Home / Viajei (relatos) / Cartão Postal / O que fazer em São Paulo: Uma SP nada óbvia
 Creative Commons - Flickr @Leimenide

O que fazer em São Paulo: Uma SP nada óbvia

Por Cristiane Nunes

Poderia listar aqui os principais museus, prédios, parques e consagrados restaurantes paulistanos. Mas, partindo de um outro olhar, prefiro apontar o que há de interessante na cidade, que pode servir para quem visita e até os moradores locais, afinal, São Paulo é um imenso caldeirão efervescente e sempre existem novidades borbulhando por aí.

Uma coisa que tem se observado nos últimos anos é a transformação da noite paulistana e o surgimento de espaços de multi-atividades.

“Sair de balada” parece ter se tornado algo tão… 2006. Não que tenha acabado, muito longe disso. As baladas são inúmeras, com opções de segunda a segunda, mas agora é possível começar o seu rolê mais cedo, a partir da tarde e terminar antes da meia-noite, se preferir, e isso sem que seja necessariamente um boteco comum.

– Onde ir no interior de São Paulo

Já os espaços multiusos, uma tendência que começa a crescer nos centros urbanos do Brasil, mas já é bem comum em outros países. Assim, um estabelecimento pode funcionar ao mesmo tempo como restaurante, bar, loja, ateliê, coworking tudo junto e misturado!

O centro passa por uma revitalização, atraindo a abertura de novos lugares, mas a região de Pinheiros e especialmente do Largo da Batata também não ficam atrás da cena mais cool da cidade. Além do centro tradicional – República, Anhangabaú e Sé – regiões próximas como Santa Cecília, Vila Buarque, Bom Retiro e Bela Vista, principalmente, na região do Bixiga, estão dando uma nova cara para São Paulo.

– Roteiro pelo centro de SP

O que fazer no centro de SP

Balsa

Vale a pena conhecer o bar Balsa no centro de SP

O charmoso bar Balsa, com programação variada no centro de SP – Foto: Cristiane Nunes

Um charme. A decoração do bar é toda pensada nos mínimos detalhes e já começa desde na subida da escada do prédio até chegar ao 4º andar. Com móveis e objetos antigos, a Balsa, localizada no centro, é decorada por itens que têm histórias e algumas são até contadas na parede.

No terraço, uma das melhores vistas da região: o prédio Mirante do Vale, que já foi um dia o mais alto do Brasil, e o Viaduto Santa Ifigênia.

A programação é variada, funcionando em dias alternados, mas sempre com boa música, comidinhas e drinks. O horário de abertura sempre é cedo (às quintas-feiras, a partir das 18h e aos sábados, a partir das 15h), e termina às 23h.

Endereço: Rua Capitão Salomão, 26 – Centro

https://www.facebook.com/balsa26/

Mandíbula

O Mandíbula tem estilo alternativo para ir no centro de São Paulo

O micro-bar Mandíbula, com atmosfera de antigo bar alternativo – Foto: Johnny Macedo – Divulgação/Facebook Mandíbula

Dentro da Galeria Metrópole, na República, o Mandíbula pode ser considerado um micro bar, mas o público se estende pelos corredores do local, o que atraiu novos empreendimentos vizinhos (Metropol , Galeria PhD e outros).

Justamente pelo tamanho, o lugar traz uma atmosfera de um antigo bar alternativo, em que se cria aquele sentimento de comunidade, com frequentadores que são figurinhas carimbadas.

As festas são variadas – desde karaokê, rock, punk até hip hop e funk, acompanhe pelo Facebook – e a galeria ainda oferece uma ótima vista para a Avenida São Luís, com seus belos prédios antigos.

Endereço: Praça Dom José Gáspar, 106 – República

Galeria Metrópole – 2º andar, loja 40

https://www.facebook.com/mandibvla/

Taperá Taperá

A Taperá é um bom lugar para ler no centro de SP

A Taperá é biblioteca, livraria e espaço cultural  – Foto: Divulgação/Facebook Taperá Taperá

Para os amantes da leitura, este lugar é um achado. Dentro da Galeria Metrópole, a Taperá é biblioteca, livraria e espaço cultural sem fins lucrativos.

Com uma programação variada, conta com debates e rodas de conversa sobre livros, sessões de cinema e encontros culturais. E ainda é vizinho do Mandíbula, já dá para emendar a sessão de leitura na festinha!

Av. São Luís, 187 – Centro

Galeria Metrópole – Loja 29, 2º andar

Ramona

Divulgação/Facebook Casa Ramona

Se ao ler “Ramona”, você se lembrou de Ramones, acertou! O nome do restaurante é inspirado em uma música do grupo. Com boa comida, bons drinks e ótima seleção musical (espere somente rock do melhor!), o Ramona fica em frente à Biblioteca Mário de Andrade e à Galeria Metrópole, e com a cozinha até as 2h da manhã!

No subsolo do restaurante, às terças, num clima underground, funciona o bar Estônia.

Av. São Luís, 282 – República

http://www.casaramona.com.br/

Estúdio Lâmina

O Lâmina tem vista para o Anhagabaú – Foto: Cristiane Nunes

Cheio de detalhes, arte, luzes, janelas e sacada com vista para o Anhangabaú, o Lâmina ocupa um andar em um prédio antigo no centro.

A programação costuma ser variada, com exposições, festas e shows alternativos, vale ficar atento aos eventos na página do Facebook.

Avenida São João, 108 – 41 – Centro

https://www.facebook.com/estudio.lamina.7/

Pivô Arte e Pesquisa

Uma das coisas a se fazer em SP é conhecer o Copan, e a Pivô

A Pivô fica no Copan, um ícone no centro da cidade – Foto: Cristiane Nunes

No icônico prédio projetado por Oscar Niemeyer, o Copan, fica a Pivô, um espaço de arte contemporânea de mais de 3.000m², com exposições e ainda uma bela sacada.

Os restaurantes vizinhos Orfeu, La Central e Dona Onça tornam a visita ainda mais interessante.

Endereço: Avenida Ipiranga, 200 – Loja 48 (Edifício Copan) – República

http://www.pivo.org.br/

Cia Mungunzá de Teatro

Quem gosta de teatro, deve conhecer, no centro, a Cia Mugunzá

O teatro de containers é uma forma de revitalizar a região – Foto: Divulgação/ Facebook Cia Mungunzá de Teatro

Ocupando uma área na Luz que era totalmente abandonada, o teatro de containers é uma forma de revitalizar a região com atividades culturais diversas: peças, projeções de cinema, exposições e shows. O espaço ainda uma horta hidropônica cuidada pelos moradores vizinhos e um playground feito a partir de materiais reciclados

Rua dos Gusmões, 43 – Luz

http://www.ciamungunza.com.br/

Casa Juisi

Foto: Divulgação/Instagram Casa Juis

Com mais de 35 mil peças no acervo, é o maior brechó do país com peças vintage. Peças únicas e de décadas mais remotas são facilmente encontradas aqui. Divirta-se!

Rua Roberto Simonsen, 108 – Sé

https://www.instagram.com/casajuisi/

Biyou’z

Foto: Cristiane Nunes

Uma simpática chef, Melanito Biyouahdo, que veio do Camarões, é a dona desse restaurante africano na região de Campos Elísios. O lugar é simples, mas temperos e sabores diferentes te aguardam aqui: fufu de mandioca, folhas de boldo, molhos de pasta de amendoim e muita banana da terra.

Alameda Barão de Limeira, 19 – Campos Elíseos

https://www.facebook.com/biyouzresto/

Rua Guaianazes

Foto: Cristiane Nunes

A região não tem uma aparência muito amigável, é na Cracolândia (mas é possível andar durante o dia sem muito perigo), mas em uma área que acabou sendo dominada por imigrantes latinos e africanos. Na rua, três restaurantes peruanos e um colombiano (Los Rolos).

O famoso Rinconcito Peruano que abriu sua primeira unidade na Rua Aurora, tem sua segunda menos cheia na Guaianazes e já expandiu para bairros mais longes, como Tatuapé, Moema e Vila Leopoldina.

O sucesso inspirou e trouxe concorrentes para região: Sabor Peruano e Império Incaico, ambos de imigrantes também. O ceviche e o suco de chicha morada são ótimos como o do Rinconcito, porém sem as filas.

Rinconcito Peruano: Rua Guaianazes, 167 – Campos Elíseos

http://www.rinconcitoperuano.com.br/

O que fazer na Santa Cecília e Vila Buarque

Rua Barão de Tatuí

Foto: Cristiane Nunes

O bairro de Santa Cecília tem passado por uma renovação nos últimos tempos, assim como seu vizinho Vila Buarque.

Na Rua Barão de Tatuí está se formando uma concentração de bares, restaurantes e lojinhas mais descoladas do bairro. De um bairro tradicional a um novo reduto “hipster” (ok, concordamos com a banalização dessa palavra, mas é a que melhor se encaixa), novos comércios moderninhos estão surgindo na região, na maioria de jovens empreendedores. Vamos listar aqui o que temos de melhor no local:

Foto: Divulgação/Facebook Banca Tatuí

Banca Tatuí: apenas livros, zines e quadrinhos independentes. De vez em quando, a banca promove festas com som ao vivo, sempre bom ficar de olhos nos eventinhos!

https://www.bancatatui.com.br/

Foto: Divulgação/Facebook Kraut Bar

Kraut: com decoração clean e mesa comunitária, o bar alemão oferece petiscos, sanduíches e cerveja artesanal. À tarde, também tem almoço.

https://www.facebook.com/krautbar/

Foto: Divulgação/Facebook Quintal do Centro

Quintal do Centro: loja de plantas e flores com um café estilo vintage e quintal no fundo. É permitida a entrada de pets na loja e no quintal ☺

https://quintaldocentro.eco.br/

Arranjo Floral: já percebeu como cada vez mais tem aberto pequenas floriculturas por aí? Mais uma na rua, com flores e folhagens tropicais, quase todas nativas da Mata Atlântica.

https://www.instagram.com/arranjotropical/

Foto: Divulgação/Facebook Cerveja a Granel

Cerveja a Granel: Para beber em pé ou na mesa, a cerveja é cobrada por litro e o cliente se serve diretamente na torneira, usando um cartão em que se coloca créditos do quanto se pretende consumir. As opções são artesanais e ainda dá para levar para casa!

https://www.facebook.com/cervejaagranel/

Foto: Divulgação/Facebook Conceição Discos

Conceição Discos: meio restaurante, meio loja de vinil. O lugar ficou famoso pelo arroz (cada dia um sabor) com ovo e o pão de queijo recheado com pernil e ovo, da chef Talitha Barros.

https://www.facebook.com/conceicaodiscos

Foto: Divulgação/studiobergamin.com.br

Studio Bergamin: loja de decoração de interiores do arquiteto e urbanista Alessandro Bergamin, que oferece objetos de diversos estilos e para diferentes ambientes da casa. No fundo da loja ainda tem um simpático café!

http://studiobergamin.com.br/

Foto: Divulgação/restaurantecosi.com.br

Cosí: entre os listados, um dos estabelecimentos mais antigos da rua. O restaurante de cozinha italiana moderna, comandado pelo chef Renato Carioni, é um local perfeito para um date em um ambiente mais arrojado.

http://www.restaurantecosi.com.br/

Foto: Cristiane Nunes

Sotero: já há alguns anos na rua e sempre com clientela, o restaurante de culinária baiana serve caipirinhas e acarajé para ninguém botar defeito!

https://www.facebook.com/soterooficial/

Buraco

Buraco – Divulgação Facebook

O bairro da Vila Buarque começou a ganhar vida à noite, além dos botecos lotados de universitários do Mackenzie. Aberto no início de 2017, a escada de entrada ao bar quase passa desapercebida. Acima de uma loja, a iluminação neon rosa toma conta do local, projetado pelo arquiteto Rodrigo Ohtake.

Com drinks originais e saborosos e muita boa música, é recomendável para pequenos grupos de amigos e dates.

Endereço: Rua Dr. Cesário Mota Júnior, 281 – Vila Buarque

https://www.facebook.com/buracosp/

Divina Increnca

Foto: Cristiane Nunes

Uma portinha, cadeiras de praia e ao ar livre. Servindo pizza individual estilo napolitana – aquela de massa bem fininha – e com opções de vinho ou cerveja, o Divina Increnca fica ao lado do vizinho Lira Bar e Empório, convidando os moradores da região Santa Cecília/Vila Buarque/Higienópolis a desfrutarem mais da rua.

Aos poucos, na região próxima da Rua Marquês de Itu tem surgido novos estabelecimentos, aumentando o burburinho da região e abandonando o estigma de bairro residencial e tradicional.

Rua Marquês de Itu, 1017 – Vila Buarque

https://www.facebook.com/divinaincrenca

Fôrno

Foto: Cristiane Nunes

Mais pizza! Quem vive em São Paulo, sabe que de tempos em tempos há algum boom gastronômico, e dessa vez, chegou o a era das pizzas individuais italianas. Modismos à parte, o Fôrno não está listado aqui à toa! Dos mesmos donos do Holy Burger, o estabelecimento próximo à Consolação, com muita coisa boa além da pizza. O destaque fica para a Schiacciata que rouba a cena: rúcula, burrata, cebola roxa e grana padano numa massa bem fininha e crocante.

Rua Cunha Horta, 70 – Vila Buarque

https://www.facebook.com/fornosp/

Parque Minhocão

Foto: Cristiane Nunes

Caso não more em São Paulo, nem ouse mais vir para à cidade e não conhecer o Minhocão aberto aos pedestres.

A experiência é única: uma vibe de ocupação urbana e ao mesmo tempo de voyeurismo, com janelas de prédios vizinho a cerca de um metro de distância. Pessoas correndo ou andando de skate, crianças de patins, ciclistas, cachorros, barraquinhas de água de coco, pessoal da yoga, bazares ambulante, ensaios fotográficos, piquenique, gente tomando sol… É, Minhocão é democrático!

– Hotéis na Avenida Paulista

Mas diferente da Avenida Paulista fechada para os carros, que já é rodeada de lojas e estabelecimentos, com uma estrutura existente para circulação de pessoas, o Minhocão é uma espécie de reivindicação por uma área de lazer, em uma cidade que carece de parques e espaços públicos com essa finalidade.

Observar a transformação de uma via que foi construída para desafogar o trânsito – com uma visão totalmente limitada sobre gestão de cidades e de mobilidade – sendo utilizada aos fins de semana, como lazer e ainda de modo tão múltiplo, é algo que sintetiza bem o espírito de São Paulo.

Aberto para a pedestre a partir das 21h30 durante a semana, às 16h aos sábados e dia todo aos domingos e feriados. Entrada próxima ao metrô Marechal Deodoro.

https://www.instagram.com/parque_minhocao/

O que fazer no Bom Retiro

Alto Bomra

Foto: Cristiane Nunes

Lugar onde era a antiga fábrica da Fiorucci, abriu o mais novo rooftop de São Paulo, no bairro do Bom Retiro, atualmente predominado por comércio e restaurantes coreanos.
Com uma pintura de cores vivas e grafismos, o espaço oferece shows, discotecagem, comidinhas e exposições de arte.

As atividades começam logo no início da tarde, às 14 horas, e encerram a meia-noite, com entrada gratuita. A área ainda tem um espaço para crianças, que funciona até as 20 horas. Só peca pela falta de uma bela vista.

Endereço: Rua Professor Cesare Lombroso, 241 – Bom Retiro – 3º andar

https://www.facebook.com/AltoBomra/

Pho 366

Foto: Cristiane Nunes

Bom Retiro não é só “brusinha” não! O pho é uma comida típica do Vietnã, um macarrão com caldo de carne, mas também com versão vegetariana. O Pho 366 é a primeira casa especializada em pho. Frequentando na maioria por estrangeiros da região (coreanos, em geral), pode-se dizer que a culinária do restaurante está aprovada!

Rua Silva Pinto, 366 – Bom Retiro

http://pho366.placeweb.site/

UM Coffee Co.

Foto: Cristiane Nunes

Nas ruas do Bom Retiro, é visível a predominância dos coreanos no comércio. Com isso, também surgiram inúmeras opções de restaurantes, e até mesmo de padarias e cafés. Como o UM Coffee é de uma família coreana proprietária de uma fazenda de café, os grãos são selecionados cuidadosamente desde a origem, com opção para comprar e fazer em casa!

Rua Júlio Conceição, 553 – Bom Retiro

http://www.umcoffeeco.com.br/pt/bom-retiro/

O que fazer na Bela Vista

Praça Dom Orione

Foto: Divulgação/Facebook Jardim Secreto Fair

A feirinha de Antiguidades do Bixiga aos domingos é super tradicional. Porém, agora, a região está com cada vez mais novidades. O Jardim Secreto, a feira de artesanato que reúne diversos expositores, que já aconteceu em diversos lugares, ocupa periodicamente o local, além de já ter um ponto fixo no Bixiga: uma casa com loja, cursos e oficinas.

Na Escadaria do Bixiga também acontece todo segundo sábado o mês um evento com shows de jazz, dando novos ares para a vida noturna da região.

Escadaria do Jazz

Jardim Secreto

Espaço Zebra

Foto: Cristiane Nunes

O espaço é o ateliê do artista Renato Larini, mas no subsolo funciona um bar estilo speakeasy, com drinks elaborados na própria casa, pela jornalista Neli Pereira. A decoração cheia de detalhes e objetos antigos e pessoais são alguns dos diferenciais. Para visitar o lugar, é preciso reservar com antecedência.

Rua Major Diogo, 237 – Bela Vista

http://www.espacozebra.com/

Al Janiah

Foto: Divulgação/Facebook Al Janiah

Assim que você entra na casa, seu nome é anotado em árabe. Isso porque os funcionários desse restaurante palestino são refugiados. Alguns não falam português, mas isso não compromete o serviço do estabelecimento, gerenciado pelo palestino-brasileiro Hasan Zarif.

Com shawarma, falafel e kebab, e outras especialidades bem servidas, e diversas opções de cachaças artesanais, o lugar também funciona como bar, estendendo o funcionamento até madrugada. Tudo isso a preço justo!

Rua Rui Barbosa, 269 – Bela Vista

https://www.facebook.com/aljaniah01/

O que fazer em Pinheiros

Cartel 011

Foto: Divulgação/Facebook Cartel 011

A loja funciona desde 2009, mas não é por isso que continua a mesma. Sempre com novidades, a Cartel conseguiu se remodelar nos últimos tempos. Além do restaurante Feed Food, a loja também conta com uma área para exposições de arte e um deck para eventos. Em novembro, a Cartel inaugurou a Praça 011, um espaço temporário com música, comidinhas e atividades culturais, se reafirmando como um estabelecimento inovador.

Rua Artur de Azevedo, 517 – Pinheiros

http://www.cartel011.com.br/

Lar Mar

Foto: Divulgação/larmar.com.br

Não temos praia em São Paulo, mas temos um espaço para colocar o pezinho na areia!

Próxima à Cartel, a Lar Mar é uma mistura de loja, ateliê, restaurante, bar e espaço para eventos, ao ar livre, em uma vibe praiana. O interessante é que a Lar Mar era apenas um site – que contava histórias de pessoas que largaram o emprego com que não se identificavam mais para fazer algo que realmente amam – e só depois virou um espaço físico, assim como a Void Store. Fique de olho nas festinhas nos eventos do Facebook. O lugar também é pet friendly!

Rua João Moura, 613 – Pinheiros

http://larmar.com.br/

Bang Bang Café

Foto: Cristiane Nunes

Mais um espaço multi-atividades em Pinheiros! Café, bar, loja, estúdio de design e espaço de eventos. No fundo, um jardim com luzinhas, mesas e cadeiras de praia. Ótimo para fazer algo com amigos, date ou até mesmo sozinho!

Rua Artur de Azevedo, 493 – Pinheiros

http://studiobangbang.com.br/

Casa Jaya

Foto: Cristiane Nunes

Para quem curte uma vibe mais mística e esotérica, esse espaço em Pinheiros te faz esquecer que no meio da selva de pedra. Cercada por árvores, mandalas e cristais, a casa oferece cursos, palestras, yoga, dança, espaço para meditação, e apenas alimentos veganos na lanchonete.

Rua Capote Valente, 305 – Jardim Paulista

https://www.casajaya.com.br/

Void General Store

Foto: Cristiane Nunes

Nasceu como uma revista voltada para um público do surf, skate, música e noite, mas com um forte conceito de lifestyle, abriu sua primeira loja no Rio de Janeiro, em 2014.

Neste ano, inaugurou no Largo da Batata, em São Paulo, uma unidade bem maior se comparadas às demais do Rio, com espaço para a loja, show, exposição, projeção de filmes, lanchonete e bar. A Void funciona todos os dias da semana e já virou o novo QG dos jovens mais descolados do Instagram, skaters, artistas e afins.

Boatos dizem que a próxima unidade será na Praça Roosevelt!

Endereço: Rua Martim Carrasco, 56 – Pinheiros

http://www.avoid.com.br/

Fitó

Foto: Cristiane Nunes

Que diferencial pode ter um restaurante além do quesito gastronômico e de ambientação? Pois bem, o Fitó, da chef Cafira Foz, tem uma equipe formada somente por mulheres, se engajando na causa de gênero, já que as condições no mercado são desiguais entre homens e mulheres.

Com inspiração nordestina do Piauí, a casa oferece típicos pratos e deliciosos dadinhos de tapiocas (por favor, provem!), e ainda um tem um rooftop no piso superior, ótimo para happy hour!

Rua Cardeal Arcoverde, 2773 – Pinheiros

http://fitocozinha.com.br/

HM Food Café

Foto: Divulgação/Facebook HM Food Café

O HM Food já te conquista logo pela aparência dos pratos, todos lindos e instagramáveis. Mas apenas isso não seria suficiente. No quesito brunch, pode-se dizer que é um dos melhores da cidade, não só pela comida, mas também pelo ambiente. O café funciona em um espaço multifuncional, com salão de beleza, oficina de moto e galeria de arte, em um trecho da Rua Ferreira de Araújo, que tem aberto novos estabelecimentos e coisas bacanas.

Rua Ferreira de Araújo, 1056 – Pinheiros

https://www.facebook.com/hmfoodcafe/

Rua Guaicuí

Foto: Cristiane Nunes

Começou com o Pitico, em 2015, nessa rua próxima ao Largo da Batata, habitada por casas residenciais, o boteco Capivara e um hostel. Com o sucesso, o Pitico (dos mesmos donos do Pita Kebab, em Pinheiros), resolveram abrir o Mica e o Buraco Quente. Hoje, essa pequena rua é lotada nos fins de semana. Vamos listar aqui as opções mais bacanas:

Foto: Divulgação/Facebook Pitico

Pitico: inspirado em biergarten alemães, aquelas áreas ao ar livre com jardim para tomar cerveja. Em uma ambientação rústica, com containers, cadeiras de praia, hortinha e pet friendly. Além de drinks, o Pitico serve kebab, falafel, a deliciosa batata frita com zatar e a incrível torta zebra!

http://cargocollective.com/pitico

Foto: Divulgação/Facebook Quitandoca

Quitandoca: Dentro do Pitico, tem um espaço que vende produtos orgânicos, além de servir almoços e brunch no fim de semana. Também dá para comprar os produtos da quitanda pelo site.

https://www.aquitandoca.com.br/

Foto: Divulgação/Facebook Mica

Mica: no estilo izakaya japonês, com um longo balcão, o lugar serve porções delicinhas, drinks bem originais e cervejas japonesas e tailandesas. Mas o legal mesmo é sentar nas mesinhas na rua nas noites quentes de verão.

https://www.facebook.com/restaurantemica/

Buraco Quente: uma pequena lanchonete que serve sanduíches (e dos bons) como diz o nome: pão francês com diferentes tipos de recheio, e ainda acompanha cerveja artesanal.

https://www.instagram.com/o.buraco/

Foto: Cristiane Nunes

Mercedes: Já provou doce de leite com queijo de ovelha? É a oportunidade! Mercedes é um pequeno estabelecimento chileno todo charmosinho: de uma janela sai as empanadas e outros petiscos, com mesas na rua enfeitadas com velas.

https://www.instagram.com/mercedes.restaurante/

About Muita Viagem

Dicas e histórias de viagens.É feito por Gustavo, jornalista, Danilo, comissário de voo, e amigos, que vivem viajando pelo Brasil e no mundo.

Comente aqui

O seu e-mail não é publicado. Preenchimento obrigatório *

*