Início / Viagens pelo Brasil / Sudeste / 5 Roteiros de bicicleta pelas ciclovias de São Paulo

5 Roteiros de bicicleta pelas ciclovias de São Paulo

SPTuris – Pedalar por São Paulo está cada vez mais agradável e seguro com a implantação da nova estrutura cicloviária.

Além de ser um meio de transporte para quem vai ao trabalho, à escola ou à faculdade, a bicicleta também pode ser uma opção de locomoção àqueles que desejam conhecer a cidade e explorar pontos turísticos.

Sobre duas rodas, o “turista-ciclista” – seja ele paulistano ou visitante de outros municípios e países – enxerga a cidade com outro olhar. Ele pode tirar fotos onde quiser, descobrir lugares inusitados no caminho, interagir com as pessoas, enfim, viver tudo o que São Paulo tem para oferecer.

Lembre-se sempre de levar alguns itens indispensáveis para uma volta de bicicleta – água, comida leve (barras de cereal ou frutas), protetor solar, boné, capa de chuva. Confira cartilha com dicas de etiqueta e segurança do ciclista.

Centro histórico durante a semana

Ciclovias em SP

Ciclofaixa no Viaduto do Chá, com o Theatro Municipal ao fundo.

Descobrir o centro histórico de São Paulo durante a semana é uma oportunidade de presenciar o movimento intenso das pessoas que trabalham na região e o comércio aberto.

Observe a arquitetura das construções históricas antigas e fique sempre atento aos pedestres que circulam pelas vias.

– Percurso total: 7,1 km
– Elevação: 75 metros
– Nível: Fácil
Tempo previsto: 2 horas (apenas com paradas externas para fotos), 4 horas (incluindo paradas breves para entrar na Biblioteca, Estação Julio Prestes e Estação Pinacoteca – que possuem paraciclos – checar), 6 horas (idem anterior mais Pinacoteca).

Roteiro

Pateo do Collegio > Solar da Marquesa > Caixa Cultural > Praça da Sé > Rua Benjamin Constant > Largo São Francisco – Faculdade de Direito da USP > Rua Líbero Badaró > Prédio da Prefeitura > Viaduto do Chá > Vista do Anhangabaú > Praça Ramos > Theatro Municipal > Rua Xavier de Toledo > Biblioteca Mário de Andrade > R. Dr. Bráulio Gomes > Rua Marconi > R. Barão de Itapetininga > Praça da República > Largo do Arouche > Av. São João > Av. Duque de Caxias > Estação Julio Prestes > Estação Pinacoteca > Memória da Resistência > Rua Mauá > Parque da Luz > Pinacoteca do Estado > Museu da Língua Portuguesa > Av. Cásper Líbero > Rua Antonio de Godoi > Largo Paissandu > Galeria Olido > Galeria do Rock > Av. São João (calçada) > Vale do Anhangabaú > Edifício Martinelli > Banespão > Rua São Bento (calçada compartilhada) > Café Girondino > Mosteiro São Bento.

Aos domingos, a ciclofaixa de lazer fica repleta de ciclistas no centro.

Da Luz à Liberdade aos sábados

roteiro-bike-luz

Roteiro de bike em SP inclui ciclofaixa próxima à Estação da Luz.

Este roteiro é para ser feito aos sábados, quando a Pinacoteca do Estado e o Museu da Língua Portuguesa têm entrada gratuita, e na Praça da Liberdade acontece a feira com barracas de comida e artesanatos típicos da cultura oriental.

– Percurso total: 5,6 km
Elevação: 74 metros
– Nível: Fácil
Tempo previsto: 3 horas (paradas para fotos e para comer na Liberdade), 6 horas (visitas à Pinacoteca e/ou Museu da Língua Portuguesa).

Roteiro

Parque da Luz > Pinacoteca > Museu da Língua Portuguesa > Cásper Líbero > Rua Antonio de Godoi > Largo Paissandu > Galeria Olido > Galeria do Rock > Dom José de Barros > Barão de Itapetininga > Rua Marconi > Dr. Bráulio Gomes > Biblioteca Mário de Andrade > Xavier de Toledo > Theatro Municipal > Praça Ramos de Azevedo > São João > Vale do Anhangabaú > Rua Líbero Badaró > Mosteiro São Bento > Rua Boa Vista > Pateo do Collegio > Rua do Tesouro > Rua Álvares Penteado (CCBB) > Rua da Quitanda > Praça Patriarca – Prédio da Prefeitura > Largo São Francisco > Rua Benjamin Constant > Catedral da Sé > Praça da Liberdade (feirinha).

De parque em parque durante a semana

alugar-bike-sp-parque

Ciclopassarela que liga Ciclovia do Rio Pinheiros ao Parque do Povo.

Opção para quem quer conhecer duas áreas verdes da cidade, o Parque Villa-Lobos, no bairro Alto de Pinheiros, e o Parque do Povo, que fica no Itaim Bibi. Ambos estão conectados pela ciclovia do Rio Pinheiros, que tem estrutura como banheiros, bebedouros e segurança no percurso totalmente plano.

– Percurso total: cerca de 23 km (ida e volta)
Elevação: 59 metros
– Nível: Intermediário
Tempo previsto: 2 horas (uma volta única em cada parque), 4 horas (incluindo percurso mais longo dentro de cada parque)

Roteiro

Parque Villa-Lobos* > Av. Prof Fonseca Rodrigues > Ponte Cidade Universitária > Ciclovia do Rio Pinheiros > Ciclopassarela > Parque do Povo.

*Há aluguel de bicicleta no Parque Villa-Lobos (vai e volta)

Av. Paulista – Ibirapuera aos domingos

Percurso recomendado para ser feito com a ciclofaixa de lazer que funciona aos domingos e feriados, das 7h às 16h.

É possível atravessar toda extensão da avenida mais famosa da cidade, passando por vários atrativos culturais, e ir até o Parque das Bicicletas e Ibirapuera, na região sul, perto dos bairros Vila Mariana e Moema.

– Percurso total: cerca de 15 km (apenas ida)
Elevação: 89 metros
– Nível: Intermediário
Tempo previsto: 2 horas (paradas na Avenida Paulista e volta rápida nos parques), 4 horas (ida e volta – atenção, o retorno tem mais subida).

Roteiro

Av. Paulista > Conjunto Nacional > Parque Mario Covas > Parque Trianon > Masp > Centro Cultural Fiesp > Espaço Cultural Citi > Prédio da Gazeta > Instituto Itaú Cultural > Casa das Rosas > Rua Vergueiro > Rua Domingos de Morais > Av. Jabaquara > Av. Indianópolis > Parque das Bicicletas > Ibirapuera

De parque em parque aos domingos

Aos domingos, com o funcionamento da ciclofaixa de lazer, das 7h às 16h, é possível percorrer três parques da cidade: Ibirapuera, do Povo e Villa-Lobos. Se for conhecer e pedalar dentro deles, lembre-se de tomar bastante água e fazer alguma pausa para comer algo, pois o passeio pode ser mais longo.

– Percurso total: cerca de 13 km (apenas ida)
Elevação: 82 metros
– Nível: Intermediário
Tempo previsto: 1 hora (só ida, direto e sem paradas), 3 horas (só ida, com volta pelos parques), 5 horas (ida e volta, com passeio pelos parques).

Roteiro

Outros roteiros de bike por aí

Há diversas cidades em SP que propiciam roteiros para bicicletas. O Gustavo, que gosta de pedalar na sua magrela velha, costuma fazer trilhas de bike na região de Sousas e Joaquim Egídio, dois distritos de Campinas.

Para quem gosta de aventuras sobre duas rodas e quiser pedalar pelo mundo, o site Viaje Aqui, elencou lista bem bacana com 10 rotas de bicicleta pelo mundo, incluindo a rota Camino Yungas (rota da morte), na Bolívia.

Fotos: José Cordeiro (as duas primeiras) e Marcelo Iha / SPTuris.

Muita Viagem

Muita Viagem - Dicas e histórias de viagens. É feito por Gustavo, jornalista, Danilo, comissário, e amigos, que vivem viajando pelo Brasil e no mundo.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*