Início / Antes da Viagem / 3 Pousadas baratas em Maragogi, Alagoas
pousada-barata-maragogi

3 Pousadas baratas em Maragogi, Alagoas

Se você está pensando em fazer uma viagem romântica barata, vá para Maragogi. A pequena vila vive basicamente do turismo e hotelaria.

Há muitas opções de pousadas, hotéis e até resorts, mas a dica de hoje é para quem pretende economizar e fazer uma viagem barata!

Neste post já demos a lista com 10 lugares para ficar em Maragogi, mas hoje, resumimos a lista a 3 pousadas baratas em Maragogi:

Pousada Solar da Areia

Uma das 3 pousadas baratas em Maragogi da nossa lista. O lugar conta com boas acomodações e fica pertinho da praia de Barra Grande, no centro de Maragogi. O café da manhã é bem simples.

Encontre as melhores pousadas baratas em Maragogi

Pousada Maragolfinho

Uma das pousadas mais baratas em Maragogi. Reserve com antecedência na alta estação! Ideal para viajantes e mochileiros a fim de deixar a viagem barata sem deixar de ficar pertinho da praia, apesar da localização não ser lá essas coisas… A pousada fica em uma esquina, com grande circulação de pessoas e o lugar é escuro e mal iluminado.

Veja fotos da pousada e faça a reserva on-line

Pousada Olho D’água

A pousada tem boa relação custo x benefício.  É uma das melhores opções para quem busca uma hospedagem barata em Maragogi. À beira-mar de Maragogi, bem no cantinho da praia, o lugar dispõe de 27 apartamentos. O café-da-manhã é servido de frente para o mar, ao lado da piscina e a internet WiFi é grátis.

– Veja fotos e reserve a Pousada Olho D´água

Foto: Muita Viagem

Muita Viagem

Muita Viagem - Dicas e histórias de viagens. É feito por Gustavo, jornalista, Danilo, comissário, e amigos, que vivem viajando pelo Brasil e no mundo.

1 Comentário

  1. Deivison Jorge da Silva

    Eu gostaria de me hospedar aí a lazer, e quero saber se vocês vão buscar no aeroporto gratuitamente , pois vou pagar à hospedagem a vista é quanto vai ser a diária, porque dependendo do valor vou querer ficar hospedada do dia 07/02/2017 à 19/02/2017.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*