Início / Destinos / O que fazer em Havana – Roteiro de 3 dias na capital de Cuba
Havana, a capital de Cuba, tem prédios antigos e muita história

O que fazer em Havana – Roteiro de 3 dias na capital de Cuba

A primeira pergunta que ouvi dos meus amigos foi: por que Cuba?

Ora, porque Cuba é CUBA! Como essa não é uma resposta que se preze, resolvi listar neste texto bons motivos para visitar essa ilha do Caribe tão querida pelos visitantes. Confira a lista no final do artigo. Antes um roteiro completo sobre o que fazer na capital caribenha mais eclética e vibrante: Havana.

O que fazer em Havana Vieja

Havana Vieja é o bairro mais tradicional de Havana, que foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Os prédios têm uma arquitetura deslumbrante, estão reformados e pintados. Oferece lojas de souvenirs e artesanatos, bares, restaurantes e museus. Uma dica é começar seu tour a pé pelo Capitólio, a sede do governo, e descer a Rua Teniente Rey, em direção à Plaza Vieja.

Plaza Vieja

Habana Vieja

A rotina das pessoas Havana Velha, em Cuba, e a arquitetura da histórica cidade.

HABANA VIEJA from Van Royko on Vimeo.

Some images from Old Havana in Cuba.

Grande praça central, muito bonita. É um bom lugar para almoçar e experimentar uma ceveja artesanal na própria fábrica, a La Taberna de la Muralla.

Depois, visite a Cámara Oscura, que fica no outro lado da praça. É um dispositivo gigante que projeta cenas da cidade em tempo real, como se fosse uma câmera. Há visitas guiadas em espanhol e inglês.

Vale a pena conhecer a Camara Obscura que revela Havana

Vale a pena conhecer a Camara Obscura que revela Havana

O ingresso custa 3 CUC e você ainda vai subir no alto do prédio, onde vai poder tirar lindas fotos panorâmicas de Havana. Vale a pena, se o céu estiver claro.

Saindo da praça, continue a caminhada pela Rua Mercaderes.

Na esquina com a Rua Amargura, você vai dar de cara com o delicioso Museu do Chocolate. Nos mais diferentes formatos e sabores, os bombons imperam por ali. Inclusive nos sabores mojito e cuba libre.

Caminhe um quarteirão pela Rua Amargura em direção à Rua Oficios. Lá é onde fica o Convento de São Francisco de Assis, que oferece apresentações de orquestra e visita paga. A praça de mesmo nome é bonita e vale a passagem.

Plaza de Armas

Continuando pela Rua Oficios, siga até a Plaza de Armas, uma famosa praça com feira de artesanatos, antiguidades e livros. Se prepare para barganhar se quiser levar um ‘regalo’.

Se quiser trazer charutos para o Brasil, não caia na cilada de comprar na mão de vendedores de rua. Procure uma tabacaria oficial para garantir o produto original.

Um legítimo charuto cubano é perfeito para trazer de lembrança

Um legítimo charuto cubano é perfeito para trazer de lembrança

Ali perto, na Rua Empedrado, fica o bar La Bodeguita del Medio, um dos mais famosos de Cuba, onde o escritor Ernest Hemingway gostava de relaxar e tomar um tal drink de rum, soda e menta…dizem que foi assim e nesse bar que surgiu o delicioso Mojito! Lugar com muitos turistas, mas vale dar uma passada.

Dia 2- Museu da Revolução e Havana Centro

O Museu da Revolução em Havana é uma parada obrigatória, para quem quer saber e sentir melhor como foi a revolução socialista.

O prédio é bem conservado, com paredes e escadaria de mármore, ainda guardam a lembrança da violência: há buracos de balas logo na entrada. Nos andares superiores, a história da revolução é contada nos mínimos detalhes. Tem fotos da época, armas e objetos dos revolucionários.

Depois, vá caminhando do museu em direção à Havana Centro pelo Malecón, um calçadão à beira-mar. É um belo passeio para o final de tarde descompromissado.

Entre as ruas San Nicolás e Manrique, ali mesmo no Malecón, está o delicioso Café Neruda, em homenagem ao escritor Pablo Neruda, tem charmosas mesas a céu aberto. Uma boa pedida para drinks com porção de aperitivos ou jantares mais elaborados. Aproveite as mesas na calçada e a vista para o mar. O preço está na média dos restaurantes turísticos de Cuba.

Dia 3 – Vedado e Praça da Revolução

A famosa silhueta do guerrilheiro Che Guevara em Cuba

A famosa silhueta do guerrilheiro Che Guevara em Cuba

O bairro mais ‘novo’ de Cuba, oferece uma outra experiência na ilha.

As construções tem prédios da década de 50 e parecem mais conservados. Os carros que circulam por ali também são mais novos, contrastando bastante com os carrões anos 50.

Um marco do bairro é a famosa Sorveteria Coppelia, que fica bem ao centro de uma enorme praça entre a Avenida 23 e a Rua L. Logo na entrada tem um espaço reservado para os turistas, que vende a taça com duas bolas por 2,70 CUC. Ou, vá à noite e caia nos bares e nas discos por ali.

O point histórico imperdível da região é a Praça da Revolução, onde fica o marco de San Martí. Para chegar, siga pela Avenida De La Independencia até cruzar a Avenida Paseo.

Uma torre enorme se ergue na praça, sendo o ponto mais alto de toda Havana. É lá também que está a famosa silhueta do Che Guevara, ao lado da bandeira de Cuba e de sua célebre frase “Hasta La Vitoria Siempre”.

Outra figura muito importante e que também está homenageada ali, é Camilo Cienfuegos, jovem revolucionário que conquistou importantes batalhas durante a revolução socialista. Sua silhueta está no outro prédio, à direita de Che, com o dizer “Vas Bien Fidel”.

A praça recebeu o Papa Francisco em 2015, junto com uma multidão de cubanos. Costuma ser ponto importante de manifestação popular.

Para conhecer a cultura cubana de perto, visite o Calejón de Hammel

Para conhecer a cultura cubana de perto, visite o Calejón de Hammel

E para cair na cultura local, visite o Calejón de Hammel, que é uma viela conhecida por ser frequentada pelos praticantes da Santeria.É uma religião de origem africana parecida com as religiões afro-brasileiras. Só de entrar no lugar você já vai perceber pinturas e esculturas peculiares e de cores vibrantes. Tente ir para lá em um domingo, que tem apresentações de danças da Santeria e de música popular cubana a partir das 15h e é gratuito.

Se quiser passear mais por Havana, considere assistir uma partida de beisebol, esporte mais famoso de Cuba.

Há também o Museu do Rum da marca Havana Club, na Avenida Del Puerto, 262, Havana Vieja.

Ou se não resistir a uma praia, pegue o traslado que sai de frente do Parque Central, em Havana Vieja, em direção a Playa del Este. O trajeto dura cerca de 1 hora até areias brancas e águas claras.

Por que ir para Cuba?

Motivos não faltam para você ir para lá!

Uma ilha no Caribe, Cuba tem águas turquesa e transparentes

Uma ilha no Caribe, Cuba tem águas turquesa e transparentes

Lugar lindo

Uma enorme ilha em pleno mar do Caribe na América Central, com 1.200km de comprimento, mais de 300 praias, planícies e pequenos morros. Como não amar?

Cada cidade guarda um quê de pitoresco, seja nas fachadas mal conservadas ou na arquitetura colonial.

O mar tem aquele azul turquesa das águas claras e areia branca, que vão te fazer se sentir no filme do “Piratas do Caribe”.

Em baixa temporada, as praias são vazias, quase desérticas, ideal para o descanso merecido na sombra dos coqueiros.

O pôr-do-sol pinta o céu dos tons mais lindos de rosa e laranja, simplesmente encantador! À noite sopra a brisa do mar, trazendo frescor para um delicioso passeio pelas ruas da cidade.

Vista panorâmica da capital de Cuba, Havana

Vista panorâmica da capital de Cuba, Havana

Cuba Autêntica

A ilha recebe esse apelido porque a cada canto se revela algo único e surpreendente. A mistura de culturas criou uma atmosfera de acolhimento e alegria. Seja na comida, na música ou na paisagem, Cuba vai tirar o seu fôlego. Tudo lá parece “só existir em Cuba”.

E para algumas coisas, “só em Cuba” mesmo! Os charutos, ou ‘puros’ como eles chamam por lá, fazem parte do dia-a-dia de homens e mulheres. Os do tipo ‘habano’ são os mais caros e por isso, mais falsificados também. Fique de olho e só compre das lojas oficiais, para garantir a qualidade.

Povo simpático

O povo cubano é acolhedor e a atmosfera é única

O povo cubano é acolhedor e a atmosfera
é única

Os cubanos sabem bem receber o turista. Mais do que para oferecer serviços turísticos, você vai se deparar com gente curiosa e inteligente.

Nós, brasileiros, temos a vantagem de sermos “irmãos” da América Latina, sendo ainda mais mimados pelos cubanos. Eles estão quase sempre dispostos a oferecerem informação ou o que estiver precisando.

E os cubanos ainda topam arriscar alguns passos de dança nas Casas de La Musica.

Se estiver com disposição e o espanhol afiado, converse com os cubanos, você vai se surpreender com as histórias da vida por lá.

Uma ilha parada no tempo

Esse é um lugar em que você sente fazer parte da História. Em Cuba, os livros de atualidade parecem pertencer a outros tempos.

Cidades como Havana e Trinidad revelam suas idades pelas ruínas, construções coloniais e carros antigos

Por outro lado, a ausência da violência e dos lixos nas ruas te faz imaginar uma civilização do futuro.

E isso é o mais marcante do país: seus contrastes e contradições.

A chave do Caribe

No brasão de Cuba tem uma chave que simboliza sua localização estratégica na entrada do Mar do Golfo e entre as duas Américas. Por isso, Cuba é o lugar que faz jus ao título ‘caribenho’.

Clima tropical o ano todo, suas férias serão uma festa todos os dias!

Prepare a canga, o fígado e os pés, pois se depender do que a ilha tem para oferecer, você vai se esbaldar nas praias e nas baladas, regadas ao bom rum e à rumba, ritmo típico do Caribe.

O que fazer em Cuba – Roteiro pela ilha do Caribe

Viajar para Cuba é conhecer não só uma das mais belas ilhas do Caribe, como também passear pela história desse lugar que é um incrível mosaico cultural e de cenários únicos.

Volte ao início do texto para ver todas as nossas dicas de viagem para Cuba, desde como tirar o visto e lidar com o câmbio, até os melhores roteiros para explorar esse autêntico país no Caribe. Percorri muitos lugares legais em Cuba e conto tudo para ajudar a planejar sua viagem.

Em Cuba, como um local

A musicalidade cubana é notável

A musicalidade cubana é notável

Passear em Cuba como um local pode ser uma tarefa um pouco árdua, mas possível.

Como o turismo é uma boa fonte de renda, tente fazer amizade com os donos das casas particulares e realmente entre na vida deles. Falar um espanhol razoável ajuda bastante.

Eles entendem bem quando não falam bem a língua, mas ficam mais tímidos em conversar mais despretensiosamente.

Um roteiro clássico do turista mochileiro é explorar as cidades da costa oeste, começando em Havana e:

  • Viñales
  • Cienfuegos
  • Trinidad
  • Playa Giron
  • Varadero

Um detalhe importante é a ordem das cidades, pois pode ficar muito longe e complicado ir de ônibus para outra cidade fora da linha do bus. E se tiver mais de 15 dias, explorar as cidades de:

  • Santa Clara
  • Camaguey
  • Baracoa
  • Santiago de Cuba

Viñales

Cidade típica de roça, com principal atrativo os passeios a cavalo com a visita à plantação de tabaco e produção de charuto. Há belezas naturais de montanhas, vales e cavernas, com alguns points para prática de escalada.

Trinidad

Trindad é uma cidade colonial em Cuba que lembra Paraty

Trindad é uma cidade colonial em Cuba que lembra Paraty

O brasileiro que chega em Trinidad automaticamente se lembra de Paraty (RJ): cidade de paralelepípedos com casarões antigos e coloridos. Cidade pequena que pode ser facilmente percorrida a pé.

Há museus interessantes, que como em tudo em Cuba, falam também da revolução socialista. Todos os dias são oferecidos traslados para a Praia Ancón, a mais famosa de lá, com infraestrutura de hotéis e restaurantes, guarda-sóis e espriguiçadeiras.

A cidade está bem guarnecida de bons restaurantes, um pouco mais caros que em Havana.

O agito da noite fica por conta da Casa de La Música, com shows diários ao ar livre no meio de uma bela escadaria no centro da cidade. E depois a balada segue noite a dentro na discoteca Las Cuevas, ambientada literalmente dentro de uma caverna, toca reggaeton e é frequentada também por locais.

Playa Girón

Playa Giron, na Baía dos Porcos, é um bom ponto para mergulhar em Cuba

Playa Giron, na Baía dos Porcos, é um bom ponto para mergulhar em Cuba

Pacata e silenciosa cidade que vale pelas suas belezas naturais. Se você está à procura de praias caribenhas sem precisar pagar o exorbitante preço dos hotéis em Varadero, esse é o seu destino.

Situada na Baía dos Porcos, distrito de Matanzas, oferece águas claras, areia branca, sombra de coqueiros e tranquilidade.

Tome uma água de coco gigante e se deleite com suas férias

Se gosta ou quer megulhar, há uma operadora de mergulho que leva para os points. Você vai se sentir dentro do desenho do Nemo! Corais e fauna marinha exuberantes que encanta. Mesmo de snorkeling (máscara e nadadeiras) é possível tirar um ótimo proveito.

Na cidade há também o Museu do ataque da Baia dos Porcos, para quem se interessa por história local.

Cuba tem o mar-Caribe: tranquilo, de águas azuis e transparentes

Cuba tem o mar-Caribe: tranquilo, de águas azuis e transparentes

Varadero

Para quem está à procura de sossego e mordomia em praias caribenhas, vá para Varadero. Mas prepare o bolso, tudo lá é mais caro. Preferência dos turistas pela beleza das areias claras e mar límpido. De lá é possível fazer passeios de catamarã e barcos em geral.

Havana (La Habana)

A capital fervilha a toda hora do dia. Programe dois ou três dias para essa cidade que se revela a cada esquina.

Em Havana Vieja, visite o famoso Museo de La Revolucion, o Capitólio e perambule pela Calle Obispo e visite lojas de tabaco, souvenirs e pequenos museus. Depois caminhe pela Praça de São Francisco de Assis e assista à uma apresentação orquestral.

Os táxis por ali são Cadillacs da década de 50 e fazem passeios de 1h percorrendo toda cidade, certamente um jeito bem diferente de city tour.

Centro Havana vale perambular pelas ruas e observar as pessoas. O fim de tarde rende um belo passeio pela orla, o El Malecón. Quando o sol começa a baixar, pescadores se aglomeram na murada com suas varas e há um fluxo grande de pessoas passeando. Preste atenção ao contraste do mar com as construções antigas mal conservadas.

O bairro de Vedado está um pouco mais avançado no tempo que as demais regiões da cidade. É o bairro mais novo e transado de Havana, com construções e bares mais modernos.

Nota-se que os carros são de modelos mais atuais, como que encontramos no Brasil. Os prédios e as praças te levarão de volta à década de 50 ou 60. Um belo passeio é ir tomar um sorvete na famosa Sorveteria Coppélia, também ambientada no século passado.

Para a noite, caia na balada cubana na Casa de La Musica em Centro Havana, com música caribenha ao vivo. Ou tome um verdadeiro Daiquiri no El Floridita, o bar do escritor Hemmigway em Havana Vieja.

Coisas legais para fazer em Cuba

Abaixo, além de dicas de turismo, ela fala sobre passagens para Cuba, como tirar visto para o país, como é o câmbio, como andar de ônibus pela ilha e outras informações práticas para quem quer planejar uma viagem para Cuba.

Quem quer fazer um roteiro conhecendo vários pontos de Cuba, de praias paradisíacas no Caribe até cidades históricas e dicas de o que fazer em Havana, a capital cubana, também encontra ótimas dicas.

Come-se muito bem em Cuba

Feijão e goiaba são acompanhamentos comuns na comida típica de Cuba

Feijão e goiaba são acompanhamentos comuns na comida típica de Cuba

Ao entrar em um restaurante em Cuba, espere uma ótima comida. De pizzas à lagostas, você vai encontrar de tudo.

Geralmente servem uma carne como bisteca de porco, frango, frutos do mar ou peixes (já carne bovina é mais cara e mais difícil de encontrar). Acompanha uma bela porção de arroz, abacate fatiado, banana frita tipo chips e há opção de feijão ou batata frita.

Como o clima é quente e a água por vezes salobra, o cultivo de vegetais mais sensíveis, como as folhas, se torna mais difícil. Por isso é mais comum encontrar saladas de repolho e de batatas. Pepino e tomate são figurinhas carimbadas e por vezes cenoura e beterraba.

É comum encontrar goiaba como enfeite no prato ou como salada. Se você tem problemas com a fruta, avise de antemão, pois é bem comum por lá.

Massas tradicionais e pizzas elaboradas também podem fazer parte do cardápio da ilha, muitas vezes a opção para os vegetarianos.

Se você quer muito economizar e evitar os restaurantes turísticos (que variam entre 6 e 12 CUC por refeição), vá fundo nas pizzas individuais populares, vendidas a 8 CUP (ou 0,34 CUC).
 
Café da manhã costuma ser à base de pão, manteiga, queijo branco, suco e café com leite. Familiar? Pois é, o mamão também circula pelas mesas, bem como o melão, fruta bem popular por lá. Espere encontrar sucos de manga e…goiaba!

É comum também servir ovos no café, parte pela demanda de turistas, parte pelo costume local de comer pão com ovo pela manhã.

Dança e música estão por toda Cuba

A magia da música cubana está em todos os lugares

A magia da música cubana está em todos os lugares

A terra de lendas da música como Compay Segundo, Omara Portuondo e Ibraim Ferrer, fervilha música.

Quem assistiu ao documentário de Wim Wenders “Buena Vista Social Club” sabe a magia que acontece lá.

A poesia está na alma da música cubana e cantores exibem seus dotes pelos bares e praças.

A agitação acontece mesmo nas casas de músicas (“Casa de la Música”), que são danceterias típicas. É possível encontrar apresentações de grupos típicos e também de música contemporânea caribenha, de ritmos como reggaeton e salsa.

Parece que todo (ou quase todo) cubano sabe conduzir os passos da dança latina, arrastando turistas pelo salão até altas horas.

Para quem quiser se arriscar, é fácil encontrar um bom professor nas casas de música.

Brasileiro = novela da Globo

Se a sua última lembrança de novela é dos Mezenga e dos Berdinazzi em “O Rei do Gado”, atualize seu repertório antes de pisar em Cuba. Ou se você detesta novelas da Globo, pelo menos decore alguns nomes para não ficar boiando.

Assim que respondemos que somos brasileiros, todos os cubanos ficam felizes e falam o nome da novela que está passando (a última era “Dos Caras”, “Duas Caras” em português). Eles amam e assistem todos os dias, portanto, a cultura brasileira, de certa forma, acaba sendo uma referência.

É quente e muito ‘caliente’

Cuba tem o mar-Caribe: tranquilo, de águas azuis e transparentes

Cuba tem o mar-Caribe: tranquilo, de águas azuis e transparentes

Sorria! Você estará no Caribe! Lugar de praias exuberantes e também muito calor.

Com o clima úmido e quente, a desidratação pode ser perigosa, tome bastante líquidos. Água potável somente beba as que vendem em garrafas plásticas, pois há contaminação na água das torneiras. Os cubanos fervem a água que tomam no dia a dia.

Mesmo em épocas mais amenas como o outono, você vai encontrar altas temperaturas e chuvas passageiras durante à tarde.

Por isso, leve roupas leves e bastante proteção solar.

Cuba deixará de ser ‘Cuba’, só que não

No último ano, os Estados Unidos iniciaram uma reaproximação política e econômica com Cuba, um marco histórico para ambos os países. Daí surgiu-se a ideia popular de que na primeira esquina de Havana iria surgir um Mc Donald’s ou uma Starbucks e a magia de Cuba iria sumir! Calma.

Estando lá é possível notar que o processo de abertura será lento, a cultura socialista está muito arraigada à sociedade. O que quer dizer também que os Cadillacs da década de 50 vão ainda circular por um tempo nas cidades.

Porém é bom garantir e vivenciar um momento histórico como esse, vá assim que puder.

Há automóveis novos em Cuba

Carros novos contrastam com os veículos antigos de Cuba

Carros novos contrastam com os veículos antigos de Cuba

Coloridos e exuberantes, é fácil encontrar um “rabo de peixe” estacionado pelas ruas das cidades.

Mas a ideia de que só existem essas raridades por lá é errônea. Há sim carros populares e até SUVs de grande porte! Se quiser curtir e passear em um desses carrões, é fácil pegar táxis assim. Em Havana, próximo ao Capitólio, vários deles ficam estacionados e oferecem city tour por cerca de 30 CUC a hora. E também os ônibus para turistas são mais atualizados.

os “guaguas” são caminhões adaptados que transportam cubanos entre cidades (a um valor bem inferior, obviamente).

Wi-fi: HayInternetEnCuba

Praças em Cuba tem internet wi-fi pagas com cartão

Praças em Cuba tem internet wi-fi pagas com cartão

Atualizar o status do seu Facebook será sim uma tarefa fácil. Nas principais praças das cidades e hotéis mais chiques, você encontrará rede wi-fi.

Basta comprar um cartão que lhe dará 1h ou 2h de acesso (3 CUC/hora), e navegar à vontade. O cartão é emitido pela empresa estatal Etecsa e pode ser comprado nas lojas espalhadas pela cidade ou nos guichês dos hotéis. Para adquirir, leve seu passaporte original.

Che e Fidel

Reprodução da foto mais conhecida de Che Guevara

Reprodução da foto mais conhecida de Che Guevara

A revolução socialista conduzida por Che Guevara, Fidel Castro e Camilo Cienfuegos foi um forte marco não só para a economia do país, mas também toda a filosofia de vida da sociedade cubana.

Por isso há muitos museus e monumentos que giram em torno da história da tomada de poder pelo grupo socialista.

Em Havana, a Praça da Revolução tem três marcos principais: a silhueta famosa de Che Guevara e sua célebre frase “Hasta la Victoria Siempre”; a silhueta de, uma importante figura, não tão conhecida por nós, Camilo Cienfuegos e sua frase “Vas Bien Fidel”; e o memorial José Martí, herói cubano.

Outro lugar para saber a fundo os passos dos revolucionários fica em Havana Vieja, bairro central de Havana, o Museu da Revolução. Além de outros pequenos museus e frases nos muros das cidades.

Uma boa dica é conversar com um local, muitos sabem bem a história de seu país.

Mojitos, mojitos, mojitos

Já falamos sobre o calor, não é? Agora imagina mojitos gelados sendo servido o dia todo nos bares da cidade?

A receita da bebida local mais pedida é à base de limão, club soda, ramos de hortelã e, claro, o rum. A bebida prima da nossa cachaça tem um sabor peculiar e pode se encontrar na versão clara e nas versões envelhecidas de 3 ou 7 anos, os “anejos”.

Há também o Daiquiri, uma versão ainda mais refrescante de drink, com limão, rum e bastante gelo batido. Nas praias, experimente o drink Coco Loco, com água de coco dentro da própria casca, rum, gelo e açúcar.

Prepare o portunhol

Uma das coisas mais admiráveis que você irá encontrar em Cuba é o próprio povo cubano. Geralmente muito simpáticos, os cubanos sempre tentam puxavr uma conersa e saber mais sobre você e seu país, principalmente nós, brasileiros.

Portanto, prepare seu “portunhol”! Eles fazem um esforço para nos entender, não tenha vergonha. Aproveite uma das coisas mais fantásticas que vai encontrar na viagem: boas conversas.

Mulheres viajantes

Relato de uma mulher por Cuba

Viajar na companhia só de si mesmo nem sempre é fácil, mas pode ser magnífico! Aqui no blog Muita Viagem já falamos dos prós e contras de viajar sozinho em outro post. Vou contar como foi minha experiência de estar sozinha em Cuba, como mulher.

O povo cubano é muito cortês, principalmente com as turistas.

Eu tive a oportunidade de conversar com muita gente legal por estar sozinha, seja nas casas particulares ou nas vendinhas de pizza. Se precisava de alguma informação, prontamente alguém estava ali para me ajudar. Então isso foi uma ótima vantagem, para não me sentir tão só, mesmo quando não havia conhecidos por perto.

viajando-sozinha-cubaOutra vantagem de estar sozinha em Cuba é conhecer outros viajantes. Isso serve para qualquer lugar, mas particularmente em Cuba, onde a Internet não está tão disponível, os mochileiros ficam mais abertos a conhecer outras pessoas. E ainda fiquei surpresa com a quantidade de viajantes solitários por lá!

Em Trinidad, cheguei a estar com 4 outras mulheres que viajavam sozinhas. Ou seja, foi bem fácil fazer amigos por lá. Um ponto importante de viajar sem companhia é que não é porque foi sozinha, que precisa fazer TUDO sozinha.

Assédio masculino acontece. Como lidar?

Os homens de Cuba têm uma particular atração pelas turistas, sim. Parte por verem nelas uma saída de Cuba, parte por ser um jeito de ganhar drinks nas baladas (é comum os homens dançarem com turistas e pedirem drinks como ‘gorjeta’). Alguns acabam sendo bem diretos e se oferecem como companhia para um baile na cidade. No geral, mesmo no xaveco, eles sempre foram cordiais comigo e em nenhum momento eu senti alguma ameaça.

Mas a pior parte das ruas foram as cantadas enquanto caminhava, estilo chamar de “princesa”, mandar beijos, lançar olhares. Incomoda bastante, é o machismo de lá. O que eu fiz foi ignorar e seguir o meu caminho, porque por mais que fosse agressivo na palavra, não há a ação em si: eles não vão te seguir, te pegar pelo braço ou coisa pior. Casos de estupro são muito raros e outros tipos de violência como assaltos também. Ou seja, apesar dos pesares, é um país bem seguro para a mulher.

No mais, só tive ótimas experiências por viajar sozinha em Cuba! A liberdade de ir para onde quer, fazer o que der na cabeça, é uma sensação muito boa. Experimente!

Turismo em Cuba: dicas práticas

Havana, a capital de Cuba, tem prédios antigos e muita história

Aruba, Cancún, Bahamas…todos esses lugares no Caribe são lindos e encantadores, mas autêntico e único, só Cuba!

A ilha testemunhou a revolução socialista de Che Guevara e Fidel Castro, lançou para o mundo drinks deliciosos como o Mojito e o Daiquiri e agraciou os paladares mais refinados com seus charutos nas coxas.

E Cuba também é berço de uma singular cultura contagiante na música e na salsa. Terra de um povo hospitaleiro, gentil e conversador...

Cuba, um destino encantador e autêntico no Caribe

Ao visitar a ilha -ou acompanhar a viagem para Cuba por aqui, com dicas para planejar seu roteiro-, prepare-se para embarcar em uma verdadeira viagem no tempo, que mistura a cultura única de Cuba com os cenários de praia e as cidades cheias de história.

Além da história, Cuba tem lindas praias no Caribe

Além da história, Cuba tem lindas praias no Caribe

Visto e passagem para Cuba

Para chegar em Cuba partindo do Brasil, provavelmente você precisará fazer escala no Peru, na Colômbia ou no Panamá.

O país exige visto, além de passaporte com validade. Não é difícil nem burocrático tirar o visto para a ilha, que tem como um dos motores da economia o turismo.

O visto para Cuba pode ser adquirido na hora do check-in com a própria companhia aérea em dinheiro. Peça ao atendente o visto para Cuba e tenha-o em mãos na hora de embarcar!

Para tirar o visto de Cuba (Tarjeta turística), você pode requisitar pelos consulados de Cuba no Brasil. O visto cubano é válido por 30 dias para uma entrada no país. Custa R$65 mais os trâmites consulares e eventual taxa de Sedex.

Algumas companhias aéreas fazem o visto cubano para brasileiros. Eu fui com a Copa Airlines e pude comprar o visto diretamente no guichê da cia aérea no Aeroporto de Guarulhos, quando fui fazer o check-in.

Precisa apresentar o passaporte e a reserva da hospedagem na cidade em que vai chegar. Cheque com a cia. aérea se dispõe desse serviço, ou então faça pelo consulado, sem muita burocracia.

Os documentos para obter o visto, em pessoa, são:

Cuba tem consulados em Brasília, Salvador e em São Paulo. Entre em contato com a unidade mais próxima para solicitar o visto pelo Correio.

Antes de sair no país, até maio de 2015, era preciso pagar uma taxa para sair do país, que não é mais cobrada. Essa taxa foi incorporada no preço da passagem aérea. Pode ser que algum cubano desavisado te informe o contrário, pois o sistema é relativamente novo.

Quando ir para Cuba

Cuba é quente e receptiva durante todo o ano

Cuba, que é uma verdadeira viagem ao passado, é quente e receptiva durante todo o ano

Todo ano é um bom momento para visitar Cuba.

No período de verão (junho a agosto), as temperaturas são muito quentes. O clima é úmido e temporais no fim de tarde são comuns, como no verão tropical brasileiro.

A época de setembro a novembro é considerada de baixa temporada, por ser típica de furacões. É raro, mas há o risco. A vantagem é a baixa de turistas e um calor mais ameno.

Fui em outubro e perrengue com os 30C de todo dia.

Já no inverno (dezembro a fevereiro) as temperaturas caem, mas não descem mais do que 30C.

Dinheiro e câmbio em Cuba

Prepare-se: sua cabeça vai dar um nó. Você vai trocar seus Reais por Euros ainda no Brasil. Chegando em Cuba, você vai trocar seus euros por Pesos Convertíveis (CUCs) e Pesos Cubanos(CUPs). Sim, amigos, para ir a Cuba treine a matemática. Mas, calma, vamos te ajudar nesse sufoco:

Por que levar Euros?

Por conta do embargo estadunidense, o governo de Cuba aplica uma taxa de 10% para o câmbio dólar-moeda cubana, além de ser desvalorizada.

O próprio governo cubano recomenda que se leve Euros, que vale mais que o dólar e não tem taxa!

Mesmo assim é comum ouvir os cubanos se referirem ao preço “em dólar”, o que significa “em CUC”, a moeda usada pelos turistas. Chegando em Cuba, vá até uma Cadeca (Casa de Câmbio) com seus Euros e seu passaporte original (eles realmente pedem) e troque por CUCs.

Então, pegue 5 CUCs que acabou de ganhar e troque por CUP (moneda nacional). Já vai render um bocado… Não se preocupe muito com variação cambial, todas as Cadecas tem o preço tabelado pelo governo.

Mas entre cidades pode mudar o valor e é preciso ficar atenta ao câmbio especialmente nos aeroportos, em que a tarifa fica menos vantajosa. O melhor câmbio fica nas grandes cidades, como a capital Havana.

Além disso, é bom ter dinheiro em mãos: poucos lugares em Cuba aceitam cartão.

Um país, duas moedas

Tenha sempre dinheiro em mãos para passear por Cuba; poucos lugares aceitam cartão

Tenha sempre dinheiro em mãos para passear por Cuba; poucos lugares aceitam cartão

Cuba é um país de regime socialista e para que o turismo possa atuar, foi criada uma moeda convertível. Ou seja, em Cuba existe uma moeda para o turista.

Antigamente o Peso Convertível (CUC) funcionava que nem uma “estaleca”: o cubano recebia do gringo e não conseguia comprar nada, tinha que se dirigir a uma CADECA (Casa de Câmbio) e trocar por Peso Cubano.

Somente turistas podiam comprar coisas para turistas com CUCs! Hoje em dia isso está mais flexível, nas prateleiras das lojas (sim! Há lojas…) eles colocam o preço nas duas moedas.  Praticamente tudo que o turista acessa é assim, com preço em duas moedas, exceto serviços básicos, como ônibus municipal.

Dizem por lá que em breve o CUC vai ser extinto…

Pegadinha dos malandros

Mas $1 em moeda de turista (CUC) equivale a $1 em moeda de Cuba (CUP ou MN- Moneda Nacional)? Não mesmo!

A conversão fica em 1 CUC = 24 CUP ou MN. E é nessa hora que o bicho pega, pois você (turista) pode usar as duas moedas para pagar, mas usualmente os cubanos vão te dar um preço em CUC. Um sorvete? 3.

  • 3 CUC = 72 CUP
  • 3 CUP = 0,13 centavos de CUC!

Sorvetes, pizzas, biscoitos, refrescos e tudo o mais que é vendido nas ruas tem o preço verdadeiro em CUP/MN. Bicitaxi, cartão para wi-fi, Mojitos e casas particulares vão ser pagos em CUCs. O que significa cada uma dessas coisas? A gente vai te contar!

Esqueça cartão de crédito ou qualquer tipo.

Cuba ainda vive processos da década de 70/80, pouquíssimos lugares estão começando a receber pagamentos em cartão (hotéis 5 estrelas, shoppings em Havana podem aceitar se o sistema estiver ok e o seu passaporte em mãos).

Portanto, se organize para sempre ter um dinheiro vivo na carteira e levar todo o dinheiro que vá usar na viagem. O país é bem seguro, só não vacilar com bolsas abertas e carteiras a mostra. Pequenos furtos podem ocorrer.

Onde se hospedar em Cuba

Casa Particular

Há hotéis em toda ilha, inclusive luxuosos 5 estrelas.

Porém se você está procurado algo mais em conta e de qualidade, opte por se hospedar nas casas particulares, que nada mais é do que um “AirBnB” cubano. O governo regulamentou essa prática de casas para se hospedar em Cuba para absorver o fluxo de turistas, e é uma forma do cubano ganhar um dinheiro extra.

Espere um quarto limpo, arrumado, com camas e banheiros limpos (dispõe de suítes muitas vezes),café da manhã à parte (3 ou 4 CUC) e muita simpatia e histórias para contar.

E o melhor é o preço super em conta: 25 a 30 CUCs por quarto para até 2 pessoas! Uma experiência única. Você pode reservar seu quarto pelo site oficial ou simplesmente bater na porta de alguma residência com o símbolo de âncora, um “Arrendador de Divisa”.

Não há hostels oficialmente, mas algumas casas podem fazer excessão a viajantes solitários e cobrar uma tarifa menor pelo quarto. Outras podem oferecer quartos compartilhados para até 6 pessoas e bar na varanda, como o Rolando Backpackers em Havana Centro.

  • Rolando Backpackers
  • San Miguel, 567 – Entre Belascoain e Gervasio – Centro Havana
  • E-mail: rolancesar@yahoo.es

Transporte em Cuba

Ônibus

Andar de ônibus pelas cidades grandes pode ser uma baita aventura. Geralmente são veículos beeeem velhos e lotados. Paga-se em CUP(MN). Com certeza o meio mais barato.

Onibus Intermunicipal

A variedade de transporte em Cuba é impressionante

A variedade de transporte em Cuba é impressionante

Para viajar por Cuba, esse é um método prático e com preço razoável. Há linhas entre as principais cidades operadas pela Viazul, única companhia que atende turistas.

Uma viagem de Havana para Trinidad (6h de viagem) sai por 25 CUC, por exemplo.

Os veículos são simples, mas confortáveis e com ar condicionado.

Para trechos mais longos, espere diversas paradas nos trechos intermediários, famoso pinga-pinga.

E fique atendo com os horários, pois são escassos. O curioso é que você deve reservar sua passagem um dia antes na agência, para garantir o lugar, e só logo antes de partir é que você irá de fato comprar o bilhete, sem assento demarcado. Apresentação do passaporte para viajar de ônibus em Cuba é obrigatória!

Táxi

É uma boa opção para pequenos grupos e trajetos longos (como o aeroporto e rodoviária em Havana). As tarifas não são tão caras e podem ser sua única opção para viagens entre cidades fora de roteiros comuns ou em horários especiais. Negociação nessa hora é primordial.

Bicitáxi

Imagine uma charrete de bicicleta! Os bicitaxis estão por toda ilha levando locais e turistas de um lado para o outro. Como a ilha é plana, esse meio sustentável e prático pode se tornar o seu preferido, pois o calor é intenso e mesmo os fãs de uma caminhada vão se render. Cabe até duas pessoas por bicitaxi e negocie muito que eles abaixam o preço consideravelmente.

Coco táxi

Feito para turistas, são mototáxis com uma cabine em formato de coco. Espere tarifas mais caras.

Comidas e bebidas em Cuba

Come-se muito bem em Cuba! Principalmente se você gosta de receitas com frutos do mar e carne de porco.

De frutas, prepare-se para muita goiaba, manga e tamarindo. Abacate e banana chips acompanham praticamente todos os pratos, junto com arroz.

Salada de tomate, pepino e repolho são frequentes, às vezes acompanham cenoura e beterraba.

Para um almoço mais em conta, vá de pizzas. Por todo país se vendem minipizzas de queijo, cebola, presunto a preços bem populares, 8 a 10 CUP(MN).

Pratos típicos de Cuba

  • Lagosta (muito barato, se comparado ao Brasil!)
  • Camarões
  • Bisteca de porco
  • Frango
  • Minuta – peixe empanado e frito
  • Arroz Criollo ou Amarillo: arroz acompanhado de pedaços de frango e condimento que deixa a comida amarelada, como um açafrão
    Para bebericar, o famoso Mojito – drink à base de rum, com club soda, limão e ramo de hortelã. São baratos e super refrescantes. Outro clássico é o
  • Daiquiri – à base de rum e limão, serve-se batido.

Post publicado em 2 de outubro de 2016. Atualizado em 11 de setembro de 2021 por Muita Viagem.

Sobre Gabi Saraceni

Profissional de comunicação, criadora de conteúdo em hotelaria e turismo. Especialista em viagens outdoor e montanhas. Sempre em busca da próxima aventura!

5 comentários

  1. Oi! querida saber como foi pra ti, por estar sozinha, a hospedagem… pagou sozinha por quarto duplo? conheceu gente no caminho? obrigada!

  2. Oi Julia!
    Estive nas duas situações. Em Trinidad, eu dividi uma suíte grande, com duas camas de casal, com mais duas pessoas que conheci por lá. Pagamos 10 CUC cada na diária. Já em Playa Girón eu estava sozinha e a família da casa particular me fez a suíte por 15 CUC. Mas eu fui em baixa temporada, o que facilitou no preço baixo quando fiquei sozinha. Normalmente um quarto custa de 25 a 35 CUC, e são muito raras as casas que operam com quarto compartilhado.
    Os cubanos costumam ter simpatia por quem viaja sozinho, então dê uma chorada que vc pode conseguir um preço melhor do que a diária cheia.
    😉
    Abraços!

  3. Cuba é realmente maravilhoso.

    Parabéns pelo blog.
    Um abraço.

  4. Cuba é um pais que merece visitar na sua viagem.

  5. Destino incrível mesmo! =)

Deixe uma resposta

O e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.