Início / Viagens pelo Brasil / Sudeste / As festas e o turismo religioso no Espírito Santo

As festas e o turismo religioso no Espírito Santo

Além das montanhas e praias capixabas, o turismo no Espírito Santo também é alimentado pela fé. Há inúmeras festas e manifestações religiosas que movimentam o turismo no Estado.

O maior evento religioso no ES é a Festa da Penha 2017, uma homenagem a Nossa Senhora da Penha, padroeira do Espírito Santo.

Outras manifestações religiosas do ES são a Festa de São Benedito, comemorada em vários municípios; A celebração dos Passos de Anchieta; a Festa de de Corpus Christi, em Castelo; e o circuito Caminhos da Sabedoria.

Roteiro para viagens em São Luís do Maranhão

Dicas de turismo em Belém do Pará

Natal Luz, em Gramado – Serras Gaúchas

Festas religiosas no Espírito Santo

festa-da-penha-vila-velha-2014

É bonito de se ver! Velas em homenagem à padroeira do ES. | Foto: Arquivo Oscar Augusto

Festa da Penha 2017

A Festa da Penha, em Vila Velha, é a terceira maior festa religiosa do Brasil, atraindo fiéis de todos os estados brasileiros.

A Festa da Penha fica atrás somente da Festa de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida (SP), e do Círio de Nazaré, em Belém, no Pará.

O mais fascinante da festa é a romaria dos homens, onde milhares de peregrinos percorrem 14 km em direção ao Convento de Nossa Senhora da Penha.

A romaria dos homens é diferente da romaria das mulheres. Elas fazem o percurso que vai do Santuário de Vila Velha até o Parque da Prainha, onde é celebrada uma missa.

Quando é comemorada a Festa da Penha?

O evento acontece todos os anos, oito dias depois do domingo de Páscoa, no Convento da Penha (romaria dos homens) e no sítio histórico da Prainha (romaria das mulheres).

– Mais informações no site do Convento da Penha

O Convento da Penha

convento-da-penha-1558

Um lugar abençoado em Vila Velha – ES | Foto: MV

O edifício do Santuário de Nossa Senhora da Penha foi erguido em várias etapas desde 1558 por vários anos, num penhasco em parte intocada da Mata-Atlântica.

O Convento da Penha abriga o Museu de Nossa Senhora da Penha, raras coleções e objetos de arte que podem ser vistos pelas edificações, como os painéis de Benedito Calixto. Já em outro cômodo do convento temos a sala dos milagres com imagem de Nossa Senhora da Penha, esculpida por Carlo Crepaz.

convento-penha-cartao-postal

Para chegar no convento pega-se um van no portão de entrada. Custa R$ 3 ida e volta. | Foto: MV

Festa de São Benedito – em Serras (ES)

Por ouvir o guia de turismo contar foi uma das festas que me pareceu mais legais. A origem da Festa de São Benedito, contam, se dá a partir do naufrágio de um navio negreiro no litoral capixaba. Os náufragos pediram proteção a São Benedito e se agarraram ao mastro da embarcação, que os salvaram.

A festa do padroeiro da cidade tem celebrações a partir de 9 de dezembro, com a cortada do mastro. Depois o mastro segue em barco, sempre de nome Palermo, em homenagem à terra natal de São Benedito. Nos dias 25 e 26 de dezembro, a Puxada e a Fincada do Mastro levam centenas de pessoas para as ruas do município de Serra, no Espírito Santo.

Nestes dois últimos dias de celebrações há a festa em si, ao som de batidas e bandas de congo, a multidão termina junto, com bebida, comidinhas típicas e shows e apresentações de artistas regionais.

Veja galeria de fotos no site da Prefeitura de Serra.

Igreja e Residência Reis Magos – Nova Almeida

igreja-nova-almeida-es

A igreja é muito bonitinha e tem uma visão panorâmica legal de Nova Almeida

janela-mosteiro-es

Localizada em Nova Almeida, a igreja foi construída a 40 metros do nível do mar para que os jesuítas que ali moravam pudessem apreciar toda a região.
janela-entrada-igreja

Estive lá e realmente a vista é linda e bastante ampla de qualquer janela do mosteiro.

A igreja foi construída com pedras de recifes, argamassa de barro, areia, cal de conchas e óleo de baleia. Tem chão de madeira, e as telhas todas de barro, feitas “nas coxas”.

Em 1943 a construção foi tombada como Patrimônio Histórico Cultural pelo Iphan.

Trilha Os Passos de Anchieta

O roteiro une-se a outros três existentes desse no mundo – o Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha; a Trilha da Terra Santa, em Jerusalém; e o Caminho de Roma.

A trilha compreende o trecho de 100 km entre Anchieta e Vitória, que José de Anchieta percorria regularmente duas vezes por mês. Ficou conhecido como “o caminho das 14 léguas” na antiga Vila de Nossa Senhora de Vitória, hoje a cidade de Vitória (ES). O roteiro é composto de seis atrações entre monumentos, obras de artes e formações naturais que foram de alguma forma relacionado ao jesuíta José de Anchieta.

Quando acontece a trilha Os Passos de Anchieta?

– Veja o calendário com as datas de partida dos roteiros.

– Mais informações no site da ABAPA – Associação Brasileira dos Amigos dos Passos de Anchieta – ES.

* Viajamos à convite da Secretaria de Turismo do Estado do Espírito Santo em parceria com o Sebrae/ES.

Muita Viagem

Muita Viagem - Dicas e histórias de viagens. É feito por Gustavo, jornalista, Danilo, comissário, e amigos, que vivem viajando pelo Brasil e no mundo.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*