fbpx
Home / Viajei (relatos) / Cartão Postal / Cachoeiras em São Tomé das Letras, a cidade mística do sul de MG
Cachoeiras em São Tomé das Letras ficam cheias no invero, nas férias de verão e principalmente no Réveillon
Dentre as cachoeiras de São Tomé das Letras, em MG, a do Vale das Borboletas é uma das mais famosas

Cachoeiras em São Tomé das Letras, a cidade mística do sul de MG

Entre Belo Horizonte (a 320 km) e São Paulo (a 350 km) fica um dos mais movimentados destinos turísticos do sul de Minas Gerais: São Tomé das Letras.

As cachoeiras da região, como as cachoeiras da Gruta do Sobradinho, as do Vale das Borboletas e a cachoeira da Lua estão entre as atrações da cidadezinha no alto das montanhas.

Mas além das cachoeiras, grutas, montanhas, lojinhas, restaurantes, bares e, claro, misticismo se misturam nas ruas de pedra e nos arredores de São Tomé das Letras. E, para combinar com o cenário no sul de MG, a cidade tem várias pousadas construídas com a pedra de São Tomé.

Com roteiros de ecoturismo, turismo religioso, aventura e bares com música ao vivo e restaurantes, a pequena cidade de cerca de 7000 habitantes, encravada em uma montanha de pedra a 1440 metros de altura, é frequentada o ano inteiro.

Em São Tomé das Letras, a cachoeira da Lua é uma das mais fáceis de chegar

No caminho para a cachoeira da Lua em São Tomé ficam barraquinhas hippies

Quando ir para São Tomé das Letras

Nos dias quentes das férias de verão, as cachoeiras de mais fácil acesso ficam bem cheias.

Mas mesmo no inverno, os viajantes aproveitam e tomam banho nas águas (na temporada de frio, muito geladas) das diversas cachoeiras de São Tomé das Letras.

O Réveillon é o feriado mais cheio em São Tomé, mas além do Ano Novo, outros eventos movimentam a programação em STL –e enchem as cachoeiras.

A cidade no sul de Minas organiza um pré-carnaval, uma semana antes do feriado de Carnaval, recebe a tradicional Festa de Agosto, que já viu artistas como Zé Ramalho e Lenine –além do cantor Ventania, ícone local–, e comemora o Dia das Bruxas, em 31 de outubro, quando as ruas ficam movimentadas pelas bruxas do Brasil inteiro.

Além disso, nas férias de verão e de inverno (com baixíssimas temperaturas) e nos finais de semana, São Tomé das Letras vê suas ruas cheias de turistas da região e do Brasil inteiro.

Cachoeiras de São Tomé das Letras

As cachoeiras de São Tomé estão entre as principais atrações da cidade mística.

A cachoeira da Lua, a 7km do centro, com trecho de terra, no caminho para Sobradinho, é uma das mais movimentadas.

A localização, em São Tomé das Letras, da cachoeira da Lua é das mais fáceis de chegar

Em São Tomé das Letras, a cachoeira da Lua tem uma corda para balançar e cair direto na água gelada

Não impressiona pelo tamanho, mas conta com uma corda para quem quer balançar e tomar coragem para mergulhar direto nos dias frios.

E, para quem quer tomar cerveja, fica em frente ao Bar da Lua, um lugar agradável para comer algo e bebericar.

Bar em São Tomé das Letras localizado em frente à cachoeira da Lua

O Bar da Lua tem cerveja, som e petiscos

Mais para frente, ainda por terra, o bucólico bairro de Sobradinho guarda outras boas cachoeiras de São Tomé, além de grutas e restaurantes.

Com queda de 6 metros e alguns poços com piscinas naturais, a Cachoeira da Gruta do Sobradinho é uma das mais conhecidas de São Tomé das Letras, interior de Minas Gerais.

A cachoeira recebe esse nome porque é ponto final de uma pequena travessia de gruta, cuja entrada fica em uma área particular com estrutura de restaurante, piscina e parquinho infantil –e é paga, claro. Chama-se A Gruta.

Gruta da cachoeira de Sobradinho localizada em São Tomé-MG

Saída da Gruta de Sobradinho em São Tomé das Letras: para passar, tem que pagar

A cachoeira de Sobradinho é uma das mais famosas da região no sul de Minas Gerais

Piscina da cachoeira de Sobradinho em São Tomé das Letras

Para atravessar a gruta de Sobradinho, é preciso pagar a entrada no complexo A Gruta e também a travessia, tranquila e acompanhada de guias.

Mas para aproveitar a cachoeira, há um bar mais simples (e muito bom) que não cobra pelo acesso pela trilha, sem atravessar a gruta.

CACHOEIRAS DO VALE DAS BORBOLETAS

Mais próximo do centro de São Tomé fica o Vale das Borboletas, uma das cachoeiras mais bonitas de fácil acesso.

A cachoeira do Vale das Borboletas também é acessível por um lugar bem estruturado, com restaurantes e barraquinhas de artesanato e a trilha para chegar é curta.

Uma das cachoeiras mais fáceis para chegar localizada em STL é a do Vale das Borboletas

A cachoeira do Vales das Borboletas tem fácil acesso em São Tomé

O estacionamento é pago (5 reais), mas dá acesso a cachoeiras e piscinas naturais.

Além das águas cristalinas do tanque, uma queda de água de seis metros forma uma duchona gelada para quem quer se refrescar.

Seguindo o curso da água, chega-se ao Poço do Gnomo, uma piscina natural cercada de verde.

O sul de Minas tem várias cachoeiras, como na região de São Thomé das Letras

Poço dos Gnomos, piscina natural no Vale das Borboletas em STL, sul de Minas

Também na mesma região, por uma trilha de nível mais difícil, chega-se, depois de 600 metros (e cerca de 40 minutos de caminhada), na Garganta do Diabo, uma cachoeira cercada por paredões de pedra que formam um diferente e bonito cenário.

A trilha para a cachoeira Garganta do Diabo em STL é de nível médio, dura uns 30 minutos e tem belas paisagens

Gustavo

Vamo? Vamo! (ou não).

Comente aqui

O seu e-mail não é publicado. Preenchimento obrigatório *

*