Início / Vasto Mundo / Argentina / O que fazer em Salta, no norte da Argentina – A história e as paisagens de La Linda
O bonito Parque San Martín é a base para fazer o passeio de teleférico em Salta, Argentina

O que fazer em Salta, no norte da Argentina – A história e as paisagens de La Linda

Por Gustavo Villas Boas

Salta, La Linda, foi uma grata surpresa no meu roteiro pelo norte da Argentina, quando cruzei do sul da Bolívia na viagem para o Brasil. Cheguei de passagem na cidade e tinha muita coisa para fazer. Acabei esticando o roteiro de um dia para três, mas dava para ficar mais tempo nessa bonita cidade.

Uma das maiores cidades da Argentina, com mais de 600 mil habitantes, Salta fica na base da Cordilheira dos Andes e mistura a influência indígena com a presença colonial espanhola.

Salta tem uma boa estrutura turística, com hotéis, pousadas e hostels em prédios históricos.

– Hotéis em Salta, Argentina

CENTRO HISTÓRICO

O centro histórico de Salta guarda museus, prédios coloniais e charmosos cafés

No centro histórico de Salta, construções coloniais típicas marcam a presença europeia. Mas a comida, o povo e as tradições também remetem aos nativos pré-colombianos. Além disso, há também o legado material indígena.

O Museu de Arqueologia de Alta Montaña em Salta guarda, por exemplo, entre outros tesouros, os Ninos de Llullaillaco, três múmias incas de crianças encontradas próximas a um vulcão da região, que faz lembrar a presença da cultura incaica no noroeste da Argentina.

No centro histórico, também vale a pena conhecer a Praça 9 de Julio. Em torno da praça, há vários lugares para ver, como a Catedral de Salta, o próprio museu de arqueologia e charmosos cafés argentinos.

TELEFÉRICO DE SALTA

Uma das melhores atrações de Salta é subir ao Cerro San Bernardo pelo teleférico

Um dos lugares para se conhecer na cidade é o Cerro San Bernardo, um parque com boa estrutura e ótima visão da cidade.

No cerro ficam lanchonetes, loja de lembrancinhas para comprar e jardins e cascatinhas bem cuidadas.

Dá para se chegar ao cerro de Salta a pé, de carro ou, a opção mais interessante, em uma viagem de teleférico, que parte do Parque San Martín, outro parque que vale a pena conhecer em Salta.

RESERVA DEL HUAICO

Quem gosta de lugares verdes também deve conhecer a Reserva del Huaico, a 8 km de Salta, na vila de San Lorenzo.

Com pequenas corredeiras, a reserva tem um estilo mais tropical que a geografia dos Andes, e lugares charmosos para comer e beber cerveja -a cerveja de Salta é uma das melhores da Argentina.

Passei uma tarde na reserva e foi ótimo para comer e beber suco em meio a muitas pessoas da própria cidade e poucos turistas.

TREM DAS NUVENS

O Trem das Nuvens é para quem quer fazer uma viagem de trem com emoção – Divulgação

Um dos passeios mais desejados pelos turistas para fazer em Salta é o Trem das Nuvens, com um dos roteiros de trem mais altos do mundo.

O trajeto do Trem das Nuvens parte de Salta (1200 metros de altitude) e termina no Viaduto La Polvorilla (a 4.220 metros).

No roteiro de trem pela Argentina, é possível ver várias paisagens, desde o Valle de Lerma, cercado por morros verdes onde fica Salta, Puna, com seu aspecto de deserto andino.

O que fazer a noite em Salta, na Argentina

– O que fazer na Argetina – Dicas de roteiro e viagens

O norte da Argentina tem uma noite agitada, onde o consumo de vinho não para. A província de Salta guarda uma das mais importantes regiões vinícolas da Argentina, Cafayate.

Agitada, a noite em Salta acontece em torno da Calle Balcarce, onde ficam os melhores restaurantes e bares da cidade.

Na região da Calle Balcarce há coisas para fazer para todos os gostos, de boates de coxinhas argentinos a lugares mais mochileiros.

Se a ideia é se divertir à noite, vale a pena passar na Calle Balcarce.

Aos domingos, o lugar recebe uma feira de artesanato interessante para comprar lembranças ou apenas passear.

Gustavo

Gustavo está em algum lugar da América do Sul, em um roteiro de mochilão que começou em março, no Equador.

Comente! Queremos saber o que pensa.

O e-mail não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*