Início / Destinos / O que fazer em Vitória, no Espírito Santo – ES

O que fazer em Vitória, no Espírito Santo – ES

foto-dan-muita-viagem

Uma viagem no tempo: Com um aninho, na Praia na Costa, e hoje, com 31, no Convento da Penha.

Maio de 1983. Pouco antes do meu aniversário de 1 aninho, na Praia da Costa, Vila Velha, ES, aprendi a ficar em pé sozinho e dei meus primeiros passos.

30 anos depois, em Dezembro de 2013, voltei ao Estado do Espírito Santo à convite da Secretaria de Turismo do ES e do Sebrae ES para descobrir e conhecer o melhor do turismo em Vitória e outros municípios, como Venda Nova do Imigrante, Vila Velha, Guarapari e Serra.

Todos os posts desta viagem terão a etiqueta Blog Trip Capixaba!

Nasci em São Paulo, mas com vinte e poucos dias de vida fui morar em Vila Velha.

Morei por pouco mais de um ano e não lembro absolutamente de nada!

Voltei várias vezes como comissário de bordo para pernoites rápidos, não tive coragem se quer de fazer a visita à fábrica de chocolates Garoto, roteiro clássico.

Aprendi a andar na Praia da Costa. Sim, dei meus primeiros passos em Vila Velha, ES.

E agora, neste fim de ano, voltei para andar e caminhar por entre as praias e montanhas capixabas, atravessando as pontes que ligam a ilha de Vitória, uma das 3 ilhas-capitais do Brasil, ao continente e municípios que formam a Grande Vitória para e descobrir o Espírito Santo.

Ecoturismo, Agroturismo, Praias, Montanhas, comidinhas e muita história.

As praias de Vitória e Vila Velha

Vila Velha é linda! O litoral capixaba tem ótimas praias para o banho de mar, destacando-se a Praia de Camburi, na capital da ilha, Vitória, e a Praia da Costa, em Vila Velha.

 A Praia de Camburi dispõe de amplo calçadão e ciclovia com 6 km de orla e boa infraestrutura para os moradores e turistas que visitam a cidade, já a Praia da Costa, com extensão de 5 km, também tem calçadão e ciclovia massa igual. São duas das praias mais urbanizadas da Grande Vitória.

No geral, todas as praias capixabas tem águas com temperaturas bem agradáveis, a areia é de um tom bege bem característico e os grãos de areia maiores, bem do jeito que gosto!

As melhores e mais bonitas praias brasileiras

Praias de Vitória – ES

Praia de Camburi

praia-de-camburi-vitoria

Localizada ao norte de Vitória, é a única praia da cidade na área continental. | Foto: Vinícius Depizzol

Completamente urbanizada, a Praia de Camburi, em Vitória, tem uma extensão de 6 km, iluminação, calçadão, ciclovia, quiosques, restaurantes e um maravilhoso pier com um monumento à Iemanjá para trazer bons ventos aos amantes do mar. A Praia de Camburi é ideal para praticar atividades físicas, como caminhadas, passeios de bicicleta, corrida, patins e skate. Na Praia de Camburi o mar é legal para a prática de kite surf.

Praia do Canto

Uma praia tranquila, com estreita faixa de areia para corridas e caminhadas, e mar de águas calmas, que dizem ser ótimo para a prática de esportes náuticos. Também é uma praia urbanizada, com iluminação noturna, bares e lanchonetes. Quem vai lá ainda pode curtir a infraestrutura da Praça dos Namorados, com quadras poliesportivas.

Praia da Curva da Jurema

É uma pequena praia, com apenas 800 metros de extensão. O local é muito frequentado por moradores de Vitória. Apesar de pequena, a praia oferece boa variedade em quiosques e infraestrutura para curtir as férias numa boa!

Praias de Vila Velha – ES

Praia da Costa

praia-da-costa-vila-velha

A Praia da Costa, em Vila Velha, é muito boa para famílias que viajam com crianças. | Muita Viagem

Na Praia da Costa, em Vila Velha, o legal é a extensa área de areia para famílias agruparem-se sob o guarda-sol com crianças ou sentar em algum dos quiosques espalhados pela orla para comer e aproveitar uma das melhores praias capixabas! Sou suspeito para falar sobre esta praia!

Algumas outras praias em Vila Velha, como a Praia de Itapoã e a Praia de Itaparica, formam uma orla contínua, com ambiente bem parecido. Estão a apenas 3 km do centro da cidade. A orla varia entre pontos de águas calmas e alguns trechos de tombo, com ondas mais fortes e a areai sempre fofinha!

Praias do Espírito Santo

O melhor do litoral capixaba

Guarapari: as praias capixabas mais bonitas

Além das belas praias de Vila Velha – ES, o turismo pelas praias capixabas também conta com as belezas naturais de Guarapari e a aconchegante praia de Manguinhos, todas na região metropolitana do Estado.

Praia de Manguinhos, Guarapari - ES

Praia de Manguinhos, Guarapari – ES

Uma praia que gostei muito e acho ser ideal para viagem com crianças, é a Praia de Manguinhos, uma das melhores praias capixabas, localizada no município de Serra, como relatamos em um outro post.

As festas e o turismo religioso no Espírito Santo

Além das montanhas e praias capixabas, o turismo no Espírito Santo também é alimentado pela fé.

Gosto muito do mirante no Convento da Penha.

O espírito Santo, como o próprio nome do estado sugere, tem agenda cheia de eventos religiosos. Lá há inúmeras festas e manifestações religiosas que movimentam o turismo em Vila Velha e cidades do ES.

O maior evento religioso no ES é a Festa da Penha, uma homenagem a Nossa Senhora da Penha, padroeira do Espírito Santo. A procissão começa no Convento da Penha.

Outras manifestações religiosas do ES são a Festa de São Benedito, comemorada em vários municípios; A celebração dos Passos de Anchieta; a Festa de de Corpus Christi, em Castelo; e o circuito Caminhos da Sabedoria.

Festas religiosas no Espírito Santo

festa-da-penha-vila-velha-2014

É bonito de se ver! Velas em homenagem à padroeira do ES. | Foto: Arquivo Oscar Augusto

Festa da Penha

A Festa da Penha, em Vila Velha, é a terceira maior festa religiosa do Brasil, atraindo fiéis de todos os estados brasileiros.

A Festa da Penha fica atrás somente da Festa de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida (SP), e do Círio de Nazaré, em Belém, no Pará.

O mais fascinante da festa é a romaria dos homens, onde milhares de peregrinos percorrem 14 km em direção ao Convento de Nossa Senhora da Penha, ou simplesmente Convento da Penha – ES

A romaria dos homens é diferente da romaria das mulheres.

Elas fazem o percurso que vai do Santuário de Vila Velha até o Parque da Prainha, onde é celebrada uma missa.

Quando é comemorada a Festa da Penha?

O evento acontece todos os anos, oito dias depois do domingo de Páscoa, no Convento da Penha (romaria dos homens) e no sítio histórico da Prainha (romaria das mulheres).

Mais informações no site do Convento da Penha

Convento da Penha – ES

O Convento da Penha é um dos santuários religiosos mais antigos do Brasil, localizado no estado do Espírito Santo. O endereço é Rua Vasco Coutinho – Prainha, Vila Velha. O telefone é (27) 3329-0420.

convento-da-penha-1558

Um lugar abençoado em Vila Velha – ES | Foto: MV

O edifício do Santuário de Nossa Senhora, no Convento da Penha foi erguido em várias etapas desde 1558 por vários anos, num penhasco em parte intocada da Mata-Atlântica.

O Convento da Penha abriga o Museu de Nossa Senhora da Penha, raras coleções e objetos de arte que podem ser vistos pelas edificações, como os painéis de Benedito Calixto. Já em outro cômodo do convento temos a sala dos milagres com imagem de Nossa Senhora da Penha, esculpida por Carlo Crepaz.

  • Paneleiras de Goiabeiras – APG, em Vitória
convento-penha-cartao-postal

Para chegar no convento pega-se um van no portão de entrada. Custa R$ 3 ida e volta. | Foto: MV

Festa de São Benedito – em Serras (ES)

Por ouvir o guia de turismo contar foi uma das festas que me pareceu mais legais. A origem da Festa de São Benedito, contam, se dá a partir do naufrágio de um navio negreiro no litoral capixaba. Os náufragos pediram proteção a São Benedito e se agarraram ao mastro da embarcação, que os salvaram.

A festa do padroeiro da cidade tem celebrações a partir de 9 de dezembro, com a cortada do mastro. Depois o mastro segue em barco, sempre de nome Palermo, em homenagem à terra natal de São Benedito.

Nos dias 25 e 26 de dezembro, a Puxada e a Fincada do Mastro levam centenas de pessoas para as ruas do município de Serra, no Espírito Santo.

Nestes dois últimos dias de celebrações há a festa em si, ao som de batidas e bandas de congo, a multidão termina junto, com bebida, comidinhas típicas e shows e apresentações de artistas regionais.

Veja galeria de fotos no site da Prefeitura de Serra.

Turismo religioso no Espírito Santo

Igreja e Residência Reis Magos – Nova Almeida

igreja-nova-almeida-es

A igreja é muito bonitinha e tem uma visão panorâmica legal de Nova Almeida

janela-mosteiro-es

Localizada em Nova Almeida, a igreja foi construída a 40 metros do nível do mar para que os jesuítas que ali moravam pudessem apreciar toda a região.
janela-entrada-igreja

Estive lá e realmente a vista é linda e bastante ampla de qualquer janela do mosteiro.

A igreja foi construída com pedras de recifes, argamassa de barro, areia, cal de conchas e óleo de baleia. Tem chão de madeira, e as telhas todas de barro, feitas “nas coxas”.

Em 1943 a construção foi tombada como Patrimônio Histórico Cultural pelo Iphan.

Trilha Os Passos de Anchieta

O roteiro une-se a outros três existentes desse no mundo – o Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha; a Trilha da Terra Santa, em Jerusalém; e o Caminho de Roma.

A trilha compreende o trecho de 100 km entre Anchieta e Vitória, que José de Anchieta percorria regularmente duas vezes por mês. Ficou conhecido como “o caminho das 14 léguas” na antiga Vila de Nossa Senhora de Vitória, hoje a cidade de Vitória (ES).

O roteiro é composto de seis atrações entre monumentos, obras de artes e formações naturais que foram de alguma forma relacionado ao jesuíta José de Anchieta.

Quando acontece a trilha Os Passos de Anchieta?

Confira calendário com as datas de partida dos roteiros. Para mais informações no site da ABAPA – Associação Brasileira dos Amigos dos Passos de Anchieta – ES.

Ofício das Paneleiras de Goiabeiras

APG, em Vitória no Espírito Santo – ES

Conheça as Paneleiras de Goiabeiras, no Espírito Santo!

Há quem diga que uma mariscada, moquequinha e, principalmente a moqueca capixaba feita nas tradicionais panelas de barro têm gosto infinitamente superior às demais formas de preparo. Este toque artesanal na culinária capixaba deve-se em grande parte ao trabalho desenvolvido pelas Associação das Paneleiras de Goiabeiras.

Já há algum tempo que a produção de panelas de barro do Espírito Santo deixou de ser um segredo. Uma viagem para Vitória que não inclua no roteiro uma visita ao galpão das Paneleiras, no bairro das Goiabeiras, bem pertinho do aeroporto, perde muito!

O ofício das Paneleiras de Goiabeiras: confecção das panelas feitas com o barro do Vale Mulembá foi herdado desde as primeiras tribos tupi-guarani e una que habitavam a região.

Paneleiras de Goiabeiras

paneleiras-artesa-blog

artesã, sorri enquanto “facilmente” confecciona panelas de barro.

Todo o processo de confecção das panelas de barro, desde a extração da argila, modelagem, secagem e raspagem é feita pelas artesãs. A atividade, com mais de 4 séculos, sempre foi estritamente feminina. Essas são as Paneleiras de Goiabeiras.

E hoje tornou-se um projeto de produção de riqueza cultural, imaterial e também desenvolvimento e reconhecimento para estas mulheres, que têm na venda das panelas (até para o exterior) o sustento da família e estudo para os filhos.

São cerca de 120 famílias que vive da produção e venda das panelas. Percebi que o trabalho é muito simples e 100% artesanal, mas aos poucos as paneleiras começam a produzir para o turismo e criam souvenirs e pequenos objetos com a mesma argila, como cofrinhos, cinzeiros, mini panelinhas, casquinha de siri, cumbucas e travessas.

É possível comprar panelas grandes por R$80; R$70 ou R$50. Já as travessas e tigelas custam R$7; R$12 ou R$15. Os “mimos” como casquinhas de siri feitas, panelinhas e potinhos feitos com o barro variam entre R$4; R$5 ou R$7. Vale a pena!

Um alerta para a arte das Paneleiras de Goiabeiras (ES) é o fato de que o barro do Vale Mulembá, primordial para a produção das panelas, é finito e geólogos ainda não encontraram outro lugar no Estado para a extração da argila.

É uma luta! O reconhecimento pelo e registro no Iphan como Bem Cultural de Natureza Imaterial e Patrimônio Cultural Brasileiro foi apenas uma vitória da luta destas mulheres.

Como chegar?

manguezal-goiabeiras

Do manguezal que margeia o Galpão das Goiabeiras se extrai a casca da Rhysophora mangle (mangue vermelho) de onde é feita a tintura impermeabilizante de tanino para pintar as panelas.

Se decidir alugar um carro no aeroporto, siga na direção nordeste e vire à esquerda à Av. Fernando Ferrari. Na rotatória, pegue a 4ª saída para a Av. Fernando Ferrari. Após 2 km vire à direita na R. Leopoldo Gomes de Salles, pegue a esquerda e chegue no destino. Consulte o Google Maps para se localizar melhor!

Endereço: Ruas das Paneleiras, 55 – Goiabeiras – Vitória (ES). A Associação está aberta para visitação turística de segunda à sábado, de manhã até o finalzinho da tarde.

O telefone das Paneleiras de Goiabeiras é (27) 3327-0519.

Panelas das Paneleiras de Goiabeiras

Panelas de ferro produzida pelas Paneleiras de Goiabeiras, no ES.

Panela de barro capixaba ou Panela de ferro mineira?

Você costuma cozinhar? Aprecia a culinária e gastronomia? Leia também um relato quando estivemos em viagem pelo Mercadão no centro de Belo Horizonte! Lá há panelas de ferro que variam entre R$25 e R$125. E aí surge a discussão – Qual a melhor panela da cozinha brasileira? A Panela de barro capixaba ou a panela de ferro mineira?

Uma viagem gastronômica: bandeiras de países feitas com ingredientes típicos!

O site O Tempo tem um artigo “Com qual panela eu vou?” que é bem legal e dá algumas dicas e elenca as características de cada tipo de panela. Segundo o site, a panela de barro é mais versátil, podendo ir ao forno, o que mantém os alimentos aquecidos por mais tempo. O alerta fica para a origem do barro da panela, pois há riscos de contaminação.

Já as panelas de ferro têm a vantagem de enriquecer com ferro ensopados, molhos e refogados. Evite, no entanto, frituras por imersão e cozimento de vegetais. Para evitar ferrugem é preciso secar na chama do fogão antes de guardar, sempre com um fio de óleo no interior. Eu não sabia disso! Santo Google!

* Viajamos à convite da Secretaria de Turismo do Estado do Espírito Santo em parceria com o Sebrae/ES.

Onde comer em Vitória?

Ilha das Caieiras e a melhor casquinha de siri capixaba

A seguir apresentamos guia de restaurantes baratos em Vitória. A Ilha das Caieiras, em especial é um lugar bom e barato para comer em Vitória – ES.

Aliás, o Estado do Espírito Santo oferece uma culinária de tirar o chapéu e pratos deliciosos como a moqueca capixaba, a mariscada, a torta capixaba e, claro, a tradicional casquinha de siri. Come-se muito bem na Grande Vitória, seja nas montanhas ou nas praias.

A Ilha das Caieiras é um bom exemplo de como o turismo é mal explorado no Brasil.

A famosa moqueca capixaba costuma ser servida acompanhada de casquinha de siri como entrada. Sou um amante de carne de siri e experimentei, durante minha viagem à Vitória, casquinha de siri em três restaurantes – Mirante da Ilha, na Ilha das Caieiras;  Moqueca do Irmão, em Guarapari; e Maria Mariana, em Manguinhos.

O lugar tem um baita potencial turístico no litoral do Espírito Santo, mas além de difícil acesso e má sinalização, o lugar ainda é feio e perigoso, especialmente após o lindo pôr-do-sol do lugar.

A Ilha das Caieiras tem se tornado um pólo do turismo gastronômico de Vitória, com 14 restaurantes, mas considerei os preços caros para Vitória, sem pesar o fato da falta de infraestrutura turística.

  • Paneleiras de Goiabeiras – APG, em Vitória

Não brinco quando penso que o lugar poderia facilmente estar bem próximo de ser um Puerto Madero (Buenos Aireas), mas falta muita coisa. A comparação não é válida. O atendimento é razoável, os preços caros…

Antes de “subir o morro”, onde estão localizados alguns dos restaurantes da Ilha das Caieiras, você poderá visitar e conhecer o Museu do Pescador, como é popularmente conhecido o Museu Histórico da Ilhas das Caieiras “Manoel dos Passos Lyrio”.

O museu fica ali, logo na entrada das Caieiras. Não fui, faltou interesse e tempo. Todavia, uma dica cultural de viagem!

Restaurantes em Vitória, ES

porto-ilha-das-caieiras-es

Vitória tem muitos cantinhos bons para comer bem, a Ilha das Caieiras é um. Mas não pense em jantar!

Mirante da Ilha

Fizemos a refeição no restaurante Mirante da Ilha. Como parece de praxe no Espírito Santo, fomos servidos de casquinha de siri como entrada. O preço da casquinha de siri no restaurante Mirante da Ilha custa R$12,50. Apesar da cor um pouco escura da carne do siri, a apresentação do prato é bonita e acompanha uma farofinha muito gostosa!

– A melhor casquinha de siri do Espírito Santo

a moqueca, uma das melhores que comi em Vitória, custa entre R$62 (moqueca de cação), R$75 (moqueca de badejo) e R$135 (moqueca de camarão VG). Apenas para petiscar e ver o pôr-do-sol no mirante da Ilha de Caieiras, peça a porção de bolinho de bacalhau por R$25 ou ostras ao vinagrete por R$35. A batata frita sai por R$12.

Achei o tempero da moqueca capixaba um pouco forte e exagerada no coentro, mas muito boa! Sugiro ir ao local apenas para conhecer, tomar uma cerveja Original a R$8 (falei que era caro) ou a Skol/Brahma por R$7 e tirar fotos do pôr-do-sol, sem dúvida um dos mais bonitos do Espírito Santo.

por-do-sol-caieiras

Um dos melhores lugares para fotografar o pôr do sol no Brasil! | Foto: Vitor Campos

Como chegar? O desafio do turismo sem sinalização!

Chegamos fácil no local pois estávamos com ônibus da excursão da Setur do ES e guias de turismo, mas pela janela do ônibus vi que as construções ao redor eram, em sua maioria, casas sem reboco e ruas bem estreitas entres subidas e descidas. Se for de carro, antes de ir veja bem no Google Maps, mas na boa, vá de táxi, e durante o dia!

Durante o passeio pelo atracadouro, conversei com o Altier – ele é de lá, do blog Pé na Estrada, e confirmou que realmente há investimento para desenvolver o turismo na região, com qualificação profissional dos donos dos restaurantes junto ao Sebrae/ES e também melhorias na infraestrutura do bairro, mas que o lugar ainda é perigoso e mal sinalizado.

Não tenho dúvida de que seja fácil, fácil conseguir maconha por entre as ruelas e vielas do bairro. Outros blogs também relatam experiências ruins de sinalização turística para se chegar ao local, que já possui 14 restaurantes e outras barracas.

Serviço:

Endereço: Rua Felicidade Correia dos Santos, 953, Ilha das Caieiras, Vitória.

Telefone: (27) 3323-7801 | Aberto de terça a domingo, das 10h às 17h.

Outras viagens!

A Pobreza Fascinante da Ilha das Caieiras via @rotascapixabas

Ilha das Caieiras é ‘oásis’ na periferia e uma das bases culturais de Vitória via @g1es

Ilha das Caieiras: restaurantes

Falo agora para vocês o que achei e qual a melhor casquinha de siri capixaba!

Mirante da Ilha

mirante-da-ilha-casquinha

Casquinha de siri com vista da Ilha Caieiras

A primeira vez que comi a casquinha de siri por terras capixabas foi no restaurante Mirante da Ilha, na Ilha das Caieiras.

Uma curiosidade do bairro são as mulheres desfiadeiras de siri da Ilha das Caieiras, que preservam técnica tradicional de preparo de crustáceos em trabalho cooperado desde 1999.

O restaurante Mirante da Ilha serve a casquinha com farofa e vinagrete pelo preço de R$12,50.

A carne estava com um cor mais escura, talvez por conta de algum tempero, mas a apresentação do prato é bem exótica, com a carne dentro da carcaça do “sirisinho” acompanhado de farota e molho vinagrete.

Minha avaliação: 9 para apresentação; 8 para o sabor; 8 pelo atendimento; 8 pelo lugar e 10 pelo preço.

Serviço:

Endereço: Rua Felicidade Correia dos Santos, 953 – Ilha das Caieiras – Vitória.

Telefone: (27) 3323-7801

Moqueca do Irmão

A casquinha de siri no restaurante Moqueca do Irmão foi a que achei mais sem graça dentre os três lugares que conheci, tanto que nem tirei foto. O lugar é um pouco abafado na área interna, o bom mesmo é aproveitar as mesinhas que tem do lado de fora, com visual para a Praia de Meaípe logo ali na frente!

A casquinha de siri também acompanha farofa e vinagrete. Custa R$12,50.

Minha avaliação: 7 para apresentação; 8 para o sabor; 9 pelo atendimento; 8 pelo lugar e 10 pelo preço.

Serviço:

Endereço: Rua Beira Mar, 42 – Meaípe – Guarapari – ES

Telefone: (27) 3272-0391

Maria Mariana

casquinha-siri-maria-mariana

A melhor casquinha de siri que comi no ES, servida em louças de barro.

O restaurante Maria Mariana é uma graça e foi lá que comi a melhor casquinha de siri durante minha viagem à Vitória!

A apresentação do prato é extremamente original, e exalta as tradições capixabas ao ser servido em prato e cumbuca de barro, além de uma tigelinha em forma de siri.

O tempero da carne é muito saboroso, só faltou um vinagrete, que não acompanha. O preço é R$13,50.

Minha avaliação: 10 para apresentação; 10 para o sabor; 10 pelo atendimento; 10 pelo lugar e 9 pelo preço.

 

Serviço:

Endereço: Av. Atapuã, 638 – Manguinhos – Serra – ES.

Telefone: (27) 8826-2441

* Viajamos à convite da Secretaria de Turismo do Estado do Espírito Santo em parceria com o Sebrae/ES.

Sobre Danilo Hadek

Antes de começar o Muita Viagem, fui Relações Públicas e Comissário de Voo. Vivi no Canadá, fiz longas viagens nos Estados Unidos e alguns roteiros na Europa. Já estive em todas as capitais do Brasil, e em mais de 20 países pelo mundo. Quero conhecer o Oriente Médio, África e Ásia.

Um comentário

  1. Priscila - Imóveis Vitória

    Muito legal poder voltar na cidade em que você deu seus primeiros passos, exatamente trinta anos depois, deve ter sido emocionante, mesmo que voce nao se lembre muita coisa daquela epoca né? haha, deve ter sido incrivel…

Deixe uma resposta

O e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.