Início / Antes da Viagem / Bairros de Madrid: um deles é a sua cara – Veja onde ficar na capital espanhola

Bairros de Madrid: um deles é a sua cara – Veja onde ficar na capital espanhola

Luiza Sahd

Com mais de três milhões de habitantes, Madrid tem diversidade para dar e vender, mesmo em comparação a outras grandes capitais europeias

Em Callao fica um dos pontos mais conhecidos de Madrid

Callao, um dos cartões postais de Madrid. Foto: Luiza Sahd

Quando a ideia é viajar para uma cidade desconhecida, sempre torcemos para que a hospedagem não só esteja em um lugar central, mas que tenha algo a ver com nosso estilo — ou que, ao menos, o ambiente não seja detestável.

“Onde ficar” é sempre uma loteria em algum grau e, para poupar o seu trabalho, falaremos aqui dos bairros centrais mais famosos de Madrid. Você provavelmente vai querer ficar em algum deles para sempre, como aconteceu comigo.

– Booking: Onde ficar em Madrid

Sol, o marco zero de Madrid

O metrô Sol fica do lado do Marco Zero da capital espanhola

Metrô Sol, ao lado do marco zero da cidade. Foto: Luiza Sahd

O marco zero da capital pode ser comparado, guardadas as devidas proporções, à Sé paulistana. Há uma multidão de turistas em qualquer dia do ano, em qualquer horário, além de uma imensa oferta de comércios, bares e restaurantes.

Prós:

  • Bem comunicado com qualquer parte da cidade;
  • Perfeito para quem não passa uma viagem sem fazer comprinhas.
 

Contras:

  • Muitos restaurantes do tipo “pega-turista” com comida mediana;
  • Todos os grandes eventos da capital passam por lá. Se você procura tranquilidade, fuja!

– Roteiros em Madrid

Huertas – Cortes

Huertas, onde o moderno e a tradição se misturam. Foto: Luiza Sahd

Huertas, onde o moderno e a tradição se misturam. Foto: Luiza Sahd

Bem próximo ao sol e um pouco mais tranquilo, o também conhecido como Barrio de las Letras é bonito, histórico e fica perto de todos os museus importantes de Madrid. À tarde, é ótimo para passear e comer. À noite, não tem nada digno de nota.

Prós:

  • Lojas, cafés e museus sensacionais;
  • Um ambiente intermediário entre tranquilo e agitado, moderno e tradicional.

Contras:

  • Se você tem preguiça de ladeiras, é uma das poucas regiões íngremes de Madrid.

Barrio Salamanca

A região é perfeita para busca luxo, silêncio, comodidade e restaurantes gourmet ficar

Calle Serrano, o metro quadrado mais valorizado da capital. Foto: Luiza Sahd

A região também conhecida como Goya é chiquérrima. Os preços, obviamente, também são. Por essas e outras, Salamanca não é lá muito repleta de gente jovem.

A Calle Serrano tem as lojas mais famosas do mundo e pode-se dizer que tem um quê de Champs Élysées.

Prós:

  • Perfeito para quem busca luxo, silêncio, comodidade e restaurantes gourmet;
  • A Plaza Colón é muito agradável e merece uma visita.

Contras:

  • Se você tem pouco dinheiro na conta, vai se divertir pouco por lá;
  • Para os padrões madrileños, é um bairro com pouquíssimo agito.

La Latina

Plaza de Chamberí. Foto: Площадь Шамбери

Jardín Príncipe de Anglona, no bairro de La Latina. Foto: Carmen Voces

Central e tradicional, o bairro tem muita oferta cultural, bares e restaurantes.

A depender da rua, pode ser um pouco barulhento à noite, mas é, sem dúvidas, uma parada obrigatória na cidade.

Prós:

  • Muitos trechos com arquitetura medieval, gastronomia de raiz, a mais pura tradução da Espanha;
  • Aos domingos, o bairro tem El Rastro, um mercado de pulgas sensacional;

Contras:

  • Durante as datas comemorativas como a festa de San Isidro, as ruas estarão lotadas 24/7.
  • Alguns trechos do bairro são meio feios e caóticos.

Lavapiés

Eu, posando com um dos infitos (e lindos) grafites de Lavapiés. Foto: acervo pessoal

O bairro tradicionalmente imigrante anda cada vez mais gentrificado, a bem da verdade. Há alguns anos, havia quem dissesse que era perigoso andar por lá (para os padrões madrileños, onde assaltos são raríssimos).

A região é super rica em cultura, gastronomia e tem uma pegada underground.

Prós:

  • Você vai se maravilhar com as lojas, bares e restaurantes das mais variadas origens: orientais, africanas, latinas…
  • Os preços ainda são mais camaradas do que na maioria dos bairros.

Contras:

  • Lavapiés é barulhento. Se você pretende acordar cedo e curtir as manhãs, procure outro bairro;
  • Gente te chamando para entrar em restaurante, em loja, para olhar o folheto… Gente te chamando de modo geral.

Malasaña

Malasaña, sempre pulsante e cheia de arte. Foto: Zarateman

A coisa mais hipster que já aconteceu na Espanha. Comércios e serviços para todos os gostos e bolsos, os bares e baladas mais legais da cidade e gente de todos os estilos, sobretudo jovens.

Prós:

  • A região é muito animada e a oferta cultural é impressionante;
  • Fácil locomoção para outros pontos da cidade.

Contras:

  • Barulho, gente bêbada;
  • Falta verde. Malasaña é super urbanizada.

Chamberí

Plaza de Chamberí. Foto: Площадь Шамбери

Moderno, cheio de comodidades, bares e lojas, Chamberí é um ponto menos central mas igualmente interessante de Madrid. Se você gosta de comer bem e de compras, é o seu bairro na cidade.

Prós:

  • Tudo é fácil por lá, sobretudo se você estiver de carro.
  • Tem zonas com agito e outras mais sossegadas;

Contras:

  • Pode ser caro;
  • Você vai demorar mais para chegar ao centro da cidade.

Tire a sua dúvida, comente. Participe!

O e-mail não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*