Início / Antes da Viagem / Viagem de avião exige cuidados com a saúde

Viagem de avião exige cuidados com a saúde

Sou comissário de voo e sei que o ar do interior do avião não é nada agradável. A pressurização e o sistema de renovação do ar deixa a umidade abaixo de 10%. E, muitas vezes, a umidade dentro da cabine de passageiros pode ficar abaixo dos 5%.

Para ajudar você fazer a melhor viagem de avião da sua vida, reunimos neste artigo informações e dicas sobre a saúde do viajante. Ou seja, o que fazer em caso de rinite alérgica, como evitar dor de ouvido em viagens aéreas, evitar o inchaço, Síndrome da Classe Econômica, além de dicas para não sentir náuseas e enjoos durante o voo.

Voos longos

A situação de um voo de longa duração, voos noturnos, paradas e conexões longas, são outros agravantes para o corpo humano que vale a pena tomar alguns cuidados e seguir algumas dicas.

Nariz, boca, olhos, ouvidos e garganta são os mais afetados com o ressecamento do ar do interior do avião. Muitas escalas e despressurização da cabine facilitam o inchaço e a dor nas extremidades e articulações.

Contudo, há alguns cuidados antes da viagem que ajudam a você ter um voo mais tranquilo e manter o bem-estar durante toda a viagem, sem sofrer também os efeitos da jet lag

Alerta para quem tem rinite e vai viajar de avião

Quem tem problemas alérgicos (como rinite) durante o voo, acaba tendo nariz e a garganta com incômodos. Até espirros, tosse e coriza. A dica é beber bastante líquido (principalmente água). E, claro, evitar bebidas alcoólicas.

A baixa umidade do ar dentro do avião resseca as vias respiratórias e facilita infecções. Lave sempre a mão, se possível, tome vitaminas C e complexo B uma semana antes da viagem.

Evite dor de ouvido, não viaje resfriado

O principal problema enfrentado por quem tem problema de desvios de septo e apneia, podem sofrer os efeitos das variações bruscas de pressão durante a decolagem ou aterrissagem do avião.

A dica para prevenir é tapar o nariz e tentar engolir sem respirar.

Tente também respirar profundamente e segurar o ar por 2 segundos. Mascar bala ou chiclete, bocejar, engolir saliva ou beber líquido também diminui o incomodo.

É preciso estar preparado para o inesperado. Você pode sofrer menos com turbulências. O equilíbrio do corpo também é afetado por turbulências. O ouvido sofre os efeitos negativos e desequilibram a pessoa. Uma dica é escolher os assentos da asa para frente do avião, pois sacodem menos. Evite os últimos assentos.

O sangue e o corpo sentem a viagem aérea

A baixa pressão atmosférica da cabine do avião diminuem a circulação sanguínea, a consequência são inchaços causados quando o sangue coagula e entope as veias (tromboses). Viajantes assíduos e tripulantes sentem mais os efeitos.

Dica para as mulheres: O anticoncepcional ajuda no inchaço. Casos na família de trombose devem caminhar no corredor do avião e fazer alongamentos em voos acima de uma hora. Ande 15 minutos de hora em hora.

Síndrome da Classe Econômica

O passageiro ao ficar muito tempo sentado  por muito tempo sofre com a circulação sanguínea. Esta fica mais lenta, aumentando a pressão venosa nas pernas acaba formando coágulos. Este problema é agravado pela falta de espaço e o desconforto da classe econômica, especialmente em viagens longas e o passageiro permanecer sentado durante muitas horas.

As pernas e os pés incham. Pessoas com varizes, insuficiência cardíaca ou tendência a apresentar inchaços (edemas) devem ficar atentas. Usar uma meia de compressão pode ajudar!

Nas nuvens, cuidados com enjoos e a ansiedade!

Algo que acontece muito dentro do avião são problemas de náuseas e enjoos. Há quem já tenha certa fobia e já entra no avião passando mal. O sujeito acaba de entrar no avião e já pede remédio para dormir! Cuidado, consulte sempre o seu médico.

Agora, enjoos por conta do deslocamento da aeronave é comum. Suor frio e tonturas são os sintomas. A dica é escolher o melhor lugar do avião para evitar balanços: a asa e até 6 fileiras à frente! Evite ler, bebidas alcoólicas e alimentos com cafeína. Uma bolachinha de água e sal daquelas tipo pocket é legal ter.

Para os ansiosos da pós modernidade, fazem muitos suarem frio, ter medo de avião, taquicardia, falta de ar e desmaios. A dica é conversar. Puxe papo com o seu vizinho de assento, ou então converse com um comissário de bordo sem ser muito inconveniente.

Procure se distrair dentro do avião com os videos de entretenimento. Ouça músicas relaxantes e tenha com você um tapa olho para dormir. Uma coberta também ajuda no cochilo.

Outra dica para quem vai atravessar fuso horário é com o sono. O sol ajuda o cérebro e o corpo a se ajustar. Caso atravesse fusos à leste, evite chegar pela manhã, tentando pegar o sol da tarde . Caso faça uma viagem à oeste, fique o máximo possível no sol.

Não deixe de ler o que já escrevemos sobre como se preparar passo a passo para a primeira viagem de avião, com dicas sobre como se comportar antes de embarcar no avião.

Não vacile! Chegue sempre com duas horas de antecedência para voos domésticos e  três horas para viagens internacionais (reserve um tempinho para gastar no duty free shop).

Por fim, uma dica legal é saber mais sobre as doenças e epidemias que você deve se prevenir antes de viajar para alguns destinos. Vale dar uma lida no post sobre visto para Tailândia e a vacina para febre amarela – necessária para entrar em muitos países da América do Sul, Ásia e Oceania.

Converse sempre com o seu médico e boa viagem!

Foto destaque:  Jason Pratt

Danilo

Dan já foi Comissário de Voo e Relações Públicas. Hoje é um viajante. Já viveu no Canadá, fez road trip pela Califórnia e mochilão na Europa. Conhece 20 países e todas as capitais do Brasil. Quer conhecer 50 antes dos 50.

6 Comentários

  1. viajei e tive uma dor enorme na face! pensei que ia morrer na hora, não sabia que viagens de avião fazia mal! então minha mãe que tem trombose não viajar de avião?

    • Geralmente esta dor é por conta de alguma congestão nasal ou resfriado. Em relação à sua mãe, ela pode viajar, mas é bom evitar voos muito longos, ou ao menos fazer pequenos exercícios para fazer cicular o sangue durante a viagem. E sempre é bom consultar um médico.

  2. Adoro viajar mais fico triste só em pensar que a viagem torna-se desagradável dores de ouvidos parece que meus tipanos são explodir dou graças a Deus quando chego a viagem é curta mais muito dolorida nas próximas vou preferir viagens mais longas e mais deliciosa e menos doloridas

  3. João Hernandez Caldi

    E quem usa aparelhos auditivos, como deve proceder?

    • João,

      Você pode retirar os aparelhos auditivos caso sinta-se mais confortável sem os mesmos. Contudo, é recomendado ficar com eles durante a decolagem e o pouso, assim em caso de alguma emergência você conseguirá ouvir as instruções da tripulação.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*