Início / Viajei (relatos) / Cartão Postal / O que fazer em Extrema, no interior sul de Minas, pertinho de São Paulo
Pôr do sol na represa do Jaguary, na região de Extrema-MG
Pôr do sol na represa do Jaguary, na região de Extrema-MG

O que fazer em Extrema, no interior sul de Minas, pertinho de São Paulo

Extrema, no sul de Minas Gerais, é uma ótima opção para quem quer passar um final de semana tranquilo perto de São Paulo.

Mas a simpática cidade do sul de Minas e a região também oferece coisas para fazer para aventureiros e quem procura ação: às margens da represa do Jaguary e cercada por montanhas, cachoeiras e águas, a região na Serra da Mantiqueira oferece trilhas em meio à mata, lugares para escaladas e mirantes e esportes de água, como caiaque e rafting.

Outra atração de Extrema e da região entre o interior de Minas Gerais e o interior de São Paulo é a cultura caipira que se traduz em comidas feitas no fogão à lenha, doces e queijos mineiros e festas populares tradicionais em torno da praça do Santuário Santa Rita, igreja no centro da cidade cercada por bares e restaurantes.

Ao fundo, a Serra do Lopo, com vários mirantes e trilhas

Ao fundo, a Serra do Lopo, com vários mirantes e trilhas

– Pousadas em Extrema-MG

Além disso, o clima da região é muito agradável, com noites amenas mesmo durante o verão -e com um gostoso frio durante o inverno, graças as montanhas e ao verde que cercam o lugar.

Não raro, as temperaturas chegam a menos de 10 graus durante a noite. É uma ótima opção de viagem barata para casais que procuram um lugar verde e friozinho perto da capital paulista.

Extrema fica a quase mil metros de altitude e, nos arredores, o ponto mais alto, a Pedra do Cume, fica a 1780 metros. O acesso é feito pela BR-381 / Fernão Dias, km 939.

Extrema é fácil de chegar e um destino perfeito para uma viagem de final de semana: fica a cerca de 110 km de São Paulo e de Campinas e 60 km de Monte Verde. Mas para aproveitar Extrema e as atrações da região em um final de semana, vale a pena ficar na própria cidadezinha ou na vizinha Joanópolis, no interior de São Paulo.

Vista da represa do Jaguary que banha Extrema, no sul de MInas Gerais

Vista da represa do Jaguary que banha Extrema, no sul de MInas Gerais

Extrema e Joanópolis possuem boas pousadas, hotéis-fazenda e outras opções de lugar para ficar. Quem procura algo mais sofisticado, mas em meio a lugares verdes e com um lago, pode ficar no Resort Monte das Oliveiras, em Joanópolis, que oferece chalés e quartos, além de coisas para fazer para crianças e para a família.

Mas também existem muitas pousadas baratas e lugares econômicos para ficar em Extrema e região, que só recentemente começou a se destacar como destino turístico no interior de Minas Gerais.

No centro da cidade, um centro de informações ao turista ajuda a conhecer as atrações da cidadezinha no sul de Minas Gerais.

O que fazer em Extrema

Trilha cercada de verde para um mirante na Serra do Lopo

Trilha cercada de verde para um mirante na Serra do Lopo

A grande atração de Extrema é o Serra do Lopo, um monte com várias trilhas, pedras e mirantes para uma bela visão da Serra da Mantiqueira, do vale do Jaguary e da represa do Jaguary.

A Serra do Lopo possui duas rampas para salto de asa-delta, mas quando eu fui, pegamos uma trilha alternativa (leia: errada) e acabamos não encontrando as rampas. Tudo bem, porque a vista é sensacional, mesmo com o tempo nublado.

Conheça as trilhas, os mirantes e os picos da Serra do Lopo, em Extrema-MG.

Para quem procura água, a região oferece agências que fazem rafting no rio Jaguary, parques privados com cachoeiras, como a Cachoeira do Salto Grande e lugares com acesso à represa do Jaguary, onde é comum ver caiaques, lanchas e jet-skis. A região na Serra da Mantiqueira é um grande berço de águas, com mananciais protegidos entre a mata nativa.

Extrema recebe muitas festas populares e eventos, principalmente na praça da igreja. Não deixe de conferir o calendário da programação cultural da cidade, com muitos eventos em julho, no inverno, mas também durante o ano inteiro.

Gustavo

Gustavo está em algum lugar da América do Sul, em um roteiro de mochilão que começou em março, no Equador.

2 Comentários

  1. Que legal, uma ótima opção para passar o fds!

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*