Início / Viajei (relatos) / Mapa Mundi / Paraguai além das compras: Missões Jesuíticas
  • Missões Jesuíticas no Paraguai

    Faça uma viagem além das compras no Paraguai...

  • De Assunção vá até Encarnação para conhecer as missões jesuíticas.

  • As ruínas de Jesus de Tavarangue.

  • E as ruínas de Santíssima Trinidad.

  • Construída em 1706, além de ser a maior e melhor conservada,

  • Santíssima Trinidad é uma das mais bonitas. Vale a viagem!

Paraguai além das compras: Missões Jesuíticas

Por Sheila Moreira

Sim, há turismo no Paraguai! Infelizmente, muitas pessoas viajam para lá apenas com a intenção de fazer muitas compras e desconhecem que o país também oferece algumas opções para turistas e mochileiros de plantão. Confesso que não é um turismo muito confortável ou cheio de luxo, mas é barato e creio que vale a pena pra conhecer um pouco mais esse vizinho brasileiro.

Comprei passagens aéreas muito baratas para Foz do Iguaçu (PR), tinha quatro dias disponíveis, então aproveitei a chance para dar um pulinho no Paraguai. Desembarquei em Foz do Iguaçu e primeiro fui conhecer o lado argentino das cataratas. De Puerto Iguazu, na Argentina, peguei um ônibus para Ciudad del Este, no Paraguai. Como o objetivo principal não era “muambar”, segui viagem para a capital paraguaia, Assunção, onde dormi no hostel El Viajero.

Assunção é pequena, um dia é suficiente para conhecer toda a cidade, que é bem modesta e não tem cara de capital. Há muitos carros antigos na rua, muitos deles sem placa, e motoristas um tanto quanto apressados. Por isso, fica a dica: nunca atravesse a rua achando que os carros irão parar para você atravessar. Vi muitos ônibus (também antigos), porém não cheguei a utilizar o transporte público local porque conheci a cidade toda a pé.

Pontos turísticos de Assunção

Descendentes de Guaranis vendem seus artesanatos no centro de Assunção.

Para conhecer os principais pontos turísticos, que contam um pouco mais sobre a história da cidade ou do país, basta seguir o curso do Rio Paraguai.

Ali estão localizados o Palácio do Governo (visita agendada), o Centro Cultural e o Panteão Nacional dos Heróis (onde estão as cinzas do Marechal Solano López, herói da pátria paraguaia).

Outro lugar bastante interessante é a Casa de la Independencia (Rua 14 de Mayo, esquina com Presidente Franco), uma casa colonial do ano de 1722 onde eram realizados encontros do movimento de independência do Paraguai.

Compras em Assunção

Uma feira de artesanato bem legal está localizada na Rua Cerro Cora, entre as ruas Chile e Independência Nacional, porém os preços são altos, realmente “pra gringo ver”.

O comércio está concentrado nas ruas Palmas e Oliva, no centro de Assunção. Dizem que por lá os preços são um poucos mais altos do que em Ciudad del Este, mas eu deixei de comprar uma camisa da seleção paraguaia de futebol (em um outlet da Adidas) por US$ 39,00 em Assunção e acabei pagando US$ 50,00 em Ciudad del Este.

Todas as lojas aceitam cartões de crédito, porém, muitas vezes, o preço sofre acréscimo que pode variar entre 10 e 15%.

Para viajar no Paraguai, a melhor escolha é levar dólares, já que muitas lojas trabalham com a moeda ou é possível trocá-los por Guaranis (G$, moeda local). Eu confesso que achei mais fácil pensar em dólares, já que R$ 1,00 equivale a G$ 2.000,00 e a quantidade de zeros acaba atrapalhando os cálculos.

Guarani também é o nome da língua herdada dos indígenas e falada por grande parte da população. Por isso, o Paraguai tem duas línguas oficias: o guarani e o espanhol.

Onde comer bem e barato?

Nos restaurantes são servidos “menus del dia”, uma boa opção para comer bem por um preço justo. Estive no Lido Bar, na rua Palma, onde comi apetitosas bistecas de porco com batata por G$ 36.000,00. O restaurante também oferece muitos pratos típicos, como, por exemplo, a sopa paraguaia (que na verdade é uma torta de fubá) e as famosas chipas (semelhantes ao pão de queijo mineiro).

As Missões Jesuíticas no Paraguai

Ruínas Santíssima Trinidad – Missões Jesuíticas em Encarnação, no Paraguai

Para chegar até as ruínas das missões jesuíticas (para onde os índios guaranis eram levados para catequização na época da colonização espanhola) é preciso ir até a cidade de Encarnação.

O ônibus que faz o trajeto Assunção/Encarnação custa aproximadamente G$ 60.000,00 e a viagem dura aproximadamente sete horas, já que o ônibus vai parando em todos os pontos possíveis e imagináveis. Encarnação está na região sul do Paraguai e faz fronteira com Posadas, na Argentina.

O desembarque em Encarnação não é nada encantador: a cidade é feia e não tem nenhum atrativo turístico, sendo apenas uma parada para os viajantes que querem conhecer as missões.

Não há nenhum hostel ou bons hotéis na cidade, somente algumas pensões e hotéis bem econômicos. Mas, se o objetivo é chegar até as missões, os olhos devem se fechar diante todas as precariedades.

No terminal de ônibus, perdemos (eu e dois amigos) um tempo enorme perguntando qual seria o ônibus que nos deixaria nas ruínas jesuíticas. São ônibus e microônibus muito velhos, sem placas de itinerário, com preços variados, sem horários definidos e sem cobrador.

Enfim, depois de muito perguntar, entramos em um microônibus que custou G$ 10,00 e demoramos cerca de 40 minutos até o nosso destino. Durante a viagem, perguntamos para muitas pessoas onde deveríamos descer, até que uma senhora falou para que desembarcássemos junto com ela na entrada de Trinidad.

Do ponto em que descemos, andamos uns 10 minutos até a entrada das Reducciones Jesuiticas de la Santísima Trinidad del Parana. Saiba mais!

Para entrar nas ruínas é preciso comprar um bilhete que custa G$ 25.000,00 e dá acesso a mais duas missões: San Cosme y Damian e Jesus de Tavarangue. Santísima Trinidad, construída em 1706, é a maior e mais conservada ruína. De lá é possível ir a Jesus de Tavarangue (1685) pegando um “tuc tuc” (semelhante aos indianos) por um preço definido na hora pelo motorista. Ambas as ruínas foram reconhecidas como Patrimônio Universal da Humanidade pela Unesco, em 1993.

Os dois lugares são incríveis, mas gostei mais de Trinidad. Não fomos até San Cosme y Damian porque era muito distante. Ainda existem mais quatro ruínas jesuíticas no Paraguai: Santa Rosa de Lima, San Ignacio Guazú, Santa Maria de Fé e Santiago. No entanto, infelizmente, as informações turísticas sobre as ruínas são escassas e o acesso se torna difícil.

Finalmente, a muamba

Ciudad del Este é um “mar de gente” e a única atração ali é o comércio. Enquanto andamos na rua, uma infinidade de produtos é oferecida pelos comerciantes (variadas marcas, preços e qualidades).

Os preços realmente são mais baixos, inclusive em algumas lojas mais confiáveis do que os ambulantes. Se estiver em Foz do Iguaçu, vale a pena atravessar a Ponte da Amizade e dar uma conferida nos preços de Ciudad del Este.

Algumas lojas para compras no Paraguai que recomendamos são a Nave Shop (produtos eletrônicos e informática), Monalisa (perfumes e cosméticos) e o Shopping del Este (bebidas e acessórios).

Muita Viagem

Muita Viagem - Dicas e histórias de viagens. É feito por Gustavo, jornalista, Danilo, comissário, e amigos, que vivem viajando pelo Brasil e no mundo.

Pergunta aí! Queremos saber

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*