Início / Destinos / Florianópolis no final de semana – A Lagoa da Conceição
As dunas da praia da Joaquina são umas das atrações de Floripa foto: Fabricio Matos

Florianópolis no final de semana – A Lagoa da Conceição

A Ilha da Magia – o que fazer em Floripa!

Um fim de semana, convenhamos é muito pouco tempo pra conhecer a bela e envolvente Florianópolis, carinhosamente conhecida como Floripa.

A Ilha da Magia é gigante, e cercada de opções de lazer, hospedagem, ótimos restaurantes, e muitas, muitas praias e natureza exuberante.

O que fazer em Florianópolis, em dias de sol ou chuva, melhores praias, passeios, restaurantes, pousadas e hotéis na ilha. Confira todas as informações com um guia completo com roteiro de um final de semana em Florianópolis.

Acesso rápido ao conteúdo:

Quando ir para Florianópolis

A melhor época para curtir as praias é durante o verão, entre os meses de dezembro a março. No entanto, a alta temporada de fim de ano, Natal, Réveillon e férias de janeiro, a ilha fica crowd! (filas e muita aglomeração)

Portanto, uma boa época é visitar Florianópolis antes do verão, em novembro, ou ainda, após o Carnaval, entre março e abril, quando as temperaturas ainda estão agradáveis para praia.

Fuja dos meses entre junho e outubro. O tempo esfria e as baixas temperaturas impedem os dias de praia.

Florianópolis – Roteiro para o final de semana

Escolha uma região de Floripa

O ideal ao viajar para Floripa em um final de semana é fazer o roteiro e explorando uma região, como a região Leste da capital de Santa Catarina.

Na região Leste da ilha fica a Lagoa, que tem atrações como a bonita e badalada praia Mole e a preservada praia da Galheta, além de muitos bares e restaurantes à noite e boas opções de hotéis e pousadas para todos os bolsos.

A região da Lagoa tem muitas coisas para fazer: trilhas para mirantes, sand board nas dunas e outras atrações que falaremos mais abaixo.

Coisas para fazer em Floripa

Há muito o que fazer em Florianópolis. E a ilha é muito grande, não menospreze o seu tamanho. Não queira conhecer a ilha toda em um só fim de semana, pois é impossível.

Neste artigo, destacamos as principais atrações da região nos arredores da Lagoa da Conceição, seus principais trajetos, passeios e pontos turísticos mais procurados, além de dicas valiosas de hospedagem.

Organize o roteiro que mais lhe agrada, e boa viagem!

Lagoa da Conceição

A Lagoa da Conceição também é o nome dado ao bairro que beira suas águas.

O lago é cortado por uma pequena ponte, que dá acesso ao bairro. Em torno da Lagoa da Conceição ficam muitas opções onde se hospedar em Florianópolis, bares e restaurantes.

À noite, a vida noturna revela um lado bastante animado, já que possui bares, casas de shows, boates, e festas.

Para quem não dispensa um agito, vale ver a programação durante sua estadia da região, e quem sabe, curtir uma balada repleta de gente bonita e descolada.

A Lagoa é ideal para a prática de diversas atividades ao ar livre.

A Lagoa da Conceição é um ótimo lugar para fazer atividades ao livre em Floripa - Divulgação

A Lagoa da Conceição é um ótimo lugar para fazer atividades ao livre em Floripa

As mais procuradas são os passeios de escuna, o aluguel de caiaques, ou pranchas de stand up paddle, este último ideal para iniciantes devido as aguas calmas do lugar.

Para os amantes de trekking, a trilha do Canto da Lagoa é longa (2 a 4 horas, depende do seu ritmo) mas quase totalmente plana e fácil. Ela margeia parte da lagoa e trechos da mata atlântica, rendendo ótimas fotos.

Para chegar na trilha do Canto da Lagoa, vá até o Canto dos Araças, que fica distante quase 10 quilômetros da Barra da Lagoa, ou 20 minutos de carro.

E para voltar da trilha mais tranquilamente, há transporte de barco baratinho que te deixa bem perto da região de onde começa a trilha. Verifique os preços e horários.

Lagoa da Barra

Se hospedar na Barra da Lagoa é, na nossa opinião, é o melhor lugar de Florianópolis com relação ao custo-benefício, já que a Lagoa da Barra possui pousadas baratas e aconchegantes, e a sua localização permite chegar rapidamente a algumas das praias e pontos turísticos mais procurados da Ilha.

É o melhor lugar de Floripa para quem procura hostels econômicos e pousadas baratas, na nossa opinião.

Para quem não abre mão do luxo, também existem ótimas opções de hotéis mais sofisticados, lofts modernos, confortáveis bangalôs rústicos, que aliam boa gastronomia e aconchego sem abrir mão da sofisticação e do bom atendimento.

Sua localização estratégica permite estar a poucos minutos (de carro) das praias Mole e Joaquina, da praia da Galheta, da Lagoa da Conceição, além de muitas trilhas ecológicas com visuais belíssimos da região.

A região também conta com boa estrutura de transporte público, sendo uma boa opção de locomoção.

Praia da Barra da Lagoa

Fica muito bem localizada, colada no centrinho da Lagoa da Barra (os nomes são parecidos, preste atenção), na região central da ilha de Florianópolis e ao lado das principais praias dali, cenário de belas paisagens e de muita tranquilidade.

A praia é boa para banho, de aguas calmas, ideal para para passar o dia com crianças.

Nesta praia também há uma unidade do Projeto Tamar, uma organização comprometida com a preservação das tartarugas marinhas, e que pode ser visitado.

A entrada é baratinha, e ainda colabora para manter o projeto, então, vale a visita. Consulte mais informações sobre o Centro de Visitantes do Projeto Tamar em Floripanópolis, um passeio que vale a pena para crianças e para todos na Ilha da Magia.

Vale a pena visitar o Projeto Tamar em Floripa - fotos: Tamar/Divulgação

Vale a pena visitar o Projeto Tamar em Floripa

A faixa de areia é longa e se une quilômetros adiante com a praia de Moçambique, praia quase deserta e de mar bravo, localizada dentro do Parque Florestal do Rio Vermelho.

Trilha para a praia da Galheta

A trilha de que vai da Barra da Lagoa até a Praia da Galheta é um excelente passeio, mas exige um mínimo de preparo físico e se não conhecer a trilha, contrate um guia turístico.

Durante o percurso, a trilha se divide e te leva para lugares como a prainha da barra, para as piscinas naturais, ou para o Farol da barra, de onde se tem uma vista panorâmica espetacular.

Lembre-se que o ponto final da trilha, a Praia da Galheta, é permitida a prática do nudismo e naturismo, portanto não se assuste se esquecer deste detalhe, e der de cara com alguém do jeito que veio ao mundo, chegando por lá!

MAPA – como chegar na praia da Galheta

Cercada de privacidade, a praia da Galheta é própria para fazer nudismo e naturismo (opcional), e possui uma natureza exuberante e intocada, cercada pelas montanhas, com áreas de mata atlântica e algumas nascentes de água doce, que proporciona ao visitante a sensação de ter encontrado o paraíso verdadeiro.

Para chegar, somente por trilhas que saem da Praia da Barra da Lagoa, ou da Praia Mole, esta última, trilha curtinha e de pouca dificuldade.

Além do isolamento natural e da privacidade que os visitantes tem, a praia da Galheta não possui nenhum tipo de construção, comercio, ou veículos, somente o contato direto com a natureza preservada, um privilégio.

Vale a pena fazer a trilha até a praia da Galheta - foto: Brasil Naturista

Vale a pena fazer a trilha até a praia da Galheta – foto: Brasil Naturista

Praia Mole

Preferida de muitos surfistas, a praia é um dos destinos mais procurados e mais badalados de Florianópolis.

O pico fica sempre fica lotado, especialmente durante a alta temporada, em feriados e outras datas comemorativas.

A Praia Mole fica a apenas 3 quilômetros da barra da lagoa, e distante 3,5 quilômetros da Praia da Joaquina, de carro.

Se hospedar na Praia Mole é uma excelente escolha, tanto pela localização privilegiada, como pela qualidade dos hotéis ali existentes.

O hotel Praia Mole Eco Village é um dos mais bem localizados da praia, basta cruzar a estrada, e conta com piscina para quem gosta de um banho de água doce.

Agora se estiver viajando em família ou mesmo a dois, experimente alugar uma casa para que comportam com conforto até 6 pessoas, e economize! Existem muitas opções de casas para temporada na região da praia Mole.

Região centro-sul

Praia da Joaquina

Cercada de muito charme e uma paisagem deslumbrante, a praia da Joaquina possui um clima muito especial, com uma extensa faixa de areia, e ao lado das belas dunas da Joaquina, as maiores e mais famosas dunas da capital de Santa Catarina.

Subir e acompanhar o exuberante pôr-do-sol é um dos seus principais atrativos, um final de tarde perfeito em Floripa.

Para os mais aventureiros, alugar uma prancha de sandboard e encarar a descida garante muita adrenalina e fortes emoções!

A Praia da Joaquina fica distante aproximadamente 7 quilômetros da Lagoa da Barra, e possui estacionamento no final, pago, nas sombras das árvores.

Se não tiver disposto a gastar pode arriscar parar ao longo da estrada, beirando as dunas, e já caminhar por elas.

A chegada na praia é pela sua extremidade esquerda, onde há opções de bares e restaurantes, que inclusive atendem seus clientes nas mesas dispostas na areia.

Na praia, dá para caminhar nas pedras e ter uma visão da praia privilegiada, ou seguir em caminhada pela areia pelo lado oposto, mas lembre-se que a praia é bem longa e se une com a praia do Campeche.

Praia do Campeche

A praia do Campeche está na mesma extensão da praia da Joaquina, não há nenhum delimitador geográfico para distinguí-las.

De mar azul e com muitas ondas, é outra boa opção para se hospedar, com muitas opções de pousadas baratas em Florianópolis, no sul da ilha.

Dentre as opções de passeio na praia do Campeche está o passeio até a Ilha do Campeche, onde existe uma trilha de dificuldade moderada, mas muito bonita dentro deste intrigante pedacinho de terra, que possui bicas d’água, quatis, caverna e até inscrições rupestres.

Ou Ir até o Mirante do Morro das Pedras, onde se tem uma das vistas mais bonitas das praias do sul da ilha, e que fica do ladinho da Casa de Retiro Vila Fátima, onde funciona o Convento dos Jesuítas.

Mais ao sul do Campeche, ainda existem várias praias e atrações, como a Lagoa do Peri, praia da Armação, Lagoinha de Leste, Pantano do Sul, todas distantes e isoladas, mas muito bonitas, e destino obrigatório para quem quer descansar, relaxar.

Suas praias são quase desertas, onde reinam o sossego e a tranquilidade, no meio da natureza no seu estado mais bruto.

Vale lembrar que algumas delas só se chegam através de trilhas, onde não entram carros, o que faz delas verdadeiros refúgios ecológicos.

Ilha do Campeche

Localizada a 1,5 km de distância da Praia do Campeche, em uma região de Florianópolis conhecida como Sul da Ilha – bem distante do centro da capital catarinense, a Ilha do Campeche é um dos lugares bonitos para conhecer em SC e um passeio de barco bacana para fazer em Florianópolis.

Passeio de barco no Sul de Florianópolis

A dica é fazer a viagem bate-volta, ficar 4 horas na ilha, mas quem estiver em lua de mel pode reservar pousada ou hotel na Ilha do Campeche.

A Ilha do Campeche é a “ilha dentro da ilha”, e ainda mais cheia de magia. Há diversas inscrições rupestres que datam de 3.500 a. C. espalhadas pelas rochas, transformando o lugar em um importante sítio arqueológico de Santa Catarina, Brasil. Desde 2.000, a Ilha do Campeche faz parte do Patrimônio Arqueológico e Paisagístico Nacional do IPHAN.

Como chegar na Ilha do Campeche

Campeche, Florianópolis – Brasil

Para chegar na Ilha do Campeche é preciso contratar o serviço com barcos com autorização para desembarque na ilha. Isto porque o número de visitantes é controlado, com menos de mil pessoas permitidas por dia.

Por isso, na alta temporada é importante reservar o passeio com antecedência!

 

Há 3 pontos principais para se chegar na Ilha do Campeche – da Praia da Armação, Barra da Lagoa e da própria Praia do Campeche.

Saindo da Praia da Armação

Saindo da Praia da Armação, o tempo de viagem é de cerca de 45 minutos. Os preços variam de acordo com a época do ano. Confira mais informações no site da APAAPS.

Saindo da Barra da Lagoa

Com distância mais longa, saindo da Barra da Lagoa o tempo de deslocamento é um pouco maior, ultrapassa 1h de viagem de barco. Procure pela por alguma agência que trabalhe com a Associação de Empresas de Transporte Náutico da Barra da Lagoa. Acesse o site para mais informações.

Saindo da Praia do Campeche

Para quem não quer ficar muito tempo dentro do barco, é melhor fazer o trajeto saindo da Praia do Campeche até a Ilha do Campeche. Em 5 minutos você chega na Ilha. Vale lembrar que os passeios são feitos pela Associação de Botes da Praia do Campeche.

Os preços aumentam na alta temporada.

Praia da Enseada

Uma vez na Ilha do Campeche, relaxe. Aproveite as belezas naturais de um dos lugares mais lindos de Santa Catarina.

A Praia da Enseada é pequena, tem areia branquinha e águas transparentes.

Nas travessas da ilha, não deixe de agências e monitores do IPHAN/SC para fazer as melhores trilhas na Ilha do Campeche.

Para quem gosta de aventura, o Felipe do blog Santa Ilha  dá dicas detalhadas de pelo menos 5 trilhas na Ilha do Campeche:

  • Trilha do Letreiro;
  • Trilha da Pedra Fincada;
  • Trilha Norte;
  • Trilha da Pedra Preta do Sul; e
  • Trilha da Pedra da Vigia.

Portanto, não deixe de fazer um roteiro que inclua a Ilha do Campeche em sua viagem para Florianópolis!

Como Chegar em Florianópolis

A capital de Santa Catarina possui voos regulares provenientes das principais cidades do país.

Comprar passagens para Florianópolis com antecedência pode proporcionar uma boa economia na viagem, pois há várias opções de voos regulares de todo o Brasil e dá para encontrar pechinchas em promoções de passagens aéreas e com flexibilidade para marcar os voos.

O trajeto do aeroporto Hercílio Luz, o principal aeroporto de Florianópolis, até a Lagoa da Conceição dura em média 45 minutos de carro, pouco mais de 22 quilômetros.

A sigla do Aeroporto Internacional de Florianópolis – Hercílio Luz é FLN.

As épocas com passagens mais baratas para Floripa-FLN, saindo de qualquer aeroporto de São Paulo, em geral, são maio e final de setembro, começo de outubro.

Vale a pena verificar o preço dos voos saindo do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, que costuma oferecer preços mais econômicos para a capital de Santa Catarina.

Onde ficar em Floripa?



Booking.com

Réveillon em Florianópolis

No verão, a Ilha da Magia fica movimentada e animada.

Dezembro e em janeiro, alta temporada de verão, é altíssima temporada turística em Florianópolis, com visitantes do Brasil e do mundo inteiro.

O Réveillon em Florianópolis é um das festas de final de ano mais animadas do Brasil e a queima de fogos tem como cenário a ponte Hercílio Luz, um dos cartões-postais da cidade que fica sensacional durante a festa da passagem de ano.

Post publicado em 5 de setembro de 2015. Atualizado em 18 de setembro de 2021 por Muita Viagem.

Sobre Convidado

Dicas e histórias de viagens. É feito por Gustavo, jornalista, Danilo, comissário de voo, e amigos, que vivem viajando pelo Brasil e no mundo.

Deixe uma resposta

O e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.