Início / Viajei (relatos) / Diário do Brasil / Praias desertas, lugares históricos, artesanato indígena: O que fazer em Porto Seguro
Coroa Vermelha é fácil de chegar e ótima para fugir do axé
Coroa Vermelha é fácil de chegar e ótima para fugir do axé

Praias desertas, lugares históricos, artesanato indígena: O que fazer em Porto Seguro

Porto Seguro e a Costa do Descobrimento, no sul da Bahia, é um dos destinos turísticos mais surpreendentes do Brasil, com uma mistura de festas, praias desertas e paradisíacas e vilas históricas.

O ideal, para explorar as belezas da região com tranquilidade, é fugir da alta temporada de Réveillon, Carnaval e Semana do Saco Cheio, principalmente, e alugar um carro para fazer roteiros em praias desertas e vilarejos próximos e razoavelmente fáceis de chegar.

Nós fomos em dezembro e vimos uma Porto Seguro muito além das baladas ensandecidas.

Conhecemos praias desertas em Áreas de Proteção Ambiental, com vegetação nativa, restinga e rios desembocando no mar, como a praia de Santo Antônio, a menos de 30 km do centro de Porto Seguro.

Visitamos vilarejos charmosos como Santo André, que ficou mais conhecido depois de hospedar a seleção alemã durante a Copa do Mundo do Brasil, mas ainda é tranquilo e bucólico, com barraquinhas rústicas, cadeiras sob a sombra de árvores e atendimento simpático e divertido que recebe bem os turistas que querem relaxar a beira-mar.

As famosas barracas de axé de Porto Seguro ficam a cerca de 6 km do centro

As famosas barracas de axé de Porto Seguro ficam a cerca de 6 km do centro

Até a Passarela do Álcool fica mais de acordo com o nome Passarela do Descobrimento, como foi rebatizada em uma tentativa de mudar o foco do turismo de balada que fez a fama de Porto Seguro com as excursões de estudantes nos anos 1990 e 2000.

O fato é que há muito o que fazer em Porto Seguro além das baladas, mas para aproveitar ao máximo essa região de áreas protegidas, praias paradisíacas e o espírito baiano na cultura, na comida e contato humano, vale mais a pena visitar Porto fora da altíssima temporada, quando as coisas ficam bem mais caóticas.

– Porto Seguro: Guia para o melhor roteiro de viagem no sul da Bahia

O que fazer em Porto Seguro

Praia de Coroa Vermelha e Mutá

Para fugir do axé e do agito sem precisar ir muito longe de Porto Seguro, vale a pena visitar as bonitas praias de Mutá (10 km do centro) e Coroa Vermelha (14 km do centro, já em Santa Cruz Cabrália).

As duas praias ficam na orla norte de Porto Seguro.

Da praia de Mutá, partem passeios de barco para Coroa Alta, formação de corais onde, durante a maré baixa, aparecem piscinas naturais de águas quentes e tranquilas.

Coroa Vermelha é uma praia ainda mais tranquila, mas com barraquinhas para quem quer tomar alguma coisa.

Em pleno dezembro, ficamos apenas nós na praia, aproveitando o lindo cenário de coqueiros que emolduram a vegetação nativa.

As águas calmas e mornas dessa praia são apontadas como o local onde Pedro Álvares Cabral desembarcou no Brasil em 1500 e palco da primeira missa do Brasil.

Santa Cruz Cabrália

A vista panorâmica do centro histórico de Santa Cruz Cabrália é imperdível

A vista panorâmica do centro histórico de Santa Cruz Cabrália é imperdível

A cidadezinha de Santa Cruz Cabrália, um pouco à frente da praia de Coroa Vermelha (8 km), possui um bonito centro histórico, que oferece vista panorâmica do encontro do rio João de Tiba e o quebra-mar natural que protege a vila.

É nesse povoado que se cruza, de balsa, para chegar no vilarejo de Santo André, um lugar perfeito para fugir do agito de Porto Seguro e com belas praias.

Vale a pena alugar um carro em Porto Seguro e incluir essas praias e vilas no seu roteiro de viagem. Se sair cedinho, dá para conhecer todos os lugares com alguma tranquilidade.

Feira de Artesanato de Coroa Vermelha

Coroa Vermelha, que guarda uma comunidade indígena pataxó, tem uma enorme feira de artesanto, com uma boa variedades de coisas para comprar em Porto Seguro.

A feira possui desde lembrancinhas baratas para comprar até artesanato indígena e muitas lojas de roupas moda praia.

A Feira de Artesanato de Coroa Vermelha é um ótimo lugar para compras em Porto Seguro

A Feira de Artesanato de Coroa Vermelha é um ótimo lugar para compras em Porto Seguro

Passarela do Descobrimento

A antiga Passarela do Álcool foi rebatizada como Passarela do Descobrimento.

No centro de Porto Seguro, a passarela possui restaurantes e lojinhas de artesanatos e roupas moda praia, além de muitas barraquinhas de comida e de bebida, como os famosos drinks de Porto Seguro.

Fora de temporada, o lugar fica cheio, mas não lotado, entre 20h e 23h, com boas opções de restaurantes e lugares para comer.

Vale a pena passear de dia, quando o sol da Bahia ilumina as casinhas coloridas e bem cuidadas da Passarela do Descobrimento.

Barracas de Axé

As megabarracas de praia de Porto Seguro não são o tipo de lugar que nós do blog de viagens Muita Viagem preferimos, mas claro que fomos conhecer as famosas Axé Moi, Vira-Sol e Barramares, que durante o dia são animadas por dançarinos e bandas em um palco e, à noite, recebem festas em dias especiais.

As principais barracas de Porto Seguro ficam na praia de Taperapuã, a 6 km do centro, e são fáceis de chegar de ônibus de linha ou facílimas para quem alugar um carro. Vale a pena visitar para se divertir e paquerar, mas os preços são bem salgados, muito longe do preço das barraquinhas mais rústicas e tranquilas tocadas por pessoas locais, e não agências de turismo.

O que fazer em Arraial d’Ajuda

Cruzando a balsa que fica no centro de Porto Seguro, fica a descolada vila de Arraial d’Ajuda, que já foi um reduto hippie e hoje está mais para modernete.

Praias de Arraial

A praia de Taípe, em Arraial, é selvagem e quase deserta

A praia de Taípe, em Arraial, é selvagem e quase deserta

As praias mais cheias de Arraial são Mucugê e Pitinga. Ambas possuem grande estrutura de barracas, com música, ducha etc.

Para fugir do agito e ver uma paisagem única, vale a pena incluir a praia de Taípe no seu roteiro de viagem.

A praia de Taípe é a praia mais selvagem e deserta de Arraial, emoldurada por falésias e coqueiros, mas com barracas rústicas com ótima estrutura.

Santuário Nossa Senhora d’Ajuda

Um dos mais antigos templos católicos do Brasil, o Santuário fica no alto de um morro com vista para a vastidão do Atlântico.

Em volta, há lojinhas charmosas e bons lugares para compras.

Rua do Mucugê

Para muita gente, a Rua do Mucugê, em Arraial d’Ajuda, é a rua mais charmosa do Brasil, com lojinhas e restaurantes charmosos e acolhedores.

A vida noturna de Arraial se concentra na Rua do Mucugê, o lugar perfeito para quem quer baladas na região –e o melhor, que fujam do esquema axé e coreografias.

O Morocha, um dos lugares mais badalados de Arraial, tem um restaurante que depois se transforma em balada com boas atrações à noite, principalmente aos finais de semana

Gustavo

Gustavo está em algum lugar da América do Sul, em um roteiro de mochilão que começou em março, no Equador.

4 Comentários

  1. Ainda preciso conhecer Santo André, mas adoro o restante da região.

  2. Melhor lugar do Brasil, diversão para todas idades, diversão para solteiros ou famílias. Cultura, história e lazer em um único lugar. AMO E RECOMENDO.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*