Início / Souvenir / Listas de viagens / Passeios de buggy para curtir viagem em Maragogi

Passeios de buggy para curtir viagem em Maragogi

O litoral de Alagoas ainda pode ser explorado por veículos como o buggy. A aventura proporciona ao turista que está em viagem em Maragogi paisagens de praias paradisíacas, conhecendo uma das partes mais bonitas do litoral brasileiro.

Ao planejar a viagem para Maragogi, Praia dos Carneiros e Porto de Galinhas, quase decidimos alugar um carro, porém a escolha em deixar de lado o carro não nos intimidou a fazer um passeio via terrestre com buggy a partir de Maragogi, percorrendo o litoral de norte a sul.

Portanto, mesmo que você esteja pensando em alugar um carro em Maragogi e fazer o trajeto até a Praia dos Carneiros, deve reservar um dia para fazer o passeio de buggy. Isto porque o carro percorre toda a zona litorânea pela rodovia. Já o passeio de buggy vai pela areia da praia e o casal acaba curtindo melhor as praias do norte e do sul.

Roteiro Costa dos Corais, entre Alagoas e Pernambuco

Alagoas, litoral para explorar

Passeios de Buggy em Maragogi

Tanto o passeio pelo litoral Norte ou praias ao Sul, o bugueiro busca os turistas e viajantes nas pousadas, hotéis ou local pré combinado com o agente de turismo ou na própria recepção da hospedagem.

Ambos passeios custam entre R$ 100 e R$ 180 dependendo da época do ano. Em Julho, por exemplo, é possível fechar o passeio em Maragogi pelo preço mais barato. Já na alta estação, entre os meses de Dezembro e Janeiro, a procura aumenta junto com o preço do passeio em Maragogi.

Passeios em Maragogi – Litoral Norte de Alagoas

É fácil fazer passeios de buggy pelo litoral de AL e PE

Norte – o passeio inclui 7 praias – do centro de Maragogi, o buggy segue pela BR 101 para atravessar a ponte do Rio dos Paus, ingressar na praia Burgalhau e seguir pela areia das praias de Barra Grande, Antunes, Xaréu, Ponta do Mangue, Dourado e Péroba.

A duração de ambos passeios é de cerca de 2 horas. É possível combinar com o bugueiro alguns pontos turísticos de parada. Recomendamos uma parada na praia de Burgalhau para algumas fotos, além de uma parada na praia de Xaréu para um mergulho em águas cristalinas. No final do passeio, na praia de Péroba, é possível também fazer mergulho num mar que varia entre o azul e o verde.

Passeios em Maragogi – Litoral Sul de Alagoas

Rio Tatuamunha, onde é possível ver filhotes de peixe-boi. | Foto: Monica & Wagner

Sul – a paisagem do passeio para o litoral Sul são falésias, praias desertas e pode ser incluído também um passeio de jangada para ver de perto o Peixe Boi (manatis) no Rio Tatuamunha, no Santuário do Peixe Boi, em Porto das Pedras, Alagoas. Os animais marinhos podem chegar até quatro metros e pesar 800 Kg.

O preço do passeio de buggy fica entre R$ 100 e R$ 180, dependendo da época do ano. No verão (Dezembro e Janeiro), é sempre mais caro. Já o pacote completo sai por cerca de R$ 280, o que inclui o passeio de jangada e a tarifa paga para o Núcleo de Proteção ao Peixe-Boi.

Como é a visita ao Peixe-Boi, passeio muito legal em AL

Praia do Coqueiro Solitário – litoral Sul de Pernambuco

praia em tamandaré

Praia do Coqueiro Solitário

Um pouco mais distante de Maragogi (AL), já em Tamandaré (PE), a praia do coqueiro solitário é um passeio imperdível para quem estiver indo de Maragogi até a Praia dos Carneiros ou Porto de Galinhas.

Um jeito legal de conhecer este lugar é ir de buggy. O trajeto pode ser feito a partir de Tamandaré ou mesmo da Praia dos Carneiros.

Maragogi: uma viagem romântica barata para casais em lua de mel

O melhor é aproveitar quando passar por Barreiros (PE), entre Maragogi e Tamandaré, e seguir em direção à Praia do Porto. Dá para seguir até lá de carro, mas os cerca de 7km de estrada de terra são bem precários. Então, a dica é negociar o trajeto com algum bugueiro.

Danilo

Dan já foi Comissário de Voo e Relações Públicas. Hoje é um viajante. Já viveu no Canadá, fez road trip pela Califórnia e mochilão na Europa. Conhece 20 países e todas as capitais do Brasil. Quer conhecer 50 antes dos 50.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*