Início / Antes da Viagem / Viagem na Argentina – roteiros em cidades turísticas
O blog Muita Viagem começou em 2013, com uma viagem para Buenos Aires
O blog Muita Viagem começou em 2013, com uma viagem para Buenos Aires

Viagem na Argentina – roteiros em cidades turísticas

Esqueça o Galvão Bueno e toda a rivalidade no futebol, a Argentina é um país maravilhoso e pleno de possibilidades de viagens internacionais curtas.

E apesar da capital portenha ter diversos atrativos culturais, históricos e gastronômicos, uma viagem para a Argentina não deve se limitar à Buenos Aires. É possível viajar para o interior do país e descobrir lugares incríveis para curtir desde a neve, montanhas, vinhos e até praias e cachoeiras.

Nesse post jogamos o olhar para outras cidades turísticas na Argentina, além de Buenos Aires, que dão um olé em muitos destinos internacionais. Confira.

— Ver ofertas de pacotes de viagens

Cidades turísticas na Argentina

Elencamos algumas cidades para incluir no seu roteiro de viagem pela Argentina.

Córdoba, Província de Córdoba – Argentina

Córdoba, a 920 km de Buenos Aires, é um ótimo destino para quem gosta de atrações históricas e culturais. A arquitetura dos edifícios é um dos destaques de Córdoba (ou Córdova).

Quem viaja à Córdoba, ainda pode fazer viagens bate-volta para as vilas de General Belgrano (90 km) – movimentada em outubro quando acontece a Oktoberfest argentina, e a bucólica La Cumbrecita (120 km) – ideal para uma viagem romântica na Argentina. Recomendamos passar uma noite nesta última.

Onde comer em Córdoba?

La Cumbrecita, em Salta, tem lindas paisagens e fica pertinho de Córdoba

La Cumbrecita, em Salta, tem lindas paisagens e fica pertinho de Córdoba

La Cumbrecita: roteiro a pé na vila onde carros são proibidos

Apesar de ser a segunda maior cidade da Argentina, Córdoba tem ares de interior. É possível conhecer as principais atrações turísticas de Córdoba, Argentina, em roteiro de apenas 1 dia.

Rosário, Província de Santa Fé – Argentina

Fotos de Rosário, na Argentina - Instagram @muitaviagem

Fotos de Rosário, na Argentina – Instagram @muitaviagem

Rosário, a 560 km de Buenos Aires, é uma das cidades mais divertidas do país. Por conta das dezenas de universidades, Rosário tem muitos estudantes e claro, diversos bares e baladas para curtir até tarde qualquer dia da semana.

Além da vida noturna agitada, Rosário, possui belos parques, museus, restaurantes e lojas para compras. Aliás, Rosário é uma cidade barata na Argentina, e muito boa para comprar roupas de inverno, jaquetas, calçados e artigos de couro mais baratos do que em lojas no Brasil.

É um lugar legal de viajar no verão (dezembro e janeiro) por conta das praias de rio (Rio Paraná) que banham a província de Santa Fé. Temos um guia com dicas e roteiro em Rosário, e pela distância é até possível pensar em fazer um bate-volta de Buenos Aires ou ir para ficar uma noite (recomendado).

Lugares românticos e baratos na América do Sul

La Plata, Província de Buenos Aires – Argentina

Fotos de Buenos Aires - Instagram @muitaviagem

Fotos de Buenos Aires – Instagram @muitaviagem

A capital mundial do tango é uma cidade deliciosa para passar as férias em qualquer época do ano. No inverno (junho e julho), fica mais gostoso sair para assistir um espetáculo de tango e beber um bom vinho; e sempre é gostoso apreciar o fim de tarde com um café em uma das cafeterias tradicionais de Buenos Aires sem gastar muito em uma viagem internacional.

San Telmo, o bairro descolado de Buenos Aires

Aluguel de bicicleta em Buenos Aires

Roteiro em Buenos Aires: La Boca e El Caminito

Apesar de Buenos Aires já ter sido um destino mais barato, ainda é possível aproveitar sem gastar uma fortuna. Com boas dicas de onde comer barato, atrações gratuitas, passeios e roteiros a pé utilizando o metrô e um hostel bom e barato, a viagem não estoura o orçamento.

Os melhores hotéis de Buenos Aires – Argentina

Dicas para mulheres no blog “Buenos Aires para chicas”

Puerto Iguassu, Província Misiones – Argentina

foz iguacu que fazer conhecer fotos 5

Do lado argentino, passarelas permitem sentir de pertinho o poder das águas

Que as Cataratas do Iguaçu são lindas ninguém dúvida, tanto que a atração foi eleita uma das 7 novas maravilhas da natureza. Iguaçu, em guarani, o idioma da população nativa, significa Grande Água. E a grande queda de mais de 80 metros de altura marca a fronteira entre o Brasil e a Argentina.

É preciso visitar ambos lados para você mesmo decidir qual é mais exuberante. No lado argentino, o destaque é andar por perto das quedas, entre passarelas, observando a floresta ao redor.

O passeio de barco saindo pelo lado da Argentina até a Garganta do Diabo é mais barato e de mais fácil acesso do que o Macuco Safári, do lado do Brasil, e é um dos melhores passeios em viagens pela América do Sul.

— O que fazer em Puerto Iguassu

Onde ficar em Foz do Iguaçu

São Carlos de Bariloche, P. de Rio Negro – Argentina

Bariloche, Argentina | Foto: Nestor Galina

Rio Negro em Bariloche, na Argentina | Foto: Nestor Galina

Bariloche está localizada a 1.300 km de Buenos Aires e é um dos melhores destinos de inverno na América do Sul. Quem gosta de neve, tem em Bariloche um paraíso para curtir o frio e praticar esportes radicais.

Em julho, brasileiros invadem Bariloche a tal ponto que chegaram a apelidar a cidade turística de “Brasiloche”. A temporada de inverno tem início em meados de abril, quando a temperatura começa a cair, com média negativa.

Quem viaja para Bariloche pode desfrutar de passeios de barco no Lago Nahuel Huapi, fazer compras na charmosa Rua Mitre, degustar as cervejas artesanais locais e deliciar-se com chocolate fino. Na alta temporada, em agosto, o destaque é a Festa Nacional da Neve, com desfiles, shows e outras atividades.

Resorts e hotéis para o Réveillon

Mendoza, Província de Mendoza – Argentina

O Aconcágua é uma das maiores montanhas do mundo. | Foto: François Bianco

O Aconcágua é a mais alta montanha das Américas. | Foto: François Bianco

Para os amantes do vinho, Mendoza, a 1.100 km da capital, é um dos mais importantes destinos para enoturismoOs vinhos argentinos são bons por conta do solo rico em minerais da Cordilheira dos Andes. E opções não faltam para o turista: são centenas de vinícolas, com destaque para a uva Malbec.

E não é apenas de vinho que vive o turismo em Mendoza. Com lagos, rios, parques, montanhas e vales, a região possui paisagens deslumbrantes, como o Pico do Aconcágua, com aproximadamente 7 mil metros de altitude.

Além disso, a cidade tem vida noturna bastante agitada, com casinos, baladas, teatros e bares. E dada a proximidade com o Chile, é possível e fácil fazer uma viagem bate-volta até Santiago. São apenas 340 km de distância.

Roteiro em Santiago, no Chile

Muita Viagem

Muita Viagem - Dicas e histórias de viagens. É feito por Gustavo, jornalista, Danilo, comissário, e amigos, que vivem viajando pelo Brasil e no mundo.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*