos na cidade, porém há diversas acomodações, entre hotéis com apartamentos grandes até locais mais aconchegantes como pousadinhas românticas.

Passar a noite na cidade tem encanto especial, o contato com a natureza e a arte, refletida como no luar, deixará o passeio ainda mais romântico.

Ver fotos de hotéis e pousadas e faça a reserva pelo Booking

Como chegar a Embu das Artes?

Além de barata, Embu das Artes é também uma dica de viagem curta. De onde estávamos, já próximo à Raposo Tavares, na zona oeste de São Paulo, foram apenas 20 minutos de viagem.

Após passar pelo rodoanel, chegamos. Demos uma pequena volta até encontrar uma vaga. Foi rápido, conseguimos estacionar bem próximo ao parque, sem ter que pagar pelo menos R$10 pelo estacionamento.

Quem vai de ônibus, já nem se preocupa. A rodoviária é bem pertinho do centro histórico, são apenas 600 metros. Os ônibus da EMTU para Embu das Artes saem da estação Clínicas, metrô Campo Limpo e Capão Redondo, em São Paulo. Vai lá e boa viagem!

Danilo

Dan já foi Comissário de Voo e Relações Públicas. Hoje é um viajante. Já viveu no Canadá, fez road trip pela Califórnia e mochilão na Europa. Conhece 20 países e todas as capitais do Brasil. Quer conhecer 50 antes dos 50.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*