Início / Destinos / Cunha, SP: roteiro de charme entre as montanhas
cunha paraty
Um dos pontos altos de visitar Cunha é aproveitar esse visual.

Cunha, SP: roteiro de charme entre as montanhas

Dentre o que fazer em Cunha – SP, podemos sugerir os ateliês de cerâmica, a Casa do Artesão, a trilha do Rio Bonito, suenaga jardineiro, a cachoeira do pimenta ou do desterro. Além das belas paisagens na estrada do Monjolo, com vista para a baía de Angra dos Reis e a Pedra da Macela, uma das principais atrações, cravada no Parque Estadual da Serra do Mar

Enfim, confira a seguir, todo o charme e o que fazer em Cunha – SP, no interior de SP.

Primeiramente vale dizer que Cunha – SP, a cidade entre as montanhas, é extremamente rural. Desse modo, esse é o grande charme do destino a 230 km de distância de São Paulo. Portanto, uma viagem para lá e saber o que fazer em Cunha, simplesmente é ter a certeza de ter contato com a natureza, o que agrega ao roteiro um certo romantismo nos passeios ecológicos por entre trilhas e cachoeiras.

Cunha – SP, lavandas e montanhas

Acesso rápido ao conteúdo:

Cunha, SP – quando ir

O que fazer em Cunha, SP

Cunha, cidade no interior de SP, divisa com o RJ.

A princípio, a temperatura em Cunha – SP, por conta da localização entre as serras, é bastante agradável. O verão é morno e abafado, com dias de chuva e céu um pouco encoberto.

Desse modo, o inverno é de clima suave, com céu de brigadeiro. Portanto, ao longo do ano a temperatura varia de 11 °C a 27 °C, podendo chegar a até 8 °C durante os meses do inverno. Então os melhores meses para aproveitar o clima de charme e romântico da cidade é fazer a viagem entre o início de abril ao início de junho e do início de agosto ao meio de setembro.

Contudo, independente da época sempre há muito o que fazer em Cunha. Além de visitar os campos de lavanda de Cunha, há muito artesanato em cerâmica. Os feriados de Natal, Réveillon e Carnaval costumam atrair muitos turistas para a região.

Por fim, evite apenas viagens a partir entre dezembro e janeiro, é temporada de chuva.

Leia também: Resorts de inverno para férias no Brasil

Cunha, SP – como chegar

Antes de mais nada, é bem fácil chegar em Cunha – SP em viagem de carro saindo de São Paulo. São cerca de 230 km de distância da capital pela BR-116. A viagem leva aproximadamente 3 horas a partir de São Paulo.

O que fazer em Cunha

Quer saber as melhores dicas sobre o que fazer em Cunha – SP? A cidade montanhosa, a 230 km de São Paulo, fica cravada no encontro das serras do Mar, da Bocaina e da Mantiqueira, e faz divisa com o Estado do Rio de Janeiro. Por isso, cariocas e paulistas têm escolhido o destino como refúgio para descansar a mente no clima bucólico das montanhas.

Cidade das cerâmicas

cidade das cerâmicas e porcelanas

Cunha, SP é conhecida como a cidade das cerâmicas

Desse modo, Cunha – SP é conhecida como a cidade das cerâmicas. Confira a lista completa de ateliês para comprar cerâmicas e porcelanas em Cunha. Desse modo, uma dica é começar explorando as peças na Casa do Artesão, onde são vendidos produtos de vários artesãos e ceramistas da região. Os preços, aliás, são bem acessíveis.

Trilhas na Serra do Mar

Cachoeiras em Cunha – SP

trilhas em cunha

Cunha – SP possui diversas trilhas e cachoeiras no meio da Mata Atlântica

O terreno montanhoso da cidade é pontilhado por lindas cachoeiras e riachos. Caminhar por entre a Mata Atlântica certamente é algo muito agradável para se fazer em Cunha – SP. Por isso, o destino é bastante procurado por quem gosta de aventuras no meio do mato para desbravar trilhas, curtir o visual, e claro, tomar um refrescante banho de cachoeira nas águas cristalinas das serras.

Cachoeira do Pimenta

Cunha SP

A Cachoeira do Pimenta tem várias quedas d’água

Em síntese, a Cachoeira do Pimenta é umas das mais bonitas da cidade. Aliás, como tem fácil acesso pela Estrada do Monjolo, costuma receber muitos visitantes aos finais de semana e feriados.

Para chegar são 2 km em estrada asfaltada e mais 10 km em estrada de terra em condições razoáveis. Uma pequena trilha dá acesso a diferentes pontos da cachoeira até a barragem onde é captada a água que abastece todo o município. É possível nadar nas piscinas naturais que se formam entre as pedras maiores.

Cachoeira do Jericó

Cachoeiras interior de SP

Cachoeira do Jericó, em Cunha, SP

A cachoeira mais bonita de Cunha, porém o acesso é difícil.

Vá somente se estiver com espírito de aventura e disposto a encarar uma estrada de terra com buracos e pedras. Fazer a trilha de bike é mais fácil. Jamais faça o trajeto em dias com chuva. Para chegar, siga as placas sentido bairro Jericó.

Do centro de Cunha – SP são 10 km em estrada asfaltada e outros 16 km em estrada de terra. Há poucas placas, por isso pergunte sempre que possível. A referência é entrar à esquerda logo após o cemitério.

Cachoeira do Taboão

Cidade de Cunha

A cachoeira tem fácil acesso, fica à beira da BR. É possível nadar

A belíssima Cachoeira do Taboão, na estrada que liga Cunha – SP à Paraty-RJ. É bonita, fácil de chegar e tem onde estacionar o carro.

Cachoeira Desterro

São 4 km na estrada do Monjolo (asfaltada) e outros 12 km em estrada de terra. Não é indicada para crianças pequenas devido à profundidade. Há outras quedas mais afastadas, como a Cachoeira do Mato Dentro e a Cachoeira do Paraitinga, ambas localizadas sentido Campos Novos, a mais de 35 km do centro de Cunha – SP.

Leia também: Dicas de destinos com cachoeiras em Minas Gerais

Parque Estadual da Serra do Mar

O Parque Estadual da Serra do Mar – PESM é um reduto de trilhas, quedas d’água e cachoeiras. A entrada é gratuita. Para chegar no PESM pegue a estrada sentido bairro Paraibuna e siga por 18 km em estrada de terra. Em síntese, a trilha das 3 cachoeiras é um dos passeios imperdíveis em Cunha – SP.

Então os grupos guiados saem aos domingos, às 11:00. Para verificar a disponibilidade de grupos aos sábados entre em contato pelo e-mailpesm.cunha@fflorestal.sp.gov.br.

Cunha - Serra do Mar

Trilha do Rio Paraibuina, no Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Cunha – SP

Atualmente como o Parque Estadual da Serra do Mar fica aberto todos os dias, durante a semana é possível fazer a trilha do Rio Paraibuna, que já começa com uma linda cachoeira no início do parque, e é autoguiada (não precisa de monitores ambientais).

Pedra da Macela

Pedra da Macela SP

Para chegar no alto da Pedra da Macela é preciso disposição

Na estrada entre Cunha – SP e Paraty – RJ , a trilha até a Pedra da Macela. Do alto da formação rochosa, a 1,8 km de altitude, é possível ver boa parte do litoral carioca, como a vila histórica de Paraty, Ilha Grande e Angra dos Reis.

pousadas em cunha

Alto da Pedra da Macela, na estrada Paraty-Cunha

É, sem dúvida, um dos visuais e mirantes mais bonitos do Brasil. Quer dizer, ao menos quando a névoa dissipa… porém, não tivemos sorte desta vez. Fomos justamente na época com mais neblina, entre maio e junho. Por outro lado, valeu a aventura, a caminhada, o contato com a natureza e o relato da viagem.

Como chegar na Pedra da Macela

Cunha SP

Vista do alto da Pedra da Macela, na estrada que liga Cunha – SP à Paraty-RJ

Primeiramente, siga pela nova rodovia Cunha – Paraty. No KM 65,5 entre à direita e siga por cerca de 5 km em estrada bastante esburacada até local onde é possível estacionar o carro. A partir daí são 2 km de subida em trilha cimentada. A área pertence à Furnas, por isso é preciso atravessar um alambrado na entrada, bastante estreita para evitar animais.

Portanto, uma dica é levar água e algo para comer, além de protetor solar e chapéu.

Festas em Cunha – SP

festival cunha sp

O pinhão, comida típica do inverno, tem festival próprio em Cunha

Antes de mais nada, é importante saer que diversas festas populares que movimentam o turismo em Cunha – SP. Dessa forma, a Festa do Pinhão, entre abril e maio, as festas juninas, em junho, e o Festival de Inverno, em julho são eventos para conhecer e visitar a cidade. Confira o calendário oficial da prefeitura.

O pinhão é a semente de uma espécie de araucária, o elemento principal nas tradicionais festas juninas do interior de SP, bem como em todas estas festas da cidade turística. Desse modo, várias barracas no centro histórico oferecem produtos típicos à base de pinhão.

É tudo muito bom!

Cervejaria WolkenburG

cerveja artesanal interior sp

Cervejaria WolkenburG, no interior de SP

Do mesmo modo, bem no início da estrada que leva até a Pedra da Macela encontramos a fábrica de cerveja artesanais WolkenburG. Em outras palavras, é uma das atrações turísticas legais aos finais de semana e feriados, dias que a cervejaria fica aberta para visitação.

A entrada é grátis, com direito a degustação.

Trilhas e cachoeiras pela Serra do Mar

parque estadual da serra do mar

Cachoeira na trilha do Rio Paraibuna, em Cunha, SP

Para fazer a trilha guiada das cachoeiras no Parque Estadual da Serra do Mar é necessário agendar pelo e-mail pesm.cunha@fflorestal.sp.gov.br. As trilhas saem aos domingos, às 11:00, portanto agende com antecedência. Contudo, caso queira ir em qualquer outro dia, poderá fazer a trilha do Rio Paraibuna, que já começa com uma linda cachoeira no início do parque, e é autoguiada.

Desse modo, para chegar em outras cachoeiras, é preciso seguir por estradas, que podem surpreender positivamente ou negativamente em relação às condições.

Em síntese, em nossa viagem entre Cunha – SP e Paraty – RJ tivemos uma boa surpresa indo até a cachoeira do Jericó e a cachoeira do Pimenta, e péssimas condições na estrada que leva até a Pedra da Macela, já a caminho do Rio de Janeiro.

Passeios em Paraty – RJ

passeios em paraty

Mirante na estrada que liga Cunha – SP à Paraty-RJ

Em resumo, que tal aproveitar a viagem para fazer um passeio em Paraty – RJ?

Concluindo, é possível ir até a cidade litorânea em uma das estradas mais bonitas do Brasil, que liga o interior de SP ao litoral fluminense. A distância entre as duas cidades é de 45 km, feitos em aproximadamente 1 hora de viagem, com paradas para fotos.

Por fim, para não errar na viagem, confira todo nosso conteúdo, com dicas de viagens, passeios, roteiros e hotéis. Assim, viaje com os relatos de quem realmente entende de turismo e esteve no local. Tire dúvidas, troque ideias e experiências.

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.