Início / Souvenir / Listas de viagens / A riqueza gastronômica de Portugal
Bacalhau à Braga  | foto - Valakirka
Bacalhau à Braga | foto - Valakirka

A riqueza gastronômica de Portugal

Por Cris Fonte – Eco Trilha Viagens

Quem já fez um passeio com a Eco Trilha Viagens sabe perfeitamente que eu gosto de comer bem e partilhar experiências únicas com as pessoas que visitam Portugal. Para dar uma ideia do que poderão provar em Portugal selecionei o melhor da culinária portuguesa e quase obrigatório experimentar!

— Roteiro de carro por Portugal – Costa Alentejana

Bacalhau

Bacalhau à Braga | foto - Valakirka

Bacalhau à Braga | foto – Valakirka

Sair de Portugal sem comer uma bela posta de bacalhau, é como ir no Brasil e não comer uma boa feijoada! O bacalhau é o peixe mais consumido em Portugal e é confecionado de diferentes maneiras, pode ser cozido, assado na brasa, desfiado, em posta… Temos milhares de receitas com este saboroso peixe.

Alheira

A alheira

A alheira, um enchido que leva massa de pão: uma artimanha dos judeus para driblar a perseguição

A alheira é um enchido típico da culinária portuguesa cujos principais ingredientes podem ser carne de aves, pão, azeite, banha, alho e colorau.

É um enchido com formato de ferradura que foi criado pelos judeus como artimanha para escaparem à Inquisição. Como não podiam comer carne de porco, os judeus criaram um enchido para dar a entender a toda a sociedade que eram cristãos assumidos e bem integrados. Contudo, este enchido tinha apenas carne de vaca, coelho, peru, pato, galinha e por vezes perdiz, envolvidos por uma massa de pão que lhes conferia consistência.

A receita acabaria por se popularizar entre os cristãos, mas estes juntavam-lhe a carne de porco.

No Norte de Portugal a alheira é consumida grelhada ou assada, acompanhada por batata cozida regada com azeite e grelos. Grelos nada mais é do que os brotos da nabiça ou couve, antes da floração (na foto podem observar as nabiças com os grelos e algumas já floridas). Cozinhamos estes brotos em água e sal, um alimento muito saudável, pois é rico em ferro e sais minerais.

Caldo Verde

É uma sopa de couve portuguesa típica do norte de Portugal, pode fazer-se o caldo verde com qualquer tipo de couve, mas a couve preferida para se fazer esta sopa é a couve-galega. Esta sopa é normalmente servida em tigelas de barro, regada com um fio de azeite, acompanhada das rodelas de chouriço e uma fatia de broa de milho.

Sardinha Assada

Outro peixe que os portugueses adoram! A melhor época para se consumir sardinhas vai de Junho a Setembro, porque depois da desova a sardinha fica mais gorda e saborosa.

Como diz o povo “Pelo São João a sardinha pinga no pão”. Ricas em vitaminas e minerais, em especial as vitaminas A e D, fósforo e iodo, são também um alimento com um teor elevado de gordura polinsaturada. A sardinha contém ácidos gordos ómega 3, essenciais para o bom funcionamento do organismo, nomeadamente do coração. Ajudando a reduzir o colesterol no sangue, a sardinha possibilita ainda a redução da tensão arterial.

Sei que muitos brasileiros não gostam de sardinha, mas com tantas qualidades, motivos não lhe faltam para experimentá-la. Se visitar Portugal nos dias dos Santos Populares (São João, São Pedro e Santo António) vai sentir o aroma da sardinha assada, pois é tradição comer sardinha acompanhada com pão de milho e pimentos assados.

Cozido à portuguesa

Foto - SescSP

Foto – SescSP

Como próprio nome indica tudo neste prato é cozido! Esse prato é composto por vários vegetais, carnes e enchidos cozidos. Tradicionalmente comemos este prato na Domingo Gordo (o Domingo que antecede o Carnaval).

Leitão

Muitos portugueses fazem quilómetros para comer esta carne de porco tenrinho assado em forno a lenha apenas temperado à base de sal e pimenta. É de comer e chorar por mais!

Arroz de Marisco

É um prato tradicional da gastronomia de Portugal, encontramos facilmente em qualquer restaurante, tendo a sua origem na praia da Vieira, na região da Marinha Grande.

Como o nome indica, o prato é confecionado com diversos tipos de mariscos (camarões, amêijoas, sapateira –é um crustáceo um pouco semelhante ao siri–, lagosta e mexilhão). As combinações de mariscos utilizadas variam de região para região, consoante as receitas, a disponibilidade e o preço de cada um dos mariscos.

Polvo grelhado

Povo à lagareiro com batata doce | foto - Ricardo Bernardo

Povo à lagareiro com batata doce | foto – Ricardo Bernardo

Como temos muito polvo na costa portuguesa é normal encontrar num restaurante próximo da praia diferente pratos com este maravilhoso molusco. Tenho que confessar que não era muito apreciadora deste molusco, mas fui experimentado aqui e ali, agora não consigo resistir ao polvo a lagareiro!

Tripas à moda do Porto

Tem vários tipos de carnes, tripas, enchidos e feijão branco.

É um prato tradicional e segundo a lenda, remonta ao período dos Descobrimentos, quando as duas margens do rio Douro testemunharam a construção das naus. Reza a história, que o Infante D. Henrique, filho de D. João I, pediu aos habitantes do Porto todo o género de alimentos. Todas as carnes que a cidade tinha foram limpas, salgadas e levadas para as embarcações, ficando a população sacrificada unicamente com os miúdos para confecionar, incluído as tripas. Deste sacrifício surgiram as Tripas à moda do Porto e a este prato deve-se o apelido dos portuenses: Tripeiros!

Pastel de Natas ou Pastel de Belém

Pastel de natas - foto: Porto Bay Trade

Pastel de natas – foto: Porto Bay Trade

Depois de tantos pratos salgados termino esta lista com um docinho!

Portugal possui uma grande variedade de doces tradicionais, cada região tem um doce tradicional. A lista de doces portugueses é mesmo enorme!

Muitas das receitas culinárias foram criadas por freiras, que usavam as claras para engomar as roupas e para não desperdiçar as gemas faziam doces para vender. Portanto, prepare-se para saborear os melhores doces e sobremesas de sempre. Infelizmente são autênticas bombas calóricas.

Depois de tudo isso você deve estar pensando como não engordar, certo? Então aguarde o meu próximo post que eu conto como fazer.

Onde ficar em Lisboa, capital de Portugal?

Cris Fonte – Carioca, vive em Portugal desde 1997 e é licenciada em Turismo. É a dona da agência de viagens incoming Eco Trilha Viagens

Receitas portuguesas: como preparar pratos típicos

Saiba mais sobre a gastronomia e vinhos portugueses

2 Comentários

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*