Início / Viajei (relatos) / Cartão Postal / São Miguel do Gostoso: Sol e charme na esquina do litoral do Brasil
O pôr do sol em Tourinhos é um dos mais bonitos do Nordeste

São Miguel do Gostoso: Sol e charme na esquina do litoral do Brasil

Gustavo Villas Boas

Quando cheguei em São Miguel do Gostoso, nos primeiros dias do ano, logo após o Réveillon, pensei que encontraria a praia, uma das mais destacadas do Brasil nos últimos tempos, cheia. Mas a vila no litoral norte do Rio Grande do Norte, a 100 km de Natal, está mais para paraíso de praias quase desertas na beira de uma pequena vila do que um lugar badalado pela fama que gerou nos últimos 10 anos, como uma das praias mais bonitas -e gostosas- do Brasil.

Mesmo em janeiro, pleno verão, encontrei trechos desertos de praia em São Miguel do Gostoso

Apesar de ainda ser uma cidade pequena, São Miguel do Gostoso conta com boas pousadas. E o melhor: há boas opções de lugares bons e baratos, como a Varanda das Orquídeas Pousada e B&B, pousada em São Miguel do Gostoso onde nos hospedamos por um ótimo preço, em um lugar charmoso e acolhedor, daqueles para passar a viagem de lua de mel.

– Pousadas em São Miguel do Gostoso-RN

Com exceção da praia de Tourinhos, a praia mais bonita da região, com um pôr do sol de aplaudir, as largas faixas de areia em torno da vila de São Miguel do Gostoso estavam quase desertas -ou completamente vazias em muitos trechos, em plena temporada de férias de janeiro, menos de duas semanas depois do Réveillon.

Mesmo a praia de Tourinhos guarda trechos desertos, do lado de lá da duna petrificada que serve como arquibancada para os turistas contemplarem o final do dia.

A praia, a 6 km do centro da vila, por estrada de terra, tem alguma infraestrutura, com barraquinhas simples, mas nada que impressione.

– Melhores hotéis em Natal

O que fazer em São Miguel do Gostoso

O pôr do sol em Tourinhos é um dos mais bonitos do Nordeste

Se for a São Miguel do Gostoso, não deixe de conhecer Tourinhos e passar o final de tarde nessa bonita praia potiguar. Dá para fazer passeios de bugue até a praia.

À noite, em São Miguel do Gostoso, diferente de Pipa, outro destino badalado do Rio Grande do Norte, que visitei pouco depois, o clima era de tranquilidade.

Ainda assim, havia restaurantes charmosos abertos na Avenida Enseada das Baleias: lugares com luz de vela, decoração rústica com materias locais e pratos deliciosos.

Consegui, em São Miguel do Gostoso, comer um ótimo burg vegetariano. Quem é vegetariano sabe que, no Nordeste, não é tão fácil encontrar delícias sem carne.

Nessa rua principal da praia da Xepa, a praia central de Gostoso, existem muitas opções de restaurantes charmosos, com culinária variada: da comida local, com muitos frutos do mar, a cozinha mediterrânea, italiana, espanhola…

São muitas as opções de restaurantes que fazem a alegria dos casais em lua de mel que procuram São Miguel do Gostoso, um dos melhores destinos do Brasil para casais.

Não são só os casais que procuram as areias tranquilas de São Miguel do Gostoso.

A praia de Gostoso é uma das melhores do mundo para esportes de vento

O paraíso no litoral sul do Rio Grande do Norte também é destino de esportistas.

A Ponta do Santo Cristo é famosa não só no Brasil, como no mundo inteiro, por seus ventos que atraem os praticantes de kitesurf e windsurf.

O trecho do litoral nordestino é considerado um dos melhores destinos do mundo para prática de esportes a vela.

Outra coisa que dá para fazer em São Miguel do Gostoso é ir, de bugue, pela areia da praia, até Galinhos, um destino ainda mais selvagem no litoral do Rio Grande do Norte.

O Marco Zero da BR 101 é uma bonita praia do litoral norte do RN, pertinho de Natal

É possível ficar em Gostoso para fazer viagens curtas para destinos próximos, como conhecer Touros, cidade considerada a esquina do Brasil, que marca a curva do litoral brasileiro no Nordeste, Galinhos e outros destinos, como a praia do Marco, onde está localizado o Marco Zero da BR 101.

Gustavo

Gustavo está em algum lugar da América do Sul, em um roteiro de mochilão que começou em março, no Equador.

Comente! Queremos saber o que pensa.

O e-mail não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*