Início / Brasil / Caldas Novas, a cidade das águas quentes em Goiás
O sol reflete nas montanhas da Serra de Caldas no fim de tarde na cidade de Rio Quente, Goiás.

Caldas Novas, a cidade das águas quentes em Goiás

Caldas Novas e a cidade de Rio Quente – GO

Além de agradar as senhorinhas em tratamento terapêutico nos spas de águas termais, Caldas Novas, no interior do Estado de Goiás, é dica de destino para divertida viagem de férias em família ou casais em viagem romântica.

Vale lembrar que a região turística de Caldas Novas, inclui a pequena cidade de Rio Quente, onde está localizado o Rio Quente Resort, o Hot Park e o Camping Esplanada.

O forte do turismo são as férias de inverno, em julho, mas não existe baixa temporada. É sempre de média para alta. Elencamos abaixo roteiro com o que fazer em Caldas Novas e Rio Quente. Confira!

Como chegar em Caldas Novas?

Caldas Novas é um destino barato, especialmente entre fevereiro e maio. Mas, mesmo nestes meses, o grande vilão da viagem é o preço das passagens aéreas.

Uma alternativa econômica e legal é ir até Goiânia (os voos são mais baratos), alugar um carro no aeroporto e seguir pela estrada até Caldas Novas. Apesar dos buracos, o trecho de 170 km que liga a capital à cidade turística é repleto de paisagens bonitas. E você ainda fica com carro para rodar em Caldas.

Passagens aéreas para Goiânia ou Caldas Novas?

viagem avião caldas novas

Como chegar em Caldas Novas: carro ou avião?

As passagens aéreas para Goiânia são mais baratas. Os meses mais baratos costuma ser março e fevereiro. Os mais caros são outubro, setembro e ano novo.

Voos para Caldas Novas são mais caros. Ou seja, é muito mais vantagem comprar passagem aérea para Goiânia e optar pelo aluguel de carro para seguir viagem pela estrada.

Férias de Inverno: dicas de destinos para as férias de julho

Aluguel de carro em Goiânia

viagem Caldas Novas

Compre passagens para Goiânia e vá de carro até Caldas Novas

Após reservar o voo para Goiânia, é hora de pensar no aluguel do carro. Fizemos a viagem no Carnaval, e só conseguimos um carro porque chegamos na quinta-feira, um dia antes.

Não havíamos reservado online e quando chegamos algumas locadoras já não tinham unidades 1.0, apenas carros de luxo. Alugamos um carro intermediário (Sandero 1.6) na Localiza, com bom preço e serviço. Foi a melhor opção.

Uma sacada que tivemos foi alugar o carro sem quilometragem livre. Ao alugar o carro há 100 km de cortesia por dia. Fizemos as contas e, em 5 dias, não rodaríamos mais do que 500 km.

Considerando a distância de 170 km de Goiânia para Caldas Novas; e 30 km de Caldas Novas para Rio Quente, rodamos cerca de 200 km. Ou seja, 400 km para ir e voltar. Em 5 dias nos sobrariam outros 100 km para rodar em Caldas, ir até os parques aquáticos, o Parque Estadual da Serra de Caldas, etc.

Durante todo o feriado, em 5 dias, rodamos exatamente 495 km. Faça as contas e veja se pode ser uma vantagem para você. Gastamos um tanque de gasolina. 

Na hora de voltar, abasteça no posto preto, que fica após o posto policial, na saída de Caldas Novas. A gasolina é mais barata e você roda até o aeroporto sem baixar o nível de combustível. Se precisar completar, gastará pouco em Goiânia.

Leia também: Roteiro por cidades turísticas de Minas Gerais

O que fazer em Caldas Novas, Goiás?

Mirante para a cidade de Caldas Novas, na Trilha da Cachoeira da Cascatinha - Pescan

Mirante para a cidade de Caldas Novas, Trilha da Cachoeira da Cascatinha.

Caldas Novas é a cidade dos parques aquáticos, 3 deles se destacam – o Hot Park, diRoma Acqua Park e o Termas Lagoa Quente.

Reserve um dia para cada um. Caso tenha tempo, poderá ir novamente no que gostar mais.

Um dia no Di Roma Acqua Park, em Caldas Novas (GO)

Piscina rasa com toboágua infantil para as crianças pequenas

Piscina rasinha com toboágua infantil para as crianças pequenas.

Para nós do Muita Viagem, o diRoma Acqua Park é o melhor parque aquático de Caldas Novas.

O parque é bem localizado, bem no centro da cidade, tem diversas piscinas, toboáguas e brinquedos, além de preços honestos.

Para economizar no ingresso, leve sua carteirinha de estudante.

No verão, a temperatura no Centro-Oeste é alta. Os termômetros marcam a casa dos 28º C logo pela manhã. Acordei e já tinha planos para o dia – conhecer o melhor parque aquático da região.

O Di Roma Acqua Park é o principal parque aquático de Caldas Novas. Um lugar gostoso para passar o dia todo brincando nas piscinas termais, cascatas e toboáguas. Além disso, anexo ao parque, encontra-se o Splash, réplica de um navio pirata, onde as crianças se divertem com monitoria do parque.

Leia também: 12 lugares para viajar com crianças pequenas

Di Roma Acqua Park

O parque possui algumas áreas distintas, dentre elas, um espaço para as crianças pequenas. Com uma piscina infantil e toboáguas menores, é um dos lugares mais tranquilos do complexo para curtir com os filhos pequenos.

Piscina rasa com toboágua infantil para as crianças pequenas

Piscina rasinha com toboágua infantil para as crianças pequenas

Uma das piscinas mais procuradas do parque aquático Di Roma é a que está localizada bem no centro do complexo.

A piscina de ondas é gostosa para casais de namorados e adolescentes, que se divertem quando é dado o aviso sonoro para que todos se preparem para as ondulações que virão a seguir.

A piscina de águas termais com ondas é um dos lugares mais legais do parque.

A piscina de ondas é um dos lugares mais legais do parque.

Já os adultos, ficam em sua maioria concentrados em uma outra área, onde está o bar molhado, que serve bebidas e petiscos que podem ser consumidos ali mesmo, enquanto relaxam nas águas termais e jogam conversa fora.

O bar molhado é o canto preferido dos adultos.

O bar molhado é o canto preferido dos adultos.

Ao redor do bar molhado há outras piscinas que se entrelaçam, uma delas com toboáguas. Assim, é possível que a pais e filhos se divirtam juntos.

Para quem gosta de fazer sauna, há opção de sauna seca e à vapor na área do Spa, que conta também com ofurô com hidromassagem e piscina de águas termais quentinhas e coberta. Podem me chamar de velho, mas foi o lugar que mais fiquei…

É uma delícia para relaxar e recompor as energias!

Spa com piscina de águas termais, ofurô e sauna.

Spa com piscina de águas termais, ofurô e sauna.

Splash

Como já disse, anexo ao parque, encontra-se o segundo parque aquático do complexo Di Roma – o Splash. Além de ser um espaço bem legal para brincar com as crianças pequenas, é lá que está o brinquedo mais radical do parque – um escorregador gigante que sai de dentro de um vulcão enorme.

Escorredores gigantes para os mais corajosos!

O Splash tem escorredores gigantes para os mais corajosos.

O rio lento que contorna o parque, passa por grutas e cascatas. É divertido e ao mesmo tempo relaxante – você sobe na boia e deixa-se levar pela correnteza, tranquilo, só curtindo o calor e as águas termais.

Quanto custa o ingresso?

Quem é hóspede de algum dos hotéis Di Roma tem acesso livre aos parques.

Para curtir apenas o dia, o preço do ingresso é R$75 (adultos e crianças acima de 11 anos), R$50 (crianças de 7 a 11 anos) e R$35 (acima de 60 anos). Crianças menores de 7 anos tem entrada grátis. Evite filas, compre o seu ingresso online.

Um dos destaques que dou ao parque, além das diversas piscinas e atividades para todas as idades, são as opções para comer – há lanchonetes, quiosques e um restaurante.

O preço é justo, nada absurdo. Fiquei o dia inteiro e gastei menos de R$100 com comida e bebida (e olha que exagerei na cerveja).

O Parque Lagoa Quente e a descoberta das águas termais em Caldas Novas

Foto aérea do Parque Lagoa Quente Termas Parque.

Foto aérea do Parque Lagoa Quente Termas Parque.

A famosa Lagoa de Pirapitinga, onde está localizado o Lagoa Quente Termas, fica a 9 km do cento da cidade.

O grande destaque do parque é a área histórica, onde fica o Poço do Cozinha Ovos, único ponto da cidade onde é possível ver as águas termais brotando diretamente do solo a temperaturas de até 50ºC.

Uma dica para comprar o ingresso mais barato é entrar após às 13:00, ou fazer a compra online. 

O Parque da Lagoa Quente fica a cerca de 9 km do centro de Caldas Novas. Foi lá o local onde foram descobertas pela primeira vez as famosas águas termais da região pelos primeiros bandeirantes que exploravam o interior do Brasil.

Apesar de não ser, em nossa opinião, o melhor parque aquático de Caldas Novas, vale a visita, por ser o único local da cidade goiana onde é possível encontrar uma fonte de água termal com água brotando do solo a temperaturas que podem chegar a 50ºC. Este ponto é o “Poço do Cozinha Ovos”. É muito quente, e muito legal!

Lagoa Quente Termas Parque

Foto aérea do Parque Lagoa Quente Termas Parque.

Foto aérea do Parque Lagoa Quente Termas Parque.

O parque é muito bonito e está entre os 3 melhores parques da região. Tem boa infraestrutura, com piscinas termais para adultos e crianças, toboáguas, saunas, parquinho, bosques para caminhadas, espaço cultural, além de lanchonetes e restaurantes com preços justos, nada muito caro.

Para as famílias que viajam com crianças, há um espaço dedicado aos pimpolhos, com piscina rasinha e água quentinha, diversos brinquedos e chafarizes para a garotada curtir à vontade. Já os maiores, aventuram-se nos brinquedos radicais – autorama, rampa e o toboágua vermelho (o meu preferido).

Os escorregadores simulam um autorama, onde dá pra ver quem é o mais rápido.

Nos escorregadores do autorama o divertido é ver quem é o mais rápido.

O Hot Half é um dos brinquedos mais radicais do parque.

O “Hot Half” é um dos brinquedos mais procurados e divertidos do parque.

O toboágua "Loucomania" é um dos procurados pelos visitantes do parque.

O “Loucomania” é o toboágua mais radical do parque. Haja coragem!

Os adultos costumam curtir as piscinas redondas com cascatas por onde caem águas termais. O grande barato destes parques aquáticos em Caldas Novas é a facilidade de fazer amizades com as pessoas. Todos ficam bastante à vontade e o clima é de uma grande família. Então, mesmo para quem viaja sozinho é uma boa dica de destino para viajar nas férias.

Um destaque no Termas Lagoa Quente é o grande palco, onde sempre tem música ao vivo, DJ´s, animadores e dançarinos para agitar a galera nas piscinas. E todo mês tem um show diferente de grandes artistas da música sertaneja, como Fernando e Sorocaba, garotos propaganda do parque.

Nos dias 25 e 26 de Março de 2016, por exemplo, haverá a gravação do novo DVD do cantor Gustavo Lima. O melhor é que os sortudos que estão no complexo nos dias de shows, pagam apenas o ingresso do parque. Legal, né?

Poço do Cozinha Ovos

As águas termais brotam do solo a temperaturas altíssimas.

As águas termais brotam do solo a temperaturas altíssimas.

Uma curiosidade do Parque Lagoa Quente é o bosque por onde é possível caminhar e chegar até o Poço do Cozinha Ovos, o único ponto da cidade onde se vê as águas termais brotarem do solo, e a temperatura pode chegar a 50ºC.

E caminhando pelo bosque até chegar no poço, há placas explicando como foi a descoberta das águas termais pelos portugueses, no século XVIII.

“Para entendermos a importância do Lagoa Termas Parque e sua relação com a história do Brasil, voltaremos aos séculos XVII e XVIII…

lagoa-quente-cozinha-ovosNessa época, o Brasil era colônia de Portugal, e a economia estava ligada à cana-de-açúcar produzida no litoral brasileiro. Dessa forma, os habitantes da época também se concentravam nessas áreas. Outras regiões do território brasileiro, como o Estado de Goiás eram consideradas sertão, sendo pouco exploradas, além de não pertencerem originalmente ao território português, segundo os tratados da época, como o Tratado de Tordesilhas.

A lavoura açucareira portuguesa entrou em crise devido a forte concorrência do produto holandês, que possuía melhor qualidade e preços mais baixos no mercado internacional. Restava a Portugal, no final do século XVI, encontrar novas fontes de renda para explorar a colônia

…a crise econômica gerou no colonizador português a preocupação em consolidar seu domínio e a necessidade de outra atividade econômica capaz de ampliar os lucros da Coroa.

O desejo de escravizar indígenas para trabalhar nas lavouras restantes, a busca por metais preciosos, e a captura de escravos fugitivos culminaram em incursões pelo interior do país, em viagens que duravam meses e até anos. Entre outros movimentos, um dos que mais se destacou foram as chamadas Bandeiras, liderado pelo “Bandeirantes”.

Partindo principalmente de São Paulo, seguiram para Minas Gerais onde diversas minas de ouro foram descobertas e, posteriormente, para o que hoje são os Estados de Goiás, Tocantins e Mato Grosso. Iniciava-se uma nova fase na sociedade colonial portuguesa, marcada pela opulência do ouro, que atraía brasileiros e portugueses de todas as partes em busca de riqueza.

Mas não era tão fácil como possa parecer…

Quem encontrava ouro na colônia pagava altos impostos à coroa portuguesa, além de sofrer fiscalizações e diversas punições. Tal fato gerou inúmeras revoltas populares, sendo a Conjuração Mineira – cujo participante mais ilustre foi Tiradentes e que tinha como objetivo a independência da capitania das Minas Gerais em relação a Portugal – a mais conhecida.

Nessas regiões, vários arraias e vilas surgiram e se desenvolveram nesse período. A vida nos centros urbanos, diferentemente da vida nos engenhos de cana-de-açúcar, dinamizou-se, fazendo surgir novas profissões e aumentando as atividades comerciais, sociais e de trabalho nessas cidades mineiras.

Casa Goiana típica da época, onde morava o bandeirante Bartolomeu.

Casa Goiana típica da época, onde morava o bandeirante Bartolomeu Bueno.

Essa região, que hoje conhecemos como Goiás, também foi alvo das expedições de diversos bandeirantes, sendo o mais famoso, Bartolomeu Bueno da Silva, conhecido como Anhanguera. Seu filho, de mesmo nome, foi o responsável pela descoberta das primeiras jazidas no território (1722) e é tido como o demarcador da área que hoje é Caldas Novas. Nessa época, também foi registrada a descoberta das primeiras fontes termais na região.

Anos mais tarde, em 1777, outro bandeirante, chamado Martinho Coelho da Siqueira, durante suas conhecidas caçadas de animais silvestres, percebeu que seus cães agonizavam após contato com a água do local. Eles teriam tido contato com uma fonte de água termal. Dessa forma, descobriu o que hoje é o nosso maior patrimônio, a Lagoa Quente do Pirapitinga.”

Esta parte do parque é muito interessante, vale uma aula de história, além de ser um cantinho tranquilo, onde, algumas pessoas até estendem toalhas na grama para relaxar e curtir a natureza.

Camping Lagoa Quente

Área de camping no Lagoa Quente Termas Parque.

Área de Camping no Lagoa Quente Termas Parque.

Para quem não quiser gastar muito com hospedagem nos caros resorts e hotéis em Caldas Novas, o parque tem uma área de Camping, com ótima infraestrutura, bem do ladinho do parque aquático.

Ingressos: quanto custa?

É um dos parques mais baratos de Caldas Novas em relação ao custo-benefício. Tem boas atrações e variedade de piscinas e preço mais barato do que outros.

O ingresso para o dia todo custa R$75 (adultos); R$38 (crianças de 11 a 17 anos, terceira idade a partir de 60 anos, cidadão de Caldas Novas, estudantes e professores). Crianças até 10 anos e aniversariantes têm entrada grátis.

Uma dica para pagar mais barato é comprar o ingresso online. O preço cai para R$59. Ou ainda, entrar no parque somente após às 13:00. O preço do ingresso vespertino é de R$50. Eu fiz esta opção e consegui aproveitar bastante.

Hotel Parque das Primaveras

O primeiro poço de água quente mineral, no Hotel Parque Primavera, em Caldas Novas.

O primeiro poço de água quente mineral, no Hotel Parque Primavera.

Inaugurado em 1973, foi um dos primeiros hotéis de Caldas Novas e é exemplo em sustentabilidade desde a sua fundação.

O local tem importância histórica e turística em Caldas Novas por ter sido o local de descoberta do primeiro poço de água quente da cidade.

O hotel não chega a ser um complexo aquático, mas pode ser incluído em um roteiro de 7 dias em Caldas Novas. Mesmo quem não se hospeda no hotel, pode pagar para usar, por um dia, as piscinas e áreas comuns, como o jardim japonês, salão de jogos, sauna mineral e poço termo mineral.

Jardim Japonês

O jardim japonês, em Caldas Novas.

O jardim japonês, em Caldas Novas, é um lugar lindo meditar e relaxar.

O Jardim Japonês é um lugar para entrar em contato com a natureza.

O local é repleto de detalhes e significados, tudo tem um porquê. – a ponte da paz simboliza um ritual de passagem; o chafariz da tartaruga representa a longevidade; as pedras no meio do caminho são o livre arbítrio; e a água que cai da cachoeira, a purificação.

A casa goiana, ao lado do jardim japonês, é a segunda casa mais antiga da cidade.

A casa goiana, no jardim japonês, é a segunda casa mais antiga da cidade.

Além disso, é possível conhecer um pouco mais sobre como era a vida no interior do Brasil no século XVIII. Um dos destaques do espaço cultural é a Casa Goiana, a segunda casa mais antiga de Caldas Novas, feita de adobe e telhas na cocha. O ingresso para acesso ao jardim japonês custa R$4.

Trenzinho turístico

Diversos bondinhos fazem passeios turísticos em Caldas Novas.

Bondinhos levam os turistas nos principais pontos turísticos de Caldas Novas.

Há diversos trenzinhos turísticos que fazem passeios curtos por Caldas Novas. A dica é pegar o trenzinho com ponto de embarque em frente ao hotel CTC, no centro da cidade. Ele faz um trajeto maior, passando pela fábrica de licores, cachaças e frutas do serrado.

Vale das Águas Quentes

A Cachaçaria Vale das Águas Verdes é famosa pela qualidade de seus destinos.

A Cachaçaria Vale das Águas Verdes é famosa pela qualidade de seus destilados.

Localizada em uma das principais avenidas da cidade, a Av. Cel Bento de Godoy, 2000, a Cachaçaria Vale das Águas Quentes é um ponto turístico que atrai muita gente atrás dos variados sabores de licores e cachaças, além dos doces típicos do cerrado, que são vendidos a “preços para turistas”. Fique na degustação, sai de lá carregado se quiser.

Monumento às águas

Escultura de rochas é um dos lugares bonitos para tirar foto em Caldas Novas.

A escultura de rochas e cascatas é um lugar bonito para tirar fotos.

Sempre lotado de turistas fotografando, o monumento fica logo na entrada da cidade, bem próximo ao Jardim Japonês e ao Serra Verde, um centro de compras de artesanatos, souvenirs, roupas e utilidades.

Por fim, daria mais um post para continuar dando dicas sobre o que fazer em Caldas Novas – aproveitar as lojinhas para comprar roupas (as peças são boas e os preços baratos); tomar um sorvete assado na sorveteria Claerô, na Praça Mestre Orlando, no centro; experimentar o empadão goiano, o peixe na telha, a “jantinha” e mais um bocadinho de coisa boa sô.

Enfim, viaje para Caldas Novas e descubra este mundo de águas quentes e delícias de Goiás. Caldas Novas é a Cancun do interior, a capital brasileira da boia.

Parque da Serra de Caldas, em Goiás

Trilhas e cachoeiras no Cerrado

Caldas Novas é a maior estância hidromineral do mundo. A cidade é reconhecida internacionalmente por suas águas quentes, que brotam naturalmente do solo após as chuvas.

Parques aquáticos de todos os tipos existem na cidade, mas um passeio que não pode faltar no roteiro em Goiás é o Parque Estadual da Serra de Caldas Novas.

O Parque da Serra de Caldas é passeio imperdível na viagem para Caldas Novas. Aliás, há tanta coisa legal para fazer entre Goiânia, Rio Quente e Caldas Novas que a dica é ficar entre 7 e 10 dias pela região Centro Oeste do Brasil.

Parque da Serra de Caldas Novas

A Cachoeira da Cascatinha é a mais bonita do Pescan, com acesso por trilha curta e fácil.

A Cachoeira da Cascatinha é a mais bonita, e acesso por trilha curta e fácil.

O Parque Estadual da Serra de Caldas Novas – Pescan, foi criado em 1970 para preservar as nascentes das águas termais de Goiás. Ainda é pouco explorado por turistas e os próprios moradores, mas muito legal para tomar banho de cachoeira de água fria – sim, é importante frisar já que tudo por lá é quente.

Oficialmente são 2 trilhas com cachoeiras – não crie trilhas por conta própria e preserve a natureza; 1 trilha para conhecer a vegetação do Cerrado e 3 mirantes com vista 360.º para a cidade de Caldas Novas-GO.

Trilhas e cachoeiras em Caldas Novas

A cachoeira da cascatinha é a mais bonita de Caldas Novas.

A cachoeira da cascatinha é a mais bonita de Caldas Novas.

Trilha Cachoeira da Cascatinha – Com percurso de menos de 1 km é a trilha mais curta e a cachoeira mais bonita do Pescan. É possível nadar, tomar ducha na queda d’água e até dar saltos do alto da pedra. (Eu não recomendo, mas ouvi de locais que há quem pule de cabeça).

Ao lado há uma área para piquenique onde o pessoal leva cooler com sanduíche e bebida para finalizar o passeio numa boa. A dica é deixar esta trilha por último.

Cachoeira do Paredão, no Parque Estadual da Serra de Caldas Novas

Cachoeira do Paredão, no Parque Estadual da Serra de Caldas Novas

Trilha Cachoeira do Paredão – A trilha mais longa com acesso a cachoeira. O percurso tem quase 2 km e uma parte é feito sob o sol. Não há muita sombra, por isso a dica é fazer esta trilha pela manhã.

Mirante para a Serra de Caldas Novas na trilha do Paredão - Pescan

Mirante para a Serra de Caldas Novas na trilha mais longa do Pescan

Trilha Mirante do Paredão – Após sair da Cachoeira do Paredão, suba por alguns degraus íngremes em pequena trilha de 95 metros até chegar ao Mirante do Paredão.

A vista 360.º de Caldas Novas é muito bonita, mas bem parecida com a vista que se tem no topo mais alto da trilha para a Cachoeira do Paredão. Então, para poupar o fôlego pode ficar por ali mesmo na cachoeira.

Trilha Mirante da Cascatinha – Com percurso de menos de 300 metros, faz parte da Trilha da Cachoeira da Cascatinha, a mais legal na minha opinião. A vista do mirante para a cidade turística de Caldas Novas também é linda.

Na Trilha Diversaflora, o turista pode observar dezenas de espécies de árvores do Cerrado.

Na Trilha Diversiflora, é possível observar espécies de árvores do Cerrado.

Trilha Diversiflora – É a trilha mais curtinha, porém uma das mais interessantes para entender mais sobre a vegetação do Cerrado. Em uma área de 77m² são encontradas 23 espécies de plantas, uma pequena mostra da biodiversidade do Centro-Oeste.

Todas as trilhas são fáceis. A maior dificuldade é aguentar o sol quente e os poucos ventos, mas a vegetação, a vista e as cachoeiras compensam qualquer esforço. Só não esqueça o protetor solar e uma garrafinha de água (tem um bebedouro na entrada do parque).

Fiz todas as trilhas. Levei cerca de 5 horas, com direito a paradas para banhos de cachoeira, fotos e até um lanchinho.

Leia também: trilhas e passeios em Fernando de Noronha (PE)

Quando ir?

O parque abre de terça a domingo, das 8:00 às 17:00, porém, a entrada só até às 15:00. O Pescan não é muito grande, a capacidade é pequena. Por isso, a dica é evitar os finais de semana. Planeje sua visita de terça a sexta-feira. Se tiver muita gente no dia que você for, perderá um pouco do encanto.

Quanto custa o ingresso?

O preço é uma pechincha, apenas R$5 para turistas adultos; R$2 para moradores de Goiás, crianças e terceira idade.

Onde ficar em Caldas Novas

Os melhores hotéis e resorts para curtir as águas termais de Goiás

Na hora de escolher um hotel em Caldas Novas-Goiás é importante considerar alguns pontos, como – decidir entre ficar em resort, pousada ou hotel, com ou sem piscina, hospedar-se em Caldas ou Rio Quente, etc.

Considerando tudo isso, organizamos um guia com dicas de hotéis e pousadas para auxiliar no planejamento de uma viagem para Caldas Novas.

Como escolher um hotel em Caldas Novas

Caldas Novas é a capital nacional do parque aquático – você passa boa parte da viagem dentro de um. Leve isso em conta na hora de escolher o hotel. Às vezes, não compensa pagar caro no resort se você não for usufruir dele.

É comum passar o dia todo em diferentes parques aquáticos e, só voltar para o hotel no começo da noite. Por isso, uma dica para economizar são as pousadas.

Agora, se você não abre mão de conforto ou viaja com filhos pequenos, a dica é reservar um hotel de grandes redes hoteleiras, como o diRoma e o Privé, que possuem parques aquáticos com entrada grátis para os seus hóspedes.

Quem fica hospedado em algum dos hotéis do grupo diRoma têm acesso gratuito ao DiRoma Acqua Park. Já os hóspedes dos hotéis da rede Privé têm acesso livre aos parques Water Park e Club Privé.

Hotéis com entrada grátis no DiRoma Acqua Park

A piscina de águas termais com ondas é um dos lugares mais legais do parque.

A piscina de águas termais com ondas é um dos lugares mais legais do parque.

Di Roma Exclusive – localizado no Bairro do Turista, o hotel conta com 5 piscinas de águas termais, sauna, salão de jogos e restaurante.

Di Roma Fiori – localizado na Chácara Roma, a 3 km do centro, o hotel possui 5 piscinas termais, toboáguas, ofurô, sauna, sala de jogos, quadras e recreação.

Hotel Roma – localizado no centro, o hotel conta com 4 piscinas termais, hidromassagem, sauna e recreação monitorada.

Thermas di Roma Hotel Clube – localizado no bairro Solar de Caldas, a apenas 2 km do centro, o resort tem 15 piscinas termais, toboáguas, piscinas de água fria, ofurôs, sauna, quadra, academia, salão de jogos, etc.

Villas di Roma – localizado no Bairro do Turista, a 1 km do centro, o hotel possui 4 piscinas termais, toboágua, sauna e quadras.

Hotéis com entrada grátis no Water Park e Club Privé

Privé Boulevard Suite Hotel – localizado no Bairro do Turista, o hotel tem 5 piscinas, hidromassagem,  sauna, academia e salão de jogos.

Privé Riviera Park & Spa – também localizado no Bairro do Turista, o resort possui 14 piscinas, spa, academia, sala de jogos e brinquedoteca.

Thermas Privé – localizado no mesmo bairro, o hotel conta com 6 piscinas, sauna, brinquedos aquáticos e parquinho, shows e eventos à noite.

Hotéis com piscina em Caldas Novas

Ficamos em um hotel e utilizamos a piscina do outro, maior.

As piscinas do Golden Dolphin Grand são livres também para hóspedes do Golden Dolphin Express.

L’acqua di Roma – localizado na Chácara Roma, fica a 3 km do centro turístico. O resort contempla um grande parque aquático, com 11 piscinas e salão de jogos.

Golden Dolphin Express Hotel – localizado no Jardim Belvedere, a 2 km do centro, o hotel possui 4 piscinas, sauna, quadras e recreação para as crianças. Ficamos lá e gostamos.

Golden Dolphin Grand Hotel – localizado no Jardim Belvedere, ao lado do Dolphin Express, o resort conta com 9 piscinas, toboáguas, sauna e recreação. Os hóspedes dos hotéis da rede Golden Dolphin têm acesso à ambas áreas de lazer.

Hot Star Plaza – localizado entre o centro e o Bairro do Turista, é um hotel barato dada a excelente localização. São 4 piscinas, solário e bar.

Taiyo Thermas Hotel – localizado no Bairro do Turista, é um hotel romântico em Caldas Novas, com piscinas de águas termais com cascata, sauna e ofurô.

Hotel Pousada do Ipê – também localizado no Bairro do Turista, o hotel de luxo tem grande área verde, 6 piscinas de águas termais e água fria, sauna, parque aquático infantil, lago para pesca, choperia com música ao vivo, etc.

Hotel Jardim Primavera, em Caldas Novas.

Hotel Parque das Primaveras, um lugar romântico em Caldas Novas.

Hotel Parque das Primaveras – localizado no centro da cidade, foi um dos primeiros hotéis da cidade. Logo na entrada é possível ver o primeiro poço de águas termais de Caldas Novas. Há 2 piscinas, jacuzzi mineral, ofurô, sauna, massagem, yoga, etc.

Pousadas em Caldas Novas, Rio Quente e Morrinhos

Escolher uma pousada como opção de hospedagem em Caldas Novas pode significar, além de um pouco de economia, bem mais tranquilidade para o casal.

Os grandes hotéis costumam ficar lotados – especialmente nos feriados e férias de julho e janeiro; o que significa barulho, sujeira e filas no café da manhã. Uma pousada romântica pode ser a melhor opção para o casal relaxar.

A Pousada Europa é charmosa e bem localizada.

A Pousada Europa é charmosa e bem localizada, uma opção para o casal.

Uma dica de pousada charmosa em Caldas Novas é a Pousada Europa – localizada próxima ao centro, a pousada tem móveis e decoração rústica e bom atendimento. Ficamos lá e gostamos.

Quem opta por uma viagem barata, tem a alternativa de escolher uma pousada no Rio Quente ou até em Morrinhos, a 60 km de Caldas Novas. Há pousadas baratas no Rio Quente e hotéis bem baratos em Morrinhos. Mas, a não ser que o orçamento esteja muito apertado, não recomendamos.

Já falamos sobre o Rio Quente neste post, e não há grandes coisas na cidade. Em Morrinhos, além de não ter nada, o trajeto na estrada é cansativo e gera custos com gasolina. Na boa, se for para economizar, pesquise um hotel ou pousada mais em conta em Caldas Novas. Fique por lá!

Sobre Danilo Hadek

Antes de começar o Muita Viagem, fui Relações Públicas e Comissário de Voo. Vivi no Canadá, fiz longas viagens nos Estados Unidos e alguns roteiros na Europa. Já estive em todas as capitais do Brasil, e em mais de 20 países pelo mundo. Quero conhecer o Oriente Médio, África e Ásia.

2 comentários

  1. marfer2@uol.com.br

    Boa Noite.
    Gostaria de saber o que tem para crianças. E qual hotel seria melhor.
    Obrigada

  2. Maria Fernanda Ferreira

    ..zboa Noite.
    Gostaria de saber o que y para criança fazer. Dr t monitores para ficar com eles. Idade 5 ano s

Deixe uma resposta

O e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.