Início / Mundo / Chile / Santiago, Chile – O que fazer e roteiro por cidades próximas

Santiago, Chile – O que fazer e roteiro por cidades próximas

Quem já foi para Santiago, no Chile, sabe dos encantos que a fazem imperdível. Uma mistura de arquitetura europeia, com modernos arranha-céus, largas avenidas e metrô para todos os lados.

E quando olhamos mais longe, ali está a belíssima Cordilheira dos Andes abraçando a cidade com seus picos nevados e imponentes. Estar ali é um deleite para todos os gostos.

Eu passei um bom tempo na cidade, e entre passeios e feriados, consegui compilar bons pontos turísticos para quem tem pouco tempo e quer o must do na palma da mão. Embarque nessa viagem com a gente!

O que fazer em Santiago

Roteiro de 2 dias

Em Santiago é fácil caminhar e conhecer os pontos turísticos a pé ou de metrô | Gabi Saraceni

DIA 1

Primeira Parada: Museo de la Memoria y Derechos Humanos

Pertinho da estação Quinta Normal do metrô (Linha 5) está o Museu da Memória e Direitos Humanos (grátis, fecha às segundas-feiras).

A exposição permanente documenta desde o golpe de Estado em 1973 até a retomada da democracia. São fotos, vídeos e documentos dispostos em uma linha do tempo que conta os difíceis detalhes dessa fase da história chilena. O museu é recente, bem instalado e conta com auto-guia em áudio.

Parada 2: Palácio de la Moneda (sede governamental)

Pegando o metrô de volta, desça na estação La Moneda e logo ali está o imponente palácio. É bem bonito e até hoje é usado como sede de governo.

Por isso está guardado pelos carabineiros (polícia), que fazem a tradicional ‘troca de guarda’ dia sim, dia não (a cada 48h) às 10:00 em dias de semana e às 11:00 no fim de semana.

Chegue mais cedo para conseguir um bom lugar. Além disso se pode visitar o museu de arte subterrâneo e tirar foto com a imensa bandeira do Chile na Av. Libertador Bernardo O’Higgins (face principal do palácio).

Parada 3: Plaza de Armas e Catedral Metropolitana

A poucos minutos caminhando está a principal praça da cidade, Plaza de Armas. Uma mistura de pessoas do mundo todo sempre está por ali, além dos artistas de rua e artesãos. E claro, é um dos marcos da cidade, rodeada pela imponente Catedral Metropolitana de Santiago, aberta ao público.

Parada 4: Museu Chileno de Arte Precolombino

Pertinho da Plaza de Armas está o Museu Chileno de Arte Precolombino (esquina da Rua Bandera com a Rua Compañía de Jesus, fecha às segundas-feiras), que também vale uma visita para conhecer melhor a história dos primeiros povos que habitaram nosso continente, principalmente os indígenas que fizeram parte do Chile, como os Incas, Quechua, Aymarás e os Mapuche.

Parada 5: La Chascona

Indo em direção ao Norte da cidade, em um bairro nos pés do morro, morou um dos mais ilustres poetas chilenos: Pablo Neruda. Seus versos estampam muros e monumentos, inclusive a casa que um dia foi sua e hoje é um belo museu chamado La Chascona (Fernando Márquez de la Plata, 0192, Bellavista).

A visita é auto-guiada e entretém os visitantes com histórias que aconteceram em cada cômodo. É como se sentir parte de um de seus convidados.

O mais legal fica na lojinha do final, em que dá para comprar objetos réplicas de Neruda, como o divertido par de saleiro e pimenteiro com as palavras “cocaína e morfina”.

Parada 6: Cerro San Cristóbal

Vista de Santiago do alto do Cerro San Cristóbal | Gabi Saraceni

Para um fim de tarde, suba a um dos mais icônicos morros de Santiago, no bairro Bellavista mesmo.

O Cerro San Cristóbal (que faz parte do centenário Parque Metropolitano) pode ser acessado via funicular ou caminhando (cerca de 30min por um caminho de terra nível fácil). A vista de toda a cidade é um deleite. E ali mesmo fica a imagem da Santa Imaculada Conceição, importante ícone católico local.

Parada 7: Patio Bellavista

Opções de restaurantes não faltam no Pátio Bellavista

Já chegando na noite, happy hour, vá para o complexo de restaurantes Patio Bellavista (entre R. Pio IX e Dardinac). São muitas opções de comidas, drinks, petiscos e fast food. Recomendo o colombiano-chileno La Casa en el Aire, tem boa comida e bom preço.

Se quiser algo mais leve, escolha o 100 Montaditos e fique louco com as opções de mini sanduíches. Tem tradicionais como salmão defumado e presunto cru, até mais incrementados como “choripan con pebre” (delícia!). O cardápio conta com sandubinhas vegetarianos e doces. Acompanham batata chips e vendem bebidas para acompanhar, como a Sangria (drink gigante e muito refrescante de vinho).

Outras dicas de restaurantes em Santiago

DIA 2

Primeira Parada: Centro Cultural Gabriela Mistral ou Cerro Santa Lucia

Começamos nosso segundo dia na avenida mais importante de Santiago, a Av. Libertador Bernardo O’Higgins, ou simplesmente ‘Alameda’, como chamam os chilenos.

Foi lá que ocorreram as principais lutas durante o golpe de Estado (até hoje é palco de manifestações populares) e está o frondoso Centro Cultural Gabriela Mistral, um misto de escola de arte e espaço de exposições. Conta com um delicioso café e loja de artigos de design.

Outra opção ao ar livre é o famoso Cerro Santa Lucía, um parque com castelos, fontes e esculturas.

DICA: Do outro lado da avenida tem uma feira de artesanato ótima para comprar lembrancinhas a bom preço.

Parada 2: Paseo Lastarria

Da avenida, caminhe em direção à rua José Victorino Lastarria, que dá nome ao bairro. Ali você vai encontrar cafés, lojas de arte, restaurantes, pequenos museus e uma feira de arte local. Vale a pena apreciar as construções.

Sorveteria artesanal com alguns dos melhores sorvetes do mundo | Gabi Saraceni

Continue caminhando pela rua Merced na mesma direção dos carros (Parque Florestal), e ali em uma pracinha charmosa está a sorveteria artesanal Empório de La Rosa, que já foi nomeada uma das 25 melhores sorveterias do mundo! Experimente quantos sabores quiser, especialmente o de ‘frutos del bosque’,com frutas vermelhas do país.

Parada 3: Parque Florestal

Pegue seu sorvete e vá caminhar pelo Parque Florestal, ali do lado. É um delicioso parque linear gigante, que margeia o rio Mapocho, sempre visitado por locais e turistas. Há trajetos para bicicletas, brinquedos para as crianças e bancos na sombra para um merecido descanso.

Parada 4: Bairro Itália

Continuando nosso trajeto, chegamos ao bairro Itália, pela avenida que leva seu nome. São charmosas e tranquilas ruas na cidade de Santiago, repletas de restaurantes e lojas interessantes. Vale uma caminhada também, ou aproveite o happy hour nos bares dali.

Parada 5: Costanera Center – Sky Costanera

Pegue o metrô e vá até a estação Tobalaba (linha 1). A poucos metros dali foi construído o maior prédio da América Latina!

O imponente Costanera Center chama a atenção por sua altura, claro, e sua arquitetura. Lá dentro fica também um dos mais famosos shoppings center da cidade, com mais de 5 andares de compras.

O mais legal ali é pegar o tour para subir até o topo do edifício — Sky Costanera, onde dá pra ter uma visão 360 graus de toda a cidade.

Resorts no Chile: hotéis de luxo para relaxar nos Andes

DICAS:

Vá para o pôr-do-sol e veja a cidade mudando de cor. Às quartas-feiras o ticket é mais barato que os demais dias.

DICAS BÔNUS:

A maior parte dos museus fecha nas segundas-feiras, fique atento.

Aos domingos, a Av. Santa Maria (que percorre desde o centro até Providência) é fechada para carros e transformada em um delicioso calçadão. Vale alugar uma bike e sair pedalando, a cidade é bem plana e bike friendly!

Leia a seguir, dicas extras para viagens em Santiago, Chile.

Andando de metrô em Santiago

É fácil fazer passeios a pé pela capital chilena, andando de metrô e a pé por alguns bairros da região central de Santiago. A cidade é plana e fácil para caminhadas.

Dessa vez, estávamos hospedados no Hotel Marina dos Condes da rede de hotéis Best Western, localizado próximo da estação Manquehue. Até o metrô são 2 minutos de caminhada em direção à San Pablo, na linha 1 vermelha. Após 9 estações e baldeação para a linha 5 verde, sentido Plaza de Maipú, na estação Baquedano, e em seguida percorrer outras duas estações e desembarcar na Plaza de Armas.

Na Plaza de Armas, caminhamos até o Mercado Central de Santiago, visitando alguns pontos turísticos e atrações.

Caminhada pelas ruas de Santiago

Metrô mais barato em alguns horários

A passagem de metrô é mais barata em alguns horários. Planeje-se!

O metro de Santiago é bem eficiente para o viajante que precisa de transporte público para uma viagem econômica. E se quiser economizar mais, você pode optar em utilizar o metro fora do horário de pico e pagar mais barato pela passagem de metro.

Há três faixas de preços de acordo com o período da viagem. Desse modo, o horário mais barato para andar de metrô pela manhã é entre 6:00 e 6:29 da manhã seguido pela próxima hora por um acréscimo. Já a partir das 7:00 até às 8:59 é o horário mais caro.

Após às 9:00 até 17:59 fica um pouco mais barato novamente, aumentando para o valor mais caro logo após às 18:00 até às 19:59. Após às 20:00 o preço baixa. Por isso, se quiser uma viagem ainda mais econômica, planeje-se e evite estar no metrô no horário de pico.

Peguamos o metro pouco depois das 9:00 e logo cheguei no Mercado Central de Santiago. Ainda era cedo e os restaurantes estavam arrumando as mesas, ainda todas vazias, para o almoço. O movimento é maior a partir das 18:00.

Mapa do metro de Santiago

metro-santiago-chile-dicas

Dicas práticas para viagem no Chile

Dinheiro: leve pesos chilenos e algum dinheiro reserva em reais. O câmbio com o real na maioria lojas de câmbio variam entre R$1 = 240 a 250 pesos. Na Calle Agustina há as melhores casas de câmbio. O hotel também fez boa cotação para mim, então vale a pena consultar antes de trocar o dinheiro em qualquer lugar, especialmente no aeroporto.

Diferente de Buenos Aires, na Argentina, onde é possível fazer câmbio em bares, restaurantes e lojas, em Santiago os lugares aceitam apenas pesos chilenos.

A melhor rua para fazer cotações entre o real, o dólar e o peso é a Calle Augustina. A variação cambial é bem singela.

Desse forma, acredito que a diferença seja muito pequena, porém considere levar para a viagem ao Chile apenas reais ou, no máximo, 30% do dinheiro em dólar. Troque lá os reais por pesos e terá uma viagem mais econômica.

Segurança: andar em Santiago é extremamente seguro. Não vi nenhum pedinte, apenas alguns mendigos nas ruas do centro. A polícia é uma das mais confiáveis do mundo e o melhor é que estão por toda parte, sempre prontos a ajudar o turista e o cidadão com informações.

Transporte: para andar por Santiago acho que a melhor opção é o transporte público, inclusive para ir do aeroporto até o hotel.

Contudo, vale a pena pagar uma corrida de táxi que não é muito caro. Mas evite pegar táxis com o pessoal que aborda com plaquinhas no desembarque do Aeroporto Internacional de Santiago (SCL).

Pesquise no site http://www.taxioficial.cl/

Por fim, assim como fizemos, a dica em Santiago para uma viagem econômica é deixar a preguiça de lado e utilizar o transporte público.

Para andar de ônibus e metrô a dica é comprar o cartão “BIP!” em qualquer estação de metrô. É um cartão magnético que funciona para ônibus e metrô, sendo possível recarregá-lo a qualquer momento.

Os motoristas dos ônibus em Santiago não aceitam transportar passageiros sem o cartão. Por isso, para ir além das ruas entorno das estações do metrô, compre o BIP! para andar de ônibus e fazer uma viagem econômica.

Onde ficar? Escolha algum hostel ou hotel nos bairros Providencia, Las Condes, El Golf ou Bellavista.

Vocabulário básico: hoje é hoy, bom dia é buenos días, obrigado é gracias, vinho é vino, taça de vinho é copa de vino, garrafa é botella, gorjeta é propina, cartão é tarjeta, molho é salsa, presente é regalo, lugar é sitio, batatas fritas são papas fritas, perto é cerca, longe é lejos, frango é pollo, rua é calle, bêbado é borracho, sobremesa é postre, leite é leche, vitamina é batido, chá é , café expresso é cortado.

Restaurantes em Santiago: onde comer e beber bem e barato

Onde comer em Santiago? A capital chilena oferece uma culinária ótima para quem gosta de frutos do mar. Vale a pena até arriscar uma lagosta. Mas qualquer peixe acompanhado de legumes e um bom vinho branco garante uma ótima refeição.

É possível comer bem e barato em Santiago. Na Avenida Providência, perto da estação de metrô M. Montt há diversas opções de bares e restaurantes, além de pelo menos um supermercado (dica para comprar vinhos baratos). Uma amiga recomendou conhecer o bar e restaurante Linguria. Fui lá e gostei!

Donde Augusto – Mercado Central de Santiago

donde-augusto-santiago

O restaurante é um mais frequentados por turistas brasileiros. | Muita Viagem

Um lugar bastante procurado por brasileiros e turistas é o restaurante Donde Augusto, dentro do Mercado Central de Santiago.

Passei pelo restaurante pela manhã, então não tive a oportunidade de almoçar por lá pois era muito cedo. Porém independente do horário, sugiro pedir um café e experimentar uma das opções de empanadas.

Caso decida almoçar ou jantar por lá, acredito que uma boa opção para comer bem e barato é pedir um pescado. Outro prato que dá água na boca é o Salmão com molho de frutos do mar.

Já para quem não gosta de comer peixes e/ou frutos do mar, poderá experimentar a “Parrillada estilo Mercado”, servida de 2 costelinhas, um lombinho de 200 gramas, 1 porção de frango, 2 linguiças e 2 batatas cozidas. Este prato serve fácil até 3 pessoas.

Acredito que é uma boa dica para um fim de tarde romântico em Santiago, beliscar uma empanada de queijo degustando um dos muitos vinhos da carta do restaurante. Os preços são acessíveis, e você estará bebendo vinho no Chile. Então, casais, aproveitem!!

Como Água para Chocolate

Outra opção é o Como Água para Chocolate, na Calle Constitucion, 88. O lugar é bastante recomendado e fica perto do museu e Fundação Pablo Neruda. Sim, o restaurante é inspirado no filme do diretor Carlos Carrera de 1992.

A dica é para quem pretende estiver visitando a região da La Chascona, uma das casas de Pablo Neruda. Esta, em especial, o escritos chileno vivia com uma de suas amantes, a “descabelada”.

Bares em Santiago

Noite em Santiago: os melhores bairros com bares e baladas

Bar e Restaurante Linguria

bar-restaurante-linguria-santiago

O Linguria é um restaurante bom para comer no almoço ou beber à noite. | Foto: MV

Almocei no Bar e Restaurante Linguria. Foi indicação de uma amiga que tinha feito uma viagem para Santiago nas férias. O bar é bem animado e fica lá na Avenida Providência, 1373. Para chegar lá, desça na estação M. Montt. Ela foi à noite, porém eu não tive tempo e escolhi o local para almoçar.

A especialidade do restaurante são peixes e massas, mas para quem gosta de carne, pode pedir uma carne de panela. As massastem bons preços, como o nhoc com queijo. Os pratos acompanham couvert de pães.

Opção mais barata também são os sanduíches, para deixar sua viagem mais econômica na hora de comer.

Santiago é uma cidade que oferece ampla variedade de atrações para quem gosta de sair à noite. As ruas de vários bairros ficam vibrantes como em poucos lugares do mundo.

Todos os tipos de bares e baladas são encontrados na capital chilena.

Conhecemos bem a cidade. Recomendo, abaixo, os melhores bairros em Santiago e sugestões de bares e baladas para curtir a noite.

O que fazer à noite em Santiago?

O centro de Santiago e seus bares tradicionais

O centro da cidade é um dos mais interessantes para sair à noite em Santiago.

Com bares tradicionais, é uma boa pedida para quem quer economizar. É possível degustar a comida chilena, beber vinho e divertir-se sem gastar muito.

Dois bares recomendados no centro da cidade são o El Huaso Enrique, simples e bem típico, localizado no bairro de  Yungay. O bar fica na rua Maipu, 462. Já na região de Carlos Valdovino, o Bar Victoria, é uma grande balada com espaço para dançar “cueca”, tradicional música chilena.

Bellavista, um bairro turístico e animado

Uma das áreas mais boemias e também um dos bairros mais bonitos de Santiago, a Bellavista concentra grande parte de bares e restaurantes.

O Patio Bellavista reúne diversos bares e restaurantes, que ficam abertos até às duas da manhã. Há várias opções – desde churrascarias, cafés e pubs. A dica é escolher algum que esteja mais para o seu gosto. É possível ver a programação com os eventos dos estabelecimentos.

Outro point bacana no bairro fica entre as ruas Constitución e Pío Nono. Há várias opções boas em todo o quarteirão. Um dos mais agradáveis e charmosos é o bar Doma (fechado), na Dardgnac, 64. A casa é especializada em “Gin”.

Ao final da Pío Nono, pertinho do Parque Metropolitano de Santiago, você encontra uma casa de música latina e ritmos tropicais super animada chamada Salsoteca Maestra Vida. É um lugar divertido!

Santiago também tem balada gay. O público GLS pode curtir o bar Bunker. Aos sábados há shows e espetáculos com travestis. Amigos do babado indicam.

Lastarria, reduto boêmio de Santiago

É o bairro que mais gosto de sair à noite em Santiago. É lá que estão alguns dos meus bares preferidos na cidade – o Liguria e o Flannery´s.

O Liguria, além da decoração retrô bacana e do bom atendimento, está sempre lotado e é ótimo para ir com amigos. O bar e restaurante serve comida típica e vinhos chilenos. Há três endereços. Conheci o que está localizado na Av. Providencia, 1353.

O Flannery´s é um pub irlandês, que serve ótimos lanches. Durante o horário de happy hour, você compra uma cerveja e ganha outra. O bar fica na rua Encomenderos, 83, Las Condes.

Uma sugestão para casais em viagens românticas é o restaurante Bocanáriz, localizado na rua José Victorino Lastarria, 276. A adega do bar conta com centenas de rótulos de vinhos e tem ambiente sofisticado.

Ao lado da vinoteca, ficam outros botecos convidativos. Um deles, o Chipe Libre, é um bar especializado em “pisco”; o Bar Berri, na rua Rosal, 321; além do Cafe Escondido, com cerveja artesanal; e o descolado Bajo Llave.

Bar alternativo em Santiago no bairro Providência

Ainda não conheci. Está na minha lista para a próxima viagem para o Chile. O Moloko é um bar alternativo inspirado no filme “Laranja Mecânica” do Stanley Kubrick.

Há dois endereços na cidade. Um deles na rua Tobalaba, 881; e outro na Avenida Vitacura, 8587.

As baladas da Vitacura

Las Urracas, a maior balada de Santiago

Las Urracas, a maior balada de Santiago

Para completar a lista de melhores lugares para curtir a noite em Santiago é preciso falar de Vitacura, onde estão localizadas as três maiores casas de shows da cidade – Club Amanda, Las Urracas e Club Eve.

Dos três, conheço o Las Urracas. Achei legal. Quando fomos, deixamos para jantar em um dos vários restaurantes que há do outro lado da rua da balada.

A casa é grande e fica lotada. A música é pop, rock e ritmos latinos. O sistema de fichas para pegar bebidas no bar cansa. Há filas chatas para pagar e pegar a bebida. A dica é ficar atrás de alguém interessante e arranhar o “portuñol”.

Onde ficar em Santiago? – Dicas de hotel

Localizada em um vale e cercada por montanhas, visitar Santiago é sempre muito prazeroso. A cidade tem cerca de 7 milhões de habitantes e é uma das capitais mais seguras, bonitas e interessantes para conhecer na América do Sul.

Em Santiago o turista encontra boa estrutura turística e muitas opções de hotéis e lugares para ficar, como apresentarei logo abaixo.

Santiago é uma cidade gostosa tanto para uma viagem de inverno quanto para aproveitar o verão ou meia estação. Recomendo conhecer Santiago em qualquer época do ano.

Os meses de frio, entre Junho e Julho, com os Andes cobertos de neve e o Valle Nevado tomado por esquis é ideal para quem curte turismo de aventura. Já no verão, entre Janeiro e Fevereiro, os parques ficam cheios de vida e pode-se chegar até Viña Del Mar, região litorânea, em viagem de 2 horas de ônibus.

Poucos sabem, mas o nome original da cidade de Santiago é “Santiago de la Nueva Extremadura”. A cidade foi fundada por Pedro de Valdivia e recebeu este nome em homenagem ao apóstolo Santiago, patrono da Espanha.

Dicas de hotéis em Santiago, Chile

Já fiquei hospedado em dois hotéis diferentes em Santiago, Chile. Recomendo os dois. São hotéis ótimos e bem localizados.

Ambos hotéis ficam no bairro de Las Condes, uma região com boa variedade de bares e restaurantes e próximo do bairro de Providencia, mais turístico.

Hotel InterContinental Santiago

dicas hotel santiago

Dica para quem busca hotel de luxo e romântico em Santiago

O hotel onde mais gosto de ficar em Santiago é o Intercontinental, na Avenida Vitacura. Fica próximo ao Parque Bicentenário, edifício Cepal e do Clube de Golf Los Leones. A estação de metrô mais próxima é a Tobalada.

O InterContinental é uma excelente opção de hotel romântico em Santiago, com quartos elegantes em edifício luxuoso, espaçoso e muito bem decorado.

O hotel conta ainda com ginásio de esportes, academia, 2 piscinas aquecidas, 3 restaurantes, 1 bar e 2 cafés. Não fosse a cidade de Santiago ser extremamente interessante para caminhadas, passeios e aventuras, daria pra ficar o tempo todo no hotel sem ficar entediado!

hotel santiago chile

O quarto é aconchegante e as camas bem confortáveis

O quarto que fiquei neste hotel em Santiago é bem decorado, com TV de plasma, mini-bar e escrivaninha. Achei o quarto bem iluminado e ventilado, com ampla janela e vista para a cidade.

O café da manhã é espetacular. Há muitas opções de frutas frescas, sucos, frios, pães e bolos. Minha dica é pedir um omelete caprichado, que já está incluso no preço da diária. Eu recomendo!

Como é um hotel de luxo e muitos casais ficam hospedados por lá em lua-de-mel, há uma área de spa na sauna para massagens e tratamentos de pele. Consulte o preço, pois são pagos à parte!

santiago onde ficar

Uma área relaxante do hotel – piscina, sauna e academia. Só gente bonita!

– Faça sua reserva no hotel pelo Booking.com. Você não irá se arrepender!

Hotel Marina Las Condes – Best Western

Hotel bom e barato em Santiago, Chile

Hotel bom e barato em Santiago, Chile

A grande vantagem deste hotel em Santiago é o fato de ser bem mais barato do que o InterContinental e oferecer quartos tão confortáveis quanto, ótima localização perto da estação de metrô Manquehue, restaurantes na região, ao lado do Parque Araucano e dos shoppings Parque Arauco e Alto Las Condes.

hotel barato santiago chile

Após ver os Andes, dormir nesta cama é a certeza de ter bons sonhos

O quarto é bem espaçoso, com cama gigante estilo king size, janelas amplas que garantem boa luminosidade e vista da cidade, além de banheiro limpo e bem conservado, com banheira relaxante.

hotel piscina santiago

Piscina com vista para a cidade de Santiago, Chile

Apesar de ser um hotel barato, o Marina Las Condes é bem moderno e também oferece alguns luxos para os clientes – há uma piscina no último piso e jacuzzi com vista panorâmica da cidade e dos Andes.

O atendimento é excelente. Quando fiz a visita à vinícola estava neste hotel e pedi ajuda à concierge que reservou o passeio. O hotel também dispõe de um restaurante e um bar. O café da manhã é bom, mas podia ser melhor.

Recomendo para quem quer ficar em um hotel bom e barato, pagando um preço justo por conforto, limpeza e atendimento.

Cidades próximas de Santiago, no Chile

Praias, montanhas, neve e vinhos. É bem fácil conhecer diferentes paisagens e a cultura chilena sem precisar viajar para longe de Santiago.

Abaixo, algumas dicas de cidades perto de Santiago para viagem bate-volta (ou não). Listamos as melhores dicas e passeios que podem ser feitos em família, amigos e até sozinho ao redor de Santiago. Aproveite os roteiros e boa viagem!

Valparaíso

Casas coloridas do alto dos morros de Valparaíso – Chile| Gabi Saraceni

Essa cidade litorânea encanta por suas peculiaridades e passado histórico, não à toa lhe chamam carinhosamente de ‘Valpo’.

Decretada Patrimônio Histórico da Humanidade por suas casas centenárias e arquitetura primorosa, que hoje colorem a paisagem dos morros (‘cerros’) Alegre e Concepción, com fachadas pintadas por artistas grafiteiros ou de cores vibrantes.

Fica a 1h30 (de carro) desde Santiago, distância perfeita para um bate-volta. Fácil de chegar de também de ônibus (desde o terminal da estação Pajaritos do metrô).

Porto de Valparaíso

Um bom passeio pela cidade passa pelo “Muelle Prat”, um deque portuário interessante com navios e containers gigantes bem pertinho da costa. Às vezes é possível avistar navios e outras grandes embarcações da marinha chilena.

No coração do porto também se encontra o monumento à Batalha de Iquique (parte da Guerra do Pacífico, durante as lutas territoriais com o Peru), na Praça Soto Mayor. É um dos símbolos de poder e resistência da cidade, onde também se encontra o prédio da sede da Armada Chilena.

Para continuar a visitar a cidade, não se pode escapar dos morros. Mas os funiculares (chamados de ‘ascensor’) estão nos pontos-chave da cidade, para lhe poupar o fôlego. Os centenários ascensores El Peral e Reina Victoria te permitem subir ao Cerro Alegre rapidamente e ainda dá para aproveitar a vista panorâmica.

Cerro Alegre e Cerro Concepción são os mais visitados e recomendados para um belo passeio. Casas coloniais, cafés, hotéis e restaurantes se acomodam entre as vielas e ladeiras. Aproveite os mirantes para um lindo pôr-do-sol.

Foi em Valparaíso que Pablo Neruda escolheu construir mais uma (das três) casas que possuiu. La Sebastiana (Ferrari, 692, Cerro Bellavista) hoje é um lindo museu bem ao alto do morro, com cara de navio, mas bem longe do mar.

Casa de Pablo Neruda, em Valparaíso – Chile | Gabi Saraceni

As melhores praias de Valparaíso, no litoral chileno

Viña Del Mar

O charmoso balneário vizinho à Valparaíso, vale uma visita não só por seu famoso cassino e um relógio enfeitado com flores na entrada da cidade.

Viña Del Mar tem a sua orla bem planejada e pronta para abrigar turistas e veranistas. Apesar de ser banhada pelo geladíssimo Oceano Pacífico, suas areias são uma delícia para tomar banho de sol e relaxar. E ainda tem uma ótima estrutura de restaurantes, bares e cafés.

Cajón del Maipo

Para os que querem um pouco mais de natureza de montanha, a região de Cajón del Maipo com certeza é uma pedida. É uma das atrações imperdíveis próximas de Santiago para viagens bate-volta.

A apenas 1h30 de Santiago, a região conta com muitos atrativos, como fazer rafting no rio Maipo e conhecer a famosa e linda represa Embalse el Yeso, nos pés de montanhas nevadas.

É possível chegar até lá com operadores de turismo ou em carro alugado.

A partir da cidadezinha de San José de Maipo se chega nos principais pontos turísticos do vale.

Vinícolas Concha y Toro, Undurraga e Santa Rita

Quem vai para o Chile tem que conhecer uma de suas famosas vinícolas.

—  Vinícolas chilenas para degustação de vinhos

Concha y Toro

A vinícola mais conhecida dos brasileiros é talvez aquela que produz o renomado vinho Casillero del Diablo, a Concha y Toro. Conhecida por sua qualidade, a vinícola está bem pertinho dos limites de Santiago, outro motivo para conhecer. É altamente recomendável fazer reserva dos tours guiados no próprio site.

Undurraga

A vinícola Undurraga data de 1885, sendo uma das mais antigas do Chile e seu principal atrativo. Conhecê-la é dar uma volta ao passado e uma boa alternativa para quem busca autenticidade e história. Fica na região limítrofe de Santiago e se pode chegar em ônibus, carro ou operadores turísticos.

Santa Rita

Outra figurinha famosa nas mesas brasileiras, a vinícola Santa Rita também oferece tours guiados aos seus grandes tonéis e parreiras. É uma das preferidas dos santiaguiños e também está nos arredores de Santiago do Chile. Para visitar faça reserva no próprio site e siga as instruções de como chegar.

Sobre Gabi Saraceni

Profissional de comunicação, criadora de conteúdo em hotelaria e turismo. Especialista em viagens outdoor e montanhas. Sempre em busca da próxima aventura!

10 comentários

  1. Obrigada pela indicação! Ainda tenho muitos posts do Chile para escrever e uma lista imensa de restaurantes para experimentar em Santiago quando voltar! As boas opções são infinitas na cidade e tudo sai mais barato do que aqui no Brasil!

  2. Gostei das dicas sobre os valores das refeições, pois estou começando a planejar a minha viagem pro Chile e preciso ter uma idéia de quanto vou gastar. E a famosa Centolla? Você sabe informar quanto custa aproximadamente? Obrigada!

  3. Oi Rafaela! Infelizmente esta nossa passagem por Santiago foi muito breve e não tivemos tempo de experimentar a famosa Centoula, mas certamente o Chile é um lugar onde “pobres” podem comer lagosta sem gastar muito dinheiro… mas não tenho uma indicação de restaurante para tal. Boa viagem!!

  4. Oi.. Queria que me desse alguma dicas de restaurantes em Santiago do Chile! Pode me ajudar?

  5. Boa tarde,
    Se possível, por favor gostaria de algumas dicas:
    __Em Santiago, onde posso comprar vinhos bons e sem dúvida também barato, poderia informar-me variação de preços´para que eu possa ter noção de gastos nesta compra.
    __Lojas de referência de bons perfumes e preços.

  6. Você encontrará vinhos bons e baratos em Santiago nos supermercados. As maiores redes são a Líder, Jumbo e Wal-Mart. Dá uma lida neste post também sobre o que fazer em Santiago.

  7. Oi Dan,
    Boas dicas, as clássicas para os brasileiros. Gostaria de sugerir, também, dois lugares interesantes para se conhecer e comer: La Piojera e a Fuente Alemana – você se sentirá um local.
    Ums pequena observação, o nome do restaurante é Liguria e não LiNguria.
    Abraços!

  8. Boa noite!
    Estou em Santiago e adorei a sugestão do restaurante Liguria
    Lindo ambiente, preço justo, comida gostosa e bom atendimento.
    Obrigada pela dica!!

  9. Olá Boa noite. Gostaria de saber se existe algum lugar pra comer centolla sem pagar tão caro.

  10. Fuente de Soda em Santiago

    Ótimo artigo!
    Obrigada pelas dicas e parabéns pelo blog!

Deixe uma resposta

O e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.