Início / Antes da Viagem / Esqueça o Festival de Jazz de New Orleans!
O New Orleans Jazz Festival é um dos maiores eventos do gênero
O New Orleans Jazz Festival é um dos maiores eventos do gênero

Esqueça o Festival de Jazz de New Orleans!

O New Orleans Heritage & Jazz Festival, o New Orleans Jazz – NO Jazz, é o maior evento de música deste gênero no mundo.

Na programação da última edição, em 2016, artistas como Stevie Wonder, Neil Young, Pearl Jam, Miss Lauryn Hill, Tedeschi Trucks Band, Big Funky Nation, Snoop Dogg, Paul Simon, entre muitos outros.

O que fazer em New Orleans: dicas da cidade mais legal dos EUA.

nojazz-adviseO revés ficou por conta da chuva, que cancelou o penúltimo dia de festival, abortando o aguardado show do Stevie Wonder.

Foi chato, a Ticketmaster devolveu, enfim, metade do valor do ingresso um mês depois no cartão de crédito. O preço foi US$60/dia.

Dos 7 dias de shows, planejávamos ir em 5. O penúltimo dia do festival foi cancelado por conta da tempestade de relâmpagos, e no último dia desistimos de ir dadas as circunstâncias do dia anterior, além da chuva, a lama e a falta de informação da assessoria do festival.no jazz, literalmente

Em resumo, fomos apenas em 3 dos 5 dias planejados. Apesar de sempre contar com programação de alto nível e excelentes artistas, a chuva e o tempo instável de New Orleans podem colocar tudo a perder e estragar a festa.

De qualquer modo, se pretende ir ao festival, leve uma capa de chuva, guarda-chuva e botas. O clima em New Orleans é chuvoso. Bastante atenção nestes itens na hora de fazer as malas.

No mais, se o tempo colaborar, certamente terá um excelente festival. Há palcos com todas as vertentes da música black. Tenda de blues, jazz, gospel, ritmos africanos e caribenhos, além de apresentações indígenas e culturais.

Passaporte, vistos e documentos para viajar

O Festival de Jazz de New Orleans | Fotos: Muita Viagem

O Festival de Jazz de New Orleans | Fotos: Muita Viagem

As pessoas reservam espaços com cadeiras

As pessoas reservam espaços com cadeiras

As tendas e outros palcos menores são organizados com centenas de cadeiras enfileiradas. Ficar em pé não pode, apenas em área no fundo. Assim, fica fácil para todos acompanharem as apresentações, enxergando os artistas.

Fora a imprevisibilidade da natureza, a infraestrutura do evento é ótima.

Há muitos banheiros, diversas praças de alimentação, com opções da culinária local (prove o gumbo – sopa de carnes e legumes, ou o Po-Boy – sanduíche, de camarão), cervejas e daiquiris.

Algumas pessoas no festival vendem chocolate com cogumelos (US$20,00) e vale fazer amizade com a galera que estiver fumando maconha. Ninguém vende, mas te deixam dar um dois. Você irá se divertir, se for este o seu desejo. Cole na galera da Califórnia, eles sempre têm.

Ritmos africanos e caribenhos em tenda no festival de jazz

Ritmos africanos e caribenhos em tenda no festival de jazz e cultura

Tenda de Blues, no festival de Jazz

Leroy Jones & New Orleans’ Finest na tenda de Blues

Em nossa opinião (somos sinceros em dizer), para quem está planejando viajar para New Orleans com o propósito de ir ao NO Jazz é – esqueça o festival! Isso mesmo, não vá aos shows!! Prefira ir nos bares da cidade.

George Clinton e Funkadelic em show after dark em New Orleans

Show do Funkadelic em New Orleans

O legal é o after dark, ou seja, deixe para sair na noite de New Orleans. As festas em bares e casas de show entre o French Quarter e a Frenchmen Street ficam animadíssimas durante os meses do festival.

Nós na viagem, por exemplo, curtimos muito mais o show do George Clinton & Parliament Funkadelic no bar perto do hostel do que a tentativa frustrada de ouvir a música do Buddy Guy na tenda de Blues do festival de jazz, que também teve o show cancelado por conta da chuva e relâmpagos.

Melhores bares de New Orleans

Também foi difícil ver o show Red Hot Chili Peppers – RHCP. Estávamos longe do palco e acabamos indo ver o show do J. Cole. Por outro lado, no primeiro dia do festival, vimos de perto o Chad Smith (baterista do RHCP) tocar bateria ao lado do Pearl Jam. São as boas e más venturas de ir a grandes festivais.

É controverso, mas assim como o SXSW, em Austin, acreditamos que New Orleans pode ser até mais divertida fora da alta estação (abril e maio, quando ocorre o festival de jazz). Escolha ir em outubro, por exemplo.

Assista o vídeo de divulgação com a apresentação do line up de 2016:

Como comprar ingresso e datas do festival em 2017

Caso ainda queira ir no festival, compre o ingresso no site oficial http://www.nojazzfest.com/tickets/. Este ano o preço aumentou para US$65 (antecipado) ou US$75 (na porta). Crianças pagam US$5 (2-10 anos).

As datas do festival em 2017 serão nos dias 22, 23 e 24 de abril (1ª semana) e 28, 29, 30 de abril e 1º de maio (2.ª semana).

Existe um passaporte especial que dá acesso à áreas exclusivas, o Big Chief experience. É bem mais caro. São US$1.200 para os três dias da primeira semana e US$1.400 para os quatro últimos dias do festival.

Leia todos os relatos e dicas da viagem que fizemos para Austin e New Orleans no guia de turismo nos Estados Unidos.

Danilo

Dan já foi Comissário de Voo e Relações Públicas. Hoje é um viajante. Já viveu no Canadá, fez road trip pela Califórnia e mochilão na Europa. Conhece 20 países e todas as capitais do Brasil. Quer conhecer 50 antes dos 50.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*