Início / Vasto Mundo / Equador / A Rota das Cascatas de Banõs: entre os Andes e a Amazônia
Rota das Cascatas banos equador mochilao andes amazonia roteiro viagem dicas turismo 4

A Rota das Cascatas de Banõs: entre os Andes e a Amazônia

Gustavo Villas Boas – Mochilão pela América do Sul – Equador

Uma atração onipresente em Baños, oferecida por todas as agências de turismo que se espalham pela cidade, é a chiva pelo roteiro conhecido como Ruta das Cascadas. A chiva é uma espécie de pau-de-arara turístico que tem no Equador.

A Rota das Cascatas, na estrada que liga os Andes à Amazônia, os cânios e rios impressionam

A Rota das Cascatas, na estrada que liga os Andes à Amazônia, os cânios e rios impressionam

Confesso que de tão onipresente e turística, estava com o pé atrás de percorrer a rota.

Quando fui fechar na agência turística minha viagem de três dias para Puyo, já na região amazônia, acabei comprando o ticket para a rota por US$ 6.

Faria a excursão em pleno domingo, com a cidade cheia de turistas, em uma chiva multicolorida e de ressaca (a noite de Baños é uma das mais agitadas do circuito mochileiro da América do Sul). Não pressentia um grande dia, não mesmo.

Quando eu entrei na chiva, o colorido pau-de-arara equatoriano, alguns dos meus medos ressaquentos se concretizaram: tinha música, tinha crianças, tinha um agito turístico que não ornava com meu humor.

Mas assim que a chiva pega a estrada, o mau humor começou a se dissipar: as estradas do Equador tem lindas paisagens, mas essa “carretera” que segue dos Andes rumo a região amazônia é especialmente deslumbrante, com cânios cobertos de verde, cascatas etc.

A estrada por si é um roteiro turístico entre os Andes e a Amazônia.

A primeira parada é para ver o Rosto de Cristo, uma pedra que sim, tem semelhança com o que aprendemos ser o rosto de Jesus. E olha que sou bem chato com essas imagens que se olham por aí. Algumas pessoas encostam na pedra para fazer pedidos e sei lá mais o que.

Reconhece o barbudo?

Reconhece o barbudo?

Continuamos até parar para ver a cachoeira Véu da Noiva (suspeito que seja o nome mais comum de cachoeira do mundo).

Ali vi a tirolesa mais enlouquecedora que já cheguei perto (mas não muito, sou cagão), senti frio na barriga e uma ponta de inveja pelas pessoas que cruzaram o cânion voando –o canopy, como se chama a tirolesa no Equador, custa US$ 10.

Uma das incríveis tirolesas da Rota das Cascatas, um roteiro entre os Andes e a Amazônia em Baños

Uma das incríveis tirolesas da Rota das Cascatas, um roteiro entre os Andes e a Amazônia em Baños

Depois rumamos até a Cascata Machay, que fica em uma área particular e custa US$ 1,50 para entrar. Ainda bem que eu tinha dinheiro, ninguém tinha avisado nada na agência turística de Baños, quando comprei o bilhete para a Ruta das Cascadas.

– O que fazer em Baños

– Mochilão pela América do Sul: Equador

Para chegar em um dos pontos para ver a Machay, é preciso fazer uma trilha mais ou menos rápida –uns 30 minutos.

É rápida, mas guarda várias surpresas para os viajantes. Além de paisagens belíssimas, grandes pontes de madeira que chacoalham ao sabor do vento.

A Machay é uma das mais legais cachoeiras que já conheci. Uma pena que para ir ao que é o melhor ponto para ver a cachoeira, quase embaixo da queda, é preciso tomar outra trilha, que demora, segundo o guia, 2 h30 na ida e na volta. Como eu estava de excursão, não ia ser naquela vez. Tão perto e tão longe…

Gustavo

Gustavo está em algum lugar da América do Sul, em um roteiro de mochilão que começou em março, no Equador.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*