fbpx
Home / Antes da Viagem / Guia completo de como fazer um mochilão barato pela Europa
roteiro de viagens e turismo na Europa

Guia completo de como fazer um mochilão barato pela Europa

Gabriel Soares

Criador do aplicativo Anemoi e viajante

A Europa é um continente incrível, cheio de história, paisagens lindas e atividades inesquecíveis.

Não é à toa que este é, de longe, o continente que mais recebe turistas no mundo. Sua enorme concentração de países e cidades incríveis em um espaço pequeno e sua infraestrutura extremamente desenvolvida faz com que este continente seja também uma das destinações prediletas de mochileiros do mundo todo.

Tendo morado na França por mais de quatro anos, eu aproveitei cada oportunidade que tive para viajar e fazer mochilões pelo continente inteiro. Ao todo foram 17 países e mais de 30 cidades visitadas. Durante essas viagens eu pude aprender e aperfeiçoar a minha maneira de planejar meus mochilões para tirar o máximo proveito pelo menor preço.

Canais de Amsterdam

Os canais são um dos charmes dos Países Baixos. | Foto: MV

Neste guia de mochilão pela Europa, eu apresento as técnicas e ferramentas que eu uso para planejar cada viagem que eu faço e que podem ajudar você também a planejar o mochilão europeu dos sonhos.

O guia é dividido em quatro partes que consistem nas quatro etapas essenciais para planejar qualquer viagem: escolha dos destinos, transporte, acomodação e atividades. Ele é apresentado nesta ordem específica pois eu acredito que esta é a melhor ordem para planejar uma viagem, porém cada seção é autocontida, então sinta-se livre para pular diretamente para a seção que lhe interessa.

Escolhendo os melhores destinos

A primeira etapa (e, muitas vezes, a mais difícil) de qualquer plano de viagem é decidir os destinos que serão visitados. Esta etapa é especialmente difícil porque existem muitos fatores que podem influenciar a decisão como preço, atividades, clima, entre outros. Porém, se dividirmos este processo em etapas, podemos tomar uma abordagem de eliminação e diminuir bastante nossas opções, o que torna a escolhe muito mais fácil.

A data na qual a viagem irá acontecer é a primeira coisa a se levar em consideração, pois vai definir qual será o clima no continente durante a viagem. É importante lembrar que a Europa fica no hemisfério norte e portanto tem as estações contrárias às do Brasil.

VERÃO

Grutas azuis na Grécia

O verão é, sem dúvidas, a melhor época para quem pretende ir a festas ou aproveitar as belezas naturais do mar mediterrâneo. Se este é seu objetivo, eu recomendo pesquisar sobre os locais no sul da Espanha (Barcelona, Alicante, Ibiza), sul da França (Marseille, Nice, Córsega), costas e ilhas da Grécia e da Croácia (Santorini, Mykonos, Split, Dubrovnik, Trogir e muitas outras). As opções são tantas que esta seção mereceria um post inteiro para si.

Porém, se você prefere uma viagem aconchegante, romântica, recheada de belezas geladas, vinho quente e queijo derretido, terei de recomendar passeios pelos alpes Franco-Suíços e pelas terras nórdicas. Tenha em mente que esta viagem poderá ter um custo mais elevado que o normal. No caso dos Alpes Franco-Suíços minhas principais recomendações são Chamonix, Annecy e Lucerne.

E no caso dos países nórdicos, as capitais Copenhague, Estocolmo e Oslo (não esqueça de checar o famoso caminho de trem de Oslo a Bergen passando pelos incríveis fiordes noruegueses).

Os Alpes franceses merecem estar no roteiro de um mochilão pela Europa

Pôr do sol em estação de ski nos Alpes Franceses

Para todos os outros tipos de viagem, eu recomendo escolher o outono e a primavera para evitar temperatura extremas e tirar o melhor proveito da viagem.

Caso o custo seja um fator importante para a sua viagem, tente evitar lugares como o Reino Unido, a Suíça e os países nórdicos e dê preferência a lugares como o leste Europeu, Portugal, Espanha e Itália.

Se o seu objetivo é conhecer locais históricos, o continente inteiro é o seu catálogo, tudo dependerá de qual história você deseja conhecer.

Alguns exemplos interessantes são: Alemanha, Polônia e Holanda para entender mais sobre a segunda guerra mundial; Espanha, França, Escócia, Romênia para encontrar castelos medievais; Veneza e Florença para saber mais sobre o Renascentismo; entre muitas muitas outras opções.

Esta seção mereceria também uma série de posts só para si. O mesmo vale para a comida, cada região possui sua própria cultura gastronômica e a proximidade entre elas nos permite experimentar várias em uma única viagem.

História, culinária e vida noturna misturam-se em um bom roteiro de mochilão pela Europa

É impossível listar todas as possibilidades deste continente. Felizmente, existem algumas ferramentas que podem nos ajudar a selecionar os destinos mais adequados.

Ferramentas para o mochilão na Europa

O site European Best destinations agrega informações de centenas de cidades ao redor da Europa e as divide em categorias que podem interessar os viajantes (praianas, ao redor da natureza, românticas, culturais, etc).

Além de ser uma excelente maneira de buscar ideias de destinos, o site também apresenta um resuminho sobre cada cidade e suas principais atrações. É uma ótima maneira de conhecer um pouquinho mais sobre cada destino antes da viagem.

European Best Destinations

O site Nomadlist tem como objetivo rankear as melhores cidades do mundo para se morar.

O site possui, para cada cidade, pontuações (de 1 a 5) em dezenas de categorias diferentes como custo, segurança, vida noturna, clima, tolerância com estrangeiros e muitas outras. Apesar de o site focar em pessoas que possuem o desejo de se mudar para uma das cidades, a sua ferramenta de procura de cidades é muito útil para quem está planejando uma viagem e gostaria de filtrar as possibilidades.

Nomadlist

Meios de Transporte

Destinos escolhidos, é hora de escolher os meios de transporte. Eu aconselho sempre reservar os meios de transporte antes de escolher as acomodações pois os preços dos meios de transporte variam mais intensamente de acordo com a data, e você pode assim flexibilizar seu plano para escolher a melhor rota pelo melhor preço.

Mais uma vez, a Europa apresenta inúmeras opções para escolhermos. Com malhas ferroviárias e rodoviárias desenvolvidas e aeroportos em cada grande cidade, não há apenas um caminho entre uma cidade e outra mas vários.

Aqui, mais uma vez, vai depender das prioridades de cada um. Se os destinos são mais afastados um do outro e viagens rápidas a um custo razoável são sua prioridade, o avião é a melhor escolha.

Alguns trajetos aéreos chegam a ser mais baratos do que viagens de ônibus. Porém se o objetivo é uma viagem tranquila, confortável e com a possibilidade de observar as paisagens, trens são o ideal, porém preste atenção pois seus preços podem ser elevados. Por fim, caso conforto não seja uma prioridade mas sim a economia, ônibus e caronas são a melhor opção.

Para ajudar a encontrar as melhores rotas eu separei cinco ferramentas bem diferentes e complementares que podem ser usadas em conjunto.

ANEMOI

Anemoi é uma ferramenta nova que tem a proposta de calcular automaticamente a melhor ordem e as melhores datas para viajar.

É muito simples de usar, basta informar os possíveis pontos de partida e chegada (o seu ponto de partida pode mesmo ser o Brasil), listar todas as cidades que deseja visitar, e dizer por volta de quantos dias gostaria de ficar em cada uma das cidades. A ferramenta não somente irá encontrar a ordem mais parada para visitar cada uma das cidades como também as melhores datas para viajar entre elas. O único inconveniente é que, por enquanto, o Anemoi só é capaz de encontrar voos, então é uma ferramenta para aqueles dão preferência ao avião.

Anemoi

Antes conhecido como GoEuro, Omio é uma ferramenta que possui dados de todos os meios de transporte que eu citei acima. A sua proposta é que para qualquer trajeto que você quiser (entre qualquer cidade da Europa e qualquer outra) ele encontrará uma maneira de ir. Seja diretamente, ou através de uma combinação de trens, ônibus e aviões, o Omio será capaz de encontrar um caminho entre duas cidades.

Omio

EURAIL

Ideal para quem deseja fazer a clássica Eurotrip de trem, a Eurail é uma empresa com acordos com companhias de trem da maioria dos países europeus. A empresa oferece diversos tipos de passes que te permitem embarcar em quantos trens desejar em um determinado período, desde que respeite as regras de reserva de cada companhia. Os passes possuem diferentes formatos; enquanto alguns te permitem viajar um número limitado de dias dentro de um certo período, outros te permitem viajar quantas vezes quiser no período de validade do passe. A escolha do passe certo vai depender das particularidades de cada viagem.

Eurail

A Flixbus é uma empresa de ônibus que recentemente forçou diversas empresas de ônibus europeias a baixarem seus preços. Não há maneira melhor de definir a empresa do que uma low-cost das viagens de ônibus. A sua frota é gigantesca e as opções de trajetos igualmente. Caso você pretenda viajar de ônibus, pesquisar no site da Flixbus deve ser sempre o seu primeiro reflexo. A empresa também possui uma oferta combinada chamada Interflix que consiste em cinco trajetos por 99,00 euros, totalizando 19,80 euros por trajeto, desde que os trajetos sejam diretos.

Flixbus

Finalmente, se você gosta mesmo é de conversar com locais e conhecer mais sobre suas histórias, a empresa BlaBlaCar pode ter a melhor opção para você. O sistema de caronas pagas, que atualmente opera também no Brasil, já é extremamente consolidado na Europa e possui milhões de usuários. É muito provável que alguém esteja fazendo exatamente o trajeto que você precisa, exatamente na data que você precisa, vale a pena dar uma conferida. E o melhor de tudo é que esta é definitivamente a opção mais barata de todas as citadas.

BlaBlaCar

Acomodação

Uma vez que os meios de transporte foram decididos, é hora de decidir a acomodação. Esta é uma das etapas mais fáceis pois envolvem muito menos variáveis. A regra é simples: se você não planeja alugar o próprio meio de transporte, como um carro por exemplo, é melhor ficar perto do transporte público. Felizmente a Europa possui um transporte público desenvolvido com a maioria das grandes cidades possuindo um extensivo sistema de metrô.

A coisa mais importante a se perguntar aqui é o nível de conforto e a experiência desejada. Dependendo da resposta, uma das quatro ferramentas a seguir deve ser suficiente para que você encontre a acomodação ideal.

Hostels, ou Albergues, são a opção primária para quem está viajando com um orçamento reduzido. Apesar de você dividir o quarto e o banheiro com outras pessoas, alguns hostels levam muito a sério o conforto de seus hóspedes e oferecem ótimas experiências por preços acessíveis. Muitos oferecem café da manhã de qualidade incluso e descontos em bares e atrações. O Hostelworld é uma das melhores ferramentas para encontrar hostels de qualidade e filtrar as opções de acordo com os seus critérios.

Hostelworld

Os mochileiros de plantão provavelmente já conhecem o Couchsurfing. Ele se trata de uma rede social de viajantes e mochileiros onde você pode hospedar e ser hospedado gratuitamente. A contrapartida? Compartilhar experiências. É sem dúvidas a melhor maneira de conhecer pessoas locais, fazer novos amigos, receber dicas sobre cada lugar e ainda economizar na acomodação; opção preferida dos aventureiros.

Couchsurfing

Uma das empresas mais conhecidas no mercado de hospedagem, o Booking agrega informações sobre hotéis, hostels e apartamentos de aluguel (ao estilo AirBnb) em uma única plataforma. A empresa também oferece diversas opções de filiação que oferecem descontos e vantagens para os viajantes frequentes.

Booking.com

AIRBNB

A famosa startup dos aluguéis de curta duração já é tão onipresente que praticamente dispensa apresentações. Se você deseja uma acomodação mais completa com a opção de poder cozinhar em casa e desfrutar de um apartamento completo durante a viagem, AirBnb é a melhor opção.

O segredo aqui é que quanto maior for o grupo que está viajando, maiores as chances de o AirBnb realmente valer a pena (chegando muitas vezes a ter um preço por pessoa menor do que hostels).

AirBnb

Atividades

Com tudo planejado e reservado, chegou a hora da melhor parte, planejar o tempo que você vai passar em cada um dos lugares. Provavelmente a essa hora você já deve ter uma ideia do que cada cidade pode lhe oferecer. De qualquer forma, eu separei algumas ferramentas que podem te ajudar a ter ideias para aproveitar o tempo da melhor maneira possível.

Muito conhecido pelos viajantes, o TripAdvisor é a primeira ferramenta que eu acesso quando estou planejando meu tempo na cidade. Nele você pode ver quais são as principais atrações de cada cidade, as mais populares e as mais bem avaliadas. Além disso, o site possui um catálogo extensivo de restaurantes e atividades alternativas, tudo isso alimentado pela sabedoria popular da internet.

TripAdvisor

AIRBN EXPERIENCES

Recentemente a AirBnb começou a expandir suas ofertas para incluir mais opções para os viajantes, o AirBnb Experiences é uma dessas iniciativas. Nele, os habitantes locais podem oferecer seus serviços para os viajantes a um preço acessível. As atividades no site são realmente variadas, incluindo coisas como ensaios fotográficos, shows musicais, passeios históricos e alternativos, pub crawls e muito mais. Vale a pena dar uma olhada no que o site tem a oferecer.

AirBnb Experiences

Walking Tours gratuitos é algo muito comum em cidades turísticas. A proposta é simples, você participará de um passeio em grupo com um guia que conhece muito sobre a cidade e a sua história. No fim do passeio você pode pagar o valor que achar mais adequado para o tour.

Se você gosta de conhecer um pouco mais sobre a história dos lugares que visita, recomendo checar se não há um Walking Tour disponível.

Free Walking Tours

 

Em cidades turísticas, é muito comum algumas atividades serem extremamente caras e não terem tanto valor como prometido, são as famosas tourist traps. Com a proposta de te ajudar a escapar dessas armadilhas, o site Like a Local oferece um catálogo com as melhores dicas dos moradores locais da cidade. Vale a pena consultar o site, principalmente se você deseja ter um gostinho de como é a vida dos moradores locais.

Like a Local

Conclusão

Infelizmente, é impossível planejar todos os mínimos detalhes de uma viagem perfeita, afinal toda viagem é única e imprevistos acontecem, mas é isso que faz o ato de viajar tão mágico. Neste post eu tentei condensar um pouco do que eu aprendi sobre planejamento de viagens nesses quatros anos morando na Europa, aproveitando todas oportunidades que tive para viajar.

lista de dicas e ferramentas acima está longe de ser exaustiva e é apenas a maneira que eu encontrei de planejar as minhas viagens e que funciona melhor para mim. Outras pessoas podem ter maneiras totalmente diferentes de planejar suas viagens. De qualquer forma, eu espero que você tenha aprendido algo novo e que possa incorporar uma ou mais dicas quando estiver planejando o seu mochilão europeu.

Gustavo

Vamo? Vamo! (ou não).

Comente aqui

O seu e-mail não é publicado. Preenchimento obrigatório *

*