Início / Na Viagem / Como chegar em Morro de São Paulo, na Bahia?

Como chegar em Morro de São Paulo, na Bahia?

Quando fizemos a lista das 10 melhores praias brasileiras por onde passamos, Morro de São Paulo não entrou na lista por pouco, pois é facilmente encontrada em listas de praias mais bonitas do Brasil.

Para chegar, é preciso pegar a escuna que sai da Baía de Todos os Santos.

As embarcações partem todos os dias até Morro de São Paulo e outras ilhas do arquipélago de Tinharé, como as ilhas do Frade e ilha de Itaparica, dois lugares que agradam pais que viajam com crianças pela tranquilidade das praias.

Já Morro de São Paulo agrada mais o público jovem. Recomendamos!

Não lembro exatamente quanto paguei, mas hoje em dia (2016) custa cerca de R$200,00 (ida + volta). Confira os horários da catamarã.

Algumas agências de viagens organizam o trajeto aeroporto – Baía de Todos os Santos – Morro de São Paulo para quem não for ficar alguns dias em Salvador, como fizemos.

Como chegar em Morro de São Paulo?

A forma mais rápida de chegar em Morro de São Paulo é via aérea, com voos do aeroporto de Salvador, porém muito cara.

Outras possibilidades mais acessíveis são via lancha catamarã, já citada acima, e terrestre em viagem de ônibus.

Quem prefere não gastar muito com o trecho aéreo ou passa mal em viagens de barco, a alternativa é seguir via terrestre até a cidade de Valença (140 km de Salvador). Para este roteiro, siga até o Terminal Rodoviário.

As passagens aéreas para Morro de São Paulo são feitas por meio de empresa de táxi aéreo AeroStar.

Salvador, Bahia

Catamarã para chegar no arquipélago de Morro de SP. | Muita Viagem

Quando fui, saí do aeroporto de Salvador e na conversa acabei conhecendo um casal que estava indo até o ponto de partida das barcas para Morro de São Paulo. Acabamos dividindo o preço da corrida de táxi, que na época deu cerca de R$30 para cada um.

Do Mercado Modelo, na Baía de Todos os Santos, vá até o Terminal Marítimo e paga-se pelo trecho (pode ser de ida ou ida + volta). Sugiro comprar apenas a ida. Depois a volta, você negocia com agências que fizer os passeios, lá em Morro mesmo. É possível pagar mais barato.

Uma dica lá perto do Elevador Lacerda é evitar aceitar as fitinhas e lembranças da Bahia.

O cara vem e te dá um punhado de fitinhas, você acha legal e ele amarra no seu pulso. Diz que pode fazer três pedidos, né? Um deles será para que o cara suma… Pois ao te dar as fitinhas já emenda e fala “agora mê dá uma ajuda”.

Portanto, evite conversar com estes caras e jamais aceite qualquer coisa da mão deles. Vá com uma fitinha de Nossa Senhora Aparecida!

Elevador Lacerda, Salvador

O que fazer em Salvador? – Dicas de viagens na Bahia | Muita Viagem

Um dos maiores símbolos de Salvador, o Elevador Lacerda fica no centro histórico e liga as duas partes da cidade: Cidade Alta e Cidade Baixa.

Construído em 1873 pelo engenheiro Antonio Lacerda, o elevador leva 30 segundos para subir os 72 metros. Lá de cima é possível admirar o Mercado Modelo, o Forte de São Marcelo e a Baía de Todos os Santos.

Chegando em Morro de São Paulo

Praia de Morro de SP

Chegada em Morro de São Paulo | Muita Viagem

Onde ficar em Morro de São Paulo?

Após chegar em Morro de São Paulo, fomos até a pousada, que pagamos apenas R$30 a diária (set/2010). Paguei barato, pois era o que precisava lá. Apenas um colchão para dormir poucas horas por noite. O restante passaria nas praias paradisíacas de lá.

Ficamos na Pousada Lua Cheia. Ela é bem simples mesmo, o banheiro é péssimo e só tinha ventilador. O quarto que ficamos era na parte externa, com pouca privacidade. Era preciso deixar a janela fechada. O café da manhã era gostoso e caseiro. O preço não nos deixou reclamar.

A maior parte das pousadas baratas estão localizadas na Primeira Praia. Já as pousadas luxuosas e mais românticas, na Terceira Praia. Não fique em pousadas na Segunda Praia por conta do grande movimento de pessoas.

— Ver fotos de pousadas e faça a reserva pelo Booking

Melhor Praia de Morro de SP

A Segunda Praia, o ponto de encontro da moçada… | Muita Viagem

O agito acontece na Segunda Praia, onde você toma conta de um guarda-sol e cadeiras de praia para ser atendido com muito bom humor.

À noite sempre rola luau, mas por conta das pousadas, muitos não duram a noite toda, o que já acontece na Terceira Praia e na Quarta Praia quando a maré está mais baixa.

Há quem arrisque baladas na longínqua Quinta Praia. Nos chamaram para ir, mas recuamos. Era longe, tinha que ir de táxi e voltar de carona. Sem chance!

O que recomendamos é um salto da tiroleza. Na época (2010), custava R$10. Deve estar mais caro neste verão. Há um fotografo que registra os momentos, mas o legal mesmo é o salto, a melhor recordação do lugar!

Lá no alto do Morro, tem a Toca do Morcego, balada bacana à noite (muitas vezes você consegue ingresso com desconto com um pessoal local, pode ir na fé), mas o legal do lugar é o pôr do sol.

tiroleza-morro-de-sao-paulo

Você tem que ir na tiroleza em Morro!! | Muita Viagem

A Bahia é linda! Morro de São Paulo é junto com a Ilha do Frade, Ilha de Itaparica, Praia do Forte e Costa do Sauípe, algumas das atrações que corroboram as belezas da Bahia!

Fiquei 4 dias em Morro de São Paulo. O primeiro dia foi para conhecer, principalmente a Segunda Praia. À noite foi meio chato, demorei para me enturmar.

No segundo dia fiz o passeio de barco da Gamboa e Ponta do Curral passando pela Praia da Argila Medicinal. No passeio excursão acabei conhecendo uma galera. Aí neste dia à noite fomos para a luau juntos e no terceiro dia marcamos de ir na balada, a Toca do Morcego.

No último dia, apenas um passeio e caminhada na praia, e já fomos arrumar as coisas para voltar. Acreditamos que 4 ou 5 dias são suficientes para conhecer Morro de São Paulo, mesmo que dê vontade de morar por lá!

Danilo

Dan já foi Comissário de Voo e Relações Públicas. Hoje é um viajante. Já viveu no Canadá, fez road trip pela Califórnia e mochilão na Europa. Conhece 20 países e todas as capitais do Brasil. Quer conhecer 50 antes dos 50.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*