Início / Destinos / Monte Verde, MG / Roteiro em Monte Verde, destino de inverno no Sul de MG
Com baixas temperaturas e arquitetura alpina, Monte Verde é a "Suíça mineira"

Roteiro em Monte Verde, destino de inverno no Sul de MG

A cidade de Monte Verde (MG) é uma boa dica de viagem curta barata perto de São Paulo (170km). Fiz a viagem de carro, saindo da capital e levei cerca de 3 horas para chegar na pousada, onde passei um final de semana, curtindo o friozinho da Serra da Mantiqueira.

Monte Verde é uma cidadezinha que lembra muito pequenos vilarejos na Europa. Herança dos imigrantes da Letônia que chegaram à cavalo nos anos 50 para tomar posse da Fazenda Pico do Selado e iniciaram a ocupação da região.

Foi nesta época que teve também a construção da estrada até Camanducaia, município ao qual faz parte o distrito de Monte Verde, muito importante para o turismo local.

Há muitas pousadas localizadas em Camanducaia. Ou seja, é muito comum o turista se hospedar em pousada ou hotel em Camanducaia, a alguns quilômetros de Monte Verde. Neste outro artigo falarei mais sobre hospedagens em Monte Verde.

Nos anos 70 Monte Verde começou a atrair turistas moradores de cidades vizinhas. Fluxo que aumentou ainda mais quando a rodovia foi parcialmente asfaltada no final dos anos 80.

Daí pra frente cada vez turistas viajam para conhecer Monte Verde, região sul de Minas Gerais, a 170 km da cidade de São Paulo e no alto da Serra da Mantiqueira, em altitudes que variam de 1,5 a 1,6 mil metros e cerca de 5 mil habitantes.

– Roteiro cidades históricas de Minas Gerais (MG)

Trilhas e passeios em Monte Verde

Quem está disposto a fazer trilhas em Monte Verde vai encontrar cenários únicos

Monte Verde possui clima frio e seco, bem característico das montanhas. As temperaturas variam de 28°C no verão à -10°C no inverno, podendo chegar até -14°C, porém é um clima ameno e agradável para quem está disposto a desfilar com roupas quentes e não se incomodar de usar gorros, luvas, meias e botas para enfrentar o frio que sempre chega com o inverno.

Aliás, a cidade é tipicamente um destino de inverno. Nesta estação é comum a cidade acordar coberta de gelo, criando um espetáculo maravilhoso e imperdível.

Aqui vai uma dica: após um sono tranqüilo, esqueça o frio e recarregue suas baterias entrando em contato profundo com a natureza, levante cedo, por volta das 7 horas, e confira uma das paisagens mais lindas de Monte Verde – a vegetação coberta de neve.

A flora local é composta de muito verde típico da Mata Atlântica, com araucárias nativas de vários séculos, além de muitos pinheiros e eucaliptos que formam um cenário de muita tranquilidade e contato com a natureza para você relaxar e curtir a viagem.

A fauna também impressiona. É fácil ver esquilos, beija-flores e outros animais. A beleza da natureza fascina turistas nas trilhas. com uma infinidade de cores na Serra da Mantiqueira.

Chalés com lareira na Serra da Mantiqueira

A colonização européia influenciou não só o estilo das construções como também a culinária, com forte influência alemã. Tudo adaptado ao “jeitin minerin” de ser…

Você vai encontrar variadas opções, que vão desde o trivial mineiro e caseiro como o tutu, até comidas típicas como o leitão à pururuca, ou então a sofisticada cozinha européia como: fondues (ao lado de uma romântica lareira e degustando um bom vinho); raclettes; as maravilhosas trutas, os chás da tarde; sem contar a infinidade de chocolates, compotas, bolos, pães e a famosa torta de maçã, conhecida como Apfelstrudel.

Com um jeitinho bem mineiro você poderá ser abordado pelas ruas para degustar e apreciar os mais variados tipos de queijos, vinhos, doces, geleias, licores e cachaças artesanais, não podendo deixar de levar uma lembrança para casa.

Tudo fica concentrado basicamente em uma rua principal, o centrinho de Monte Verde, com entradas perpendiculares que levam também a bons restaurantes, à cervejaria Fritz e trilhas.

O que fazer em Monte Verde?

Fritz – Cerveja Artesanal de Monte Verde – MG

Na rua principal, você encontra uma grande variedade de mercados, lojas de produtos naturais, cerâmicas, ferro batido, artigos de lã e couro, roupas esportivas, bares, restaurantes, casas de chá, artigos de decoração, casa com produtos indianos, locação de carros 4×4, quadriciclos e cavalos para passeios com monitores, patinação no gelo e muito mais.

O bom de fazer este tipo de viagem é que você fica totalmente relaxado, pois os passeios e o contato com a natureza deixam o seu corpo e mente em total equilíbrio. O ar puro que se respira e as lindas paisagens das montanhas garantem momentos de satisfação e plenitude.

Portanto, se você for adepto de caminhadas e montanhismo não deixe de conhecer as trilhas que levam aos picos da Serra da Mantiqueira, onde nos dias mais claros avistamos o Vale do Paraíba, além da própria cidade de Monte Verde.

A dica básica para caminhadas e seguir o simples – vista roupas leves e confortáveis, dando preferência a roupas e calçados específicos ao esporte e lazer escolhidos, não esquecendo que quanto maior a altitude, maior é a necessidade de agasalhos.

Leve sempre uma garrafa de água com você, algo para comer e um saco de lixo para recolher qualquer resíduo. Em relação à alimentação, leve uma barra de chocolate, algumas frutas, barrinha de cereal. Algumas trilhas são longas e exigem bastante esforço do aventureiro.

O que fazer em Monte Verde e outras cidades da Serra da Mantiqueira

Passeios em Monte Verde

Para quem gosta de turismo de aventura, Monte Verde oferece diversas opções para caminhadas e trilhas. Entre elas, o Pico do Selado, Pedra Redonda, Pedra Partida, Chapéu do Bispo, Pedra Estreita e Pinheiro Velho.

Trilha da Pedra Partida

Siga pela Avenida das Montanhas, passe pelo Portal das Montanhas e entre à direita, sempre na avenida até a caixa d’água.

trilha-pedra-redonda-monte-verde

Paramos o carro lá embaixo, perto da caixa d´água. Uma subidinha e tanto! (consegue ver?)

Estacione o carro na rua e siga caminhando morro acima até a primeira porteira. Continue a rota até avistar a segunda porteira e pegue a trilha logo à esquerda, que é a mesma para a Pedra Redonda e para a Pedra Partida.

Não deixe de observar a beleza das flores (principalmente as orquídeas), das árvores e dos pássaros. Durante todo o roteiro é possível tirar fotos incríveis da fauna e da flora.

Ao continuar o trajeto chegará numa bifurcação onde há uma pequena loja de sucos verdes.

Entre à esquerda para a trilha da Pedra Partida, em Monte Verde (MG). O trekking é de dificuldade média, com trilha de 2.050 metros. O roteiro ida e volta dura por volta de 3 horas.

Trilha da Pedra Redonda

Caso queria uma trilha mais fácil, opte pela trilha da Pedra Redonda, com 1.990 metros, seguindo o caminho à direita.

O trekking na Pedra Redonda, em Monte Verde (MG) é legal porque em pouco tempo (cerca de 40 minutos) é possível chegar até o topo da rocha e tirar uma linda foto do pôr-do-sol. De lá é possível tirar as melhores fotos de pôr-do-sol de Monte Verde (MG). Outro lugar legal é no aeroporto de Monte Verde.

mirante-pedra-redonda-monte-verde

Mirante Pedra Redonda – De lá, o pôr-do-sol é lindo, exceto quando o mal tempo atrapalha.

Esta foi a trilha que fizemos. Infelizmente o tempo estava fechado e com muita névoa e chuvisco. Não tivemos a oportunidade de admirar o visual do mirante do alto da rocha.

Trilha do Chapéu do Bispo

trilhasUma das trilhas mais interessantes e bonitas para fazer em Monte Verde é a trilha do Chapéu do Bispo, com 2.030 metros.

A partir da caixa d’água, siga em direção a Pedra Redonda.

Antes da primeira porteira, vire à direita e siga a trilha conforme indica a placa na foto ao lado.

A trilha tem nível de dificuldade médio, seguindo apenas trinta minutos de caminhada chega-se até o topo da montanha, onde você precisará de fôlego para a vista maravilhosa de todo distrito de Monte Verde, Campos do Jordão e outras cidades do Vale do Paraíba.

A descida é feita pelo caminho inverso da subida e o caminho demora uma hora e meia ida e volta.

Trilha Pico do Selado

O trekking no Pico Selado é uma das trilhas mais difíceis para fazer em Monte Verde. Com 2.080 metros o aventureiro demora cerca de 5 horas para completar o trajeto de ida e volta.

Atenção! A trilha do Pico Selado não é recomendada para seguir sem um guia credenciado.

Para chegar com segurança a um dos picos mais altos do país, tenha alguns cuidados básicos. Além das roupas e calçados adequados ao trekking e mochila com água e comida, capa de chuva, agasalhos e até pequena farmácia e kit de primeiros socorros é prudente.

O frio no topo do Pico do Selado é intenso. Leve sempre um agasalho e se achar necessário um gorro e luvas apropriadas (sugiro luvas de couro).

Diferentemente das duas trilhas já elencadas que ficam próximas, a trilha até o Pico Selado é feita por outro caminho.

Deixe seu carro no fim da Rua da Mantiqueira, (esquina da agência do Bradesco). Siga em direção à caixa d’água. Como disse, a trilha é de nível difícil e você perceberá isso logo no começo da subida que é bastante íngreme.

A vegetação do trajeto compensa o esforço – há muito verde, rochas, plantas, raízes e aves. Após cerca de 40 minutos ou uma hora de caminhada, você cruzará um riozinho, onde mais uns 20 minutos, você poderá admirar do platô, parte do Vale do Paraíba.

Continuando a trilha em direção ao Pico do Selado, você andará por dentro de uma exuberante vegetação, na crista da Serra da Mantiqueira até o cume. A vista é linda e privilegiada. Um espetáculo indescritível, onde só mesmo fazendo a trilha para entender do que estou falando.

Trilha do Pinheiro Velho – Aeroporto

A trilha mais simples, boa para fazer com crianças e adolescentes é a Trilha do Pinheiro Velho. Em uma hora é possível fazer o trajeto completo de ida e volta.

O visual da trilha, que começa na avenida principal de Monte Verde e vai até o aeroporto, de onde se têm uma vista panorâmica da vila com as montanhas.

Além de apreciar a fantástica vegetação nativa com araucárias centenárias, o trekking nesta trilha leva, claro, ao mais antigo pinheiro de Monte Verde.

Quem tiver uma graninha extra poderá fazer um passeio aéreo em monomotor e apreciar a vista aérea de Monte Verde em um fim de tarde romântico com voos que decolam do aeroporto de Monte Verde.

Roteiros 4×4

Jeep e Quadriciclo

Para quem preferir há opção de contratar uma agência de viagem (há várias ao longo da avenida principal de Monte Verde).

Os preços são meio que tabelados. O passeio day tour em Jeep 4×4 sai por R$120 por casal. Mesmo preço da hora do aluguel de quadriciclo também por casal.

Como o movimento é muito maior de final de semana, durante a semana vi que é possível conseguir um desconto e pagar mais barato o passeio, saindo por até R$100 por casal.

Fazenda Esperança

Passeio de jipe com motorista, duração de 5 a 6 horas por estradas de terra e trilhas leves. Não fomos, mas dizem que o passeio vale especialmente pelo almoço típico da fazenda com carne de lata, torresmo e suco de banana com limão, além de doce de leite de sobremesa.

Cachoeira dos Pretos

Passeio de jipe com motorista e duração de 5 a 6 horas, sendo 30 km de estrada de terra com lindas paisagens e a magnífica cachoeira com mais de 150 metros de queda d´água e uma pequena lanchonete no local.

Floresta Negra

Passeio monitorado de jipe com motorista, com duração de 5 a 6 horas, passando por estradas de terra e algumas trilhas leves. Visita ao Hotel Floresta Negra, com restaurante e opções de lazer como tiroleza, rafting e arvorismo.

Viagem de Inverno em Monte Verde

Monte Verde, Sul de MG, é um dos destinos em alta e um dos lugares para viajar no inverno. A cidade turística mineira torna-se um roteiro barato pertinho de São Paulo.

Cidades de MG perto de SP como Monte Verde e São Lourenço têm passeios a cavalo, trilhas, festival de inverno, fondue e festival gastronômico, casas de vinhos, queijos, lojinhas de roupas e sapatos.

Quantos km Monte Verde fica de SP? Apenas 170 km em viagem de carro rápida, curta e barata pela BR 381.

Booking: pesquise hotéis e pousadas por lá

vila-europa-mv

Vila Europa, centrinho de compras em Monte Verde, MG. | Fotos: Ana Paula

Saindo de São Paulo, aproveite a paisagem da rodovia entre as cidades de Atibaia e Bragança Paulista, SP; Extrema e Camanducaia, MG.

Apesar da curta distância, ao todo, a viagem leve cerca de 3 horas. Respeite os limites de velocidade, viaje tranquilo e seguro. A estrada muitas vezes possui trechos sinuosos e tráfego de caminhões.

Monte Verde exibe uma maravilhosa reserva de Mata Atlântica e é perfeita para uma viagem a dois para curtir um dos lugares românticos em MG.

O mês de Julho é alta estação na cidade, que fica repleta de turistas, especialmente casais de namorados, que procuram o friozinho do inverno em uma das mais aconchegantes cidades turísticas de MG.

— Lugares para viajar no frio em SP

As pousadas localizadas em Camanducaia, na entrada para Monte Verde é uma dica de hospedagem mais barata para quem procura fazer uma viagem econômica e ainda assim confortável.

O que fazer em Monte Verde no inverno?

Monte Verde tem ruas de terra, árvores centenárias e muitas flores | Muita Viagem

Apesar das temperaturas frias nos convidarem a ficar embaixo das cobertas, edredons e com o fogo da lareira do chalé romântico aceso, a cidade também oferece muitas atividades para quem quer esquentar fazendo esportes radicais e passeios turísticos.

Trilhas em Monte Verde

Para mexer o esqueleto, as melhores aventuras em Monte Verde estão nas trilhas do Pico do Selado, Pedra Redonda, Pedra Partida, Chapéu do Bispo, Pedra Estreita e Pinheiro Velho.

Neste post temos algumas dicas de trilhas em Monte Verde para quem quer saber o que fazer. Tem até uns roteiros de jipe, passeios a cavalo, caminhadas e cachoeiras.

A trilha até o Pico Selado é uma das rotas mais difíceis. São mais de 2 mil metros, e até mais de 5 horas para fazer o roteiro completo. A dica para casais “de boa” é a trilha do Pinheiro Velho ou se estiver de carro (não o seu), siga as placas sentido Pedra Redonda e siga por estrada de terra em subidas íngremes até o limite e de lá siga caminhada pela trilha da Pedra Redonda ou Chapéu do Bispo, ambas com cerca de 2 mil metros de altitude.

A natureza do Sul de MG fica ainda mais charmosa com o clima temperado da estação mais frio do ano no Brasil. E o inverno já chegou em Monte Verde, Minas Gerais (MG), cidadezinha do interior perfeita para uma viagem de final de semana no inverno. Sempre que cai a temperatura nestes meses de Junho, Julho e Agosto para relaxar e curtir uma viagem na serra.

— Onde comer melhor rodízio de fondue em Monte Verde?

Uma boa dica é um aluguel de carro barato em Monte Verde 4×4 para enfiar nas estradas e trilhas de pedra e terra batida. Essa dica é boa especialmente se o seu carro é sedan, com chassi baixo (ou alugue um triciclo motorizado).

***

Monte Verde – MG

Festival de Inverno em Monte Verde

Festival de Inverno de Monte Verde acontece em Julho. O evento tem todas as atividades gratuitas, além de oficinas culturais de dança e de artes plásticas. A programação costuma ser divulgada no final de junho.

***

Festival Gastronômico de Monte Verde

O festival acontece nos meses de abril trazendo sempre o melhor da comida mineira tradicional e moderna.

Onde ficar em Monte Verde?

Já falamos aqui no blog Muita Viagem sobre a ampla rede de hotéis e pousadas de Monte Verde. Há hospedagem para todos os bolsos, mas é preciso algumas dicas para saber o melhor custo x benefício na hora de escolher onde ficar.

pica-pau-monte-verdeA partir das décadas de 1970 e 80, Monte Verde passou a atrair mais e mais viajantes vindos de outras cidades de SP, MG, RJ e ES, transformando-a em uma das cidades turísticas do Sul de Minas mais visitadas no inverno.

A cidade de Camanducaia, fica na entrada da cidade e há diversas pousadas na estrada que liga as duas cidades mineiras. Dessa forma, é possível ficar em pousada ou hotel fazenda em Camanducaia, perto de Monte Verde.

***

Pousada Encanto da Serra – Monte Verde

É uma das melhores pousadas em Monte Verde. A avaliação no Booking é excelente e o preço das diárias fica ajustado ao orçamento econômico.

Os chalés da pousada em Monte Verde têm vista para a floresta, aquecimento, TV e frigobar. Além disso, a parte mais legal é que a Pousada Encanto da Serra oferece vários pacotes turísticos a parte como rapel, aluguel de motocicletas, buggy ou aluguel de carros, entre outros auxílios.

Sobre Danilo Hadek

Antes de começar o Muita Viagem, fui Relações Públicas e Comissário de Voo. Vivi no Canadá, fiz longas viagens nos Estados Unidos e alguns roteiros na Europa. Já estive em todas as capitais do Brasil, e em mais de 20 países pelo mundo. Quero conhecer o Oriente Médio, África e Ásia.

Deixe uma resposta

O e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *

*