Início / Viajei (relatos) / Cartão Postal / O que fazer em Ouro Preto, a cidade histórica de MG construída entre montanhas
A cidade histórica de Ouro Preto-MG tem muito o que fazer

O que fazer em Ouro Preto, a cidade histórica de MG construída entre montanhas

Ouro Preto-MG é inesperada. A mais conhecida das cidades turísticas de Minas Gerais surpreende na cultura, na história e nas paisagens e tem muitas coisas para fazer. Pertinho de Belo Horizonte, a apenas 100 km de viagem de carro da capital mineira, Ouro Preto é um dos melhores destinos turísticos de MG.

A cidade mineira é um exemplo único da arquitetura colonial portuguesa, com prédios para conhecer como o Palácio dos Governadores (hoje Escola de Minas) e a Casa de Câmara e Cadeia, que atualmente guarda o Museu da Inconfidência.

Além dos prédios da administração portuguesa, as igrejas estão entre os principais pontos de interesse de Ouro Preto.

Ver templos barrocos decorados com esculturas de Aleijadinho e pinturas de Manuel da Costa Athaide é uma lembrança para se levar da cidade e sua história.

 

Hotéis e pousadas em Ouro Preto também aproveitam essa arquitetura histórica. Grandes casarões viraram charmosas pousadas em Ouro Preto-MG, com estilo caseiro -mas de séculos passados.

Entre as opções de lugares para ficar em Ouro Preto, além de pousadas em casarões, estão hotéis em solares e o Grande Hotel Ouro Preto, um grande hotel no centro histórico com piscina cujo destaque é o projeto arquitetônico de Oscar Niemeyer. Além disso, há uma boa oferta de casas para temporada em Ouro Preto que ocupam casarões.

– Booking: Hotéis e pousadas em Ouro Preto-MG

Vale a pena fazer um roteiro a pé em Ouro Preto e ver lugares como a rua dos Bancos, com restaurantes, lojas e casarões coloridos

Também vale a pena conhecer bares e restaurantes que ocupam casarões que são parte da história de Ouro Preto. Jantar ou tomar um drink acompanhando de música ao vivo em lugares como o Escadabaixo, que possui ambiente no porão decorado com pedras e madeiras, estão entre as coisas para fazer a noite em Ouro Preto-MG.

O Escadabaixo (Rua Conde de Bobadela, 122 – Centro) é um dos lugares mais agradáveis que encontramos para comer em Ouro Preto. Uma mistura de café, pub e restaurante, a decoração do Escadabaixo dialoga com charme com a arquitetura histórica do casarão.

– Destinos no interior de MG

OURO PRETO, PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE

As igrejas, os casarões coloniais e o traçado urbano deram a Ouro Preto título de patrimônio da humanidade pela Unesco

A natureza agraciou a região com montanhas e ouro. O minério atraiu as pessoas, que ergueram, nas encostas dos morros, uma das mais surpreendentes paisagens urbanas do mundo, um preservado patrimônio histórico nacional.

E nem sempre é preciso gastar dinheiro para conhecer a história e pontos turísticos na cidade histórica de MG. Uma das coisas mais legais para fazer em Ouro Preto é caminhar sem rumo nas ladeiras e esquinas do centro histórico. Dá para se surpreender com chafarizes, pontes e outras construções centenárias que trazem à tona a rica história do Ciclo do Ouro no Brasil.

A história de Ouro Preto foi marcada por uma rápida urbanização a partir do começo do século 18, quando minas de ouro foram encontradas na região no interior do Brasil.

Rapidamente Ouro Preto se tornou um dos principais centros coloniais do Império Português e núcleo cultural e artístico da nascente sociedade mineira.

O traçado urbano que acompanha as curvas, subidas e descidas das montanhas e os casarões coloniais foram bem preservados em Ouro Preto.

A rica história de Ouro Preto, que dialoga com a arquitetura preservada do centro histórico e com as montanhas da região, resultou em um inesperado centro urbano, que elevou a cidade histórica de MG à condição de Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Além das atrações históricas, como a Praça Tiradentes, Ouro Preto é palco de programações especiais em feriados e festas populares

A vida cultural continua sendo uma das atrações de Ouro Preto. Além das tradições mineiras, Ouro Preto é um importante destino turístico em MG e recebe uma variada programação de eventos durante todo o ano.

Entre as coisas mais legais para fazer em Ouro Preto estão o Carnaval de rua, uma das melhores festas carnavais do Brasil, muito animada pelas repúblicas universitárias.

A programação vai além: tem o Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana, com uma vasta programação de eventos em julho, durante as férias de inverno, o Festival Tudo é Jazz de Ouro Preto, no final do ano, em dezembro, férias de verão, além de uma grande programação de festas populares e religiosas em feriados e datas especiais.

A cultura, a história, o turismo e as festas garantem uma cidade cheia de pontos interessantes para conhecer o ano inteiro, com muitas coisas para fazer em Ouro Preto-MG.

O que fazer em Ouro Preto-MG

Centro Histórico

Fazer em Ouro Preto um passeio a pé pelo Centro Histórico não é fácil, mas vale a pena.

O traçado urbano que se mescla as montanhas e a rica arquitetura razoavelmente preservada da época do Ciclo do Ouro no Brasil fez com que o Centro Histórico de Ouro Preto-MG fosse o primeiro tesouro brasileiro apontado como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, em 1980.

As ladeiras e ruazinhas são pontilhadas e de igrejas, pontes e chafarizes, além de construções históricas que abrem espaço para museus e centros culturais, mas também a pousadas, lojas, restaurantes e casas.

São muitos os pontos de interesse para passear em Ouro Preto.

Casarões coloridos, ladeiras de pedra e cultura tipica: vale a pena fazer um passeio a pé por Ouro Preto

Não deixe de conhecer em Ouro Preto a Praça Tiradentes, cercada pelo Palácio dos Governadores, (Escola de Minas), a Casa de Câmara e Cadeia (atual Museu da Inconfidência) e a Casa dos Contos. Na área ao redor da praça também fica a Igreja de Nossa Senhora do Carmo.

Entre as igrejas mais bonitas e mais visitadas estão a Matriz de Nossa Senhora do Pilar, a Matriz de Nossa Senhora da Conceição e Igreja de São Francisco de Assis.

A Matriz de Nossa Senhora do Pilar foi ricamente ornamentada em ouro, sendo uma das igrejas com maior quantidade do minério do Brasil.

Já a Igreja de São Francisco de Assis é um ícone da arte barroca mineira. Lá estão alguns dos principais trabalhos feitos por Aleijadinho e também a nave pintada por Mestre Athaíde.

Um bom roteiro a pé por Ouro Preto para fazer e conhecer as igrejas e outros pontos turísticos e de interesse pode ser encontrado no blog de viagems Queimando Asfalto.

O melhor jeito de conhecer Ouro Preto é a pé. Andar de carro nas ruas estreitas, com ladeiras íngremes e cotovelos não é tão fácil.

No roteiro a pé pelo Centro Histórico, uma das ruas mais legais para conhecer e passear é a rua São José, ou rua dos Bancos. Na rua dos Bancos de Ouro Preto, além das principais agências, ficam lojinhas de artesanato e joias, restaurantes e, não raro, artistas de rua. Além, é claro, de belas construções históricas em bom estado.

Mirante Morro São Sebastião

O Mirante de São Sebastião oferece uma paisagem única no interior de MG

A cidade histórica mineira é famosa pelas ladeiras, mas se a ideia é fazer esse passeio a pé em Ouro Preto, é bom estar preparado.

O Mirante Morro São Sebastião fica em um ponto especialmente alto de Ouro Preto: não é todo mundo que tem disposição para chegar lá caminhando.

A recompensa do mirante em Ouro Preto: uma linda vista da região, especialmente no pôr do sol, quando a luz dourada derrama-se, entre as montanhas, sobre as igrejas de Ouro Preto.

Minas de Ouro Preto-MG

Um carrinho antigo leva a 120 m de profundidade na Mina da Passagem, entre Mariana e Ouro Preto

Ouro Preto formou-se a partir da união de arraiais que surgiam em torno das minas de ouro.

Hoje, algumas dessas minas -e suas histórias- podem ser visitadas pelos turistas.

A maior parte das minas turísticas de Ouro Preto-MG mostra o caráter algo artesanal da extração de ouro no Brasil colonial.

Vale a pena visitar a mina do Chico Rei, que tem uma história lendária, próxima a Matriz Nossa Senhora da Conceição, e a mina du Veloso.

Já a mina da Passagem, entre Ouro Preto e Mariana, é uma das maiores minas de ouro do mundo que recebem turistas. Chega-se ao fundo do poço em um carrinho tipo bonde em um roteiro de 315 metros e, lá embaixo, a 120 metros de profundidade, há um centro de treinamento de mergulho em cavernas.

Mariana-MG

A 25 km de Ouro Preto, Mariana vale a visita se você estiver em um roteiro de carro pelas cidades históricas de MG.

Outra boa opção turística para chegar em Mariana é fazendo o passeio de trem Ouro Preto-Mariana.

O centro histórico de Mariana, ainda que mais modesto, tem belas construções coloniais. Saiba mais o que fazer em Mariana-MG.

Lavras Novas

Perto de Ouro Preto, a bucólica Lavras Novas é um lugar romântico perto de BH e também oferece ecoturismo e aventuras – foto: Divanildo Marques

Distrito de Ouro Preto, Lavras Novas é mais bucólico e calmo que o centro urbano.

É um destino para quem quer relaxar e ficar em uma bonita paisagem cercada de verde, com serras, montanhas e cachoeiras.

É uma boa opção de ecoturismo próximo a BH. Entre os destaques, estão a cachoeira do Campo, uma cachoeira com queda de 30 metros nessa região do interior mineiro. Outras coisas para fazer são passeios a cavalo, rafting e esportes de aventura.

Em Lavras Novas-MG há trilhas para fazer, boas lojinhas de artesanato e algumas pousadas românticas, chalés e lugares em meio a montanhas com piscinas e outros atrativos.

Além das cachoeiras e do ecoturismo, Lavras Novas também é um destino romântico perto de BH que vale a pena para uma viagem de casal de final de semana.

Feriados e férias em Ouro Preto – Quando ir

Carnaval

O Carnaval de rua de Ouro Preto é uma das melhores festas do Brasil.

O clima universitário da cidade ajuda a embalar a folia, além de shows e blocos de rua.

Umas das coisas legais do Carnaval é que, entre as opções de lugares para ficar em Ouro Preto durante o feriado, estão repúblicas, além das muitas pousadas e hotéis da cidade turística.

Festival de Inverno

Julho é uma das melhores épocas para conhecer Ouro Preto e se deliciar com a culinária mineira, boas cachaças, doces e queijos.

O Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana agregam cultura, músicas e outras coisas para fazer à programação da cidade.

Durante a programação do Festival de Inverno de Ouro Preto, acontecem eventos como concertos de flauta, teatro de rua e outras atividades.

Outra cidade histórica de MG, Tiradentes é um bom destino para ir em julho, no inverno.

Semana Santa

O feriado da Semana Santa é uma das principais festas populares do interior mineiro e uma atração especial em Ouro Preto-MG – foto: Neno Vianna

A religiosidade que faz parte da história de Ouro Preto e de Minas Gerais aflora durante o feriado da Semana Santa.

Em Ouro Preto, acontecem encenações com origem na Idade Média e procissões típicas do feriado da Semana Santa e Páscoa, como a procissão da Sexta-feira da Paixão.

Durante toda época de Páscoa em Ouro Preto, tapetes floridos e coloridos cobrem ruas da cidade, em um roteiro entre igrejas bonito de se conhecer. Para deixar o passeio mais interessante, grupos de seresta cantam a Páscoa ao longo do roteiro dos tapetes de flores.

– Réveillon 2018 – Lugares para viajar no Ano Novo

Pacotes para Ouro Preto-MG

São muitas as opções de pacotes turísticos para Ouro Preto. Parte grande dos pacotes incluem visita a outras cidades históricas mineiras.

Mas existem desde agências turísticas que fazem passeios de um dia a partir de Belo Horizonte, a 90 km de Ouro Preto e onde fica o aeroporto de grande porte mais próximo, até pacotes com passagens aéreas para Belo Horizonte e traslado para Ouro Preto.

A cidade histórica mineira é um dos destaques de pacotes rodoviários da CVC, com roteiros variados, que incluem outros destinos históricos além de lugares como Inhotim, em Brumadinho, perto de BH, onde fica o maior museu a céu aberto de arte contemporânea do mundo.

No Hotel Urbano, o destaque entre os pacotes para Ouro Preto estão os pacotes de hotéis e pousadas com desconto e oferta de diárias gratuitas.

Gustavo

Gustavo está em algum lugar da América do Sul, em um roteiro de mochilão que começou em março, no Equador.

Tire a sua dúvida, comente. Participe!

O e-mail não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*