fbpx
Home / Souvenir / Fundo da Mala / Nova expedição de Amyr Klink “Pro outro lado da América” – conheça 27 atrações do roteiro
Flamingos em uma lagoa no altiplano boliviano

Nova expedição de Amyr Klink “Pro outro lado da América” – conheça 27 atrações do roteiro

Assessoria de Imprensa

No próximo dia 28 de julho de 2019 (domingo), o explorador, aventureiro e, também, autor de muitos livros, Amyr Klink, lança sua mais nova aventura: Pro outro lado da América.

A expedição parte da cidade de Paraty – RJ com destino a Lima, no Peru. A primeira parada será no Botanique Hotel Spa, que fica encravado nas montanhas da Mantiqueira, na confluência dos municípios de São Bento do Sapucaí, Santo Antônio do Pinhal e Campos do Jordão – o famoso Triângulo das Serras.

Sempre fomos movidos pelo desafio. Nossa proposta é fazer um roteiro inédito. Vamos cruzar a América do Sul, na beira do oceano Atlântico até o Pacífico.

Entre os dois oceanos que banham a América do Sul, um traçado que percorre quatro países (Brasil, Bolívia, Chile e Peru) e passa pelo coração do continente, visitando lugares espetaculares do ponto de vista humano, histórico e geográfico”, explica Amyr.

O roteiro tem 7.000 km a serem percorridos em 17 dias.

Irão acompanhar Klink nesta jornada, o jornalista Joel Leite, a travel influencer Flávia Vittorino e o fotógrafo Érico Hiller, responsável pelas fotos oficiais da jornada.

Para estimular o consumo consciente da água, Amyr Klink irá coletar amostras que serão engarrafadas e transformadas em obras de arte limitadas, em embalagens produzidas por diferentes artistas locais, residentes próximo ao entorno de onde a água foi colhida.

As obras, todas numeradas, serão um presente para parceiros e influencers que apoiam a causa. Os mesmos receberão suas amostras de arte sustentável em uma vernissage com fotos da expedição.

Roteiro Amyr Klink – pro outro lado da América

Confira agora, as principais atrações nas cidades visitadas pela expedição:

Paraty – RJ

As belezas de Paraty nos rabiscos do Rio São Gonçalo

Praia do Sono – Rodeada pela vegetação da mata atlântica, a Praia do Sono é uma das mais lindas praias de Paraty. A simplicidade dos seus poucos restaurantes, campings e quartos para se hospedar, é o principal motivo que leva os viajantes a terem o mar como quintal de casa;

Trindade – O aconchego e a calmaria de Trindade conquista cariocas, paulistas e todos aqueles que se atrevem a conhecê-la. A pequena vila fica praticamente na divisa dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, entre as cidades de Ubatuba e Paraty.

Casa da Cultura e Museu de Arte Sacra – ambos no centro histórico, passeio para quem gosta de atrações culturais.

O que fazer em Paraty-RJ: a mais bela cidade histórica do Brasil

Serra da Mantiqueira – SP

Cunha, SP é conhecida como a cidade das porcelanas e cerâmicas

Atêlies de Cerâmica (Cunha) – A maioria dos ateliês usa a técnica noborigama, que consiste em queimar as peças por duas vezes em fornos de alta temperatura. Os principais são: Alberto Cidraes, Mieko Konishi e Suenaga e Jardineiro;

Restaurante Mina (Botanique) – Com bela vista, o salão envidraçado é sustentado por toras de madeira tiradas de uma antiga fazenda. O chef Gabriel Broide preza por ingredientes regionais – prove o pintado grelhado com arroz vermelho e vinagrete de baru;

Vila Capivari (Campos do Jordão) – Repleto de construções em estilo alpino que abrigam pousadas, restaurantes, cafés, lojas e galerias, o circuito da Vila Capivari, formado pela Rua Doutor Djalma Forjaz, a Avenida Macedo Soares e a Praça São Benedito é a atração mais badalada da cidade de Campos do Jordão (SP).

O que fazer na cidade de Cunha: a cidade entre montanhas

Aquidauana – MS

Museu Marechal José Machado Lopes – Localizado nas instalações do 9º Batalhão de Engenharia e Combate Carlos Camisão, criado para receber o acervo composto pelo que é considerado o maior troféu de guerra conquistado pelo Brasil, uma bandeira alemã apreendida na região de Scodogna, capturada pela Força Expedicionária Brasileira (FEB) na 2ª Guerra Mundial, durante a Campanha da Itália (1944-1945).

Igreja Nossa Senhora Imaculada Conceição – Igreja Matriz como é chamada pela população. É um prédio da década de 1930, em estilo neo-gótico.

Mercado Municipal – Inaugurado em 1962 com o objetivo de se tornar uma feira livre, hoje é um centro para a venda de vários produtos alimentícios. São 22 permissionários que trabalham com frutas, grãos, verduras, açougues que comercializam a carne oreada e vários itens típicos da região.

Corumbá – MS

Estação Natureza Pantanal – Aqui é possível aprender de forma interativa e leve sobre a fauna e flora pantaneira. Localizada em um prédio histórico, de 1908, ao lado do rio Paraguai, a Estação reúne mais de 20 elementos interativos, além de fotos, áudios e uma maquete incrível que mostra como funciona o ciclo das águas. Não deixe de subir ao terceiro andar, onde é possível ter uma visão privilegiada do Rio Paraguai e toda sua beleza.

Focagem Noturna – é outro passeio imperdível! Podendo ser de barco ou de carro, o objetivo é visualização de animais como jacarés, cervos, lobos, e, é claro, as famosas onças! Muitos desses animais têm hábito noturno, o que facilita achá-los, e quando isso acontece, a emoção é muito grande. Essa modalidade demora em torno de 2h30 e é mais focada nos adeptos de aventura! Várias pousadas fazem esses passeios nas trilhas das propriedades ou em rios próximos. Vale a pena conferir!

Passeio de barco – Ir ao Pantanal e não passear de barco é como ir ao Rio de Janeiro e não visitar o Cristo Redentor! E opções não faltam. Há desde os barcos luxuosos, com refeições incluídas até os barcos a remo em que cabem poucas pessoas. As embarcações menores são mais genuínas e o passeio fica mais interessante com aquele barqueiro pantaneiro que tem os olhos treinados para mostrar os jacarés e belas aves do Pantanal. Muitos hotéis já organizam saídas com barcos parceiros.

Santa Cruz De La Sierra – Bolívia

Na Bolívia, os roteiros são feitos em veículos 4 x4

Plaza 24 de Septiembre e Catedral de San Lorenzo – A Praça 24 de Setembro é o principal símbolo da cidade, junto com a Catedral Basílica de San Lorenzo. É um marco de mais de quatro séculos de história religiosa boliviana e a construção atual data do início do século XX.

Ventura Mall – Principal shopping da cidade é considerado como uma atração turística de Santa Cruz De La Sierra. Possui um boulevard com boas opções de bares e restaurantes, entre eles o Hard Rock Café;

Biocentro Guembé – Parque ecológico com várias atrações, como aviário com mais de 2.500m², borboletário, orquidário, ilha de macacos, além de possuir outras atividades como lagoas, piscinas e parque infantil. É um bom programa para adultos e crianças, além de também ser um hotel.

Aiquile – Bolívia

Catedral de San Pedro de La Candelaria – É uma obra-prima no coração da Bolívia. Substitui a catedral anterior que desabou pelo terremoto que atingiu a cidade. É linda, moderna e espaçosa. Vale a pena visitar os sinos do pátio que pertencia à igreja anterior.

Museu Arqueológico e Museu del Charango – O museu possui 18 salas, 15 salas com exposição nas quais existem dezenas de instrumentos de corda, sopro e percussão, instrumentos internacionais, etc. Também tem uma oficina de instrumentos, uma oficina de música que pode ser usada gratuitamente e um teatro chamado “Teatro del Charango”.

Nido de Aguilita – recebeu este nome devido a forma das pedras que são vistas no local. A autoridades locais querem um estudo aprofundado para identificar a origem dessas rochas.

Uyuni – Bolívia

Há lagoas em que dá para chegar a menos de dois metros de flamingos, no Salar de Uyuni – Bolívia

Salar De Uyuni – Além de esta imensa salina ser uma das mais lindas paisagens da Bolívia, ela está entre os lugares mais bonitos do planeta. Os motivos não são por acaso. O efeito do lindo céu boliviano refletido nas salinas faz parecer tudo um cenário único. Além de toda beleza durante o amanhecer, à tarde e ao pôr do sol, a noite neste lugar consiste em uma experiência fabulosa em virtude do deslumbrante céu estrelado.

Deserto Siloli – Também localizado na região pertencente a Uyuni, este deserto revela belezas impressionantes, sendo um dos locais preferidos dos viajantes que buscam aventura, momentos de introspecção e é claro, fotografias perfeitas.

Isla Incahuasi – Trata-se de uma belíssima ilha da qual é possível ter uma vista bem ampla da cidade de Uyuni. Todos os viajantes que passam por este local garantem que as paisagens e a vista são de tirar o fôlego.

Dicas para viagem mochilão na Bolívia

Atacama – Chile

A exotica paisagem do Valle de la Luna | Gabi Saraceni

Vale da Lua – Passeio mais tradicional a se fazer no Atacama. As empresas turísticas que realizam esse passeio fazem um roteiro que primeiro vista o Vale da Lua, em seguida o Vale da Morte e, por fim, a Pedra do Coyote, um local lindo para tirar fotos e admirar o pôr do sol.

Pukará de Quitor – é um sítio arqueológico a cerca de 3 km de San Pedro de Atacama. Tratata-se de uma edificação de pedras construída no século XII, que tinha como objetivo ser como uma fortaleza (por isso está localizada em cima de um morro), além de servir como moradia e para armazenamento de alimentos

Avenida Caracoles Paseo Peatonal – Principal via de San Pedro de Atacama e nela só podem passar pedestres. Essa rua concentra grande parte do comércio da vila, bem como restaurantes, lojinhas de presentes, diversas agências turísticas, mini mercados e alguns hotéis.

Deserto do Atacama: guia completo para viagens no Chile

Lima – Peru

Museu Rafael Larco – O Museu Larco é um museu privado do distrito de Pueblo Libreem Lima, Peru. O museu está em uma construção do século XVIII construído em cima de uma pirâmide Pré-colombiana. Mostra galerias cronológicas que providenciam um panorama dos 4 mil anos de história do Peru Pré-colombiano

Distrito de Mira Flores – O Distrito peruano de Miraflores é um dos quarenta e três distritos que formam a Província de Lima, situada na zona costeira do Peru. Limita ao norte com o distrito de San Isidro, ao leste com os distritos de Santiago de Surco e Surquillo, ao sul com o distrito de Barranco e ao oeste com o Oceano Pacífico.

Huaca Pucllana – Huaca Pucllana ou Huaca Juliana é uma grande pirâmide de barro e adobe localizada no distrito de Miraflores, no centro de Lima, Peru, construída a partir de sete plataformas escalonadas.

Muita Viagem

Dicas e histórias de viagens.É feito por Gustavo, jornalista, Danilo, comissário de voo, e amigos, que vivem viajando pelo Brasil e no mundo.

Comente aqui

O seu e-mail não é publicado. Preenchimento obrigatório *

*