Início / Viajei (relatos) / Diário do Brasil / São Roque, destino próximo para viagens em SP
Vinícola Quinta do Olivardo, em São Roque, SP
Vinícola Quinta do Olivardo, em São Roque, SP

São Roque, destino próximo para viagens em SP

São Roque é pequena, e apesar de estar bem próxima à São Paulo, conserva todo o charme do interior.

A região, que inclui ainda as cidades de Sorocaba e Mairinque, desenvolveu-se com a Estrada de Ferro Sorocabana, no final do século XIX. E, a chegada de imigrantes italianos e portugueses, em meados de 1920, impulsionou a produção de vinho local.

Na década de 60, as vinícolas chegaram a produzir mais de 10 milhões de litros/ano. Hoje, apesar da produção ser de apenas 2 milhões litros, São Roque promove com excelência o enoturismo em SP. Vinhos cada vez melhores!

Viaje! Guia de viagens e turismo no interior de SP

O que fazer em São Roque

Roteiro dos vinhos em São Roque

Estrada do vinho, em São Roque, é destaque no interior de SP.

Estrada do vinho em São Roque, é destaque no interior de SP.

A estrada do roteiro dos vinhos (SP-077) é um dos charmes de São Roque.

A cidade, a 60 km da capital paulista, vende 2 milhões de litros de vinho por ano com as uvas produzidas na região, além de comercializar outros 15 milhões de litros de outras regiões do país.

Há diversos restaurantes e vinícolas ao longo da rota. Alguns pontos obrigatórios de parada são as lojas de fábrica das vinícolas Góes, Quinta do Olivardo, Palmeiras e Bella Aurora.

Viaje! Dicas de turismo em Campos do Jordão

Quinta do Olivardo

Parreiras na adega e restaurante Quinta do Olivardo, em São Roque

Parreiras na adega e restaurante Quinta do Olivardo, em São Roque

As parreiras à beira da estrada da Quinta do Olivardo ficam lindas, especialmente nos meses da colheita, entre dezembro e janeiro.

Aliás, no começo do ano acontece a “pisa da uva” – cerimônia de colheita dos cachos de uva nos parreirais e o amassamento com os pés.

A vinícola realiza evento turístico, onde é possível participar da colheita. O pacote sai por R$180 (por pessoa) com direito ao melhor da culinária portuguesa.

O espaço ainda conta com parque de aventura com circuito de arvorismo, pedalinho e escalada. É um ótimo lugar para conhecer nas férias e fazer turismo no interior de SP, viajando em casal ou com crianças pequenas.

A vinícola Quinta do Olivardo fica no km 4 da Estrada do Vinho, em São Roque.

Vinícola Góes

Loja e adega onde acontece a degustação de vinhos na vinícola Góes, em São Roque.

Adega para degustação de vinhos na vinícola Góes, em São Roque.

A vinícola Góes também realiza a “pisa da uva” aos finais de semana de janeiro e fevereiro. O pacote sai por R$145 por pessoa. O passeio inclui explicações sobre os processos de fabricação do vinho, visita aos parreirais, colheita, “pisa da uva” e almoço italiano.

Fora da temporada de colheita, é possível realizar a degustação de 5 tipos de vinhos produzidos pelas vinícolas Góes. As degustações podem ser feitas todos os dias, qualquer horário. (valor R$8)

Destilaria Stoliskoff

Se couber na programação, além das vinícolas, ainda é possível conhecer a destilaria Stoliskoff, que tem programação com visitas guiadas aos sábados e degustação da vodka produzida em São Roque.

É um passeio curioso, divertido e de alto téor alcóolico. Não deixe de experimentar a vodka preta.

A destilaria Stoliskoff fica no km 4 da Estrada do Vinho, em São Roque.

Morro do Sabóo, em Iperó

Morro do Sabóo, em SP

Morro do Sabóo, no interior de SP

O Morro do Sabóo fica em Iperó, a 16 km de São Roque, logo após Mairinque.

Se for um final de semana de céu azul, sem muitas nuvens, comece o dia em contato com a natureza – siga até a estrada turística do Morro do Sabóo para admirar a paisagem da Serra do Ribeirão, no mirante do Morro do Sabóo.

A trilha até o pico do morro é mal sinalizada. Há algumas placas, mas é bom perguntar se avistar alguém. O acesso se dá por uma área particular, mas com acesso livre. Estacione o carro na base da montanha e siga a trilha a pé. Apesar de íngreme, é um percurso fácil, feitos em 40 minutos.

Viaje! O que fazer em Socorro, a cidade aventura

Onde comer em São Roque

Salmão ao molho de alcaparras, na Quinta do Olivardo.

Salmão ao molho de alcaparras, na Quinta do Olivardo.

Opções de restaurantes são o que não faltam aos finais de semana na estrada do vinho, em São Roque. Porém, em dias da semana, muitos não abrem.

O bom é que um dos melhores restaurantes de São Roque fica aberto – a adega e restaurante Quinta do Olivardo tem ambiente aconchegante, vista linda para a vinícola e excelente atendimento. Além, é claro, da comida ser ótima!

Os preços não são super baratos. O bacalhau no forno é a especialidade da casa. O prato custa R$180. Uma boa sugestão para economizar é pedir o salmão com alcaparras (R$70) e dividir para dois (é bem servido). Para abrir o apetite, uma taça de Merlot da casa (R$13) e uma casquinha de bacalhau (R$6).

Outro lugar recomendado é a Cantina da Tia Lina (finais de semana e feriados). O restaurante tem um grande salão e área externa. As massas são feitas pela “tia”. Experimente o rondelli 4 queijos ao molho de alcachofra.

Por fim, outra sugestão é o Vale do Vinho, que fica dentro da vinícola Góes. O chef é um dos filhos da Tia Lina, da famosa cantina italiana. Fica então, como opção para comer em São Roque durante os dias da semana.

O que fazer à noite em São Roque

Um barzinho legal para sair à noite em São Roque é o Alemão – bar e bistrô. Em ambiente descolado e bem frequentado, o local tem ótimos petiscos e chopp da micro cervejaria Bamberg. O bar abre de quarta a domingo, e fica na Avenida Bandeirantes, 421 – Centro.

São Roque – hotéis e pousadas

Pesquise hotéis e pousadas em São Roque pelo Booking.

Como chegar em São Roque

É bem fácil chegar em São Roque-SP. Saindo de São Paulo, é possível seguir pela Raposo Tavares ou Castelo Branco. A dica é seguir pela Castelo, mais segura e com menos curvas e caminhões. Com pedágio você vai gastar cerca de R$15.

Danilo

Dan já foi Comissário de Voo e Relações Públicas. Hoje é um viajante. Já viveu no Canadá, fez road trip pela Califórnia e mochilão na Europa. Conhece 20 países e todas as capitais do Brasil. Quer conhecer 50 antes dos 50.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*