Início / Na Viagem / Roteiros turísticos em Blumenau, Santa Catarina
roteiro-cervejaria-blumenau

Roteiros turísticos em Blumenau, Santa Catarina

Blumenau, uma cidade repleta de história – Dona de uma natureza exuberante, a cidade turística é berço de um povo hospitaleiro e que honra suas tradições.

Fundada em 1850, Blumenau relembra suas origens em cada canto da cidade – nas casas, parques e nos monumentos.

Apenas a Rua XV de Novembro concentra mais de 40 pontos turísticos que compõem a trajetória dos primeiros imigrantes da região.

Para quem está visitando a cidade de Blumenau neste mês de outubro e deseja dicas de atrações, passeios turísticos na cidade, trazemos um roteiro com muitas opções para aproveitar ainda mais a sua viagem!

Abaixo, um roteiro completo para mergulhar em um passado marcante de uma cidade que encanta em todos os sentidos.

Oktoberfest 2016: Blumenau, Brusque, Rio do Sul, Jaraguá do Sul, Rio Negrinho e Treze Tílias

Roteiro de viagem com dicas de Bluemenau

Roteiro histórico

Ponte Aldo Pereira de Andrade

Construída com material importado da Alemanha e inaugurada em 1931. Até meados de 1970, serviu de passagem para o trem que ia de Blumenau a Itajaí, transportando alimentos e produtos industrializados. Próximo à ponte foi construído o Mirante, que marca o ponto de chegada dos 17 primeiros imigrantes. Local privilegiado para aqueles que querem captar belas imagens.

Monumento dos Imigrantes

Mirante que marca o ponto de chegada dos 17 primeiros imigrantes. Local legal para quem gosta de tirar fotos durante a viagem.

Praça da Paz


Inaugurada em 2006, em comemoração ao centenário do Rotary Club de Blumenau. Nele consta um monumento artesanal, em aço inox, com 2m de diâmetro. O Globo com as mãos abertas é um convite à paz, simbolizando a união com todos os povos da Terra.

Praça Victor Konder

Inaugurada em 1928, contempla o Marco Comemorativo à Independência do Brasil, o Monumento da Poesia e o Busto Victor Konder. Em 1930, o busto foi arrancado do pedestal e atirado ao Ribeirão da Velha pelos revolucionários getulistas. A recolocação só aconteceu em 1947, dezessete anos depois.

Prefeitura Municipal de Blumenau

Prédio inaugurado em 1982, no local onde funciona a sede da antiga Estação Ferroviária. A construção é uma imitação da técnica construtiva enxaimel, inspirada nas edificações do período colonial.

Locomotiva Macuca

A primeira locomotiva de Blumenau. Importada da Alemanha em 1908, chegou ao Brasil a bordo do Vapor Klobenz que também trazia oitocentas toneladas de material para a Estrada de Ferro Santa Catarina. O apelido “Macuca” foi dado devido à semelhança com a ave macuco, pois o apito lembrava seu pio e o ruído da descarga de sua caldeira parecia com o som produzido pelas suas asas.

Relógio das Flores

Inaugurado em 2000, em comemoração aos 150 anos de Blumenau, o relógio funciona à energia elétrica. É o único no Estado. No Brasil existem apenas mais 5 relógios de flores espalhados por cidades no Brasil.

Rua XV de Novembro

No início, era conhecida por “Wurtstrasse” (Rua da Linguiça), por ser estreita e cheia de curvas. Com a expansão colonial, passou a denominar-se Rua do Comércio. Hoje é palco dos desfiles da Oktoberfest, das comemorações do aniversário de Blumenau e do Stammtisch. O curso de 1.590 metros de extensão da Rua XV de Novembro é de uma beleza incontestável.

Teatro Carlos Gomes

Construído em 1939, possui um dos quatro palcos giratórios do Brasil com plateia para 1.170 pessoas, ambiente climatizado, oferece também escola de balé, teatro, dança, orquestra de câmara e Centro de Convenções.

Castelinho da XV

Construído em 1978, pelo empresário Udo Schadrack, de família tradicional blumenauense, é uma réplica da prefeitura de Michelstadt, cidade localizada ao sul da Alemanha.

Praça Dr. Blumenau

Inaugurada em agosto de 1949, em homenagem ao fundador da cidade. Palco de grandes eventos políticos e culturais em terreno doado pela família Werner. A partir de 2001, um mosaico composto de cacos de pisos e azulejos, de autoria do artista Antônio Rozicki, retrata o fundador da cidade.

Fundação Cultural de Blumenau

Sede da Colônia de Blumenau (1875). A partir de 1939, com a remodelação e ampliação do prédio, passou a abrigar além da Prefeitura Municipal, o Fórum e as repartições Judiciais e Policiais. Foi parcialmente destruída pelo incêndio em 1958, junto com os arquivos históricos do município. O prédio foi reconstruído e inaugurado no ano de 2001. Hoje, nele também está o Museu de Arte de Blumenau, com acervo de mais de 400 obras e exposições o ano todo.

Praça Hercílio Luz

No tempos da colônia, o local era o principal ponto de reuniões da cidade que não parava de crescer. Compreende o Marco dos Primeiros Imigrantes, o Monumento Voluntários da Pátria, o Museu da Cerveja, o Biergarten (Jardim da Cerveja) e o Monumento com Poema de Lindolf Bell. Ao entardecer, enquanto degusta cerveja artesanal, o visitante pode contemplar o pôr-do-sol e as belezas do Rio Itajaí-Açu.

Alameda Duque de Caxias – Rua das Palmeiras

Foi a primeira rua planejada da colônia, na época chamada de caminho do Stadplatz. Em 1942, recebeu a denominação atual, Rua Alameda Duque de Caxias. Curiosidade: As primeiras plameiras imperiais, trazidas do Rio de Janeiro, foram plantadas no centro da via, em 1876. Em decorrência deste fato, a principal rua da época, passou a chamar-se Palmenallee, (palmeira em alemão).

Parque Horto Botânico Edith Gaertner

Área do complexo do Museu da Família Colonial. Neste espaço, o visitante conhece o laboratório de experiências botânicas, com várias espécies plantadas pelo Dr. Blumenau.

Cemitério dos Gatos

Edith Gaertner, sobrinha-neta do Dr. Blumenau, tinha grande afeto pelos gatos. Ao morrerem, os felinos eram enterrados com direito a funeral e cortejo fúnebre. Com o passar do tempo, o local acabou se tornando atração turística. Curiosidade: em 2000, o Cemitério dos Gatos foi apresentado em rede nacional, no programa Fantástico da Rede Globo.

Roteiro das Cervejarias

bierland-blumenau-roteiro-cervejarias

Os apreciadores da boa cerveja encontram em Blumenau um verdadeiro paraíso. As cervejarias artesanais recebem visitas de apreciadores e curiosos que, além de provar, podem conhecer o processo de fabricação das melhores cervejas da região.

As visitas devem ser agendadas diretamente com cada cervejaria.

Cervejaria Wunder Bier

Fundada em outubro de 2007, a cdervejaria oferece aos visitantes vários tipos de chopes; Hefe-Weizenbier (trigo), Schwarzbier (escuro) e Lager Hell. O chope Lager é um pilsen primitivo de origem, que resulta em uma cor mais acentuada e sabor mais intenso.

Rua Fritz Spernau, 155 – Fortaleza | Agendamentos: (47) 3339-0001

Cervejaria Bierland

Bierland significa terra da cerveja, uma homenagem à Blumenau. A fábrica possui um bar anexo, assim os visitantes podem visitar e degustar os sabores dos chopes e cervejas nas variedades Pilsen, Bock, Weisen e Pale Ale.

Rua Gustavo Zimmermann, 5361 – Itoupava Central | Agendamentos: (47) 3337-3100

Cervejaria Eisenbahn

Fundada em 2002, a Eisenbahn buscou a melhor matéria prima disponível na Europa e um mestre cervejeiro alemão com 30 anos de experiência, formado na mais conceituada Universidade de Cervejeiros do mundo, a Weihenstephan, na Alemanha. Produz uma variedade de 11 cervejas, entre elas a Lust, cerveja feita pelo método champenoise, um licor feito de cerveja, único no Brasil. A Eisenbahn produz aproximadamente 200 mil litros de cerveja/mês, vende para 17 estados brasileiros e exporta para os EUA e Suiça.

Rua Bahia, 5181 – Salto Weissbach | Agendamentos: (47) 3488-7371

Fotos: Vitor Pamplona / Ed Pichler

Muita Viagem

Muita Viagem - Dicas e histórias de viagens. É feito por Gustavo, jornalista, Danilo, comissário, e amigos, que vivem viajando pelo Brasil e no mundo.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*