Início / Destinos / Canadá / Onde comer e fazer compras em Vancouver, no Canadá
Em Downtown, há bons pubs para conhecer em Vancouver

Onde comer e fazer compras em Vancouver, no Canadá

Por Gabi Saraceni

O que dizer de uma cidade eleita por anos uma das melhores cidades para se viver do mundo? E ainda, o que seriam das férias sem uma boa comida e comprinhas, certo?

Encantadora, agitada e completa, cercada de rios, mar e montanhas, Vancouver é a maior região metropolitana da costa oeste do Canadá, e mesmo assim não se vê tantos problemas alarmantes de grandes cidades. Além disso, Vancouver, no Canadá, esbanja lojas, restaurantes, bares e cafés para todos os bolsos e para todos os gostos.

Selecionei algumas opções para você colocar no seu roteiro pela cidade! Eu, que sou de São Paulo fiquei em choque com as ruas vazias e tranquilas em pleno horário de rush. No centro da cidade ficam os grandes arranha-céus das maiores corporações canadenses, imponentes sem destoar das demais construções .

Aliás, a mistura de cidade portuária com centro financeiro, abrigada por um imenso parque traz uma paisagem inusitada e interessante. Andar por Vancouver já é um passeio e tanto! A cada esquina temos uma nova impressão do que a faz tão única e agradável.

– O que fazer no Canadá

Cafeterias, restaurantes, pubs e outras comidinhas mais

Prove um cheesecake na cafeteria Tree Organics

Prove um cheesecake na cafeteria Tree Organics

Aqui no Brasil não temos muito o costume de cafeterias, mas no Canadá elas fazem parte do dia a dia das pessoas.

Para a salvação de um bom café pela manhã, procure uma Starbucks, tem praticamente uma em cada esquina. E o melhor: wi-fi grátis!

É um ótimo jeito de começar o dia com um bom café com leite e um bagel (aquele pão tipo rosca, salgado mesmo). E ainda aproveitar para planejar o roteiro do dia.

Para se sentir mais local, escolha a rede canadense Tim Hortons. Servem cafés de todos os tipos e uma variedade de bagels bem satisfatória. O melhor é o preço, mais em conta que os demais lugares.

Ou, opte pelo Trees Organic Coffee & Roasting House (450 Granville Street e mais 4 endereços).

Excelente opção para uma parada no meio da tarde. Dizem que as cheesecakes de lá são as melhores de Vancouver. Eu provei a de Maple Walnut e estava divina. Recomendo!

Apesar de também ser uma rede, o ambiente e as comidinhas tem uma pegada mais caseira.

Roteiro: O que fazer em Vancouver em três dias

Almoço ou jantar, o que não faltam são opções.

Downtown Vancouver tem restaurantes e lanchonetes deliciosos.

É comum encontrar opções asiáticas e árabes, estilo fast food. E, claro, hambúrgueres.

Mas, lembre-se: Vancouver é uma cidade litorânea, então pratos à base de frutos do mar estão sempre no menu. Espere encontrar ostras, lagosta, camarão, lulas e principalmente Salmão.

Os peixes vêm frescos de regiões frias como o Alasca (EUA), procure pelo Salmão Selvagem, dizem ser “o verdadeiro”.

Para ir à noite, recomendo o badalado Steam Works Brew Pub, em frente à estação Waterfront de Gastown. É um misto de cervejaria com bar e restaurante, bem na beira do mar.

Se estiver de dia, vale a pena ir um pouco mais longe em Granville Island e comer em um dos restaurantes do mercado (1669 Johnston St).

São tantas opções que me deixaram louca! Tem comida grega contemporânea, indiana, japonesa, mexicana, vegetariana (alô, veganos, opções para vocês também).

Eu optei pelo peixe e batatas fritas do Celine’s Fish and Chips e estava ótimo. E o melhor é o preço, cerca de 15 dólares a refeição.

FOOD TRUCKS

A moda de food trucks também pegou por lá.

Na rua Robson, perto da rua Granville, os caminhões estacionam dia e noite para servir clássicos de rua (hot dogs) e até os mais requintados com smoothies orgânicos. Pode ser uma ótima opção para o dia de compras.

Bônus: coma como um local

Você vai se sentir um verdadeiro canadense quando provar as guloseimas de lá!

POUTINE: porção de batata frita coberta de queijo tipo coalhada e molho de carne. Precisa dizer mais?

NANAIMO BAR: uma delícia em forma de barra de ganache de chocolate, uma camada de creme de baunilha e uma crosta de chocolate com coco. Muito popular por lá!

Onde comprar em Vancouver

As principais lojas de Downtown Vancouver estão na rua Robson, próximo à esquina da rua Granville.

Ali se concentram lojas de eletrônicos, como a Best Buy. E roupas, como a Old Navy e a Urban Outfitters.

O Nordstrom Pacific Centre (799 Robson St) é o principal shopping da região e tem marcas como Calvin Klein, Levi’s, MAC, Timberland, Nike. Ou seja, se acha um pouco de tudo.

Onde ficar em Vancouver

O melhor bairro para se hospedar em Vancouver é o Centro (Downtown).

Há muitas e boas opções para quem deseja ficar à vontade em um confortável quarto de hotel ou prefere socializar em hostels.

Eu fiquei no Samesun Hostel na Granville Street e foi uma mão na roda estar cercada de lojas, mercados e restaurantes.

Ou se você quer um lugar mais calmo, procure nas imediações, como o bairro West End e North Vancouver.

Os hotéis nesses bairros de Vancouver costumam ser um pouco mais baratos do que o centro.

– Booking: Hotéis em Vancouver, no Canadá

Evite apenas o bairro Eastside, pois costuma ser mais perigoso.

Vale a pena andar a pé ou de bicicleta por Vancouver

Vale a pena andar a pé ou de bicicleta por Vancouver

Aeroporto e andando por Vancouver

O Aeroporto Internacional de Vancouver fica um pouco longe da cidade.

O modo mais econômico e muito prático de ir do aeroporto para a cidade é de metrô.

O bilhete custa em torno de 9 dólares e te leva para toda Grande Vancouver. Se está com muitas malas e quer mais conforto, procure os serviços de Shuttle com o hotel ou um bom e velho táxi.

A estrutura do transporte público em Vancouver é excelente.

Há ônibus por toda a cidade e costumam cumprir os horários fixados de cada ponto. Consulte o site oficial para planejar a viagem e saber o itinerário de cada linha.

Com apenas um ticket você pode fazer integração para outros ônibus dentro de 90 minutos. O que é considerável, pois praticamente não há trânsito na cidade. É possível chegar ao outro lado da cidade em poucos minutos.

Fique atento às moedas e valor exato, pois não há troco no ônibus. Você deposita suas moedas em uma máquina automática do lado do motorista, que depois “cospe” seu ticket. Não tem cobrador por lá.

O metrô por lá tem o nome de SkyTrain e cobre grande parte da cidade. Custa o mesmo que ônibus e também oferece 90 minutos de integração. Ou seja, é possível sair do metrô e depois pega-lo novamente com o mesmo ticket. Fique atento ao destino final, pois a tarifa varia se for muito longe.

A cidade é dividida em zonas e conforme se afasta do centro, mas caro fica. Você precisa escanear o ticket também quando sai do metrô! Então pague a tarifa para a zona correta e não jogue fora o seu ticket.

Se você errou na tarifa na hora de comprar o bilhete, não se assuste. Pague a tarifa de upgrade e estará liberado. Todo o sistema de compra de bilhetes é automático e aceita dinheiro, moedas e cartão de crédito.

A estação central Waterfront fica em um prédio histórico bem bonito! Vale a pena a visita.

A cidade tem rios e mar banhando por toda a sua volta. Se quiser ir para North Vancouver, por exemplo, uma opção é pegar um barco, chamado SeaBus. Ou ainda usar pequenas barquinhas que navegam pelos canais e levam de um bairro a outro, os Aquabus.

Alugue bicicleta em Vancouver

Também é uma boa opção circular com taxi ou motoristas de serviços como Uber. Salvam tempo e são cômodos. Ou se você encara o espírito aventureiro, vá de bike! A cidade é bem plana e preparada para receber ciclistas.

Alugar uma bicicleta no Centro de Vancouver é bem prático e você pode colocar a magrela no ônibus se não quiser fazer o percurso de volta ou começar a chover.

Clima em Vancouver

O Canadá tem a fama de ser um país muito frio, e é durante os meses de inverno. Brrr!

Mas, em Vancouver, a proximidade com o mar faz com que a cidade tenha um clima ameno ano todo! Nem muito quente, nem muito frio -para os padrões canadenses.

O inverno costuma ser mais chuvoso e neve é mais raro por lá. Confira a previsão do tempo em Vancouver.

No próximo post, vou dar dicas sobre o que fazer em Vancouver. Tem opções para quem curte a natureza, as baladas, os cafés e restaurantes e até a praia!

Sobre Gustavo

Vamo? Vamo! (ou não).

Deixe uma resposta

O e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *

*