Início / Na Viagem / Dicas / Trekking, trilhas e passeios em Noronha
  • Mirantes

    Um dos mirantes da trilha Golfinhos-Sancho

Trekking, trilhas e passeios em Noronha

Para quem gosta de caminhar e fazer trekking, Fernando de Noronha também é um paraíso. Há muitas trilhas que passam por mirantes, praias, cavernas, ruínas, fortalezas e antigas construções.

Com variados níveis de dificuldade, as trilhas localizadas dentro do Parque Nacional de Fernando de Noronha e áreas da APA – Área de Proteção Ambiental, revelam paisagens que compensam todo o esforço das caminhadas.

Explorar o Arquipélago é desafiador e gratificante. As trilhas em Fernando de Noronha podem ser feitas com a ajuda de guias credenciados, caminhando pela região usando a ajuda de transporte de auxílio como ônibus, buggy e táxi antes de seguir pela trilha a pé.

– Leia relato com roteiro de 5 dias em Fernando de Noronha

Trilhas e aventuras em Fernando de Noronha

mapa-trilhas-fernando-de-noronha-2014

Roteiro com mapa de 10 trilhas em Fernando de Noronha. | Foto: Google Image

O arquipélago tem pelo menos 10 trilhas que vale a pena fazer. Claro que não é possível fazer todas em uma viagem com roteiro de 3 ou 5 dias, mas o mapa acima já ajuda no planejamento.

Acho que vale a pena fazer a trilha curta da Atalaia, dos Golfinhos (vá bem cedo!) e uma maior, como a Atalaia-Caieiras (Mar de Fora), Capim Açu ou Costa Esmeralda (Mar de Dentro).

– Passagens aéreas para Fernando de Noronha

10 Trilhas em Fernando de Noronha

Trilha da Atalaia em Fernando de Noronha

praia-atalaia-2014

Praia da Atalaia, em Fernando de Noronha. | Foto: Rui Brito

A trilha da Atalaia é o único acesso por terra a alguns pontos do arquipélago de Fernando de Noronha, como as três piscinas naturais da Atalaia.

Além de oferecer uma vista panorâmica do Mar de Fora e permitir alcançar piscinas naturais, como as da Praia da Atalaia, a trilha apresenta uma sequência de mirantes que são um convite à contemplação das belezas de Fernando de Noronha.

A trilha curta da Atalaia tem 1,4 km de extensão (duração de 2 h) e banho de mar em uma piscina natural, das três que há até Caieiras. Já a trilha longa entre Atalaia e Caieiras tem 4,2 km (duração de 4 h) e o direito a conhecer as três piscinas naturais do ecoturismo noronhense.

A trilha curta da Atalaia é grátis, não paga nada. Procure o ICMBio lá na Vila do Boldró, ao lado do Projeto TAMAR. Já a trilha longa, até Caieiras, deve ser agendada na pousada ou com algum guia de turismo. O preço que tive foi de R$120.

Não esqueça de levar material fotográfico e de mergulho! Vá de tênis e leve protetor solar e entre 500 ml a 1 litro de água.

Trilha do Abreu em Fernando de Noronha

Um trekking que “quase fiz”, mas como agendei em cima da hora, o único horário que consegui, por conta da maré, poderia me impedir de fazer o batismo e mergulho com a Atlantis.

O preço é R$70. Era só agendar na Pousada Pedras Secas, onde eu fiquei por 2 noites.

A trilha é curtinha, uma das mais fáceis, tem apenas 0,7 km. Você caminha por trás da Baía do Sueste seguindo até Abreus, à esquerda do Morro da Madeira. Tem um mirante legal lá!

Mirante dos Golfinhos, Baía dos Portos e Baía do Sancho

trilha-fernando-noronha

Trecho da trilha que vai do Mirante dos Golfinhos até a Baía do Sancho. | Foto: MV

Nem toda trilha é difícil. Há muitas trilhas bem fáceis de se fazer em Noronha, inclusive para pessoas idosas e cadeirantes.

Estou falando da trilha até o Mirante dos Golfinhos, por exemplo, onde o turista faz o trajeto até a entrada do Parque Nacional de carro e pode seguir uma trilha com pouco mais de 2 km de extensão em passarela bem firme e segura, feita com material reciclado, sem obstáculos.

mirante-sancho-noronha

Mirante na Baía do Sancho. | Foto: MV

A mesma coisa para ir até os mirantes da Baía dos Porcos e da Baía do Sancho, a praia mais bonita do mundo de 2014.

Para fazer estas trilhas você precisa apenas ter o passaporte para entrada nos parques de Fernando de Noronha (R$75 com validade de 10 dias), não precisa de guia e pode fazer em qualquer horário.

Para ver golfinhos em Fernando de Noronha você precisa ir lá bem cedinho. Recomenda-se a partir das 06:30, quando é liberado o acesso à trilha. Depois das 8:00 já fica mais difícil vê-los.

Não esqueça de levar material fotográfico e de mergulho. É possível descer a fenda na rocha que leva à praia do Sancho.

Para estas trilhas você não precisa de guia, pode ir by yourself.

Trilha Costa Esmeralda

A Trilha Costa Esmeralda é fácil e você pode fazer tranquilamente sozinho, porém com um guia local, com certeza você terá oportunidade de conhecer bem melhor a região.

Essa é a vantagem de descolar um guia, você vai no lugar certo pelo caminho seguro.

A trilha Costa Esmeralda tem 2,2 km e passa pelas da Cacimba do Padre, Bode e Quixaba. Leve sua máquina fotográfica e equipamentos de mergulho! É possível fazer snorkeling, mas é preciso consultar a tábua das mares.

Trilha Costa Azul

A caminhada começa ali na praça Flamboyant, na Vila dos Remédios. Vá até a Praia do Cachorro, contornando a Praia do Meio, seguindo pelo trekking até a Praia da Conceição.

Sugiro fazer o trekking à tarde, para chegar na Praia da Conceição para ver o pôr-do-sol à 18:00. É um dos melhores lugares para ver o pôr-do-sol em Fernando de Noronha.

A trilha tem 2,3 km, chance de curtir uma praia, mas é difícil. Consulte também a tábua das marés. A maré baixa é sempre a melhor para fazer as trilhas. (de 0.0 a 1.0).

Trilha Jardim Elizabeth

Outra trilha bem fácil para fazer. Trekking de 1,6 km de extensão.

O passeio passa pela Vila dos Remédios até a estrada de acesso ao Forte Nossa Senhora dos Remédios. No caminho da ida ou na volta, não deixe de assistir ao pôr-do-sol lá do Forte.

Ao final atravessa ponte sobre o Rio Mulungu até o Parque de Sant’Ana, acima da praia do Cachorro. A dica é terminar o passeio com a maré baixa (por isso consulte sempre a tábua das marés antes dos passeios) para aproveitar melhor o banho de mar na Praia do Cachorro.

Sugiro sempre levar uma toalha. Na Praia do Cachorro, dependendo da maré, a faixa de areia fica estreita com muitas pedras vulcânicas. Em contrapartida, lá tem uma bica com água fresquinha para beber.

Trilha da Pontinha em Fernando de Noronha

A trilha começa na Vila do Trinta e vai até a Praia de Caieiras. Com 3,7 km de extensão, é um trekking bem difícil, mas com visões exuberantes que compensam cada gota do suor.

O passeio garante banho de mar, morros e falésias e ainda consegue avistar famoso ponto de mergulho em Noronha, com navio naufragado.

Trilha do Farol na Ponta da Sapata em Noronha

Apesar de bastante ter 2,5 km de extensão, a trilha do Farol não é muito difícil. Tem muitos mirantes, um mais lindo do que outro.

O trekking começa na Baía do Sancho e termina no Farol, na Ponta da Sapata, extremo Sul do arquipélago de Fernando de Noronha. A trilha não leva a praia alguma, portanto não precisa consultar a maré para fazer o passeio.

– O que fazer em Fernando de Noronha? – Ilha Tour

Trilha Capim Açu em Fernando de Noronha

trilha-capim-acu

Capim Açu é uma das trilhas mais lindas e a mais difícil de Noronha. | Foto: Igor Walter

A trilha Capim Açu é a mais extensa das trilhas em Fernando de Noronha e termina na Praia do Leão, a terceira praia mais bonita do Brasil. (só pra constar) =)

A trilha Capim Açu é considerada uma das trilhas mais difíceis do arquipélago, por isso recomenda-se ao visitante que, antes de realizá-la, comunique ao ICMBio (lá do lado do Projeto TAMAR) e que contrate o serviço de condutor (guia de turismo).

O percurso da trilha Capim Açu tem 7 km no total. No trajeto, os mochileiros passam por encostas de até 50 metros e permite alcançar uma das extremidades da ilha (Sul), conhecida como Ponta do Capim Açu, onde há ruínas de equipamentos datados da Segunda Guerra.

O preço da trilha deve ser algo em torno de R$120. Procure sempre informações no ICMBio, lá na Vila do Boldró.

Economize água, economize ‘com água’ em Noronha

Além de preservar a ilha durante sua estada em Fernando de Noronha, economizando água, energia elétrica e não jogando lixo no chão ou mar, você ainda tem obrigação de economizar o seu dinheiro na viagem comprando água mais barata nos postos do Parque Nacional.

Além da máquina fotográfica você também não pode esquecer de levar na mochila uma garrafinha de água. Esqueça as garrafinhas, nem um pouco ecológicas.

squeeze-noronhaCompre um Squeeze Noronha de 700 ml por R$10 e ganhe dois reabastecimentos grátis em algum dos 3 postos do Parque Nacional – Sueste, TAMAR e Sancho.

A partir daí você paga apenas R$3 pelo reabastecimento de 700 ml de água enquanto as garrafinhas com 500 ml de água nos restaurantes e pousadas de Noronha não saem por menos de R$4.

Outra dica importante: – Não esqueça de ir com roupas leves, óculos de sol e chapéu. Tivemos a informação de que em algumas trilhas não é permitido usar protetor solar. Verifique antes para preservar o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha.

Danilo

Dan já foi Comissário de Voo e Relações Públicas. Hoje é um viajante. Já viveu no Canadá, fez road trip pela Califórnia e mochilão na Europa. Conhece 20 países e todas as capitais do Brasil. Quer conhecer 50 antes dos 50.

3 Comentários

  1. Luiz Fernando (Dilbert)

    Show de bola o post. Estou indo pra Noronha em setembro e já coloquei as dicas aqui no meu roteiro. Estou contando as horas pra chegar logo lá… Obrigado pelas dicas e parabéns pelo post.

  2. Noronha é realmente um paraíso ! Não vejo a hora de conhecer, obrigado pelas dicas… Já estão salvas aqui.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*